História Mr. Darcy em minha vida - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orgulho e Preconceito
Personagens Fitzwilliam Darcy, Personagens Originais
Tags Jane Austen, Mr Darcy
Exibições 33
Palavras 727
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Capítulo


As palavras de Darcy tocaram Hannah. Com certeza não era fácil para ele... Será que era por isso que ele se recusava a admitir a atração que existia entre os dois... Será que na verdade ele sentia medo de magoá-la e por isso preferiu não se aproximar demais?

_ Acho que já é tempo de colocarmos as coisas em pratos limpos. – murmurou para si mesma.

Darcy chegou tarde naquele dia. Segundas eram os dias de fazer a contabilidade e verificar o estoque do café. Estava exausto.

Abriu a porta de casa com cuidado, evitando ao máximo fazer barulho pois Hannah com certeza já havia dormido. Qual não foi a sua surpresa ao encontrar Hannah sentada na sala com apenas um abajur ligado.

_ Hannah? O que faz acordada a estas horas?

_ Estava te esperando Darcy.

_ Aconteceu alguma coisa. – preocupado foi sentar-se ao lado da garota.

_ Eu fiquei o dia todo pensando no que me disse hoje de manhã no parque.

Darcy ficou calado.

_ Eu acho que as coisas não estão sendo muito fáceis para você, não é mesmo? Eu sinto muito por ter feito mais difícil ainda.

_ Hannah, você não precisa dizer isso, jamais... Eu sinto muito por tudo que aconteceu... Eu queria evitar que você sofresse e no fim foi exatamente isso que aconteceu.

_ Vamos esquecer o que passou Darcy... Vamos começar de novo. Vem, - disse levantando e estendendo a mão para o homem – eu estava te esperando para jantar.

Os dois tiveram um jantar agradável. Pouco falaram e quando o fizeram foi apenas amenidades.

_ Você fez o jantar e eu lavo a louça. – disse Darcy se levantando da mesa.

_ Não precisa. Eu lavo a louça enquanto você toma seu banho. Eu gostaria de terminar nossa conversa ainda hoje, se estiver tudo bem pra você. – Darcy assentiu.

_ Tudo bem. Obrigado. Vou tomar um banho então.

Hannah lavou a louça, fez chá e foi para a sala esperar Darcy. Sua cabeça fervilhava e temia não ser capaz de dizer tudo que gostaria a Darcy.

Alguns minutos depois, Darcy apareceu na sala.

_ Você fez chá. Obrigado. – disse se servindo e sentando em frente Hannah, que apenas assentiu.

_ Darcy, eu posso te fazer uma pergunta? – começou receosa.

_ Vá em frente.

Hannah olhava para o tapete da sala e torcia as mãos nervosamente no colo.

_ Você gosta de mim? – a voz saiu quase que num sussurro.

_ Não.

A negativa abrupta fez Hannah buscar os olhos de Darcy e o que viu foi um calor abrasador.

Sem desviar os olhos e tomada por uma coragem que nem sabia que tinha, perguntou:

_ Você... – passou a língua pelos lábios ressecados.

Sentiu uma fisgada na barriga quando percebeu o olhar de Darcy acompanhar o movimento.

_ Você me deseja.

Não foi uma pergunta, mas mesmo assim o corpo de Darcy respondeu por ele. Seus outrora gentis olhos azuis como o céu em um dia de primavera escureceram, estavam como o mar durante uma tempestade. E queimavam. Hannah sentia que podia entrar em combustão espontânea apenas com aquele olhar. A boca de Darcy estava apertada e contida em uma linha rígida. Suas mãos fechadas em punhos e tão apertadas que Hannah podia ver os nós esbranquiçados.

_ Acabaram as perguntas Hannah?

A voz de Darcy estava baixa, rouca e estalava como chicote na pele de Hannah.

_ N-não. – Hannah gaguejou um pouco sem desviar o olhar de Darcy.

_ Você está brincando com fogo Hannah. Eu não sou um menino. – Darcy estava sério. – É melhor terminarmos com isso agora mesmo. Eu estou indo dormir. – disse e se levantou.

Hannah demorou um pouco para perceber que Darcy estava indo dormir. Quando deu por si ele já estava na porta do quarto, de costas para ela.

_ Você me ama? – pronto. Finalmente criara coragem e perguntou o que estava martelando em seu coração.

Darcy estacou com a mão na maçaneta. Era possível ouvir sua respiração ruidosa, como se estivesse com falta de ar.

_ O que você quer dizer com isso? Onde quer chegar?

Uma vez começado, Hannah tomou coragem para continuar.

_ Você disse que não era um menino. Homens não gostam de alguém. Eles amam. Você me ama?

Darcy soltou um longo suspiro.

_ Está tarde Hannah. Vá dormir. – disse antes de entrar no quarto e fechar a porta.


Notas Finais


In love com este capítulo... *--*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...