História Morta por dentro. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Violencia
Exibições 14
Palavras 348
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Isso meio que tá "pessoal"
sei lá...só me inspirei numa "the treta" que aconteceu na minha vida

E agora eu me sinto morta por dentro



Me desculpem...

Capítulo 1 - Capitulo único


Fanfic / Fanfiction Morta por dentro. - Capítulo 1 - Capitulo único

Essa é a história de como eu morri.

Como eu me destruí.

Como meu desejo, de uma hora para outra foi de queimar tudo.

Eu tinha acabado de chegar da escola.

Minha mãe estava estranha, com algo triste nos olhos

-Que foi?

-Seu pai

-Meu pai?

-Filha, você sabe, depois da nossa separação, não teve brigas. Mas acho que ele casou com um monstro

-O que? por que?

-Ele desistiu de cuidar de você, bebê, aquele demônio o convençeu...

-Do que?

-Ele parou com tudo, desistiu de pagar mais nada seu, não quer mais nada de compromisso...

-Mas ele prometeu...

-Eu sei...mamãe vai dar um jeito, tá bom?

-Eu não quero que você dê um jeito, quero que ele seja meu pai, porra, é pedir muito?

-Bebê...

-Preciso de um minuto.

Corri para o meu quarto. E chorei, tipo, pra caralho.

Eu não queria o dinheiro dele, só queria ter ao menos uma certeza, uma, de que ele ao menos se importava comigo...

Já não nos falavamos a dois meses. Eu o contrariei, disse que não ia morar com ele e Com...ela...ela queria me mudar, ela me odiava. tinha ódio de sempre saber que eu era a Primeira pessoa na sua vida.

Não me arrependo por completo...mas é foda sentir isso.

Afundei minha cara no travesseiro e gritei, o mais alto que eu podia.

Meu rosto estava um desastre, inchado, vermelho.

E minha mente? girando e girando. Estava em ruínas, eu não aguentava saber que ele me Trocou por, sejamos sinceros, sexo.

Amor não existia ali.

Só um corpo perfeito, e malícia, e claro, dinheiro.

Não...isso não é real.

Um corpo desenhado...ele me trocou por isso, ele me amava.

Eu me lembro...era legal...era legal saber que eu tinha um herói.

Eu tinha um herói.

Ele me deixou de me amar...mas não tem problema...eu sempre vou ter as lembranças...elas me fazem sofrer...mas eu sei como acabar com isso...

Então deixei que a corda em meu pescoço arrancasse a vida do meu corpo...

Assim, não ia restar mais nada, além de um corpo se decompondo por dentro e por fora


Notas Finais


novamente, me desculpem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...