História Motivos para odiar meu vizinho.-Jikook. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 105
Palavras 977
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo biscoitos!
Boa leitura!
^ ° ^

Capítulo 9 - Motivo 9- Ele é um pecado.


Fanfic / Fanfiction Motivos para odiar meu vizinho.-Jikook. - Capítulo 9 - Motivo 9- Ele é um pecado.

Acordo sentindo dores pontiagudas, dores que eu reconhecia bem, maldito dia para a desgraça desse cio chegar, acho que não preciso explicar o que é cio, enfim, levanto com dificuldade da cama e caminho em direção ao banheiro, faço minha higiene, ponho uma calça de coro preta, uma blusa branca com uma espécie de jaqueta vermelha e preta por cima, calço um tênis qualquer, bebo um suco e saio de casa, porém meu dia não poderia ser normal, ah não, eu tinha que encontrar um certo coelho...

-Que bom te encontrar Jimin. -Fala o moreno mostrando um sorriso bobo.

-Claro. -Digo afastando-me um pouco do alfa.

Isso está mal, muito mal mesmo.

-Está se sentindo mau? -Pergunta preocupado. -Foi por causa de ontem?

-Ah não...Eu estou bem. -Falo mantendo uma certa distância.

-Que cheiro é esse? -Pergunta o lúpus “farejando” algo.

-Eu tenho que ir! -Digo correndo pelo lado do alfa.

Puta que pariu, puta que merda, meu cu está na mão, socorro.

Desço as escadas rapidamente chegando à rua, caminho rápido até meu trabalho, afinal Jungkook não era o único alfa nessa cidade, uma vez ou outra recebia olhares dos homens. Chegando ao meu trabalho entro e fecho a porta com voracidade.

-O que...Cio? -Pergunta Yoongi que provavelmente sentiu o aroma.

-Ah...Sim. -Falo cansado.

-Acho que você deveria trabalhar na cozinha hoje. -Fala Jin encarando-me.

-Ok. -Digo andando em direção a cozinha.

-Parece que alguém vai receber a visita de um alfa hoje em. -Fala Hoseok com uma cara de “pensamentos totalmente puros”

-Cala a boca Hoseok. -Falo adentrando a cozinha.

-Eu concordo. -Sussurra Namjoon para o beta.

-Eu ouvi isso! -Grito da cozinha.

Os garotos começam a rir.

-Vamos logo abrir essa loja. -Diz Yoongi mudando a plaquinha da loja para “open”

Sinceramente hoje está muito longe de ser meu dia de sorte, principalmente porque eu moro do lado de uma alfa lúpus que pelo visto tem muito fogo no rabo. Aparentemente estava tudo bem, ninguém além de meus amigos notou o aroma, então acho que vai ficar tudo bem.

-Ah, olá Taehyung, Jungkook. -Fala Hoseok cumprimentando os dois alfas.

Falei cedo demais...

-Jimin não está? -Pergunta Jeon olhando para os lados.

Pelo amor de Deus diz que eu não vim trabalhar por favor!

-O ChimChim está trabalhando na cozinha hoje. -Fala Namjoon chegando ao balcão.

PUTA QUE PARIU NAMJOON! EU TÔ FUDIDO MANO!

-Eu preciso falar com ele. -Diz dirigindo-se a porta da cozinha.

Santo Yonngi me ajuda!

-Você não pode entrar aqui. -Fala Yoongi impedindo o mais alto de entrar na cozinha.

Muito obrigado Yoongi!

-Mas eu preciso falar com ele. -Diz o moreno.

-Fale com ele outra hora. -Diz o garoto com cabelo de menta.

Eu estava espiando através de uma janelinha e pude notar uma expressão na face de Jeon, era uma mistura de raiva e tristeza. Por que sinto-me tão mal quando ele fica assim?

-Ah, ok então eu falo com ele d -O moreno iria falar algo, mas parou na metade, o que ocorreu? -Que cheiro é esse?

PUTA MERDA! No mesmo momento paro de espia-los e sento no chão torcendo para que o lúpus não perdesse o controle.

-Provavelmente Jimin deve estar cozinhando algo bom. -Diz Jin ficando no meio da porta. -Então até breve.

Logo Jin e Yoongi empurram Jungkook para fora -Consequentemente Tae seguiu Jeon, mas aparentemente ele não queria sair, provavelmente deve ser por causa de Hoseok, esses dois estão cada vez mais “colados” -Respirei fundo e levantei voltando a fazer meu trabalho.

-Da próxima vez encontra um alfa que não seja teimoso. -Fala Jin entrando na cozinha.

-Há um que não seja? -Pergunto e ao mesmo tempo mostro um sorriso.

-Acho que não. -Fala Jin devolvendo o sorriso, acho que ele lembrou-se de Namjoon, pode não parecer -Obviamente parece. -, mas esses dois são namorados, eles namoram à seis anos, admito que tenho uma certa “inveja” da felicidade desses dois. Continuo fazendo meu trabalho normalmente, por conta das doloridas pontadas eu sai mais cedo, e estava torcendo para não ter nenhum alfa em minha porta desta vez, por incrível que pareça minhas pressas foram atendidas, o que significa que eu finalmente teria um momento de paz, adentro meu apartamento e jogo-me na cama.

Poderia dizer que estou com sorte hoje, mas lembrei que eu estava no cio, o que significa muita dor. As vezes eu contorcia-me na cama, era horrível, meu corpo estava quente e eu provavelmente estava ofegante, a dor era tão grande que cheguei ao ponto de dar leves gemidos de desaprovação, não demorou e esse “leves gemidos” tornaram-se em gritos, ou melhor berros desesperados.

-Jimin? -Pergunta alguém batendo na porta.

Essa voz...Jungkook?

Eu poderia...Não, Jimin não seja burro, você consegue aguentar mais um cio sozinho.

-Jimin, você está bem? -Pergunta o alfa com uma entonação de preocupão.

-ah, sim...Ah! -Respondo com a respiração descompensada.

-Jimin...Doce. -Fala o moreno, acho que ele sentiu o aroma. -Você está no cio Jimin?

-Ah! -Gritei de dor.

Não estava aguentando...A dor era tanta...Meus dedos ficavam com as pontas brancas de tanto apertar os lençóis da cama.

-Jimin, eu posso te ajudar. -Diz ainda preocupado.

Não...Você não pode...

Eu não conseguia mais responde-lo, tudo o que eu fazia era dar leves gritos que podiam ser escutados pelo maior. Não tem como eu continuar assim...Dói. levanto-me com dificuldade da cama e caminho cambaleando até a porta, levo minha mão até a tranca e abro-a.

Ainda irei arrepender-me disso...

O moreno encara-me surpreso.

-Jimin... -Fala aproximando-se.

-Jeon, por favor...Ajude-me...Isso dói muito... -Falo entre arfares.

-Pode deixar pequeno. -Diz o lúpus selando nossos lábios, ele inicia um beijo quente e molhado, minhas pernas não aguentaram e desabei, mas o moreno segurou-me pela cintura, não excitei em entrelaçar meus braços em seu pescoço, sua língua estava em minha boca. 

Tão bom...

Jeon Jungkook você é um pedaço de mau caminho.


Notas Finais


Então esperoque tenham gostado.
-Favorite se não favorito e continua lendo.
-Compartilhe.
-Comentem o que acharam de bom e ruim para que eu possa melhorar.
-E não queiram matar-me por favor.
Annyong!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...