História Mrs. Rebel - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Justin Bieber, One Direction, Zayn Malik
Personagens Lauren Jauregui, Pattie Mallette, Zayn Malik
Tags Christian Beadles Ryan Butler Charles Somers Niall Horan Harry Styles Liam Payne Louis Tomlinson Criminal
Exibições 129
Palavras 4.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HOLAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! CM VAI, LINDNHAS? e ai? demorei mt?

kkkk boa leitura

Capítulo 36 - Ele já chegou...


Fanfic / Fanfiction Mrs. Rebel - Capítulo 36 - Ele já chegou...

Justin Bieber POV.

Sinto meus olhos lacrimejarem por conta do sono e bocejo sentindo meu maxilar doer de leve, abro um dos olhos e vejo fios... fios de um cabelo negro, acabo sorrindo e aperto mais um pouco o corpo gostoso contra meus braços, inclinei minha cabeça para cima e tirei alguns fios de seu rosto.

Porra, até dormindo essa puta é linda.

Quando percebi meus dentes estavam para fora, soltei o ar devagar e tirei meu braço devagar e minhas pernas do laço das suas e me sentei, e estalei as costas. O quarto estava um breu total por ontem antes de ter uma noite em claro por conta do nosso sexo termos fechado as cortinas, estava muito gostoso ficar nesse quarto geladinho e nesse escuro, olhei a luz vermelha que mostrava a hora digitalmente e ia dar 08:10, cocei os olhos e quando ia levantar uma fresta de luz aparece no quarto.  Rodei meu pescoço e vi um serzinho com uma blusa preta de Lauren que estava um vestido nele, com uma chupeta azul marinho e os cabelos bagunçados olhando para mim.

- Cadê a Lolo?- perguntou numa voz rouca e baixa, sorri com essa visão fofa pra caralho  e fui até o moleque. Ele estendeu os braços para mim e o peguei.

- Ta dormindo- ele deitou a cabeça no meu ombro- não está muito cedo para você acordar? - Ele concorda e boceja, me sento na cama e ele vai escorregando para o colchão, Lauren se mexeu virando de barriga para cima e o menino logo se ajeitou em seu peito e fechou os olhos. Ia falar alguma coisa quando Lauren deu uma tremida e arregalou os olhos.

- O qu...

- Xiii- fiz e ela olhou pra baixo onde eu apontei e suspirou de alivio voltando a relaxar começando a bater de leve na bundinha dele pela fraude de dormir.

- Ele te acordou? - Disse baixo e rouco por ter acordado agora e neguei.

- Tenho quer ir no galpão- ela fez bico e negou. Luke se mexeu e agarrou o pescoço dela lançando um forte suspiro.

- Eu tenho que ir tam....

- Não! - Ela me olha confusa-  fica na cama com ele e volta a dormir, está cedo e ele não vai querer ficar sozinho- ela me olha e bufa- Aproveita seu tempo com seu filho, Laur- ela concorda olhando para o pequeno coçando os olhos e bocejando.

- São que horas? - Falávamos tudo em sussurros.

- 08:15- ela cobre os olhos com o braço e passo a mão na sua perna. - Vou tomar um banho e já vou, certo? - Ela tira o braço e concorda.

- Pega meu blusão cinza no armário- apontou e eu assento, peguei minha cueca vermelha do chão e vesti indo até o armário, peguei um blusão cinza com estampas na frente.

- Esse? - Ela concorda e jogo nela.

- Obrigada- pegou ele e colocou no criado mudo, provavelmente pra quando levantar vestir pra não sair nua. Fui para o banheiro, mas no meio do caminho vi sua calcinha de renda azul rasgada no chão, ri e a peguei.

- Ei! - Ela virou o rosto para mim e eu balancei a calcinha, ela riu pelo nariz e levantou um dedo do meio- gostosa- disse em mímica e ela rolou os olhos com um sorriso fraco no rosto e enfiou o rosto no cabelo de Luke sem parar de bater na sua bundinha. Fui para o chuveiro e tomei um banho rápido saindo em seguida, vi que tinha uma escova fechada no armário e peguei essa mesma, nada que demorasse 10 minutos. Quando voltei a mão de Lauren não batia mais e sua respiração era leve se misturando com o bebê.

Não tem como ser gay numa cena dessas.

Peguei minha calça jeans rasgada da cadeira e não achei minha blusa, fui até o armário dela e abri a gaveta de roupas dela, vasculhei algo que prestasse em mim já que Lauren tem a mania de comprar coisas que não são do seu tamanho e se bobear bem masculinas. Vi uma camisa com estampa do nirvana, ela era preta e ficou um pouco justa nos bíceps, sacodi o cabelo com as mãos e ele ficou arrepiado. Nada diferente. Procurei meus celulares, minha carteira e minha arma. Vi que estava tudo em cima do criado mudo e o peguei. Vi Lauren suspirar no sono e acabei cedendo um beijo em seus lábios, ela abriu um dos olhos e sorriu, dei um beijinho na cabeça de Luke e saí do quarto. Peguei meu celular e olhei as mensagens. Só tinha uma do Harry.

 

“ Bizzles e Zquads no galpão nova as 08:30.- H.S”

 

Estava no horário ainda, desci as escadas e dirigi rápido até a porta.

- Bom dia cunhadinho- ouvi a voz doce e um pouco familiar de Laurena e me virei para o lado vendo ela e uma menina que nunca vi na minha vida tomando café na bancada da cozinha.

- Oi Laurena e oi…- a menina loira sorriu largo para mim e deu tchau.

- Dinah Jane.

- Prazer Dinah- ela assentiu e olhei ao redor da sala e cozinha.

- Cadê Samantha? - Ela apontou com uma colher cheia de morango para a varanda e olhe pela porta de vidro vendo a morena com conversinha com o Chris... Chris? - O que ele está fazendo aqui? - Ela deu de ombros.

- Eu acordei e já estavam aqui- suspirei e vou até a varanda deixando as duas.

- .... Ai depois ela me olhou assim “sério, transar contigo?” E eu cai na gargalhada- ela riu e Chris a acompanhou.

- Nossa, que lindo o casal- digo rindo e ela dá um pulo.

- Porra Justin, que susto menino- nego com a cabeça e bato no pulso olhando pra Chris.

- AÉ! Foi mal chefe- Ri amarelo- Tenho que ir, bunduda- Ela faz bico- Nossa, que manhosa- pega no maxilar dela e dá um beijo.

- To diabético- Digo e ele rola os olhos.

- Ata, mas eu sou obrigada a ouvir os gemidos de Lauren ontem antes de fazer o cabeçudinho dormir, né? - Rio e dou de ombros.

- Posso fazer o que se mando bem? - Chris bate no meu ombro e nega.

- Menos cara, pelo amor de Deus. - Olho pra trás e rio dele.

- Estou deixando os dois contigo, qualquer coisa...- Samantha bufou.

- Te ligar, já sei Bieber- diz rolando os olhos.

- Exato- pisco e saio da varanda. Passo novamente na sala e Lauren e Dinah estava vendo TV, a loira não desviava os olhos de mim.

- Tchau meninas- Chris diz e pega a chave do carro.

- Tchau Justin- Dinah acena breve.

- Tchau Cunhado! - Laurena forçou o cunhado olhando pra Dinah.

- AH! Que foi? Ele é um gato, amor! - Foi a última coisa que ouvi antes da porta fechar.

- Eita, sabe que se Lauren ouve isso…- Bufo e abro a porta do meu carro.

- Nem me fale, irmão. Nem me fale.

 

(...)

 

- Nolan não pode sair de lá hoje, mas ele mandou mais essa- Jogou o celular em mim e o peguei no ar, vi que era uma localização.

- O que o Harry quis dizer é Somerhalder está nessa localização- Louis completa.

- Ou seja, Havaí- Niall aponta para o mapa no computador e eu assinto.

- Segundo o que Nolan ouviu por lá, a governanta que cuidava do meu filho já deu relatório- Rolei os olhos e bufei. Esse cara tinha que jogar na minha cara que tinha um filho com a minha mulher? Serio?

- É obvio que ela já deu relatório do SEU filho- serro os olhos para ele que sorri debochado. Há mano, eu vou virar o pescoço desse cara.- ela não é idiota de não contar, Malik- rosno seu nome que infla o peito.

- Enfim…- Liam olha feio para nós dois. Cara feia para mim é fome- Se Somerhalder soube hoje de manhã demorará aproximadamente umas 4 ou 5 horas de jatinho até aqui.- ele senta no banco e cruza os braços- precisamos de um plano.

- Sim! Ele já sabe que Luke está com a gente- Louis começa- E sabe onde também, o que é mais obvio de fazer é trocar de lugar- concordo.

- Exato, Somerhalder iria procurar nas três mansões principais- aponta para mim e para o Zayn e depois para fora, provavelmente pra Lauren.- Então de imediato temos que, sei lá, tirar meu sobrinho de lá.- Louis abre a boca incrédulo.

- Mas eu falei isso! - Harry dá de ombros e Louis bufa voltando a teclar.

- Certo, vamos fazer o seguinte então...- Abro o notebook e curvo meu corpo para perto da mesa. - O apartamento do Ryan é bem longe daqui- Digo e ele me olha confuso.

- Que? Minha casa? Meu apartamento? - Levanta e nega rindo- Você está maluco! - Rolo os olhos.

- Cara, pensa bem- Chris me olha rápido- Seu apartamento quase não é usado além de ser bem espaçoso e é menos conhecido por todos- Ryan nega.

- Cala a boca, nem sei porque você está aqui- Chris rola os olhos.

- E olha que nem eu sei onde é- Harry diz e Ryan estala a língua no céu da boca voltando a sentar.

- Mano, se tiver um monte de brinquedo espalhado no meu sofá, na minha cozinha ou na minha sala de jogos…- Ele fecha os olhos e ri- Eu jogo seu afilhado do décimo sexto andar- Rio e estico a mão para acertar um toque com ele.

- Relaxa, mano. - Ryan serra os olhos para mim e coça os olhos. Ele odeia que pisem no apartamento dele.

- Calma aí... então você, Lauren e meu filho vão para a casa dele? - Zayn pergunta com raiva e eu sorrio assentindo.

- Parece que você sabe pensar também, certo? - Zayn me fuzilou e eu cruzei as pernas na mesa dando um sorrio de lado.

- Há que ótimo! A família do ano- debocha e Harry levanta para o acalmar.

- Ei cara, para. Você sabia que isso aconteceria mais cedo ou mais tarde- Diz calmo com as mãos no braço dele que me olhava com sangue nos olhos. Peguei um copo de uísque e enchi em uma pequena dose oferecendo aos meninos, apenas Niall e Liam aceitaram.

- É Malik, relaxa! - Louis riu de lado e abriu um cigarro levantando- Aliás, é para o bem do Luke. Você deveria, como pai, pensar no bem do seu filho- Acendeu e deu uma tragada antes de olhar para mim- Não com quem a mãe dele dorme- Ouvi Liam abafar uma risada e Ryan negar com a cabeça.

- Dormir? Lauren não sabe o que é dormir á dias...- Chris zoa e levo a bebia aos meus lábios ainda com o olhar de Zayn sobre o meu.

- Escuta bem, Bieber- Zayn deu passos à frente e encravou os dedos na mesa, seu rosto já estava vermelho e eu só em divertia com isso- Você nunca vai ser o pai do meu filho, ouviu? Nunca! Você pode dormir com a mãe dele, pode morar com ele, pode dar brinquedos para ele.... Mas ele NUNCA será seu filho- disse cuspindo na minha mesa. Filho da puta nojento.

- Malik, Malik...- Neguei com a cabeça estalando a língua e levantei, me curvei na mesa com as mãos nela igual a sua posição- Coloca na sua cabeça que eu não quero e nem vou pegar o seu lugar de pai da vida de Luke. Você é o pai, eu sou apenas o padrasto dele, aprenda a diferenciar- Zayn bufou alto e apertou a madeira da mesa- Agora... se você está se sentindo intimidado com o carinho que seu filho sente por mim, o que sua ex-mulher sente por mim, e o que eu sinto pelos dois- Ri baixo e neguei com a cabeça- Eu não posso fazer nada se sou melhor que você- Disse a última frase bem perto dele e logo depois ele estremeceu de raiva.

- Seu...

- OUOUOU- Harry interveio. - Para com isso, Bieber. Ele já está pilhado o suficiente com isso- Rio e rendo as mãos em total deboche. - Por enquanto é só isso. Niall entra em conato com Alfredo pra ele falar com o resto dos Bizzles, Ryan já prepara o carro para levar algumas coisas- Ele me olhou pro esquentadinho de merda na minha frente que ainda bufava de ódio pra mim- e Você, mano- Deu um empurrão nele que se virou pro moreno puto da vida- Se controla, Porra! - falou firme que deu duas batidinhas na cara dele.

- Bate mais forte- Disse rindo e Harry me fuzilou.

- Bieber....

- Ele quer morrer, Styles... ele está pedindo- Ri alto e coloquei minha arma na minha cintura novamente, peguei o notebook e o fechei.

- Ele quer te provocar, Malik. Não caia na provocação dele- Olho pra Chris e aponto debochado pra Zayn, ele nega mais ri.

Mano, eu sou muito chato admito. Mas ver aquela putinha nervosa é muito legal.

- Ryan, vai com Chris até a mansão e pega as coisas essenciais para mim- Chris ergue as sobrancelhas- Niall, se você entrar em contato com Atlanta, eu quero saber- Ele assentiu ainda focado no notebook.

- Sem mandar na minha equipe, Bieber. - Zayn disse mexendo na arma sem nem me olhar, rolei os olhos e peguei meus óculos espelhado abrindo a porta do galpão.

- Há cara, deixa de ser putinha escandalosa e cala a boca- Disse olhando o mato a minha frente sem dar um passo.

- Bieber...- Malik disse e sorriu de lado mostrando sua arma- não me provoque estando armado- Olho pra Harry que rende os braços e pega os papeis da mesa.

- UIUI!- Aponto com a cabeça pra Ryan que sai na frente e Chris logo atrás.- Tenho mais o que fazer do que fofocar contigo, putinha escandalosa- Ia me virar mas vi de lado Niall pular de susto e olho pra trás.

Não é que a vadiazinha estava me apontando a arma.

- Zayn, abaixa isso...- Liam diz preocupado e eu abaixo os óculos até o nariz.

- Você quer mesmo me matar? - Zayn sorri de lado.

- Não sabe como- Diz ainda com a pistola prata apontada pra mim e coço a cabeça já com a chatice de ficar naquele lugar.

- Mata. Aproveita e lida com a Ian sozinho, lida com a raiva de Lauren, lida com a minha equipe e lida com os outros 49 aliados que tenho...- Disse e ele tirou o sorriso e trincou o maxilar- É, foi o que pensei- Ajeitei os óculos e com um aceno de cabeça pros outros do galpão eu saí da mesma que entrei.

Porra, minha Lua deve estar em Leão... não é possível que eu esteja me sentindo tão filho da puta hoje.

- Que demora em- Chris escandaliza da outra janela e eu dou de ombros.

- A putinha escandalosa está com dor de cotovelo hoje- Ryan ri e nega com cabeça.

- Você está um filho da puta hoje em Bieber- Não respondo e entro no carro. Coloquei o rádio em qualquer estação e minha mente voou automaticamente até o que Zayn disse.

“Você nunca vai ser o pai do meu filho, ouviu? Nunca! Você pode dormir com a mãe dele, pode morar com ele, pode dar brinquedos para ele.... Mas ele NUNCA será seu filho”
 

- HÁ! Vai dar moral pro marmanjo recalcado? - digo pra mim mesmo e sacudo a cabeça, não preciso estar no lugar de pai pra Luke. Portanto que esteja com Lauren, o resto eu conquisto.

Lauren... Porra, ela vai pilhada quando eu falar da mudança.

 

(...)

 

- EU NÃO ESTOU PILHADA, DREW! - Gritou numa fala fina e eu cruzei os braços encostando na cabeceira.

- Há não? - Ela fechou os olhos e suspirou.

 - Querido, você acha que eu tenho medo do Ian? Sério? - Nego e seguro seu braço e a puxei pra cama.

- Eu sei que não, gata. Mas no momento eu estou pensando na vida de Luke. A gente se vira mas e ele? - Digo e ela me olha derrotada. Passa mão no cabelo e o prende.

- Mas... Mas, e os meus pais? - Arruma uma desculpa- Eles estarão aqui quando Ian vir pra cá, quem vai protegê-los? - Nego com a cabeça.

- Laur, olha pra mim- Seguro seu rosto e ela me olha nervosa. - Ian não vai vir logo de cara, eles mandarão algum espião ou infiltrado primeiro- Ela nega e tenta se soltar- Ei! Ei! Entendeu? - Ela faz bico e concorda.

- Mas eu não estou fugindo- Assinto rindo dela.

- Eu sei que não, amor. Nunca esperaria isso de você- ela ri e morde os lábios olhando pra porta. - Olha pra mim- Pedi e ela o fez, Lauren está tão sentimental nesses dias que me assusto- Ele vai ficar bem, certo? Confia em mim- Disse baixo e levei sua testa a minha, ela colocou a mão no meu peito e concordou lentamente.

- Eu confio em você, Drew- sorri fraco e selei nossos lábios. Não sei como em toda essa confusão, minha única vontade era passar a minha vida nessa boca.

- Voxês vão namolá?- Ouvimos a voz baixinha do nossos lado e um par de olhos verdes cristalinos olhou pra mim sorrindo safado.

- Que isso, menino. Quem te ensinou isso? - Disse e bati na cama, ele correu e pulou na mesma.

- A tia Mila- Franzo o cenho e lembro que Samantha é Camila.

- Camila é doente- Lauren diz e acabo assentindo.

- Nóx vamos xaí? - ele olha pra Lauren e senta na minha barriga com força.

- Outch!- Lauren abafa uma risada e ajeita Luke pra distribuir o peso.

- Vamos amor, vamos passar uma temporada na casa do Tio Ryan- Ele m olha surpreso- Não é legal? - Luke assenti mas franze o cenho.

- É Negal. Mas o tio Justin vai? - Ele olha pra mim e olha pra Lauren que tinha um sorriso bobo no rosto.

- Hum... não sei. Acho que não- Ele fez bico e nega rápido.

- Não Lolo, ele tem qui í! - Lauren me deu um tapa na coxa e fiz bico.

- Outch! Estou apanhando dos dois hoje- Luke ainda estava emburrado- ok ok, vocês venceram. Eu vou- Luke abriu um sorrio e deitou no meu Peito.

- Viu Lolo, Luke fex ele í- Disse embolado balançando a cabeça com se tivesse confrontando ela.

- Sério? Nossa, nem vi- Riu irônica e Luke cruzou os braços.

- Viu xim, fiz na xua flente- Disse inocente e Eu bati de leve nas suas costas.

- Para de explorar o menino, Jauregui- Ela riu e puxou Luke pelo braço o enchendo de beijo.

- Hum... ele é esperto né? - disse contra o pescoço do menino que se acabava de rir.

- PALAAA!! HAHAHAHAHAH- Ri com ele e ela me olhou rápido piscando pra mim. Meu peito nunca se encheu tanto

- Você se acha esperto, né pirralho? - disse com o rosto na frente dele que concordou com a língua presa nos dentes- Nossa que humilde- rolo os olhos e eu ri.

- Puxou quem, em? - ela me olhou de lado e deu dedo do meio- ei! Crianças no recinto- digo rindo e Luke se vira me olhando emburrado.

- Luke num é clianxa- arqueio a sobrancelha e rio.

- Há, não? - ele nega- É o que então?- Ele olha pra Trás e Lauren da de ombros.

- Eu xô um homenjinho- infla o peito e juro que por um segundo vi a imagem idêntica de Zayn na minha frente.

- Nossa, que homenzinho mais mal humorado- digo de olhos serrando e ele ri se jogando no peito de Lauren.

- Eu xô negal, né Lolo?- ela concorda rapidamente.

- Sim! O mais legal do mundo- enche o filho de beijos que volta a rir.

- Que mela....

- JUSTIN! - ouço um grito e pulo da cama no mesmo instante, parecia ser a voz de Ryan. Mas o que me assustou é como seu grito foi soado.

- Fica aqui- digo pra ela que abraça Luke com força, ela assente de imediato e saio do quarto. Vou até o corredor já com a arma na mão e chego na escada.

- Mas o qu...- corto minhas palavras quando vejo Ryan com a mão no ombro escorrendo sangue. - Porra Ryan- corro até ele que me olha negando rápido.

- Sai pelos fundos... rápido- nego e o puxo da porta.

- Que? Não, o que houve? - seguro seu braço e ele sai mais sangue- merda!- digo e tento estancar o ferimento.

- Justin...s-sai! Pega sua mulher e Luke e vai...- tossiu e só então ouvi um barulho de tiro e pneu fritando, levantei e fui até a porta com a arma na mão preparada, Vi Chris atrás do carro de Ryan abaixado.

- PORRA CHRIS, O QUE ACONTECEU? - digo alto e ele corre e volta para entrada.

- Mano... eu... – ele estava ofegante e em estado de choque. Ele nunca tinha visto isso.

- Olha pra mim e diz.- falei segurando seu rosto que estava pálido.

- Ti-Tinha uns... Uns homens.. e... e..- ele não falava coisa com coisa.

- Justin! – Ryan me chamou e já o vi sentado com a mão no ombro.- Ele já chegou...- diz e puxo um pedaço da manta do sofá colocando nos eu ombro.

- Quem chegou? Porra, Ryan fala direito- eu estava nervoso e sozinho nessa situação.

- Drew...- ouvi da ponta da escada e Lauren tinha uma arma na mão e a outra estava entrelaçada com a de Laurena com Luke no braço.- Somerhalder... com certeza era ele.- Olho pra baixo e Ryan assentiu.

- Eles me atacaram de surpresa e...- tossiu e fez cara de dor quando mexeu na mão.

- Tem que sair daqui- Chris disse baixo e olhou pra mim- agora Justin, leva todo mundo daqui- eu estava meio que perdido, olhe pra Ryan que tinha já o pano no corte e Chris chegou perto para o ajudar.

- A mala esta no carro Justin, temos que ir- Lauren disse descendo e Laurena estava chorando com Luke assustado.

- Ele ta xangando- Luke disse olhando pra Ryan assustado e Lauren puxou ele pro colo escondendo seu rosto.

- Não olha, Amor- disse baixo e beijou sua cabeça. - vamos Justin- disse e puxou Laurena. - você vem comigo- Laurena me olhou confusa e negou.

- Michelle, e-eu...- Laurena negou puxando ela pra aporta.

- só anda, Laurena- abriu a porta e deu Luke pra Laurena, escorou na madeira e olho pra rua. - Justin, preciso de cobertura- assenti saindo do lugar e olhei pra Ryan.

- Relaxa, estou bem- disse mais calmo e assenti, peguei minha arma da mesa de centro e segurei na cintura de Lauren.

- Eu vou correr até o carro e fazer a limpa no local, você vem com Luke quando eu mandar, ok? - ela me olha nervosa e assenti rapidamente- Se acalma, está tudo bem- disse segurando seu rosto que fechou os olhos soltando o ar.

- Tio Justin...- Luke falou com a voz chorosa, olhe pra ele e beijei o seu cabelo antes de sair abaixado pelo jardim da frente.

- Como é que nessa mansão não tem guardas? - disse bufando e quando cheguei no carro vi a merda que tinha acontecido. Os guardas estavam todos caídos e tinha uma moto pegando fogo.

QUANDO EU NÃO OUVI ISSO?

Olhei pros lados com a arma apontada e estava tudo deserto, abri a porta de trás do meu carro antes de olhar para as meninas.

- Vem- fiz sinal e logo Lauren puxou Laurena que tinha Luke escondido no peito com a mão e Lauren vinha com a arma apontada em todos os lugares.

- Entra Rena- empurrou a irmã e entrou na parte da frente.

- Pega- joguei minha chave pra ela que ficou assustada.

- Drew...- neguei e olhe pra dentro.

- Tenho que fechar a casa e tirar eles de lá- ela me olhou nervosa.

- mas...

- Lauren, olha pra trás e vê como seu filho está assustado e sua irmã. Va embora- disse grosso e ela olhou pra trás. Seu semblante na hora se tornou rígido e raivoso, Lauren nem olhou pra mim, subiu a janela do meu lado ligou o carro aumentando na velocidade e saiu em disparada. Só assim pra pra acordar Lauren. Corri pra entrada e não encontrei os dois no mesmo lugar, olhei ao redor em silêncio e segui os pingos de sangue de Ryan no chão, olhei pra cozinha e tinha um homem de capuz com a arma apontada pra Ryan.

Meu coração parou aí.

- Quem é você? - disse baixo e apontei minha arma pra cara do sujeito, rolei os olhos procurando Chris mas não o achei.

- Somente um mensageiro- disse rindo- E minha mensagem do dia é: ele sabe que você o pegou, Bieber. Resta só esperar- sorriu através da máscara e vi sua arma destravar antes de ouvir um barulho.


Notas Finais


e ao mocinhas??? gnt, nao tenho mt o que falar! então é isso, comente e favoritem ! amo vcs <3

link da outra fic (2º tmp) : https://spiritfanfics.com/historia/because-one-night-second-seson-5403465


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...