História Morte, Minha Amada: BSD X Personagem Original - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bungou Stray Dogs
Personagens Akiko Yosano, Atsushi Nakajima, Edogawa Ranpo, Junichirou Tanizaki, Kenki Miyazawa, Kunikida Doppo, Naomi Tanizaki, Osamu Dazai, Personagens Originais, Ryuunosuke Akutagawa
Tags Anime, Armas, Assassinato, Brincadeira, Bungou Stray Dogs, Comedia, Deus, Ficção, Habilidades, Harém Inverso, Imortal, Internet, Jogo, Livros, Máfia, Magia, Mangá, Mistério, Morte, Originais, Ovas, Personagens Originais, Poderes, Portal, Remake, Sangue, Sobrenatural, Vários X Leitor
Visualizações 29
Palavras 528
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Visual Novel
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Isso foi editado. Apenas o final, para que eu consiga escrever... Espero que não fique confuso ;-;

Capítulo 19 - Cap. 17 - One Day


Fanfic / Fanfiction Morte, Minha Amada: BSD X Personagem Original - Capítulo 19 - Cap. 17 - One Day

Cap. 17 One Day... 

 

Oh, filho da puta

Se a vida não é só uma piada

Então por que estamos rindo?

Então, por que estou morto?

Morto!

 

► Replay

 

 

 

 O homem mais velho olhou para a garota com um olhar escuro.

 

 A garota franziu o cenho, mas continuou.

 

 O homem olhou para ela como se estivesse aborrecido.

 

 - Por favorzinho... – a garota disse, seus olhos brilhavam, fazendo-a mais fofa que era.

 

 Sem hesitação, o presidente disse – Contratada.

 - HÃ?!

 

 

Knock Knock!

 

 

 Bateram na porta da agencia.

 

 - Desculpe a intromissão – uma mulher disse, com uniforme policial.

 - Os documentos que prometemos foram entregues – o homem ao lado dela falou.

 - Oh! Obrigado! – Agradeceu Kenji.

 - Hm~! – Edogawa zumbiu – Você não era aquele cara que prendeu seu próprio subordinado?

 - Ugh... – o homem disse, se lembrando do acontecimento – Sim, mas hoje viemos com outro pedido – ele olhou por acaso para Kyouka – Essa garotinha trabalha aqui? Ela se parece com a garotinha que está sob o mandato de prisão.... Onde estão seus pais, jovenzinha? Você tem algum documento de identidade? – O homem se aproximou de Kyouka.

 - Oh! – Exclamou Atsushi – É uma longa história! Uh...

 

Shi então decidiu intervir.

 

 - Ela é minha filha/neta – duas vozes disseram em uníssono. O presidente apareceu atrás da pequena garota e Shi caminhou até eles.

 - Mas... – ele olhou para os três. O homem e a menina mantinham o olhar sério. A mulher e a menina tinham cabelos negros, muito parecidos. Apesar de Shi ter cabelo mais escuro.

 

 

 Eles são mesmo parecidos...!

 

 

 - Que grosseria minha... – ele então olhou para a mulher.

 

 Seus longos cabelos estavam amarrados em um coque alto, sua franja jogada para o lado, olhos vermelhos atraentes calmos e lábios rosados. Usava roupas que consistiam em um terno preto com saia da mesma cor. Mesmo sendo mãe, ela parecia bastante jovem.

 - Que sorte seu marido tem em tê-la como esposa – ele disse, sorrindo de forma pateta – Desculpe-me, estarei indo embora então.

 

 Depois que ele saiu, Kenji disse – A polícia daqui deve ser muito ocupada! – decidiu ignorar o comentário do homem.

 - Por que? A polícia na sua cidade não tem nada para fazer?

 - A polícia só arrumava canos de poço e salvava gatos de chaminés! – Respondeu.

 - E se alguém cometesse crime...?

 

Kenji sorriu docemente – eles amarravam o criminoso e jogavam ele do penhasco! – Todos suaram com que ouviram.

 

 

☼Loading...

 

 

Kunikida saiu para comprar numa loja com promoção de tempo limitado, e após ele ir, Atsushi e Kenji conseguiram um trabalho e também se foram.

 

 

 - Shi-chan¹, você está bastante bonita hoje – Dazai disse, olhando-a.

 - Você está parecendo uma profissional – concordou Junichirou.

 - Hoje eu estava com vontade de ficar assim – respondeu Shi, colocando sua bolsa na sua mesa de escritório – E também, eu sou uma profissional.

 - Eh? Você é formada?

 - Não, mas quase completei faculdade de psicologia.

 - Por que não se formou? – Perguntou Edogawa, curioso.

 

 Ela se sentou, ligando o computador – Aquele lugar se tornou insano demais para mim – seus olhos brilharam, lembrando daquele tempo.

 

 Ela mentiu parcialmente. Realmente, aquela faculdade era bastante estranha, mas não iria ao ponto de querer abandoná-la.


Notas Finais


Nome-chan¹ - sufixo feminino.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...