História Motivos para proteger! - Capítulo 42


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki
Tags Maconha Doido, Naruhina, Narusaku, Narusaku ''shipp Verdadeiro'', Naruto Loko De Poder, Zoeira Pra Caralho
Visualizações 207
Palavras 1.897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não tinha ideia de capa, então simplesmente peguei a primeira porra que eu tinha na galeria :v
Espero que gostem, até um outro dia!

Capítulo 42 - Aquele blá blá blá triste pakas!


Fanfic / Fanfiction Motivos para proteger! - Capítulo 42 - Aquele blá blá blá triste pakas!

Separei meu abraço com Sakura lentamente, enquanto sentia pelo rinnegan que Hinata estava chegando… Ela entraria pela porta em alguns poucos segundos. Senti Sakura encarando meu rosto, como se visse algo estranho nele… Logo ela comentou, levando a mão até a minha bochecha esquerda.

Sakura – Naruto… O que houve contigo? - perguntou curiosa. Estava de fato referindo-se aos olhos agora mortos do loiro, como também as imensas olheiras e, talvez, ao cabelo branco. - Seus olhos, estas olheiras… Há quanto tempo você não dorme? - perguntou ela, alisando meu rosto com uma feição preocupada. Logo pus minha mão sobre a sua, tirando-a da minha face suavemente.

Naruto – Não se preocupe comigo, Sakura-chan… - começou a falar… Estranho, já era para Hinata ter aberto a porta. Utilizando novamente do rinnegan, pôde ver que ela estava recostada na porta, ouvindo a conversa do outro lado. - O que faz em minha casa? - perguntou rápido, soltando sua mão da de Sakura, que juntou-as rapidamente – as mãos.

Sakura – O Minato-sama me convidou para trabalhar como babá do Teiko-kun… Não só eu, a Hinata-chan também… Inclusive, ela deve estar chegando por agora, com a mamadeira do Teiko. - falou ela, indo em direção da porta, e antes de abri-la, virando-se para o loiro. - Já volto, Naruto-kun! - falou ele, Naruto nada respondeu, apenas vendo Hinata correr desesperadamente para longe da porta.

Viu a rosada se afastar, ao passar pela porta, dando um lindo sorriso para o loiro… Naquele mesmo momento, vendo a rosada se afastar, fez uma promessa para si mesmo.

Naruto – Qualquer um que ousar tirar esse sorriso de seus lábios, Sakura-chan… - aproximou-se do berço de Teiko, vendo-o dormir calmamente. Agarrou a madeira da borda do berço do bebê, continuando sua promessa. - Qualquer um que tentar tirar você de perto de mim, Teiko. - a imagem de Hinata chorando encostada no beco passou em sua mente, fazendo-o quebrar a madeira do berço de Teiko, acordando o bebê lentamente. - Qualquer um que ousar tocar na minha vila… - fechou os olhos, logo abrindo-os com força, exibindo seu mangekyou sharingan. - estará condenado ao próprio inferno. - finalizou por fim, retirando sua mão da madeira, que havia virado pó.

Seu rinnegan então olhou de canto para trás, percebendo que Hinata vinha correndo em direção da porta. Seu coração batia muito forte, assim como seu pensamento… Ela havia se segurado muito naquela hora, se segurando muito para não avançar pela porta e pular encima do loiro.

Deu um longo suspiro, logo virando-se para a porta, esperando ela ser arrombada pela Hyuga…!! Dito feito. Ela chegou toda desesperada na porta, procurando o Namikaze com os olhos. Ao perceber o Naruto recostado no berço do Teiko, ela simplesmente abre um imenso sorriso.

Hinata – Naruto-kun… Bem-vindo… de volta. - falou ela, enquanto se segurava nos passos que dava na direção de Naruto, logo deixando-os longos demais, até que finalmente colocou-se a correr em sua direção… Seu rinnegan não entrou na mente dela, por algum motivo, então simplesmente abriu os braços juntamente de um sorriso, esperando um abraço da amiga.

…!! Mas, no lugar de um abraço, fora surpreendido pelos braços da Hyuga envolvendo seu pescoço; tudo ficou em câmera lenta para Naruto, que focou os olhos da garota prestes a beijá-lo… Vários e vários flashbacks, tudo que viu… Tudo resplandeceu em um flash em sua cabeça.

Em ação rápida, o mesmo segura os ombros de Hinata, parando o avanço da mesma…!! Logo pareceu surpresa, ao ser afastada com um movimento suave do loiro… Por que ele… Não havia a… beijado? Se perguntou Hinata, agora fitando os olhos de Naruto…!! Pareceu surpresa então, ativando lentamente o byaukugan.

O Naruto não fez nada, apenas a observou fitá-lo com o dojutsu dos Hyuga… Logo Hinata cessou seu byaukugan, olhando com uma cara preocupada o loiro. Ela então engoliu a saliva na boca, abrindo a boca para começar a falar.

Hinata – Naruto-kun… Você… Sofreu muito. - falou a de olhos brancos, encarando os olhos do Uzumaki. O byaukugan via tudo, de fato… Até o que as pessoas passavam. Hinata havia ficado incrédula, ao ver o quão denso os pontos de chakra de Naruto estavam, como se ele tivesse usado eles tão excessivamente, mas tão excessivamente, que acabaram se expandindo demais… E aquilo era um problema.

Mas a Hinata logo tratou de se aproximar, ficando a frente de Naruto… Logo pegou a mão do mesmo, envolvendo-a entre seus dedos… A pele de Naruto havia ficado extremamente pálida, e tinha percebido também aquele olho do loiro… Um olho morto, sem vida, que ficaria ali expresso até no mais belos do sorriso de Naruto… Os olhos de um sofredor.

Hinata – Mas não se preocupe, Naruto-kun… Esse sofrimento que vejo em seus olhos… É um sofrimento que sei que eu poderei curar. Apenas deixe-me ficar ao seu lado, que em breve, seus olhos estarão vivos como uma criança.

Ela realmente estava se confessando para ele, mesmo indiretamente. Mas tinha de tirar isso a limpo, se quisesse manter a promessa que fez a si mesmo, como também manter a sua mais preciosa amiga… Não considerava Sakura como amiga, mas sim como amada, então como melhor amiga, ficava Hinata.

Naruto – Hinata… Eu te amo. - falou isso, focando os olhos dela… Hinata foi pega de surpresa com isso, sendo tão repentino. Mas uma enorme felicidade começou a se apoderar do seu corpo naquele momento, tanto que até começou a lacrimejar sem perceber… Mas o loiro continuou. - Mas apenas como uma amiga… A minha melhor amiga. - deu ponto final em sua frase, agora olhando para baixo… Não aguentaria ver Hinata chorando por sua causa, não mais.

Um silêncio perturbador se instalou entre os, enquanto as lágrimas de Hinata ainda caíam… Mas em vez de antes, que eram lágrimas de felicidades; agora eram lágrimas de um coração quebrado. A mesma não conseguiu proferir nada, enquanto apenas encarava Naruto de cabeça baixa.

Hinata – O-O… q-quê? - falou gaguejando, enquanto sentia o gosto salgado de suas próprias lágrimas adentrar em sua boca. Começara a chorar intensamente sem nem mesmo perceber… As palavras de Naruto quebraram seu coração.

Era difícil para o loiro… O sofrimento é algo que ele não quer para quem ama, mas aquilo era preciso. Encarou os olhos de Hinata, meio relutante. Hinata se surpreendeu mais ainda, ao ver o quão pior os olhos de Naruto estavam agora, piores do que antes… Parecia que ele estava sofrendo falando aquilo para ela.

Naruto – Hinata… Eu só te amo como minha melhor amiga… Me desculpe mesmo, sério mesmo… Eu queria ter falado antes; mas antes eu era um medroso que não pensava em ninguém, apenas em si mesmo… Eu era tão egoísta que, mesmo sabendo de seus sentimentos a mim, eu nunca tive coragem de falar sobre… Mas agora eu mudei, e para te proteger eu falo… Eu amo outra garota, e te considero minha melhor amiga. - falou o loiro, com a face triste… Hinata ficou sem palavras pelo que ouviu… Ele amava outra?! E… E a promessa que ele fez?!

Hinata – M-Mas… V-Voc-cê me.. pr-prome-teu… - falava ela com a voz embargada, começando a soluçar. Sim… Havia prometido que iria voltar para Hinata, depois daquela missão… Mas mentiu, e agora era hora de se redimir.

Naruto – Eu sei que prometi… Mas não irei te iludir com um falso amor, ou fazer você sofrer com esperanças falsas. - largou a mão dela, levando as duas mãos até os ombros cobertos da Hyuga…!! A puxou então para um forte abraço repentino, a prensando fortemente contra seu corpo. - Você só iria sofrer com um homem que não te ama… E esse homem seria eu… E, acredite por favor… Eu não quero que ninguém mais sofra por minha causa! - falava ele, segurando a Hinata extremamente forte, como se tivesse medo que ela fosse embora.

Hinata estava caindo aos pedaços… Amou Naruto desde a primeira vez que o viu. Lembrou-se do primeiro dia que o viu na academia. Foi totalmente inesperado um garoto loiro com várias tatuagens de clãs, uma lente estranha e um cajado nas costas entrar pela porta de sua sala… E quando viu-o, sentiu medo de começo, pois ele parecia forte.

… Mas quando ele fez medo no Sasuke, o cara que se achava o tal e, sobre as escondidas, assediava as garotas… Seu coração palpitou, ao ver que aquele loiro estranho era um homem forte, e sentiu atração… Queria descobrir se, por baixo da força que ele apresentou, havia uma personalidade medrosa, forte, preocupada… Então decidiu segui-lo.

E foi conhecendo-o com o tempo… Um homem forte, de personalidade protetora e coração bom… O homem que havia roubado seu coração. Mas agora?… Esse mesmo homem aparece de volta depois de três meses, com um olho morto e olheiras insanas… Dizendo que apenas gosta dela como amiga… Não sabia o que dizer.

Tentou limpar as lágrimas com as costas das mãos, demonstrando ser inútil… Então apertou firmemente os braços no abraço com o loiro, passando-os pelo pescoço dele… Deixou as lágrimas fluírem pela roupa destruída do loiro, então.

Naruto – Mas por favor Hinata… Fique ao meu lado, sempre. Eu quero você ao meu lado quando for casar… Eu quero ver você todos os dias quando for hokage… Eu quero que cuide de Teiko quando eu estiver muito ocupado… Eu quero que esteja ao meu lado, para sempre… Mas como minha amiga e companheira. - falou ele, tentando de todo modo fazer com que Hinata não fosse para algum dos finais alternativos que Kurama mostrou.

Ouvir aquilo apenas fazia seu coração doer mais… O que o loiro tinha dito era tão, mas tão egoísta… Mas percebia nitidamente que ele se importava muito com ela, para deixá-la ir embora… Ou seja, ele a considerava alguém muito especial. Nossa… Seus maiores sonhos iam ralo a baixo pelas palavras de Naruto. Sonhou sempre acordar e ver o loiro se arrumando para ir ao trabalho de hokage, dando-o um selinho e ir arrumar o café da manhã, antes que ele saísse… Aproveitaria também para acordar seu filho de criação Teiko, e amaria quando ele a chamasse de mamãe. E depois? Sim… Depois acordaria também uma pequenina que havia parido, o qual o nome ia ser Himawari… Mas se não fosse menina, não se importava, amaria do mesmo jeito, e seu nome seria Naruto também… O pai e o filho com o mesmo nome… Era um sonho que tinha certeza que aconteceria.

Mas agora o loiro tinha jogado todos esses sonhos no lixo, pois ele amava outra… Todavia, sabia que não poderia culpá-lo… Ninguém manda no próprio coração, isso ela sabia muito bem… Mas ainda amava muito o Namikaze para se irritar com ele, ou começar a odiá-lo por não amá-la…

Naruto ainda não havia parado de implorar para que Hinata continuasse ao seu lado, demonstrando cada vez mais o desespero que tinha em perder a de olhos de pérolas; seu desespero era tão grande, que imensas lágrimas corriam de seus olhos, em sincronia com as de Hinata.

Hinata – N-Narut-to-kun… E-Eu t-te am-mo tant-to… Q-Que… E-E-eu so-sofre-rei tod-dos os di-dias… A-ao ver v-vo-você co-com… O-o-outr-tra… M-Ma-as… P-por… V-Você… E-e-eu… F-Faç-ço… T-tudo… N-Nar-ruto-kun…. - falou Hinata, aos prantos chorando como nunca. Essas palavras tinham doído no loiro de um jeito tão intenso, mas tão intenso, que sentia que o que havia sobrado de seu coração, agora queimava em chamas.

Continua!


Notas Finais


''AGORA SANTO CRISTO ERA BANDIDO, DESTEMIDO E TEMIDO PELO DISTRITO FEDERAL! NÃO TINHA NENHUM MEDO DE POLÍCIA, CAPITÃO, TRAFICANTE, PLAY BOY OU GENERAL!'' essa música =3

Até um outro dia, koroi
E cuidado com o Zabuza Momochi, o demônio do gás oculto!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...