História Mr. Feeling - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 3
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


desculpa gente mas passou do tempo de entrega e vocês sabem disso, porém, eu tenho desculpas, meu PC lugar onde eu escrevo as minhas fic e faço meus desenhos e tals acabou estragando, e eu não tive tanto tempo para escrever, não era nem pra sair capitulo mas.. saiu então eu peço minhas totais desculpas se ficou meio pequeno o cap mas assim tá bom, continuo pedindo desculpas e to gostando de ver que vocês tão gostando. Beijossss

Capítulo 2 - 02- Sloth


Já faz uma semana, UMA SEMANA, e aquilo não passa, fecho meus olhos a imagem do sangue, do barulho estridente do disparo, dos gritos de horror e do olhar aterrorizante dele me Encarando.

ele tá morto! Morto! e eu presenciei na minha frente! sei que mais cedo já havia presenciado aquele atropelamento, mas, era diferente o cara era diferente, ele era honesto, pelo menos ainda era, ele tinha uma família, 3 filhos que vão ficar sem pai, vão sofrer o mesmo que eu, mas porque eu to preocupado com isso, eu não conhecia ele, nem ligava pra ele, mas ele ta morto, eu tô me sentindo culpado, mas porque? como se meu pensamento tivesse influenciado aquilo

 

-Filho - fala minha mãe entrando em meu quarto. - Vanessa vai deixar a Angel aqui e depois nós duas iremos sair, pode se arrumar? por favor!

 

-tá mãe… - faz muito tempo que eu não faço nada, eu não vou na escola, não falo com ninguém, não tomo banho, não saio do meu quarto… Isso realmente me deixou mal, mas, pelo menos minha mãe está me dando apoio, é até engraçado a inversão dos papéis em casa.

 

me levanto da cama, me espreguiço e dirijo ao banheiro que é próximo a meu quarto.

tomo um banho rápido, me seco e amarro a toalha na cintura

saio do banheiro e vou para meu quarto e para meu espanto Mike e Angel estavam sentados em Minha Cama, o que eu faria? eu paro na porta do quarto e Mike que estava folheando uma das minhas Revistas em Quadrinhos Favoritas percebe que eu estava na porta e então entrega a Revista para Angel e se levanta da cama todo atrapalhado, ele chega na porta e me empurra para o corredor quase me derrubando

 

-Faz três dias que eu to tentando falar com você sabia? - Fala Mike Com Uma voz séria

-Cara! Não é hora de se falar disso - falo pelo fato de eu estar NU na frente dele

-0 que aconteceu? - pergunta Mike - você não voltou a se… - pergunta ele apontando para meu braço

-Não! Cara! por favor vai pra sala e leva a Angel eu Já vou lá falar com vocês! Por favor?! - falo e ele assente com a cabeça e vai até o quarto enquanto eu entro num outro quarto para Angel não me ver,

esperei até eles saírem então vou para meu quarto correndo e tranco a porta encostando minhas costas na porta vou deslizando até cair levemente no chão, olho para meus pulsos, Nada, Nenhum arranhão, nada, mas isso era um sinal bom? significa que eu to sem problemas?  me levanto e vou até o armário onde começo a me trocar.

 

eu tava pronto, mas ainda não estava pronto para passar por isso

 

        Flashback/ON

 

o disparo… ele cai, seu sangue espalhado todo pelos rostos de seus guardas pessoais, um silêncio súbito, tão súbito quanto os Gritos que o sucedeu, o espanto e o firme toque de Mike era a única coisa na qual eu conseguia sentir, além de uma leve dor de cabeça, leve eu acho, não pude sentir tanto, logo desmaiei, caindo para trás e por sorte sendo segurado por Mike

 

Acordo, um lugar branco, uma luz branca forte que ficava nos meus olhos e uma voz masculina dizendo:

-Ele Acordou! a Anestesia não fez efeito, Apliquem mais! quando pude perceber o que estava havendo fiquei inconsciente novamente

 

-Senhor Montgomery? - fala a mesma voz masculina e ao abrir meus olhos pude ver um homem meio grisalho, um senhor, vestido com um “avental” médico, uma vestimenta branca.

-Se-nhor? - pergunto com a voz falhando

-George! santo Deus! ainda bem que você está bem!

-Mãe? - pergunto ao ver ela com seu cabelo embaraçado e olheiras de cansaço e sono

- Senhor George tenho que lhe dizer que sua cirurgia foi um sucesso! o tumor foi todo ressecado e você está bem agora! - fala o médico

- Tumor? Cirurgia? O quê eu tô fazendo aqui? - falo começando a me desesperar me arrumando na maca

- Perda de memória… bem, Meu nome é Doutor Charles, você entrou nesse hospital na madrugada de ontem se queixando de muita dor de cabeça, você estava acompanhado com seus dois amigos e logo sua mãe chegou, Fizemos uma Tomografia e encontramos um pequeno tumor, um tumor que se não Fosse ressecado a tempo resultaria na sua morte, esse tumor estava provocando os seus desmaios e ataques noturnos - ao dizer isso meu coração acelerou, eu tinha um câncer na cabeça? MAS QUE LOUCURA! - bem… você autorizou a cirurgia e então fizemos e você está bem! receberá alta daqui há algumas horas

 

            Flashback/OF

 

saio para fora do meu quarto e desço as escadas lentamente, quando chego no ultimo degrau vejo os dois me Observando de longe e logo se aproximando de mim

 

-Você tá bem George? - perguntou Angel

-e-ee-eu… - falo mas não sei o que dizer.

- George! Cara, Você passou por tanta coisa é melhor você relaxar! - como só eu estou abalado com isso! nós três presenciamos o suicídio ao mesmo tempo, porque eles não estão pirando?

-George? - quando percebo acabei boiando em vários pensamentos e deixando os dois no vácuo

 

eu estava pronto para falar qualquer coisa quando a Campainha toca e algo na minha cabeça ou no som me faz lembrar de tudo daquela noite, o que aconteceu após o meu desmaio no show

 

eu cheguei conversando muito bem, eu tava normal, extremamente normal, estava melhor que os dois então…

 

-Espera! - grito bem alto o que assusta Mike e Angel, fui até a porta e abrindo ela eu vejo um garoto correndo, Ei1 volte aqui e peça desculpas! - foi o que eu pensei… talvez seria uma coisa boba mas eu precisava entender uma coisa… fecho a porta levemente e me escoro na frente da porta

 

- o que tá acontecendo? - pergunta Angel Assustada

 

fiquei esperando por mais uns segundos mas, nada

quando ia abrir a boca para explicar a campainha toca de novo, meu corpo se arrepia, arrepia todo, da ponta do pé até a nuca

-Eu te perdoo! - grito e pude escutar um Ok

 

Meus amigos estão Me encarando, eu só conseguia olhar para seus rostos pálidos de medo, eu já havia entendido o que tava acontecendo, só não sabia a explicação para isso, O Quê Sou EU?


Continua...


Notas Finais


TAN TAN TAN! VAMO VER O QUE ACONTECE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...