História Mr.Rabbit - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~7cah7

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Taegi, Yoonmin
Exibições 234
Palavras 688
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Senhor Coelho


Fanfic / Fanfiction Mr.Rabbit - Capítulo 1 - Senhor Coelho

- Pai... Eu preciso de você.

Mais uma vez, em minha contagem, era mais uma vez que sua voz baixa parecia tão assustada, amedrontada e perdida, então mais uma vez, eu tinha que fazer o papel de bom guia para levá-lo até a luz.

Meu filho precisava de mim e eu faria qualquer coisa por ele.

- Eu tive aquele mesmo sonho...

Eu já tinha conhecimento do que se tratava desde que sua voz veio até mim bem ao fundo da sala, desde que seus passos sob a madeira pareciam um dejá-vu, aquela cena infinita se repetia mais uma vez naquela noite fria e, muito mais que normalmente, escura.

Não era mais novidade que meu filho era atormentado por pesadelos inexplicáveis, então lugares onde ele nunca foi estavam presentes, pessoas, animais, objetos, todos desconhecidos por ele, mas aquilo não parecia ter importância, ele os via de qualquer forma.

- Me conte mais sobre esse sonho...

A cada dia eu me sentia mais impotente diante daquela sombra que acompanhava Taehyung a cada passo seu, eu não tinha mais poder que ela e isso me fazia hesitar, a temer pelo meu próprio bem mais do que o de Taehyung, então isso me transtornava com uma culpa desgraçada.

Estava me deixando louco viver com aquela criaturinha sinistra que possuía o título de filho.

- Eu não quero falar sobre isso... Estou cansando de explicar... – Assenti, o segurando em meu colo enquanto suava frio com sua presença tão próxima.

Era bizarro, nunca imaginei que algum dia sentiria medo de meu próprio filho, porém era inevitável, eu sentia como se a sombra que vivia sob Taehyung ficasse bem atrás de mim naqueles momentos, cuidando de minhas costas, me trazendo arrepios e tremores inexplicáveis.

Me levando consigo em seus braços frios.

- Então... Me deixe levá-lo para a cama novamente, vou ficar contigo até que pegue no sono, está bem? – Sorri o mais natural que pude.

- Sim... Papai.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ele era realmente assustador, principalmente nessa noite em específico, era como se fosse meu pesadelo, não tinha fim aquela loucura de seus sonhos.

Nada tinha sentido mesmo que me explicasse noite após noite, não era normal.

A voz de Taehyung relatando seus sonhos era estranha, era uma mescla estranha, ao mesmo tempo em que se misturava com animação e aflição, tinha também medo e um pouco daquela, geralmente reverenciado pelos mais velhos, inocência pueril que ele parecia a cada dia perder.

Eu não o entendia e nem nenhuma de suas palavras, mas admito nem sequer tentar o compreender, afinal aquilo não me dava gosto, não era algo que eu queria escutar com atenção como tinha com músicas.

Eu só queria me afastar de tudo aquilo e viver em meu próprio mundinho, lugar onde Taehyung não estava presente e pior que isso, eu ficava feliz em não tê-lo por perto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coelhinho, coelhinho.

Por que está tão bravo?

Coelhinho, coelhinho.

Por que está tão triste?

Coelhinho, coelhinho.

De paletó preto e orelhinhas macias.

Coelhinho, coelhinho.

Por que está tão solitário?

Coelhinho, coelhinho, coelhinho.

Por onde estarás escondido?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Era surpreendente, pelo menos para mim, andar ao redor daquela floresta gigantesca e, na grande maioria das vezes, nebulosa, sem medo como da primeira vez que vim a por meus pés nas passagens desse mundo, onde eu me sentia perdido e desamparado. Acho que acabei por me acostumar à aquela rotina, principalmente com ele me ajudando a andar por aqueles ladrilhos, era mais fácil com sua presença.

Ele tornava tudo mais fácil para mim.

- Taehyung, venha até aqui... – Lá estava ele me esperando com sua pose toda desleixada, olhos brilhantes como as estrelas e típico sorriso gengival, contagiante até certo ponto, mas ao mesmo tempo vazio.

Ele era estranho e o pior disso, cada vez ele ficava mais ambíguo, mais estranho.

- Para onde você quer ir hoje?! – Perguntou esforçadamente animado, se ajoelhando até mim para colocar sua cartola em minha cabeça e deixar suas orelhas brancas de coelho à mostra.

- Me leve para onde quiser, Senhor Coelho.

Então, segurei em sua mão como da última vez e parti para dentro da névoa, assim como no último sonho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...