História Mr. Perfect - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance, Sexo
Exibições 259
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Saiu!!! XD, espero que gostem. Boa leitura =)

Capítulo 20 - I love you


Fanfic / Fanfiction Mr. Perfect - Capítulo 20 - I love you

 

Acordei de madrugada com a ereção de Bryan pressionando firmemente minhas costas e suas mãos enroladas em meu cabelo. Puta merda, de onde ele tirava todo aquele fogo? Eu seria capaz de acompanhá-lo? Sim, eu seria. Eu era louca por ele e o meu corpo também. Desde que nos conhecemos foi assim, uma atração incontrolável, um desejo insaciável, uma necessidade sem tamanho e que eu não acreditava ser possível até ser tocada por ele pela primeira vez.

- Ei garotão, precisamos descansar.  Sussurrei baixinho, ainda meio sonolenta.

- Garotão? Tentei chamá-lo novamente, dessa vez um tanto mais firme.

Eu notei que sua respiração estava irregular e seu corpo estava tenso, ele provavelmente ainda estava dormindo e tendo algum sonho estranho.

- Bryan!  Chamei enquanto desvencilhava seus dedos de meus cabelos e virava para encara-lo.

- …. Cecília….

Caralho, de novo isso? Sério?

Me levantei da cama rápido me sentindo uma idiota por estar nua na cama daquele homem enquanto ele chamava por outra. Coloquei meu robe e fui para a cozinha beber um copo d’água e tentar me acalmar. Era a segunda vez que eu o via chamar por ela.

- Que diabos...

- Invocando o demônio na minha cozinha?

Me viro de costas e o vejo atrás de mim, esfregando os olhos e prendendo o cordão da calça do pijama, ele tentou me dar um beijo mas eu virei o rosto rapidamente.

- O que foi? Perguntou ele confuso.

- Quem é Cecília?

Parecia que ele tinha acabado de levar um soco forte no estômago, seu rosto escureceu e ele começou a passar as mãos no cabelo como se estivesse procurando as palavras certas, e então passou por mim, pegou uma garrafa de Jack Daniels no armário, despejou o líquido amadeirado num copo e o fez desaparecer num único gole.

- Lixo. Nada mais que isso.

- Eu não entendo.

- Você não precisa entender.

- Sim, eu Preciso. Você sabia que chama por ela enquanto dorme?

- (...)

- Você sabia, não é? Porque não quer me contar quem ela realmente é?

- Isso não é da sua conta, apenas esqueça.

- Não é da minha conta? Não é da minha conta?! Porra!  Falei levando minhas mãos no cabelo. - Claro que é da minha conta seu grande cretino filho da puta! Olha pra mim, olha o inferno que eu tenho passado por sua causa, até de uma escada eu fui jogada! E pra quê? Pra no fim você vir com esse papo furado? Você me come pensando nela, é isso?

Minhas próprias palavras me abriram um buraco no peito, mas esse era um medo que pairava em minha mente. Ela era especial pra ele? Eles ainda tinham contato? Eu era apenas um step?

- Pare de dar chilique, você tem noção de que horas são? Disse ele com o tom moderado, mas tomado pela raiva.

- Como eu sou burra… Como eu pude me apaixonar por alguém como você? Eu realmente achei que fosse possível, mas não dá. Eu disse com a voz embargada pelas lágrimas que inundavam minha face.

Ele cerrou os pulsos e fez uma expressão de dor.

- Não chore, você acaba comigo quando faz isso. Disse ele deixando o copo no balcão e vindo em minha direção.

- Vai se foder! De quem você acha que é a culpa?

Eu virei as costas e sai andando apressada para o quarto, fui em direção a minha mala e comecei a arrumar minhas coisas, ele entrou logo em seguida e me abraçou forte.

- Me solta.

- Nunca.

- Já estou farta disso, me solta Bryan… por favor.

- Eu não posso. Não consigo…

 - Vá atras da sua Cecilia e me deixe em paz.

- Não.

- Porque? Perguntei irritada e tentando escapar de seu abraço.

- Porque... eu te amo, droga.

 

Caramba.

 

Os braços que me apertavam forte estavam trêmulos, seu coração estava acelerado e ele estava respirando com dificuldade.

- Me dê só mais um pouco de tempo, por favor… Disse num tom quase inaudível.

- Se eu ficar, você promete me contar?

- … Prometo.

- Quando?

- Eu não sei.

- Não vou esperar por muito tempo, Bryan.

- Eu sei.

Eu suspirei, deixando essa conversa de lado por hora e me focando no homem que estava me segurando tão forte que até doía. Me virei lentamente e encarei seus olhos tristes, por algum motivo dizer aquelas palavras tinham deixado ele em pedaços, vulnerável, e aquilo me cortou o coração.

- Diga novamente que me ama. Eu sussurrei, enquanto usava minhas mãos para acariciar seu rosto.

- Eu te amo.

- Sem o droga no final fica bem melhor. Sorri.

E com isso uma única lágrima solitária escorreu em seu rosto perfeito, antes que ele afundasse seus lábios nos meus. Naquela noite ele dormiu agarrado a mim, como se quisesse ter certeza que eu não fugiria.  

Quando os primeiros raios de sol finalmente iluminaram o céu, eu fui agraciada com a linda visão de seu rosto dormindo, eu quase não o via assim já que ele sempre acordava primeiro. Ele era lindo. Eu poderia passar o dia todo ali, olhando pra ele.

- Gosta do que vê? Disse ele com sua voz rouca de sono, mas sem abrir os olhos.

- Não sei do quê está falando.

Ele abriu os olhos devagar e então abriu um sorriso preguiçoso.

- Ainda está cedo, vem aqui. Disse ele com a voz de sono mas sexy que eu já ouvi na vida.

- Hoje é sábado lembra?

- E?

- Vamos passar o fim de semana nos seus pais.

- Merda, me esqueci completamente.

- Sorte que sua namorada é uma ótima secretária e tem uma excelente memória.

Ele me puxou contra seu peito e me beijou.

- Sim, sorte a minha. 

- Será que seus pais vão gostar de mim? 

- Eles vão te adorar meu anjo, não se preocupe.

Ele me deu um beijo doce nos lábios, o mais doce que ja havia recebido na vida, eu ainda não estava satisfeita por ele esconder as coisas de mim, mas eu realmente fiquei feliz quando ele se expôs daquela forma.

- Eu te amo. Eu disse ao olhar em seus olhos.

- Eu sei. Disse ele sorrindo.

- Sabe? E pode me dizer como? 

- Segredo.  

 

 

 


Notas Finais


E por hj é só pessoal, espero que tenham gostado ^^
bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...