História Mudança é primavera. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Tsunade Senju
Tags Hinasasu, Hinata, Naruto, Romance, Sasuhina, Sasuke, Tramas
Exibições 144
Palavras 3.943
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Reintegrando


Comi mais uma fatia do pão da Hinata que estava delicioso, como ela cozinhava bem, era incrível como tudo era bem feito, bem equilibrado, chega de pensar nisso! Resolvi ir para a clareira, até eu chamava assim agora e tirar uma soneca, deitei e comecei a sentir o cheiro das flores e lembrei da Hinata chorando por causa do Yuho, ela era realmente preciosa e como ela conseguiu ajudar a família dele também, agora eu tinha um jardim em crescimento, uma casa alugada que não me dava dinheiro algum, mas apesar de toda a contrariedade estava melhor do que antes, antes me irritava só de ouvir uma respiração, já estou até acostumando com o sr Ly e sempre abano para Yokuri e sua mãe. Me lembrei de uma coisa que estava esquecendo  tinha que ver o salário do sr Ly, nem comentei com ele, mas preciso ver isso urgente como eu sou egoísta, ele deve estar quase sem dinheiro e incluir um dinheiro de faxina para a Sra Ly, pois sei que ele trabalhar só por moradia é injusto, e ele precisa de dinheiro para o gasto com  a família, droga, me senti mal eu não pensar nisso antes..., bem antes eu tava achando que fazia um favor por deixar ele morar lá, realmente eu estava sendo um cretino, o tanto que ele já fez.
---
Hinata

Voltei para o quarto e o Shino já estava lá sentado com a cara escondida na gola, Hokage também estava me disse que quando terminassem que a avisassem, ela sabia que ia ser necessário mais uma sessão e talvez uma com cortes e só depois, provavelmente 3 dias, ela poderia fazer o implante de pele e esperar crescer, e que pensou em pílulas de fezes também para ajudar os insetos a não irem para a corrente sanguínea, ela disse que Shino ia preparar.

Falei para ela este tratamento tem que ter seus métodos mantidos em segredo da família Ly, ela riu e disse: - Pra você ver que a cura para um coração pode vir do lugar mais inóspito, impensado e improvável!

Aquilo me atingiu e pensei no Sasuke, desde que conheci ele quase não pensei em Naruto ou Neji, apenas nele e em ajudar Yuho, ele parecia que só tinha ódio a oferecer, mas olha o que fez comigo, não tenho derramado nem uma lágrima nesses dias.

Assim como o tratamento de Yuho, que não era tradicional, talvez manter o tratamento de Sasuke em segredo não fosse tão errado.
---
Sasuke

 

Voltei para a vila, peguei dinheiro e fui atrás do sr Ly, ele estava já mexendo nos canteiros centrais, perguntou se eu não podia comprar uma tinta para ir pintando as cercas assim ficariam muito mais bonitas, falei para ele vou pensar na cor das tintas para os canteiros, mas os da minha casa pode ser como as cores que já estão, falei:

- Sr Ly, não sei como o ser está de dinheiro, mas trouxe uma adiantamento de 40% do seu salário, com o valor baseado no que é pago aqui em Konoha.

Ele protestou: - Não sr Uchiha, nos combinamos que eu trabalharia pelo aluguel e não que o Sr me pagaria.

Eu respirei fundo e disse: - sr Ly, não é correto o ser trabalhar só pelo teto, a casa está em péssimo estado, o valor do aluguel seria baixíssimo, o Sr trabalha bem e merece receber por isso, posso descontar do seu salário o valor de um aluguel mínimo, mas somente isso.

Ele tentou protestar novamente e eu disse: -  Eu não sou um explorador e seria o que estaria fazendo se não lhe pagasse um salário.

Sasuke viu que o Kakashi estava ali, não sabe se Kakashi ouviu a discussão, e disse para o sr Ly: - Preciso conversar com esse Sr aqui, obrigado sr Ly.

Kakashi acompanhou Sasuke até sua casa em silêncio, não acreditava no que tinha ouvido, sabia do bom coração de seu aluno, mas achava que esse coração estava muito em desuso, mas viu que não, que ele realmente era muito honrado, ele quase tinha perdido as esperanças que Sasuke reagisse mas ele reagiu.

Eles entraram na casa e Sasuke perguntou: -  Alguma missão?

E ele respondeu: - Não, só queria ver como você estava, e fiquei tão surpreso com as mudanças que eu vejo, ainda não muitas, mas acontecendo e você tem um empregado... é um sonho pra mim Sasuke, como isso começou?

Sasuke não respondeu, só disse: Aceita um café, um suco?

- Um café.. e aceito um pedaço desse pão também.

- Esse pão não.

Kakashi disse: - Sabia que ainda não tinha mudado tanto,

Sasuke riu e tirou uma fatia fininha do pão e lhe deu e pensou isso começou a mudar com a Hinata.
---

Às 18h Shino falou: - Por hoje chega Hinata, vamos tirar os insetos e a caixa e passar a pomada.

Perguntei para Shino sobre os comprimidos de cocô e ele me disse que falaria com seu pai primeiro para ter certeza que não faria mal e que teria algum benefício, caso ele tomasse seria por pouco tempo, 10 a 20 dias no máximo. Agradeci ao Shino com um beijo na face, perguntei se voltaria amanhã no mesmo horário ele disse que sim, que iria falar com a Hokage agora e iria para casa e depois me disse antes de sair "e um oi para o Sasuke", senti um calafrio ao ouvir aquilo, porque eu não tinha nada a ver com Sasuke, e se Sasuke soubesse que ligaram seu nome ao meu me mataria... Kami-sama não deixe ninguém saber.

Verifiquei o Yuho e sai do quarto, pensando será que Sasuke vai aparecer hoje? Nem perguntei para ele sobre o porque não veio ontem, porque sei que ele não tem obrigação e deve estar cansado de me ver todos os dias.

Saí às 23h e Sasuke estava lá, lindo todo de preto... pensei quieta Hinata, ele me deu boa noite e disse te acompanho. Comecei a falar sobre o Yuho e que talvez realmente tivesse dado certo o tratamento, perguntei se a sra Ly já tinha começado a faxina e ele disse que tinha aberto a casa e o seu marido arrumaria as janelas.

Perguntei para ele: - Doeu?

E ele pertguntou: - Doeu o que?

Eu disse: -  Ver a sra Ly mexendo naquela casa e ele disse: - Não, tá tudo certo Hina.

Pensei ele disse Hina? Hina somente, ai meu Kami...

Chegamos na frente da minha casa e agradeci, perguntei se ele realmente não queria fazer tratamento de manhã, e ele disse: - Não, eu acordo tarde e você precisa descansar um pouco, pelo que você falou, você só vai estar livre daqui a 3 ou 4 dias se tiver o implante.

Eu falei: -É isso mesmo.

Ele disse: - Então me avise e combinamos para essa data o tratamento, ok, boa noite e descanse.

 

Acordei no outro dia de manhã com a Hanabi em meu quarto dizendo quero visitar o Sasuke, pensei durmo pensando, acordo pensando nele ... isso não tem futuro, até Hanabi tá apaixonada, vão ter que fabricar uma boneca perfeita para combinar com o Sasuke, deve ser alguma princesa de algum país por aí ... eu é que agora preciso de valeriana. Dormi umas 2h a mais que o normal, deve ter sido o boa noite do Sasuke, quem não obedece a ele por medo? Nem sei que dia da semana é, não faz diferença, pelos próximos 3 ou 4 dias.
Fui para o hospital às 14h em ponto Shino e a Hokage chegaram e foram visualizar a perna de Yuho e ela sorriu, pensei isso é um bom sinal, falou para o Shino: - Se prepare, por que já ia colocar ele para dormir.

Bbeijei a testa de Yuho e falei baixinho estamos aqui contigo.

Trouxemos a caixa, colocamos os insetos e Shino se sentou e escondeu o rosto na gola. A Hokage disse: - Me chame quando ele terminar.

Shino depois de 3h levantou a cabeça e disse para mim: - Não encontrei nada, trouxe as pílulas de fe...-  e parou e disse um segundo depois: - de bombom para o Yuho, precisa tomar 15 dias apenas, vamos falar com a Hogake?

Eu concordei, tiramos a caixa primeiro colocamos o creme em Yuho e saímos ele ainda dormia profundamente, chegamos na sala da Hokage e ela já disse: - Então?

Shino começou a falar: - Não encontrei bactéria, mas meus insetos ainda estão nervosos, acho que devemos novamente fazer cortes em lugares diferentes da perna para vasculharmos, depois no outro dia examinamos, esperamos 2 dias examinamos de novo, se não encontramos nada, acredito que Yuho está livre.

Caí sentada no chão de espanto e segurei para não chorar por causa da Hokage, ela disse: - Estão está combinado, Shino e Hinata até aqui parabéns, Shino se tudo der certo a família Aburame será homenageada no festival, daqui a 1 mês.

Beijei o Shino nas duas bochechas, na testa e disse a ele que sempre ele era o melhor!!!

Me despedi e voltei para o hospital, fiz tudo o que devia e voltei ao quarto de Yuho para dar uma última olhada nele, já estava atrasada, pois tinha passado das 23h, quando entrei no quarto Sasuke estava lá fiquei surpresa e ele perguntou: - Tudo bem com o garoto?

E eu disse: - Sim, teremos que fazer mais 3 vezes o procedimento, mas que hoje já não tinha sido detectado nenhuma bactéria - e já estava quase chorando de novo quando ele disse:

- Vamos para casa você precisa descansar.

Ele perguntou se já tinha falado com o sr Ly, e eu disse que não, queria ver com a Hokage se poderíamos dizer alguma coisa, até os insetos eram segredos, contei sobre a pílula de fezes e ele disse: - A família tem direito de saber o que ele tá tomando.

Eu disse: - Não, nesse caso importa o resultado, não o preconceito...-  e comecei a falar do clã Aburame e como as suas habilidades que eram consideradas estranhas, peculiares, eram úteis não só para a guerra, que Shino era maravilhoso.

Chegamos ele me deu boa noite e saiu, queria conversar mais um pouco, mas ele não me deu nem chance, percebi que pelo jeito que ele falou sobre contar para a família, que não teria chance, ele brigaria se soubesse da valeriana. Ele estava preocupado comigo, ficava me mandando descansar, é tão bom quando tem alguém que se importa com a gente ... que sensação boa de afeto, mas isso só vai durar até ele descobrir.

No outro dia, pensei vou ter que levar outra coisa para ele comer, porque ontem não levei ele já deve ter pouco pão, uso isso como desculpa para o outro dia, pensei o que poderia fazer? E só consegui pensar em tekamari e suco, acho que daqui a pouco ele pode enjoar disso e aí vai ser complicado,  me veio na cabeça tomates recheados com ricota... é isso perfeito, uma cápsula por tomate, com orégano para disfarçar o cheiro.

Fui preparar, às 9h já estava pronta e fora de casa com a Hanabi, a desculpa era brincar com Yokuri e iria deixar Hanabi cumprimentá-lo para ela me deixar em paz.

Chegamos na vila e sra Ly estava limpando a casa da esquerda com a Yokuri por perto, conversei com as duas um pouco sobre o Yuho e ela disse que daqui a pouco o sr Ly voltava e ela ia ao hospital, estavam revezando para ele não passar tempo sozinho e porque de tarde não poderiam entrar no quarto.

Levei a Hanabi e Yokuri comigo, teria uma desculpa para ficar pouco tempo com Sasuke, pois precisaria levar a Yokuri de volta. Bati e ele abriu a porta com cara de sono, pedi desculpa por tê-lo acordado e mal terminei de falar Hanabi já o agarrou pela cintura e disse: - Oi Sasuke!

Ele se surpreendeu, mas retribuiu o abraço e cumprimentou a Yokuri. Entramos elas já foram para o balanço e eu entrei com a cesta e disse: - Preparei algo, mais para o almoço do que café, você ainda tem pão?, perguntei. 

Ele disse: - Quase acabando.

Falei: - Amanhã trago mais - Tirei as coisas da cesta mostrei os tomates, ele arregalou a sombrancelha e disse: - Espero que não esteja envenenado porque se estiver vou morrer mesmo!!!

Me deu um arrepiu, sorri e disse: - Você já tomou café? - e ele disse: - Não.

Então eu falei: - Eu preparo o café porque quero uma xícara, dormi tanto que tô com aquela preguiça de quem dorme demais.

E ele gritou: - Então é isso que tenho todos os dias.

Ele é lindo, mas vai me matar quando descobrir, tomei a xícara de café e me despedi e tive que arrastar as meninas para fora do jardim, Hanabi não parava de abanar para ele.

Levei elas na pracinha e avisei a sra Ly para que passasse lá para  levar a Yokuri até o hospital.

Fomos para casa com a Hanabi falando do Sasuke e como ele era lindo.

Fui para o hospital às 14h, estava ansiosa para ouvir Shino dizer que não havia bactérias, mas lembrei dos cortes e concluí que seria mais complicado hoje. Fui para o quarto de Yuho e a Hokage já o tinha colocado para dormir, eu e Shino começamos a preparar tudo a colocar a caixa, ele sentou no lugar de sembre e escondeu o rosto, 3 horas depois levantou me disse:  - Nada de bactérias -, sorri aliviada e beijei sua bochecha: - Você é o maior -, tiramos os insetos, a caixa e fomos na Hokage dar a notícia.

Ela sorriu e disse: - Então agora daqui a 2 dias nos encontramos às 14h, disse ao Shino ótimo trabalho e disse vá descansar. Hinata preciso falar contigo sobre o muro.

Eu disse: -  O que achou?

- A sua idéia é ótima, vou falar com Sasuke amanhã, já que não iremos ver o Yuho ...  o prédio eu pensei em fazer as duas coisas, um museu e em baixo a biblioteca, sei que vou ter a maior discussão com Sasuke, chamarei o Kakashi para estar junto.

Eu disse: - Vai precisar de cinco Kakashis ..., você pode colocar como nome do museu e da biblioteca como homenagem ao clã Uchiha, isso pode ser que amenize.

Ela disse: - Pensei nisso, mas não sei se ao clã ou a Itachi que ajudou a ganharmos a 4 guerra.

Eu disse: - Um para cada.

- É pode ser, mas ainda não sei como fazer isso, as pessoas ainda não entendem bem os acontecimentos...

- Na verdade mesmo sendo para ajudar Konoha história de Itachi é muito ... pesada, ...muito cruel eu acho...Que tal biblioteca  central e museu Uchiha-Konoha.

Ela respondeu: - Vou deixar ele decidir, amanhã te conto da conversa ok, obrigada.

Quando voltei ao hospital Yuho já estava acordado, fui pegar a sua janta e o ajudei a comer, perguntei se sentia alguma dor ele disse que sim, lembrei dos cortes e lhe deu um analgésico, mas tarde venho ver se ele está dormindo bem. Que menino maravilhoso, espero que a perna fique perfeita depois...ele quer ser um ninja..

Às 23h saí e Sasuke estava lá, tão bom vê-lo quando estou cansada assim, depois de um dia de trabalho, contei sobre o Yuho e ele disse: - Então daqui a 2 dias, depois o implante, você acha que ele saí do hospital quando?

Eu disse: - Talvez em 10 dias, mas depois vai fazer fisioterapia por um 6 meses.

Ele disse: - Como eu.

Eu respondi: - É, mas ele não teve culpa, não se enfiou em um combate mortal com seu melhor amigo.

Ele riu: - ok eu mereço.

Chegamos ele me deu boa noite e foi embora, queria ficar mais tempo com ele, mas como se estou enganando ele..., sai correndo atrás dele e alcancei ele me olhou assustado e disse: - O que houve?

 E perguntei: - Quer fazer tratamento amanhã?

- Quero, então na clareira as 15h?

- ok, Boa noite.
----

No outro dia acordei com Hanabi falando do festival, animadíssima, pensei se meu pai iria deixar eu ir, acredito que não, ele nunca deixa.

Passei um bom tempo pensando em que lanche iria preparar, pensei em pequenos sanduíches e tinha que ter um bolinho, era mais fácil de colocar valeriana.  A Hokage mandou me chamar, quando cheguei lá e ela me disse: - Ele reagiu muito mal sobre o muro, ... por fim disse que iria pensar, você vai ter que tentar convencer ele Hinata.

Eu disse: - Vou tentar - perguntei qual foram o argumentos dele?
 

Ela disse: - Muito ódio e nos acusou de tentar apagar a história dos Uchiha e matar o clã. - ela olhou para minha cesta e perguntou: - São bolinhos?

 - Sim.

- Faça ele comer todos.

 Saí da sala pensando como será que ele vai estar hoje à tarde.

Kakashi saiu do esconderijo e falou para a Hokage: - Então é ela.

 Ela disse: - Sim, ai tá toda a esperança, mas ela é mais forte do que pode acreditar, toda a ideia foi dela.
----

A conversa de Hokage, Kakashi e Sasuke

Assim que Sasuke entrou na sala Hokage começou dizendo: - Tenho algo para te falar, quero fazer algumas mudanças na vila e envolve o seu clã, ... para aumentar a área comercial e de lazer quero melhorar aquela área e preciso da sua colaboração para konoha se desenvolver, vou melhorar a pracinha e pensei criar uma feira semanal ali, para isso preciso derrubar o seu muro para liberar espaço no lado direito - ele torceu a cara, mas ela continou: - E gostaria que você me vendesse o prédio da antiga delegacia para transferirmos a biblioteca porque lá é maior, deixarmos o prédio atual local para a fisioterapia e recuperação do hospital, porque são mais próximos e precisamos de mais espaço.

Ele disse: - Não, vocês querem acabar com a minha vila.
A Hokage respondeu não é sua vila, a vila é Konoha, aquilo é o bairro Uchiha..., Sasuke precisamos de mais espaço para o hospital e as pessoas veriam como restrição aquele muro para acessar a biblioteca.

Ele disse: - Vocês querem é tirar a cara do clã assim esqueceriam da história de Itachi!

Kakashi disse: Sasuke, o Itachi não é esquecido para quem o conheceu, a história é uma vergonha para Konoha e seus líderes, mas não para as pessoas simples, que não tem nada haver com o que aconteceu.

- Isso tornaria mais comerciais as casas do teu bairro e assim você poderia alugá-las porque ficariam próximos ao centro e não precisariam ter que dar toda a volta - disse a Hokage.

Ele disse: - Não acredito em vocês, porque isso agora?

Kakashi respondeu: - Porque o que é ruim pertence ao passado, devemos escrever nossa própria história principalmente você.

Ele disse: - Vou pensar - e saiu, a Hokage ainda o chamou mas ele nem ser virou e continuou andando.

- E agora Kakashi?

- Vamos esperar uns dias antes de falar com ele novamente.

Ela disse: - Tenho alguém que pode ajudar, você vai ver, quando ela chegar se esconda. - E mandou chamarem a Hyuuga.
----

Cheguei com receio na clareira, Sasuke estava de olhos fechados, sem abrí-los como sempre disse: - Já chegou.

Eu deixei a cesta do seu lado e falei: - Trouxe fotos?

Ele disse: - Não quero falar sobre fotos, prefiro ficar calado hoje.

- Então vamos comer e fazer aquele outro tratamento, se você dormir tá tudo bem.

Ele resmungou,  aceitou um bolinho e suco e perguntou se o outro pote que viu que eu não tinha tirado da cesta tinha dono e eu disse sim, tem dono.

Perguntei: - Está bom?

E ele disse: - Está, acertou no maracujá.

- Quer me contar porque?

- Ainda não.

Estendi a toalha, pedi para ele deitar no meu colo e relaxar, vi que ele estava tenso e disse baixinho, mexendo no cabelo dele, relaxe tudo passa. Eu comecei a falar, relaxe músculo a músculo e fui dizendo a ordem...

Fui relaxando e senti o cheiro das flores, ... sei que deveria mudar, mas estava difícil, desconfiava de todos e de tudo, até dessa pequenina que me ajudava eu desconfiava no início, sei que devia pensar no assunto da vila, mas só queria dizer não e cultivar aquele lugar como um museu, ou meu mausoléu particular, não sei... me veio a lembrança de estar correndo por aquele bairro e Itachi gritando cuidado com as pessoas, e eu fingindo que desviava de gigantes do mal, passei pela feira da minha tia e ela me chamou e me deu um tomate, guardei para você ela disse, agradeci e continuei na correria, havia muros, não lembrava da vila sem eles, mas lembrei de Itachi falando com meu pai que antes era melhor a relação, porque não tinha muros, pensei Itachi não gostava dos muros...

Abri os olhos e Hinata disse: - Ainda temos tempo.

Eu disse: - Não tá bom, mas fique mais um pouco com as suas mãos na minha cabeça, esse chacra ajuda.

Ela esfregou as mãos e ficou uns 10 minutos assim, depois parou colocou a mão na minha testa e disse: - Dá para fritar um ovo de tão quente que está esse pensamentos.

Me sentei não sabia se falava ou não.

Ela me disse: - Pelo menos pense em voz alta, pode ser que as coisas fiquem mais claras.

Então eu disse: - Eles querem derrubar o muro.

Ela respondeu: - Acho uma ótima idéia, quando Yuho voltar para casa isso vai melhorar o acesso dele ao hospital e também a pracinha, porque não vai precisar dar toda a volta, ele vai ficar lá por pelo menos mais 6 meses.

Ele me olhou sério, fiquei com medo e disse: - Fique de costas para mim-, me encostei nas costas dele e falei: - Sei que você não consegue enxergar o que você quer ou tem medo de tentar e não saber como voltar atrás, mas todo mundo erra e você pode errar novamente e se arrepender, e errar novamente, é assim até a morte na vida das pessoas normais. Aquele muro faz parecer um cemitério, mas não é porque você está lá...

Aquelas palavras dela me surpreenderam muito e vi que ela tinha razão, pois eu sentia isso, meu mausoléu... Ficamos assim em silêncio por um tempo.

Até que ela disse: - Preciso ir. Você vai me acompanhar hoje seu Uchiha, porque precisa pagar o tratamento como meu segurança particular.

Eu disse: - Claro Dra Princesa.

Ela foi embora e fiquei pensando, iria demorar 1 semana para responder a Hokage, mas diria sim.

Fui buscá-la no hospital como combinado, fui ao quarto do Yuho e espiei ela estava lá e ele estava dormindo, ele parecia com um aspecto bem melhor, fiquei feliz, pois realmente havia esperança e ninguém desistiu e aconteceu o melhor,  ela me viu e ficou me analisando de longe.

Eu perguntei: - Algum problema?

- Não, mas quando chegar em casa tente dormir cedo parece cansado.

Respondi: - Sim Dra - e falei para ela que teria uma missão de 3 dias.

Ela disse: - Então quando você chegar vou ter boas novas sobre o Yuho e talvez até uma previsão da ida para casa.

 Eu disse: - Espero que sim - acompanhei ela até em casa, nos despedimos e ela disse boa sorte na missão, aquilo pareceu tão familiar..., foi bom. 


Notas Finais


Bom gente, gostaria que vocês comentassem alguma coisa da história, tentei até algumas piadinhas para deixar mais leve. Podem reclamar também! Obrigado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...