História Mortal Eyes- Quadrilogia - Capítulo 81


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Areia de Ferro (Satetsu), Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Choumei, Chouza Akimichi, Darui, Deidara, , Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Gyuuki, Haku, Han, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Indra Otsutsuki, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Isobu, Itachi Uchiha, Izuna Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kagami Uchiha, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kimimaru, Kisame Hoshigaki, Kokuou, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Matatabi, Mei, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Omoi, Oonoki, Orochimaru, Pain, Pakura, Pein, Personagens Originais, Rikudou Sennin, Rin Nohara, Rock Lee, Roshi, Sai, Saiken, Sakon & Ukon, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shin Uchiha, Shino Aburame, Shisui Uchiha, Shizune, Shukaku, Son Gokuu, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Utakata, Yagura, Yahiko, Yamato, Yugito Nii, Zabuza Momochi, Zetsu
Tags Artes Marciais, Assassinatos Brutais, Carnificina, Cenas Traumatizantes, Comedia, Crossover, Dark Fic, Destruição Em Massa, Drama, Eichii, Fantasia, Folosofia, Harem, Hentai, Horror, Imersão, Jiratsu, Naruhina, Narusaku, Narutayu, Naruto, Revelaçoes, Sasusaku, Sexo, Super Power, Survival, Suspense, Terror, Tragedia, Universo Alternativo
Visualizações 175
Palavras 10.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shounen, Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Iai galera desculpem a demora, eu terminei o capítulo final, porém ele ficou gigantesco, foram masi de 35 mil palavras e por isso eu tive de dividi-lo em três se não vocês iriam até se cansar de ler. Espero que gostem, daqui a dois dias postarei a segunda das três partes ^-^

Capítulo 81 - Cap15- Final parte 1: Foi pra isso que você nasceu


Fanfic / Fanfiction Mortal Eyes- Quadrilogia - Capítulo 81 - Cap15- Final parte 1: Foi pra isso que você nasceu

O que aconteceu até agora:

 

Tudo estava perfeito na vida de Naruto e talvez por isso mesmo nada mais fizesse sentido, ele javia se tornado o Sétimo Hokage de Konoha e era casado com a lider do clã Hyuuga. Com ela javia tido dois filhos fora a sua filha Kazume que o mesmo tivera com Tayuya, não haviam mais crimes entre as nações e todos os problemas eram resolvidos sem que nem mesmo ele tivesse que suar para isso. Com tudo isso o que o loiro começou a sentir em si foi um completo vazio que o enchia de tristeza, mesmo com toda a felicidade que o cercava. Não havia sentido em tudo aquilo, nada de bom poderia existir sem algo de ruim para equilibrar. Parecia ser implicancia de sua parte procurar algo ruim em um mundo tão bom, mais foi aí que se deu conta de que poderia existir uma explicação e usando de seu sharingan ele realizou um jutsu chamado Izanagi que sacrificava a visão de um de seus olhos em troca de uma nova chance e foi aí, Hinata, Itachi, Sasuke, Himawari, Boruto e Kazumi tentaram impedi-lo, mais as palavras não foram suficientes e o loiro desintegrou seu corpo e ainda que fizesse em pó o mesmo abriu seu olho esquerdo ativando então o Izanagi. Segundos depois-estes que pareceram horas- Naruto abriu seus olhos e qua do deu por si via a frente um mundo totalmente diferente daquele que por anos estivera acostumado a presenciar. Ao seu lado dois corpos jaziam no chão, somente em ossos e ele os reconheceu imediatamente. E teve certeza naquele instante de que os sonhos que tivera eram na verdade lembranças de um passado não muito distante. Atrás de si surgiu o lendário mestre ilusório, Shisui e o ajudou a levantar-se. O Uchiha o protegia de ser novamente pego pelo Tsuki no me usando seu susanno'o e assim o guiou para o local onde seus aliados estavam. Chegando lá o jovem Uzumaki encontrou nada mais nada menos do que Itachi, Sasuke, Orochimaru, Yamato e Sai. Os mesmos naquele castelo no país da grama se escondiam para que Madara não os encontrasse, de forma que ocultavam ao máximo seus chakras. O loiro da boca deles escutou toda a verdade e por tudo o que passaram e Orochimaru revelou a ele seu plano, um cheque mate que poderia salvar todo o mundo e evitar que o lendário Uchiha vingador renascesse. Naruto ainda que com receio aceitou tal oferta e o olho controlador de tempo de Shisui lhe foi dado, com isso ele voltou ao passado, tal feito que não duraria mais do que um minuto.

 

O momento era o mais importante, pois desembarcou em sua luta marco contra seu melhor amigo, Uchiha Sasuke, e assim acelerado no tempo ele encobriu seu eu passado em seu Jutsu e revelou a ele todos os segredos e consequências do futuro se ele fizesse certas escolhas. Seu eu passado se viu impressionado e deveras triste ao encarar o futuro daquele mundo e com determinação prometeu cumprir com a promessa que seu futuro eu fizera para que assim a perca daquela versão de bilhões de pessoas não fosse em vão. E assim sorrindo e permitindo a si mesmo derramar uma única lágrima viu a seu futuro eu, que em sua opinião fora um frande herói, desaparecer por completo à até que não mais existisse. Depois daquele encontro o tempo novamente se pôs a correr com a certeza de que dali em diante tudo seria feito diferente e Sasuke com seu golpe armado finalmente baixou o punho e um gigantesco dragão de raios chamado por ele de "Kirin" desceu numa velocidade alucinante em direção à Naruto. O loiro rápido como nenhum outro ainda antes que a fera tempestuosa caisse sobre si, ergueu o rosto para seu amigo e derramando lágrimas de sangue se viu encoberto por um espesso chakra de cor acinzentada. Uma emorme explosão se fez e sua luz cegou momentâneamente a todos que por perto estavam e tiveram que por reflexo cobrir os olhos. Quando a poeira finalmente braixou um Humanoide de chakra que possuia somentes suas partes do tórax para cima apareceu e portando duas armas e dois escudos o mesmo parecia em posição de defesa. O olhar do Uzumaki mudou e em poucos minutos ele derrotou seu antigo time, humilhando a Sasuke e eliminando qualquer chance de vitória aos restantes. Depois daquilo o loiro se foi, junto à Tayuya e Karin suas companheiras de equipe e assim como ele sobreviventes do clã Uzumaki. A equipe de Kakashi retornou a vila de Konoha e lá reportaram à Hokage que Naruto havia cortado todos os seus laços com a aldeia da folha e também com o país do fogo. Novos sentimentos se afloraram, em Kakashi o de amor por aquele menino que para ele era como um irmão mais novo, para Sakura, admiração pelo jovem que sempre fora de fato seu melhor amigo e em Sasuke um ódio que não lhe cabia medir e que era muito maior do que o que sentia por seu irmão Itachi.

 

Ao chegar ao castelo e sede da aldeia do som o Uzumaki sem pestanejar disse que havia derrotado à Sasuke, e que o Uchiha mesmo forte ainda não era páreo para si, e questionou seu sensei sobre a organização de nome Akatsuki sibre a qual uma vez o moreno mencionara. O sennin então revelou a ele alguns detalhes e desconfiado interrogou a Naruto sobre o porque de tais perguntas. O loiro então sabendo que não poderia esconder de seu professor, acabou por revelar a ele tudo o que seu eu futuro fizera e Orochimaru entendeu. Com destreza o Uzumaki formulou um plano para acabar com o plano olho na lua da organização da névoa matutina e recebeu a autorização do kage do som para agir. Assim sendo ele montou um grupo de outro três shinobi que tinha como objetivo convencer os jinchurick a deixarem suas vilas e os conduzir à um novo lugar, uma nova aldeia, que não poderia ser encontradas pelos Akatsuki e menos ainda pelas outras nações. Com o cessar do poderio bélico que os jinchurick significavam para as vilas ninja, as nações não mais teriam forças para irradiar novos conflitos umas com às outras e as guerras finalmente cessariam de vez. O grupo do loiro foi composto por Kimimaru Kaguya, Tayuya e Karin ambas do clã Uzumaki. E assim partiram dali indo para Iwagakuri onde teriam de convencer o primeiro dos oito jinchurick, Roushi o portador do gorila de quatro caudas.

 

Sasuke se dispunha a treinar arduamente e seu objetivo era nada mais nada menos do que vingar o restante de sua honra que um certo Uzumaki insistiu em destruir, porém o Uchiha não podia imaginar que receberia de Kakashi o choque de realidade que precisava enfrentar e assim descobriu que as vezes nada é como parece ser. Após uma grande luta de proporções épicas, Roushi admitiu derrota e entendendo o quão boas eram às intenções de Naruto o mesmo com o grupo dele partiu deixando para trás um verdadeiro rastro de distruição. Sasuke ferido em seu orgulho e não conseguindo lidar com o sentimento de ódio misto ao amor de irmão que sentia bombardear seu peito foi encontrar-se com a única pessoa que nem em um milhão de anos pensou em procurar. E assim sentando-se ao lado daquela garota de róseos cabelos e olhos esmeraldinos questionou-a sobre o que a mesma pensava sobre o Uzumaki que fizera parte da equipe de ambos. A resposta dela fora a mais reveladora de todas, esta em que o Uchiha percebeu o quão tolo havia sido em se deixar levar pela maldição do ódio de seu clã. E naquele momento notou que havia um motivo para o loiro te-lo humilhado daquela forma. O tom ressequido na voz da Haruno o fez sentir-se triste e culpado pois lhe fez perceber que em todos os anos como time usara somente aquele tom arrogante para falar com ela. E uma única vez a enxergando como mulher e encarando as duas orbes de esmeralda da mesma pode permitir que seu coração batesse forte com a mulher bela que se fazia ali presente. Já era hora de ele correr atrás do que a tanto tempo não quis notar.

 

Jiraya encontrando-se com seu sobrinho, Kakashi, contou a ele sobre suas investigações e revelou ao mesmo o que descobrira sobre Sai, o substituto de Naruto em seu time. O Yamanaka era um espião de Danzou e revelaria a ele informações importantes sobre os poderes de Naruto. O Hatake cinzento duvidou porém seu tio o convenceu da melhor maneira que podia, dizendo a ele que o que realmente interessava a Danzou em Naruto eram os poderosos Sharingan que ele possuía. Kakashi então de pôs a disposição para eliminar o moreno antes que algo fosse dito, mais esta não era a melhor solução visto que o jovem Yamanaka não tinha sequer culpa por estar seguindo aquelad ordens. Pois Sai fora criado como raiz por Danzou. E assim Jiraya avisou que seria ele a falar com o garoto; e o fez com maestria mostrando um novo rumo para vida daquele jovem que viveram grande parte de sua existência como uma simples arma, uma peça descartável nas mãos de um frio jogador, no caso Danzou. Sai então revelou tudo o que sabia sobre seu ex-mestre e as ordens da Hokage foram as de vigia-lo. O grupo do loiro adentrou então as dependências do país do vento e lá foi que ele pode ter uma bela noite de sono e em seus sonhos muito mais do que fantasias se fizeram revelar. Xiao, a sacerdotisa possuidora da genética à qual os olhos do mesmo foram criados revelou a ele tudo o que deveria fazer dali em diante para evitar grandes catastrofes à até que a Akatsuki se visse derrotada. E quando acordou se sentiu como um novo homem e levantando-se foi sentar-na na porta da caverna onde olhava admirado para o céu. Tayuya acordando foi até ele e sentou-se ao seu lado curiosa sobre o que tanto ele via naquele breu pontilhado por infinitas estrelas e ele tocando a mão da mesma mostrou a ela o que via e maravilhada seus olhos marejaram, pois a imensidão da visão do jovem que podia avistar planetas longincuos e até outros sistemas solares era algo indescritível, uma experiência que jamais somhos vivênciar. Sentindo-se triste e com algo preso em sua garganta o jovem revelou a ruiva o porque de todo o seu plano ter se iniciado do nada e a mostrou tudo o que seu eu futuro lhe havia revelado. A jovem Uzumaki ali se permitiu chorar e compartilhou da dor de seu companheiro, o coração de ambos bateu mais forte e selaram naquele minuto o sentimento que já alimentavam um pelo outro desde que se conheceram. Um beijo suave que não notaram ter sido observado por Kimimaru. Sozinho em outro dia ele adentrou a suna e conseguiu sem muita dificuldade e usando de toda a sua sinceridade convencer o Kazekage de suas boas intenções e somhos para a paz do mundo e o ruivo que também era o Jinchurick da fera de uma cauda com o loiro partiu de seu país deixando para trás uma carta à sua irmã Temari que confiara para ser sua substituta.

 

Danzou com muitos recursos e homens ao seu serviço acabou por descobrir que Sai o traira e cheio de ódio em seu peito convocou seus melhores homens, conhecidos como rastreadores e o objetivo deles era o de encontrar Uzumaki Naruto e traze-lo vivo até ele, para que assim pudesse retirar seus sharingan e estudar seu corpo. Não foi necessário que muito tempo se passasse e Jiraya descobriu tudo revelando isto à Tsunade que o enviou ao encalço dos raiz com a ajuda de Kakashi e duas equipes shinobi, à de Kurenai e à de Gai que lhes dariam suporte; e determinados partiram da vila. Naruto usando das visões que lhe foram presenteadas por Xiao soube bem antes que seria perseguido e aproveitando-se de que estava em solo do país da névoa decidiu dividir seu grupo em duas equipes, Gaara, Karin, Roshi e Tayuya iriam atrás dos Jinchurick de Kiri enquanto Kimimaru e ele interceptariam o grupo dos raiz em uma ilha no país da chuva, dez quilometros na direção das nove da vila sobre o mar. Seu objetivo era criar um confronto forte e desviar às atenções das nações shinobi para tal ilha visto que graças às suas visões o mesmo soubera que era exatamente lá o local onde os Akatsuki remanescentes se reuniriam junto a dois membros da organização original com o objetivo de destruir Kumo e levar os Jinchurick da nuvem. Tayuya temerosa conversou com o mesmo depois que todos saíram e acabou por entender o ponto de vista dele. A conversa se aprofundou e por fim o casal terminou a noite fazendo amor de uma forma muito doce que mostrava claramente a força do sentimento que sentiam um pelo outro e que se tornava cada dia mais forte. O dia mal começara e Naruto já se via de pé e de imediato procurou por Kimimaru e se assustou ao ve-lo na cama com Karin, era uma surpresa para ele que o albino e sua de certa forma "prima" nutrissem sentimentos um pelo outro. Juntos partiram da pousada e acelerando os passos adentraram o oaís da chuva, altissima era a velocidade a qual corriam e seu foco era a ilha. Sobre o penhasco na fronteira entre Konoha e Amenogakuri os rastreadores de Danzou usavam de um usuário do Byakugan e observavam ao loiro e seu comoanheiro albino que se dirigiam em direção a ilha. O ataque pelo lider foi ordenado e assim o grupo saltou do penhasco. Kakashi, Jiraya e seus dois times de reforço saltaram se mantinham furtivos e esperaram que o esquadrão dos raizes ganhassem distancia e enfim os seguiram. 

 

A pequena tropa dos Akatsuki remanescentes se reunia e a frente deles se viam Sasori e Yahiko que lhes davam suas últimas ordens à até que por fim surgiram Kimimaru e Naruto para os confrontar, o loiro então revelou a presença dos raizes que deixaram de se esconder e enfim apareceram e ainda o grupo de Konoha se fez presente. O lider da Akatsuki desafiou então a todos e sem nem pestanejar o Uzumaki o confrontou e assim uma zona de guerra se formou esta na qual eram muitos inimigos sendo aniquilados ao mesmo tempo. Naruto revelou a Kakashi que aquela seria sua última ação como shinobi da folha e assim lado a lado eles lutaram. E com muito custo o loiro conseguiu convencer a Aoi, filha de Zabuza que ela estava seguindo o caminho errado e que ele a ajudaria a salvar sua mãe. Após tanta luta o Uzumaki se viu lutando ao lado de seu ex-sensei e com a ajuda dele eliminou Sasori e liberou Yahiko do controle de Obito e assim agradecendo aos shinobi de Konoha, Kimimaru, Aoi e ele se foram dali sem deixar rastros usando o hen'i. Minutos mais tarde o Raikage junto de um grande esquadrão surgiu e tendo a ele sido revelado por Jiraya e Kakashi tudo o que houvera o mesmo ajudou os shinobi de Konoha e os levou a Kumo para serem tratados de seus ferimentos como agradecimento por protegerem a nuvem. Tayuya, Karin, Roushi e Gaara se viam no encalço da fera de três caudas que reunindo muitas informações acabaram por descobrir que não possuia um jinchurick, mais que sim, era uma besta de caudas livre alem de descobrirem que ela se escondia em um profundo lago ao norte do país. A jovem de touca sendo lider do grupo fez questão de trazer a fera para a superfície mas, nem mesmo ela imaginava que aquelas feras de cauda fossem tão poderosas. Isobu armou uma bijuu dama e teria destruído toda a Kirigakuri se Roushi não tivesse se transformado na forma total de sua bijuu para impedi-la. As duas bestas começaram uma ardente luta na qual o três caudas estava em vantagem territorial. Tayuya não possuia jutsus muito potentes e Karin junto a Gaara estavam ocupados criando uma distração para atrasar à Mizukage e seus subordinados. Eles criaram um rio de lama que retardaria os movimentos dos shonobi de Kiri, Tayuya então viu Roushi sendo arrastado para o fundo do lago e usando boa parte de seu chakra invocou uma grande serpente branca chamada Aoba que enrolou-se em Isobu libertando assim Son Goku de suas garras e este ajudou a Uzumaki a emergir antes que a mesma morresse afogada. Eles não tinham mais uma saída de como parar a três caudas sem que afetassem o país da névoa e seus habitantes e foi então que a esperança surgiu e ela tinha cabelos loiros e olhos azuis e se via ladeado por uma mulher de cabelos negros e olhos esmeraldinos e um homem albino de olhos tão verdes quanto. Naruto sem pensar duas vezes saltou em direção ao lago e Tayuya previndo o que viria desfez sua invocação. E no segundo seguinte quando o punho direito do loiro tocou a água do lago, longos relâmpagos vermelhos o encheram, tanto na superfície quanto em toda a sua extensão profunda acertando assim o três caudas e sugando uma boa parte de seu chakra. A fera então emergiu mais fraca e iria atacar ao Uzumaki mais foi aí que ele concentrando seu chakra a prendeu em seu poderoso genjutsu provindo de seu mangekyou sharingan, mais conhecido como Fantomüzon  a dimensão fantasma. O mesmo parecia bem mesmo suando frio mais o chakra da três caudas absorvido por ele convergiu com o da Kyuubi em seu ventre e graças às kekkei genkai que possuia o chakra bijuu se tornava venenoso para si. Foi então que o grupo se viu num dilema, pois não tinham como selar a fera em alguém visto que não possuiam tais habilidades de selamento e locomo-vela deixaria rastros que com toda a certeza seriam seguidos por todas as nações shinobi. O Uzumaki vendo as chances que restavam começou a concentrar chakra em seus olhos e revelou a todos o que faria, eles tentaram retrucar, mais por fim viram  que de fato era essa a única chance que tinham e então tocaram o ombro dele e o mesmo tocou a pata direita da tartaruga e assim concentrando todo o restante de sua força abriu seu olho direito e teleportou a todos incluindo Isobu com seu deslocamento do mangekyou sharingan direto para o castelo de Orochimaru na aldeia da grama, o segundo esconderijo do mesmo que seria usado para a reunião final quando todos os jinchurick fossem reunidos e no qual o sennin o esperaria à até que finalizasse tal missão. Assim que lá chegaram voltaram-se para o Uzumaki e viram com tristeza o estado em que o mesmo se encontrava. Ele estava quase morto e venosas negras tomavam conta de seu corpo. Kimimaru adentrou o casteko procurando por Orochimaru para que ele fosse ajudar e assim que o achou não precisou de muitas palavras para que ele entendesse tudo e assim o moreno e seu assistente Kabuto foram rapidamente à até Naruto. E verificaram seu estado. O loiro ainda se mantinha a controlar a fera de três caudas para impedir que a mesma destruisse tudo ao redor e estava acelerando sua morte por causa disso. Sem mais alternativas o sennin chamou à Aoi e nela selou o três caudas e assim a mulher desmaiou em seus braços. Naruto também caiu e  foram levados ambos para dentro do castelo. Aoi por Gaara à um quarto onde foi ordenado ao Sabaku que cuidasse da mesma e Naruto à uma sala de cirurgia geral onde com urgência o mesmo teve de ser operado. Sangue foi drenado dos pulmões dele e mesmo tendo sido estabilizado por Orochimaru e Kabuto seu tempo de vida restante seria muito curto, estimado por Orochimaru como no máximo um mês. 

 

O sennin ao sair da sala foi questionado pelos demais sobre o estado do Uzumaki e revelou a eles tudo, o mundo de Tayuya caiu mais uma solução por ele foi apresentada. Para que Naruto fosse salvo e não mais sei corpo se degenerasse, Tayuya teria de se ver fadada a abrigar a Kyuubi em seu ventre para o resto de sua vida. 

 

Qual será a decisão dela, viver com a morte de Naruto ou suportar por seu amado uma cicatriz incapaz de cicatrizar que ficaria marcada em sua alma para o resto de seus dias? 

 

<><><><><><><><><><><><><><><><><><>

 

No capítulo anterior de Mortal Eyes 2:

 

Orochimaru então retirou suas luvas de cirurgião e também a mascara e assim saiu da sala de cirurgia indo em direção à Tayuya que já o interrogava antes mesmo que ele pudesse dizer alguma coisa.

 

_Orochimaru-sama, como o Naruto-kun está?

 

_Fique tranquila Tayuya, eu e Kabuto já o estabilizamos. Naruto como sempre se mostrou como sendo um gênio e assim usou seu chakra para aditivar a potência das ervas Lin Fey em seu sangue e foi isso que salvou sua vida. Porém tenho uma noticia ruim. O corpo dele foi envenenado com o chakra das duas bijuu e isso fez com que uma parte de seus glóbulos vermelhos e brancos morresse. Tendo isso em mente eu diria que ele tem menos de um mês de vida visto que essa degeneração poderá se acelerar.-Contou o moreno.

 

_Não! Não isso não é verdade. Por favor Orochimaru-sama me diga que isso não é verdade. Eu te imploro.-Dizia a moça que caiu de joelhos aos pés do sennin em prantos por seu amado.

 

O moreno de pele bem pálida então a segurou pelos ombros a ajudando a por-se de pé. Tayuya, Kimimaru, Karin e Roushi se aproximaram e esperaram para ouvir o que mais o homem diria.

 

_Fique calma Tayuya. Ainda existe uma saida. Uma forma de salvar o Naruto e deter a degeneração celular antes que ela o mate.-Contou.

 

Com tais palavras ele impressionou de fato a todos que ali estavam.

 

_E o que é Orochimaru-sama?-Perguntou Karin com os olhos bem marejados retirando seus óculos e enxugando às lágrimas com as costas das mãos.

 

_É preciso que a Kyuubi seja extraída dele e selada em outra pessoa.-Revelou o moreno._Porém o poder de Kyuubi é grande demais para uma pessoa comum suportar, e por isso somente um Uzumaki pode se tornar o novo jinchurick.-Continuou.

 

_O que quer dizer com isso?-Interrogou Kimimaru.

 

_Quero dizer que somente Tayuya pode suportar o poder que habita ainda o ventre de Naruto. Ela é a única chance que ele tem de viver.-Detalhou o sennin.

 

Com tal revelação, todos se mantiveram surpresos, inclusive Tayuya, a Uzumaki parecia em choque com a afirmação e não conseguia pronunciar nem sequer uma palavra.

 

_Tayuya, você é a única esperança que Naruto tem de viver. Sei que ele te ama e que você também o ama. Até onde pode ir por esse amor?-Interrogou o moreno por fim e Tayuya ainda em choque oassou por ele e da porta observou ao seu amado que se via desfalecido sobre aquela mesa cirurgica, totalmente indefeso.

 

Era como se a jovem pudesse sentir a dor do loiro, mais de um jeito diferente que feria de forma lancinante o seu coração. Como se um pedaço de si mesma fosse tirado e somente um sacrifício equivalente pudesse de novo equilibrar tudo. Não havia como negar, é como se ela e Naruto fossem um só. E ela não poderia permitir que algo acontecesse com ele, não vom seu amado, não com seu Naruto Uzumaki.

 

☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆

 

 

Mortal Eyes 2: Capítulo final- A alvorada demoníaca| Verdades Reveladas: Foi para isso que você nasceu 

 

                          Tayuya Pov: 

 

"Tayuya, você é a única esperança que Naruto tem de viver. Sei que ele te ama e que você também o ama. Até onde pode ir por esse amor?"

 

Droga, essa pergunta teima em me martilizar e não consigo tira-la da minha mente. Estou sofrendo muito; ver o Naruto no estado em que está consegue machucar o local mais profundo da minha alma. Aquele Baka...ele me ensinou tanto sobre a vida e em tão pouco tempo. Seu sorriso acabou se tornando o motivo do meu e também o objetivo da minha vida e talvez seja mesmo por isso que estou me sentindo um lixo agora. Pois tenho tanto medo de seguir, medo do que pode acontecer comigo se eu aceitar me tornar a jinchurick da Kyuubi. Mais que grande egoísta eu sou, o que pode acontecer a mim anti a morte eminente dele se eu me recusar a aceitar a fera de nove caudas em meu ventre? Estou desolada, não sei...só não consigo me imaginar dormindo sem ter visto durante o dia todo um único sorriso dele. Aquele sorriso marcante e inconfundível que faz irradiar beleza e alegria em tudo e todos a volta. Já não sei mais a quanto tempo estou assim, sentada na cadeira em posição fetal do lado de fora do quarto em que o Naruto está internado.

 

 

Só sei que o mundo para mim perdeu às cores; vejo pessoas passando a minha frente, mais de fato não às enxergo direito, somente às identifico como borrões. Uma mulher veio várias vezes até minha e me tocou com sua mão quente, mais sinceramente, não faço idéia de quem ela era, talvez Karin afinal é minha única amiga. Lembro-me de ter escutado algumas palavras serem direcionadas a mim, mas, não conseguir discernir uma ou outra, pois para mim nada mais fazia sentido. Uma pessoa tão boa como Naruto, que apesar de para uns parecer um assassino sem coração e um inimigo das nações shinobi era ma verdade um homem honesto e de bom coração, que tirava uma vida chorando por dentro; e que apesar de sempre velar por aqueles de que ceifara este bem tão precioso agora sofria tanto. Dor, essa  é a palavra. Isso dói e muito. Eu não o mereço, com toda a certeza não o mereço, mais ele acredita em mim, e sempre me diz que posso ser forte e me tornar uma das melhores kunoichi do mundo. Tenho que provar que isso é verdade, que sou forte o bastante para suportar tudo o que vier. Afinal o Naruto me salvou de mim mesma. Quando ele chegou eu ja havia perdido a esperança na minha vida, tinha certeza de que jamais encontraria alguém que compartilhasse da mesma dor que eu, de que jamais seria feliz outra vez. E ele com apenas um sorriso mudou tudo isso que eu sentia e algo novo começou a nascer dentro de mim, era como admiração. Mais com o passar do tempo foi se tornando em amizade e quando dei por mim eu já o amava como nunca amei alguém antes; ele era o meu primeiro amor e o sentimento dentro do meu peito tinha certeza de que era verdadeiro. Sempre que estava triste ele vinha até mim, como se nem precisasse estar perto para sentir como eu me sentia e então se sentava ao meu lado e me contava coisas boas como o de suas idas ao paraíso da montanha que tão inocentemente encontrara com seu sensei Iruka quando era criança. Era indiscritivel a sensação de ouvi-lo contar tal história, ele realmente me transportava para essa experiência, contando os mínimos detalhes do ocorrido e da alegria que sentiu ao encontrar um lugar tão lindo. 

 

Mas, agora era ele que precisava da minha ajuda e eu simplismente recuava me sentindo uma hipócrita por isso. Do que eu tenho tanto medo? Queria muito uma resposta para isso e foi aí que como um presente ela veio a mim. Pois senti um toque de certa maneira frio em meu pulso direito e mesmo sem olhar já tinha a certeza de quem se encontrara na minha frente. E então ergui minha cabeça e vislumbrei o homem que me ensinou tudo o que sei como shinobi.

 

_Orochimaru-sama? O que faz aqui?-Interroguei enxugando mais uma vez com as costas das mãos minhas lágrimas e por incrível que pareça elas cessaram em ser derramadas novamente.

 

_Vim ver como você está.-Ele alegou com um sorriso sereno em seu rosto e sentou-se ao meu lado, um cadeira de distância.

 

Me virei para ele e notei seu olhar analítico e de certa forma doce sobre mim.

 

_E-eu estou bem.-Balbuciei, mais para mim mesma do que para ele.

 

_A forma como você respondeu me diz o contrário.-Notou ele tocando meu ombro com sua mão esquerda._Sou um segundo pai para você e para mim é uma filha Tayuya. Desde que te salvei na vila da nuvem eu senti um forte sentimento por você. Um amor de pai e por isso compartilhei da sua dor e te fiz forte com ela. Eu entendo o que está sentindo agora e devo admitir que já passei por algo parecido. Cheguei a Konoha quando ainda era um bebê; meu pai era um famoso cientista e trabalhava desenvolvendo antídotos contra venenos em armas shinobi. Um desses venenos era o da serpente branca, conhecida por só existir no país do fogo. Sua raça recebeu o nome de Roko. Minha mãe do contrário era apenas uma cozinheira e trabalhou para o pai de Teuchi Ichiraku muito antes de ele nascer. O fato é que não pertenço há um clan e nunca houveram ninjas na minha família. Meu sobrenome é Irukaze e descendo de comerciantes e caçadores de serpentes. Um dia minja mãe foi picada por uma serpente Roko e meu pai fez de tudo para salva-la mais infelizmente era não resistiu, o nome dela era Hana e até recebeu um prato com seu nome no Ichiraku. Meu pai desde aquele incidente se focou demais no trabalho e acabei tendo de cuidar da casa sozinho enquanto obrigado por ele acabei entrando na academia shinobi. Pouco depois a segunda grande guerra ninja teve início e meu pai foi mandado aos campos de batalha para ajudar contra novos jutsus e armas shinobi quimicas. Acaba que ele nunca voltou dos campos de batalha e nem mesmo um corpo foi trazido de volta para que fosse enterrado. Uma semana depois o tratado de paz foi assinado numa reunião entre o Nidaime hokage e do Shodaime Raikage, naquele mesmo dia eles foram assassinados pelos irmãos Ginkaku e Kinkaku. E Hiruzen assumiu o posto como Sandaime Hokage. Ele é que foi minha salvação porque sempre me mandou dinheiro à até que eu me formasse na academia e depois se tornou meu sensei e ao lado de Jiraya e Tsunade vivi grandes aventuras. Passei por muita coisa assim como você Tayuya e por isso posso te afirmar que se tivesse tido a chance eu daria a minha vida para salvar a da minha mãe e com toda a certeza ela não teria permitido que meu pai fosse para a guerra. Agora o Naruto está precisando da sua ajuda, sei que ele muitas vezes foi o pilar que não te permitiu desabar, agora eu te peço, não tenha medo. Mostre a ele que vocês dois podem compartilhar o mesmo destino e viverem essa linda história de amor e paixão. Confie em mim Tayuya, não vale a pena deixar que um amor tão lindo como o de vocês se vá, você pode salva-lo, por favor não permita que ele parta.-Orochimaru-sama, nossa. Ele dizia tudo aquilo, coisas tão pessoais de sua vida e que com certeza nunca havia contado a alguém. Ele sentia o mesmo que eu e chorava ao denotar cada palavra. Nunca o vi assim antes, Naruto é pra ele como um filho e ele já perdeu demais. 

 

Mais o que ele quis dizer com com confie em min quando falou que não vale a pena permitir que o amor se perca?

 

_Orochimaru-sama, você...-Eu iria formular minha pergunta mais antes mesmo que terminasse ele assentiu e se levantou dando às costas para mim.

 

_Quando completei meus vinte anos me casei com uma mulher chamada Sayuri Uzumaki...-Sayuri Uzumaki?_Ela era mãe de Kushina Uzumaki e foi morta por shinobis de Kumo quando a aldeia do redemoinho foi ataca, isso apenas um mês depois de ter dado a luz. Então eu levei Kushina para Konoha e ela foi criada por Mito Uzumaki, que era avó dela. E mais tarde ela entrou para a academia shinobi e depois me proibiram de ve-la.-Ele me contou e aquilo me impressionou demais ao ponto de que foi impossível não perguntar.

 

_Então...você era o pai se Kushina Uzumaki?-Questionei e ele chorando assentiu._Mais ela não se parecia com você não é?

 

_A genética Uzumaki era mais forte e prevaleceu por isso ela puxou todos os traços da mãe.-Orochimaru-sama me respondeu.

 

_Você é...

 

_Avô do Naruto.-Ele confirmou e depois disso fiquei calada.

 

_Ele sabe disso?-Perguntei e ele negou.

 

_E nem deve saber, pois essa foi a última vontade do Sandaime antes de morrer pelas minhas mãos, e ele me pediu para cuidar do Naruto. Matei o velhote não para tomar o poder sobre Konoha, isso era apenas uma fachada minha. Fiz isso porque durante a terceira guerra shinobi um selo foi colocado no corpo dele, por um shinobi muito rápido e que pertencia a Akatsuki. Me tornei um nukenin depois daquilo e ele me pediu para me tornar seu espião na organização e que eu matasse o Akatsuki que o selou. Era um homem chamado Ryo Kazuki, um especialista em selos explosivos, ele planejava usar o selo no Sandaime para destruir a vila e levar Kushina. Me tornei no integrante que faria dupla com Ryo e o matei quando tive a chance e menti dizendo que não conseguimos pegar o jinchurick do cinco caudas. Avisei ao Sandaime o ocorrido e ele me avisou que o selo não havia sumido e que talvez pudesse ser usado se outros membros da organização tivessem conhecimento sobre ele. Fiquei infiltrado lá por mais dez anos e foi aí que Sandaime me avisou que Kushina havia morrido e que o Yondaime havia selado parte da Kyuubi no corpo do filho dela, Uzumaki Naruto. E ele manteve vigília sobre o menino. Quando se fazia oito anos do nascimento dele Itachi destruiu o clã Uchiha com ordens dadas por Danzou, eu ainda na Akatsuki mantinha um clone de mim nos raiz e dei as informações de onde Itachi poderia encontrar Obito o lider da Akatsuki que o ajudaria a acabar com o clã. E quando Itachi entrou na organização eu saí e também desfiz meu clone que trabalhava com os raiz. Consegui me encontrar com Hiruzen dois anos depois e ele me disse que havia estudado o selo e que ele era muito mais do que uma bomba, era o receptáculo de uma besta chamada Nue. O nome da Akatsuki viria a público pois Jiraya os estudava fora da vila e então Danzou e Hiruzen criaram um plano. Eu teria de criar uma vila Shinobi num país afastado e mais tarde eu deveria me aliar a Suna que era uma vila não muito forte e com isso durante a segunda fase da prova Chunnin eu teria de ir a Konoha e ameaçar destrui-la. Hiruzen me pediu para mata-lo e com isso pegar a alma de Nue que estava em suas costas. Era a única forma de fazer isso. E depois de feito, Kabuto entregou o selo a Danzou. Mais aquele Shimura desgraçado me traiu depois. E ordenou que seus homens me procurassem foi por isso que investi em militarizar cada vez mais a vila do som no país do arroz.-Orochimaru-sama....eu não poderia nunca imaginar isso. Ele era um grande herói e fora visto sempre como um vilão.

 

 

Depois de me revelar tudo ele começou a andar pelo corredor indo em direção ao quarto de Naruto.

 

_A escolha é sua Tayuya, pode salvar ou não o Naruto. E não te culparei seja qual for sua escolha, mais acho que sem ele não conseguiremos trazer paz a este mundo. Sei que o amor que sentem um pelo outro é real, não perca essa oportunidade de vive-lo.-Foram suas palavras mais sinceras e me acertaram como flechas, mais naquele momento eu soube o que queria fazer._Você vem?-Ele perguntou e eu sem pestanejar me levantei e começei a segui-lo.

 

_Sim, Orochimaru-sama.-Respondi.

 

                 《Konoha Gakuri no sato》

 

 

                           Kakashi Pov:

 

Como era bom voltar a minha própria vila, especialmente depois de uma missão como essa. Não era fácil ter de eliminar companheiros de vila mesmo que estes trabalhassem para um crápula como Danzou. E além de tudo perceber o quanto os Akatsuki são monstruosos. O poder que eles possuem é algo surreal e não imagino o que teria acontecido se não tivessemos tido a ajuda de Naruto e seu companheiro. E se isso ainda não bastasse o Raikage ainda vem até nós parecendo outra pessoa ao perceber o que haviamos "feito por  Kumo". Isso já era estranho o bastante pelo sorriso nada natural que surgia no rosto de Kira A, e ainda para piorar e deixar tudo ainda mais chato eu tenho de ser o porta-voz dele trazendo um tratado de paz que ele mesmo redigiu para a senhora Tsunade assinar. Jiraya-sama como sempre assim que chegou a vila partiu para as fontes termais para fazer sua pesquisa e levou consigo seu ex-aluno Yahiko que graças a Naruto se via livre do controle do lider verdadeiro da Akatsuki. Eu até diria que isso é muita safadeza, mas, quem sou eu pra falar, afinal sou um dos maiores fans da trilogoa o jardim dos amassos que ele escreveu. Me despedi das equipes de Gai e Kurenai assim que adentrei a vila e agora me via andando em direção ao prédio da Hokage. O lugar é até distante, se situando logo abaixo do rochedo onde os rostos dos Hokage foram esculpidos, isso daria mais ou menos quinze minutos de caminhada a pé, dos portões da vila a até o prédio. Mais sinceramente, sossego por alguns minutos era tudo o que eu queria, e por isso decidi ir andando. Até mesmo porque eu aproveitaria esse tempo para observar mais amplamente a vila e fazer uma comparação de como tudo mudou através dos anos desde que eu era pequeno. A floricultura Yamanaka que era cuidada pela mãe de Ino agora estava nas mãos da garota, e Inoichi sempre dizia que sua filha era o orgulho do clã, sendo a kunoichi mais poderosa que sua familia tivera até hoje. O restaurante de Teuchi prosperava nos dias de hoje, afinal o lámem de lá é coisa de outro mundo como o próprio Naruto sempre dizia. É, sinto falta daquele tempo, em que o máximo que me preocupava eram as missões Ranking D que eu tinha de aplicar aos meus três pupilos, e também segurar o Naruto para que ele não falasse demais ao Sandaime-sama. Mais fazer o que o tempo passa não é mesmo? As vezes fico me perguntando, o que Obito teria feito se tivesse sobrevivido em meu lugar? Bom, eu acho que ele teria se tornado um grande herói e muito provavelmente conseguiria deter Itachi para que ele não dizimasse o clã Uchiha. Com toda a certeza ele teria detido os anbus da névoa e salvo Rin, e assim com a ajuda de Minato sensei poderia ter tirado a besta de três caudas dela sem que ela morresse. É Obito, provavelmente você poderia até mesmo ter se tornado Hokage agora. Acho que te decepcionei não é? E agora me concentro em melhorar. Como você não me prendo mais tanto assim as regras mais sim tento fazer de tudo para proteger meus companheiros como sei que faria. Chego agora sempre muito atrasado nos meus compromissos pois quando retornei a vila depois de tudo e da guerra terminar descobri o motivo para todos os seus atrasos. Você sempre ajudava os idosos e me foquei em fazer o mesmo. Não sei se pode me ver agora mas nunca me esqueci de você e nem da Rin e sempre levo flores ao monumento dos heróis para vocês dois. Que foram meus companheiros de equipe e meus amigos. Os dois primeiros que fiz. Obito mesmo tendo nos desentendido tantas vezes eu sinto que você é meu irmão e sempre será assim, um dia espero reencontra-lo na outra vida e espero poder pedir perdão a você pois não pude cumprir minha promessa. 

 

A vila estava crescendo mesmo, não parecia em nada com a de quando eu tinha meus quinze anos, uma simples vila shinobi sem um poderio grande de guerra e que tentava a todo custo nunca enviar crianças às batalhas. Nem posso imaginar o que será dela daqui a vinte anos, mais espero estar ainda vivo para testemunhar. Continuei andando sem pensar muito e quando dei por mim já me via quase adentrando às dependências do prédio Hokage, e Shikamaru que agora era um jounnin vinha em minha direção com Shiho uma mulher de longos cabelos loiros presos onde alguns fios se viam soltos. Seus olhos eu não podia ver já que as lentes estranhas e ridiculamente grossas de seus óculos não permitiam a observação. Ela trajava um kimono branco e sandálias que lembravam mais os senhores feudais. Seu corpo era esguio, mas curvilineo, eu diria que sem tudo o que a cobria deveria ser uma mulher muito bela e sexy. Foi então que ao me notar o Nara veio sorrindo me cumprimentar.

 

_Kakashi, como vai?-Questionou ele me dando um meio sorriso e assim apertei sua mão direita.

 

_Estou bem, e você Shimaru?-Retruquei a pergunta e notei que ele trazia em sua mão esquerda um pequeno pergaminho verde, este parecido com os dois que Shiho carregava. Geralmente eu não perguntaria nada porém me senti curioso quanto a aquilo._E estes pergaminhos?

 

_Oh sim, estes são os fomulários com os nomes dos alunos que disputarão a prova Chunnin esse ano.-Ele me respondeu, sinceramente ele era mesmo um gênio, prodígio do clã Nara pois tinah apenas 16 anos e a Hokage já confiara a ele uma tarefa tão importante quanto esta._Preciso leva-los aos examinadores da prova para que alterem os desafios desse ano. E Shiho está me ajudando com isso.

 

_Ah, claro. Bem, eu tenho de reportar uma missão a Godaime, porque não nos vemos depois para comer alguns dangos? Aproveite e chame também o Asuma, não o vejo já ha um mês.-Convidei.

 

_Ta bom, podemos fazer isso. Mais Kakashi vejo pela expressão dos seus olhos que essa missão foi mesmo cansativa, e pelo que ouvi a Godaime-sama dizer parece que muito perigosa.-É amigo, Shikamaru era idêntico ao pai, principalmente do ponto de vista analítico, era realmente dificil esconder algo desse garoto. 

 

Parecia que eu estava falando com um homem da minha idade.

 

_É verdade, mais te contarei sobre isso com mais calma depois, porque o assunto é delicado.-Dito isso Shikamaru acenou positivamente para mim com a cabeça e seguiu seu caminho ao lado de Shiho. 

 

Eu então me adiantei e a passos curtos adentrei o prédio da Hokage, subi as escadas cumprimentando alguns amigos shinobi que via pelo caminho e olhava extasiado para algumas antigas fotografias de grandes heróis de Konoha que se viam pelos corredores da escada circular. Cerca de dois minutos depois já me via no corredor principal que se seguia reto e por fim avistei a sala onde teria de entrar. Quando cheguei, bati devagar a porta com três toques e recebi um "entre" da mulher com quem deveria falar. Tsunade-sama não mudara em nada nos últimos vinte anos, exceto talvez o fato de que em suas folgas bebia como uma pinguça e apostava, fato esse que chegava a ser engraçado pois ela era conhecida como a lendária otária por sempre perder suas apostas. Assim que adentrei a sala a vi em sua posição de costume, sentada assinando alguns pergaminhos com um bloco enorme de folhas de aprovação chunnin à sua direita, uma pequena garrafa de água se via à sua esquerda sobre seu gabinete, fato esse que me impressionou pois geralmente quando a vejo trabalhar assim, arduamente, há sempre uma garrafa de sakê perto dela. Shizune organizava pergaminhos em uma estante no extremo esquerdo da sala e tonton se via deitada sobre uma almofada dois metros a direita da mesa da sennin. Os olhos dela então se voltaram a mim, e acreditem eram realmente belos aqueles olhos castanhos em tom de mel. Assim que me analisou veemente não deixou de usar seu jeito irônico.

 

 

_Você está péssimo Kakashi, nem parece que a missão foi um sucesso. E devo parabeniza-lo pois conseguiu sem dificuldades convencer o escroto do Raikage de que o intuito de sua missão era proteger Kumogakuri. Mais enfim, quais são os detalhes que não contou a ele?-Essa mulher era mesko inquisitiva, agora sei exatamente o moivo pelo qual meu tio Jiraya sempre teve medo dela.

 

E o pior era que Sakura havia se tornado sua discipula, ou seja acabou virando uma Tsunade 2.0; me adiantei retirando um pergaminho onde eu mesmo redigira o relatório da missão e ainda um outro onde o Raikage havia escrito o tratado de paz. Entreguei ambos a ela e respirei aliviado por te-lo feito.

 

_Bom, eu pensei que fosse brincadeira mais então é mesmo verdade que o Raikage assinou um tratado de paz conosco e mandou que você o trouxesse para eu assinar. É, te devo uma Kakashi.-Ela falou abrindo o pergaminho do tratado e o assinando em um pequeno espaço no final.

 

E por fim a mulher abriu o pergaminho da missão e começou a analisar cuidadosamente seu conteúdo.

 

_Então Danzou está mesmo atrás do sharingan de Naruto.-Concluiu a mulher.

 

_E não só isso, ele deseja estudar o corpo dele e adicionar as kekkei genkai a si e a seus seguidores.-Informei.

 

_Entendo.-Ela assentiu._Então além de interceptarem o grupo de Danzou vocês tiveram de enfrentar os Akatsuki remanescentes, e ainda com a adição de dois membros da organização principal? Puxa, nem sei o que dizer.-Ela meneou pasma.

 

_Não é só isso senhora, eu não informei tudo no relatório, existe ainda um outro acontecimento.-Informei.

 

_Pois então diga o que é ora?-Ela interrogou cruzando os braços.

 

_Naruto e um companheiro também estava lá.-Falei.

 

_O quê?-Ela vociferou se pondo de pé com ambas as mãos sobre sua mesa.

 

_Aquele confronto foi um plano dele. Naruto desejava fazer com que os caçadores de Danzou lutassem contra os Akatsuki e assim os dois grupos se matassem, e assim ele e seu companheiro apenas dariam o golpe final. Mais ele não contou com o aparecimento do meu time e assim que adentramos o campo ele e seu companheiro se dispuseram a nos ajudar. E ele disse que aquela era sua última batalha como shonobi de Konoha.-Revelei e ela novamente se sentou respirando fundo.

 

 

_E qual era o objetivo dele com tudo isso?-Perguntou ela confusa franzindo o cenho.

 

_Ele desejava destruir o grupo dos remanescentes e os dois pertencentes a Akatsuki além de eliminar seus perseguidores servos de Danzou. E quando Kumo encontrasse os corpos dos raiz ele tinha a certeza de que o Raikage faria um tratado de paz com nosso pais, o que de fato fez. Com isso ele buscava diminuir a atenção dos Akatsuki sobre si mantendo eles em cheque com a diminuição do número de membros para que assim ele pudesse levar consigo um por um dos jinchurick, desarmando tantos as nações shinobi como também a Akatsuki e assim forçando todos os paises a fazerem uma aliança e acabando assim de vez com as guerras.-Contei a ela cada detalhe e a vi se impressionar com tudo o que havia dito.

 

_É um plano realmente inteligente e pode dar certo. Porém se as outras nações souberem disso nós seremos acusados de conspiração por ndo termos lhes informado. Então por isso eu espero que esse assunto não saia daqui. Kakashi, alguém mais tem conhecimento disso além de você?-Ela me interrogou.

 

_Somente Jiraya-sama.-Falei e ela assentiu.

 

_Bom então essa conversa nunca aconteceu. E quanto a Danzou?-Ela continuou e tomou um pocuo de água.

 

_Reuni provas suficientes contra ele com a ajuda dos times Gai e Kurenai e também o auxílio de Jiraya.-Afirmei.

 

_Ótimo, então convocarei o senhor feudal e também os concelheiros, com as provas apresentadas a organização raiz finalmente deixará de existir.-Ela decidiu mais sentia que não havia acabado._Bom, Kakashi, não é que eu queria pedir demais, mas tenho que fazer isso. Naruto é um shinobi experiente e garanto que com a ajuda de Orochimaru poderá concluir seu objetivo, mais ainda sim será um trabalho difícil e demorado. Então eu gostaria de lhe dar outra missão.-Eu não disse?_Quero que localize o garoto e ajude-o a concluir seu plano. E não só isso, quero que me mantenha informada sobre cada passo que der. Será uma missão de Ranking SS+, Por isso mesmo você é a única pessoa que confio o bastante para enviar. Você aceita essa missão?-Ela me interrogou, e eu sinceramente queria mesmo fazer parte disso.

 

_Aceito, mas tenho uma condição irrevogável.-Respondi e ela cruzou as mãos.

 

_E qual seria?-Me questionou.

 

_Quero que Sasuke e Sakura me acompanhem.-Quando falei aquilo parecia que haviam jogado nela um balde de água fria.

 

_Está maluco Kakashi, Sasuke e Naruto irão se matar?-Ela retorquiu e fez uma cara cômica.

 

_Eles precisam se acertar, e não se preocupe não permitirei que eles lutem um contra o outro. É uma promessa.-Dito isso ela se acalmou._Aceita minha condição Godaime-sama?-Perguntei e ela me olhou analítica e depois se permitiu um sorriso.

 

_Certo, certo, aceito sua condição. Mais você tem meia hora para sair da vila.-Ela ordenou.

 

_Ok, até mais.-Eu já ia me despedindo, mais foi aí que me enganei pensando que havia acabado.

 

_Kakashi-ela chamou e a encarei por cima do ombro esquerdo-cuide para que nada de ruim aconteça aos seus alunos, ou a culpa será toda sua.-Ela declarou e eu assenti.

 

Dito isso eu então voltei-me à porta e por ela saí, era mesmo incrível aquela sensação. O time sete novamente iria se reunir, o lado difícil, talvez fosse somente explicar tudo a Sasuke e Sakura. De onde foi que tirei essa ideia? É muita idiotisse da minha parte.

 

 

 

                   [Quebra de tempo]

 

 Primeiro fiz questão de chamar Sakura que estava em seu estágio no hospital de Konoha dizendo que o assunto que eu tinha a tratar com ela era importante e depois fiz o mesmo com Sasuke que agora sendo chunnin realizava missões de ranking c e b. Ele ficou até feliz em me ver e enfim nos reunimos no campo de treinamento oito onde quatro anos antes eu aprovei os dois junto de Naruto como gennin e meus pupilos. Era mesmo engraçado olhar para os três troncos e me lembrar que no do meio o Naruto acabou amarrado por ter comido o almoço dele enquanto os outros lutavam comigo. Eu observava os dois de trás das árvores ocultando da melhor maneira a minha presença, e pelo que pude perceber eles não estavam se encarando muoto bem. Pareciam meio nevosos e de certa forma encabulados com a presença um do outro. Um cenário totalmente diferente do de quatro anos atrás, em que Sakura era taxada como maluca apaixonada e fazia de tudo pela atenção e amor do Sasuke enquanto ele a ignorava completamente. Mais agora, enfim, Sasuke mesmo estando encabulado é quem parecia querer receber a atenção da menina enquanto ela estava encanulada pelos olhares rápidos e nada discretos do companheiro de equipe. Eu tive de me segurar para não rir, afinal quem imaginaria no mundo ver a cena de Sasuke apaixonado e Sakura a revelde que se negava aos olhares dele? E enfim para que a monotonia acabasse eu usei um shunshin e acabei por aparecer poucos metros a frente deles que me analisaram com expressões fulminantes.

 

_O que houve Kakashi-sensei? Você disse que era importante e deve mesmo ser pois quando cheguei vi que Sasuke já estava aqui.-Balbuciou Sakura de braços cruzafos batendo o pé no chão, tique esse que a mesma copiou de sua mestra, a godaime.

 

_Temos uma missão.-Falei e isso impôs a mim as expressões de duvida dos dois._Bom, na verdade eu recebi uma missão e recebi o direito a dois companheiros.

 

_Se isso é verdade quer dizer que a missão a qual está falando é de alta periculosidade Kakashi-sensei. Porém Sasuke e eu somos Chunnin e isso estaria fora do nosso alcance.-Sugestionou Sakura dando um meio sorriso que me fez realmente corar.

 

_Oh, sim. É uma missão de ranking SS+ e por isso escolhi vocês a dedo para serem meus companheiros. Tenho certeza de que irão querer participar.-Denotei os deixando realmente curiosos.

 

_Do que se trata essa missão Kakashi?-Interrogou-me Sasuke usando de todo o seu jeito arrogante de sempre.

 

_Teremos de procurar por Naruto e assim que o localizar-mos nosso objetivo será o de ajuda-lo.-Revelei deixando os dois tão assustados que suas caras de tornaram realmente cômicas, eu teria até rido, mais o assunto era realmente sério.

 

_Está falando sério sensei?-Sakura foi realmente receiosa ao usar essa pergunta e eu em resposta assenti.

 

As expressões daqueles dois se tornavam indecifráveis, com um misto de várias emoções ao mesmo tempo. Tristeza, felicidade e principalmente mágoa tal sentimento que encontrei somente nos olhos de Sasuke. Mais apesar de tudo mantiveram a compostura.

 

_Se não quiserem me acompanhar na missão podem voltar a fazer o que faziam antes. Não os forçarei a virem comigo. Mais acredito que um reencontro com todas as cartas sobre a mesa faria muito bem a vocês. Principalmente a você Sasuke.-Chamei a atenção do moreno que me olhou de forma complascente._Naruto e você, apesar de sempre brigarem, eram como irmãos. E se escutou bem tudo o que eu disse sabe que ele não mudou tanto assim. Se ele te humilhou foi por um bom motivo que não podia contar. E você Sakura, precisa colocar em xeque sua amizade diante dele para que entenda o que Naruto é para você de verdade. -Destaquei.

 

No momento seguinte os dois finalmente demonstraram determinação  e também um brilho no olhar que havia muito tempo que não testemunhava.

 

_Certo, iremos com você.-Disse Sakura pelos dois e me enchi de orgulho por isso. 

 

Nenhum dos dois havia ficado igual, ambos mudaram com o passar dos anos. Não eram mais duas crianças tolas com sonhos estúpidos e sem sentido, mais sim dois jovens com personalidades diferentes mais com um objetivo comum. Ajudar um amigo.

 

_Ótimo.-Balbuciei._Então vamos.-Chamei e assim sendo saquei uma kunai de minha bolsa de ferramentas shinobi e então cortei com a lâmina da mesma a ponta de meu polegar e sentindo uma leve dor que era acompanhada de um choque devido ao sangue que da ferida protuberava eu passei o dedo pela palma de minha mão direita e realizei uma série de selos._Jutsu de invocação.-Bradei e por fim espalmei o chão e num segundo senti uma minima quantidade do meu chakra sendo sugada, e aí foi que uma pequena núvem se fez e surgiu então Pakun, minha invocação, um cão shinobi falante e rastreador, de raça pug. 

 

_Você planeja rastrear o Naruto com esse cãozinho?-Sasuke disse aquilo num tom irônico que por acaso irritou bastante Pakun.

 

_Escuta aqui moleque, é melhor tomar muito cuidado com o que diz. Você está falando com o melhor cão rastreador do monte Ohary. Mais se for bonzinho e me respeitar eu deixo você tocar a minha pata. Nas almofadinhas.-Pakun é mesmo um cão estranho, e as vezes me assusta com o que diz, Sakura e Sasuke ficaram de queixo caído, afinal não imaginavam que ele pudesse falar, estavam tão extasiados com aquilo que tive pigarrear pra que me ouvissem.

 

_Pakun, deixe de brincadeira. Temos uma missão e é muito importante.-Destaquei._Sakura-chamei por ela que me deu atenção com muito custo-ainda leva com você a bandana do Naruto?

 

Ela assentiu de imadiato para a total surpresa de Sasuke, ele nem sequer imaginava que a bandana de Naruto havia sido encontrada pelo Sandaime-sama antes de ele morrer e que havia dado ela à Sakura. A kunoichi retirou então a bandana da sua bolsa de kunais e com receio de faze-lo me entregou; assim sendo a levei até o focinho de pakun e ele a cheirou com calma.

 

_Não me diga que estão atrás daquele garoto Uzumaki?-Pakun esbravejou.

 

_Sinto muito meu amigo, mais é dele mesmo que estamos atrás. Mais estou surpreso que se lembre dele depois de tanto tempo.

 

_Tenho uma boa memória olfativa Kakashi.-Esse cachorrinho sempre faz questão de me lembrar disso e até ficaria irritado, porém ele é muito fofo, como aliás todos os pug's são.

 

_Certo, certo. Eu sei disso.-Lembrei erguendo os punhos em rendição._Enfim, temos de patir, o tempo que a Godaime nos deu para sair da vila foram apeas meia hora e já se passaram pelo menos vinte e cinco minutos. Então é melhor que partamos agora.

 

Depois que eu disse tais palavras nós quatro nos adiantamos à chegar às portas da vila e passamos então por elas. Minutos mais tarde já não viamos mais Konoha e eu ficava imaginando o quão vasto o mundo deveria ser. Talvez eu tirasse férias depois que todos esses problemas fossem resolvidos e aí tomaria um tempo para viajar por todo canto.

 

*************** Naruto Pov ***************

 

 

Será que eu morri? Não, acho que não, afinal não consigo ver nada e creio que nem o céu e nem o inferno sejam pura escuridão. Minha cabeça dói muito. Talvez eu esteja no selo da Kyuubi, mas se é aqui que estou, onde a raposa está?

 

                     [Quebra de tempo]

 

 {Quarto de observação: Centro médico da segunda sede da aldeia do som}

 

 

_Droga! Que dor de cabeça!-Reclamei abrindo meus olhos e analisando o ambiente a minha volta. Minha cabeça pulsava de dor e graças a essa sensação eu não conseguia raciocinar direito em relação ao mundo que me rodeava.

 

_Você está bem?-Uma voz se fez presente, estava meio tonto ainda, porém são o suficiente para reconhece-la.

 

_Orochimaru-sama.-Respondi e o localizei. Eu parecia estar num leito hospitalar e meu sensei estava sentado em uma cadeia perto da ports me observando, sabe-se lá a quanto tempo.

 

_Como se sente Naruto?-Ele me interrogou e depois de passar ambas as mãos sobre minhas temporas e me espreguiçar eu pude responder.

 

_Estou melhorando. Onde estão os outros?-Questionei.

 

_Eles estão descansando. Afinal a viagem de vocês e a quantidade de chakra que gastaram foi muiro grande. Todos precisam de uma boa cama depois disso. Admito que não esperava tudo isso mais fez um belo trabalho Naruto-kun.-Recebi um elogio de meu mestre e sinceramente aquela foi a primeira vez que enxerguei um algo a mais em seu tom de voz como se tivesse algo reprimido que precisava me contar mais não sabia como.

 

_Orochimaru-sama...tem alguma coisa a me dizer? Parece estar escondendo algo de mim.-Falei e ele arregalou o olhos de certo modo, surpreso com minha perspicácia.

 

O vi respirar fundo como se fosse algo difícil de dizer e assim sendo me preparei para a bomba qie viria.

 

_Quando chegou aqui naquele estado foi muito difícil estabiliza-lo e depois que enfim conseguimos analisamos seu sangue e o dna nas suas células através de uma corrente de chakra comum.-Ele ia dizendo e fez uma pausa, o que me deixou ainda mais curioso._Descobrimos que você não é mais compatível com a Kyuubi. E por esse motivo tivemos de tira-la de você.

 

_O QUÊ?!-Bradei, caramba, como pode ser?

 

_Se Kyuubi continuasse em seu ventre você morreria em menos de um mês.-Aquilo tanto me assustou quanto me deixou mais calmo, uma mistura estranha de sensações.

 

_E o que você fez com a Kyuubi?-Questionei preocupado.

 

_À selei em outra pessoa.-Ele respondeu.

 

_Quem?-Interroguei estático.

 

_Tayuya.-Quando Orochimaru disse esse nome meu mundo simplesmente se partiu em dois.

 

_Porque ela?-Questionei com um semblante triste.

 

_Era a única hospedeira possível. Se eu selasse a Kyuubi em Karin o poder curativo dela se tirnaria em veneno devido ao chakra massivo e negro da raposa. E como somente os Uzumaki suportam o chakra de Kurama, ela foi a única alternativa. E aceitou fazer isso para que você não morresse. Então pare de ficar triste, não se lamente. Seja forte e ajude ela para que vocês dois juntos construam a nova aldeia do redemoinho onde os jinchurick não mais sejam vistos como pragas mais sim como heróis. Faça do seu sharingan o espelho através do qual o caminho da paz no mundo se faça revelado e do seu corpo o pilar que a sustentará. Essa é sua missão Naruto. Acredito que foi para isso que você nasceu.-Orochimaru-sama discursou de modo sereno mais os sentimentos em suas palavras eram puros e verdadeiros e sinceramente me senti naquele momento inspirado como nunca antes. 

 

Pois ali entendi que não só ele mais muitas outras pessoas acreditavam em mim e se é para encontrar a paz vale a pena a jornada difícil.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...