História Mudança é primavera. - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Tsunade Senju
Tags Hinasasu, Hinata, Naruto, Romance, Sasuhina, Sasuke, Tramas
Exibições 130
Palavras 2.446
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Desculpa pela Placa


Hinata soube que seu pai havia chegado, foi a mesa de café da manhã e ele estava lá, com um curativo no pescoço, perguntou o que tinha acontecido, se ele estava bem? E ele falou: - Meu comboio foi atacado, mas estamos todos bem e nada foi roubado.
Seu pai falou em tom seco e ela percebeu que nada havia mudado, Hanabi apareceu e ele abriu um sorriso e disse: - Tudo bem filha?
E Hinata percebeu que não havia lugar no coração do pai para ela...tomou um suco e um pequeno pedaço de pão e voltou para o seu quarto, começou a chorar assim que entrou, como as coisas podiam doer tanto, ela gostaria de não se importar, mas não conseguia, a opinião dos outros o reconhecimento era importante, mas ela seria reconhecida? porquê? se não fazia nada direito, será que adiantaria ir embora de Konoha? se ela não mudasse não.
Ela precisava sair para ajudar a sra Ly a levar Yuho na fisioterapia e agradeceu não ter visto o Sasuke, sabia que ele já tinha voltado da missão,  ela não queria que ele a visse ...ela era um estorvo pra ele ... Levaram Yuho, ela acompanhou o processo, verificou a cicatrização e junto com a sra Ly que aguardava voltaram para a vila. A roda da cadeira ficou presa entre duas pedras perto da pracinha, a sra Ly ajudou Yuho a ficar de pé enquanto Hinata tentava despreender a cadeira, aí ela sentiu a aproximação de alguém por trás que disse eu ajudo, seu coração parou, quando ela viu que suas mãos iriam se tocar na borda da cadeira puxou rapidamente e deu dois passos para trás se desiquilibrando, se endireitou e viu Sasuke liberando a cadeira, não conseguiu olhar nos seus olhos e nem no seu rosto, ajudou a sra Ly a colocar o Yuho e saiu empurrando a cadeira, não sabe como conseguiu sentido aquele frio na barriga, só ouviu o obrigado da sra Ly, mas não parou para esperá-la, não queria, nem ver mais o Sasuke e ele também não queria vê-la deixou isso bem claro na discussão, não queria saber da sua existência, sentia fraca, como se fosse desmaiar, mas disse para si, você não cansa de ser fraca, continue a fazer o seu trabalho...
Sasuke percebeu que Hinata puxou a mão para não encostar nele e se sentiu humilhado, ela não consegue nem me olhar e tocar, eu preciso falar com ela e pelo menos tentar me desculpar, preciso de coragem para isso.
Hinata saiu do hospital e resolveu pegar outro caminho um mais longo, precisava pensar, não queria chegar em casa. Já havia andando metade do caminho quando ouviu seu nome e viu que era Sasuke, continou andando ele segurou em seu ombro e ela puxou e disse: - Não posso conversar.
Ele disse: - Precisa me ouvir, eu me precipitei ...
Ela respondeu: - Se precipitou sim, mas falou o que pensa no auge da sua ira... então só me deixe em paz...
- Eu não posso saber que você que você está chateada comigo...
- Chateada? Eu estou humilhada eu estou ... e parou de falar porque senão iria começar a chorar.
Ele disse: - Eu tenho tanta raiva guardada pelo que aconteceu com a minha família que quando eu ouvi o seu nome, fiquei cego e falei com toda a raiva que eu tinha, você não merecia o meu ódio eu entendi a Hokage me explicou.
- A Hokage te explicou? Você não deixou nem eu falar, como se eu fosse uma estúpida. Porque você veio aqui? ... Eu sou uma inútil, um estorvo, por que te importa?  Você o grande Uchiha, não se interessa pela opinião e nem por ninguém, Boa noite e corri para a porta de casa.
Sasuke chegou em casa e pensou como eu vou me desculpar, preciso falar com ela novamente e teve um idéia, iria ao hospital amanhã, já sabia como fazer ela o escutar.
Acordou cedo e foi passear no seu jardim com tudo brotando, em plena beleza, viu que o pé de valeriana também estava florescendo e pensou, que ele atrapalhava o tratamento de Hinata, ele tinha que falar com ela e parar aquela tristeza que agora ele tinha causado.
Voltou para dentro da casa e tirou um dos congelados que ela tinha deixado, seria o seu almoço, eram bolinhos de arroz, esse tá ótimo. Tirou também um dos saquinhos de polpa de fruta congelada e viu maracujá, melhor ainda assim talvez consiga falar corretamente para ela me desculpar.
Às 17 horas foi ao hospital e encontrou Ino que o olhou furiosa ele passou por ela e disse: - Eu vim me desculpar, tem uma sala isolada onde Hinata  pode me atender?
Ino olhou bem nos olhos dele e disse: - Se ela sair chorando eu te mato e saiu, - me acompanhe Uchiha-, levou ele até um quarto no fim do corredor e disse: - Fique neste quarto-, ela puxou um biombo para tapar a visão da entrada e disse: - Aguarde e não esqueça do que te disse é uma promessa.
Ele riu agora é esperar, alguns minutos depois ele ouviu o som da porta e ela dizendo: - Boa tarde, como o sr está se sentindo sr okim..., o que você está fazendo aqui?
- Eu não estou me sentindo bem, estou sentindo uma dor nas costas ou no pulmão, porque é quando eu respiro.. ou foi uma pancada da última missão.
Ela disse: - Vou chamar alguém mais "apto" para ajudá-lo.
Ele a olhou diretamente: - Você não disse que é médica? Você não tem a obrigação de cuidar dos doentes nada importando? - ele levantou a blusa e disse: - Me examine.
Ela não sabia o que fazer... continue trabalhando pensou e foi caminhando em direção a ele, pegou o estetoscópio que estava no seu pescoço e disse: - Respire profundamente - e ele fez, - Agora  respire profundamente e diga A.
Ele respirou e disse alto: - Eu sou um idiota, me desculpe.
Ela o olhou e disse: - Isso eu já sabia, mas não sabia que era surdo, quero que diga A.
Ele respirou profundamente e disse: - Eu peço perdão por ser um estúpido!
Ela sussurou no outro ouvido dele, causando um arrepio nele: - Vamos ver se é surdo desse ouvido, diga A.
Ele respirou fundo e disse: - Hinata me perdoa, voce não merece o que eu fiz!
Ela então sussurou no ouvido dele e ele se arrepiou novamente: - Diga você é uma pessoa maravilhosa e eu tenho a honra de conhecê-la!  - ela o espetou com uma agulha, ele deu um pulo e virou para ela:
- Isso é sujeira e chantagem.
Ela disse: - Eu tenho uma agulha aqui não tão afiada e eu posso fazer o que eu quero, pois sou a médica e foi você que me chamou.
Ele se sentou e disse alto: - Hinata você é uma pessoa maravilhosa e eu tenho a honra de conhecê-la... Hinata, eu falei aquilo para te ofender, mas não porque eu acreditasse no que dizia, eu só queria descontar a minha raiva, eu juro.
- Quer dizer que eu não sou irritante?
- Não, nunca achei ... talvez no início... deu um sorrisinho.
- Você é que era ... grosso..., Dizer isso doeu? ela perguntou.
Ele respondeu: - Menos que que eu achei que doeria, posso te acompanhar até em casa, ela respondeu rindo: - Pode, mas saiba que levarei agora um bisturi não muito afiado!!
Ele riu e disse: - Até mais tarde!
Sasuke saiu e passou pela Ino e deu um sorrisinho, ela pensou Sasuke está sorrindo, isso é novo!! Foi encontrar a Hinata e quando abriu a porta ela estava rindo e  perguntou:  - Tudo bem?
Hinata a olhou e disse: - Ino você é uma ótima amiga, obrigada por ter me ajudado aquele dia, está tudo bem, sim, Sasuke se desculpou adequadamente e eu me vinguei espetando ele desnecessariamente com uma agulha.
Ino a olhou e riu: - Hinatta não sabia que você era malvada.
Às 23h Hinata saiu do hospital e encontrou Sasuke na pracinha e ele disse: - Estava sentindo muito falta das nossas conversas, sua companhia me fez falta, eu queria te dizer que sinto muito por tudo que eu disse e como eu disse, você só quis ajudar... quero que saiba que aquele dia era o dia do aniversário da minha mãe e então não me sentia bem.
Ela o olhou surpresa e disse: - Por que não comentou?
E ele: - Ainda não consigo falar dela direito.. então me desculpe.
Ela disse: - Vamos esquecer isso e obrigado por ter me dito tudo.
- Comi hoje metade da bandeja de bolinho de arroz, se eu continuar nesse ritmo vou terminar logo com as comidas que você me deixou ou vou acabar gordo.
- Ah, então é por isso ... acabou sua comida.
Ele disse: - É você me pegou, eu não tinha contado todos os motivos.
Eles foram rindo, quando chegaram em frente a casa dela ela disse: - Soube que você ajudou o meu pai.
- Quando te encontrei um dia antes de sair para missão, pensei ainda bem que ela não estava falando comigo, pois não queria que você soubesse que seu pai corria perigo.
- Você não poderia dizê-lo, eu entendo, obrigada pelo que fez. Imagino que meu pai não te agradeceu como devia.
Ele a olhou e disse: - Ele é bravo, mas tem muito caráter Hinata, priorizou a vida de um menino que nem conhecia. Então ... Boa noite.
 Voltou e disse: - Hinata você amanhã pode ir na clareira?
Ela respondeu: - Sim, posso, às 15h?
Ele concordou, ela falou: - Não esqueça das fotos. Até amanhã.
---
Levantou tomou café e foi ver a Hokage, chegando lá perguntou: - Alguma novidade.
Ela disse: - Eles agora começaram a falar, as informações estão sendo analisadas, qualquer novidade eu aviso.
O sr Hiashi, mandou agradecer à todos e pediu para engordar os pagamentos de vocês com o próprio bolso.
Sasuke falou: - Não precisa, recebemos para isso - e se virou para sair.
Ela respondeu: - Ele sabe disso, use o dinheiro para comprar flores para Hinata e se desculpar!
Ele ainda de costa disse: - Já me desculpei, saiba disso.
Foi para casa esperar, ele olhou o relógio 13:30 e resolveu já ir para a clareira tirar um cochilo, pegou as fotos e saiu, estava evitando falar, tinha se divertido com a  conversa sobre as fotos, mas algo ainda lhe doía, mas achou melhor não desobedecer.
Hinata chegou na clareira ele disse: - Espero que esteja acompanhada de um cesta.
Ela disse: - Fiz os pastéis com ricota e nata novamente. Vamos comer e conversar, digo iniciar o tratamento, faz tempo que não o fazemos..
Comeram e ele elogiou o pastel e disse: - Apesar de não gostar de doces ou seus eu gosto. E Hanabi? E ela disse: - Ainda apaixonada por você, por causa do tratamento com o Yuho não tenho conseguido levar ela na vila, posso levá-la só no domingo.
Ela estendeu a toalha e disse: - Vamos Sasuke estamos perdendo um tempo precioso, as fotos estão com você?
Ele disse: - Sim - e a primeira que viu quando tirou do bolso foi a da sua mãe e disse: -  Essa não.
Ela disse: - Vou embaralhar e se você tirar ela novamente vai ter que ser essa foto combinado?
Ele concordou, ela embaralhou e disse: - Fale um número?
Ele disse: - Cinco, ela contou as fotos e foi exatamente a foto da sua mãe.
- Fique de costas para mim e vamos começar. Me diga o que tem na foto?
Ele respondeu: - Mikoto - , e disse devagar: - Minha mãe-, Sasuke respirou fundo e sentiu os cheiros da rosas.
E continuou falando:  - Essa foto foi tirada dias antes de ela morrer. Eu sou parecido com ela, a cor do cabelo, ela sempre me dizia sorria mais Sasuke, as meninas adoram ... sorria mais você parece que está sempre de mau humor ...
Ele começou a tremer e Hinata percebeu pelo tremor nas suas costas e ficou com muita pena, como era pesado o seu destino, como tinha sido grande a sua dor... ela queria poder tirar isso dele...
Sasuke continuou: - Seu irmão te ama, ele só tá sem tempo agora... e seu pai também... - e respirava fundo. Eu nunca fui muito amoroso, mas com ela eu era, eu a amava e admirava muito, foi a única mulher da minha vida, por isso acho que não sei tratar muito bem as mulheres e não gostava de sentir seus carinhos... ela dizia sorria mais porque você tem um sorriso lindo...
Hinata se virou para ele  e disse: - Eu concordo seu sorriso é lindo, ilumina o sol..
Ele se virou para ela e a abraçou, ficou assim até conseguir se acalmar, ela ficou passando a mão nas suas costas e cabelos e ele agradeceu mentalmente aquele carinho, aquele afago e amor era o que sentia quando estava com a sua mãe, ficaram assim mais de 10 min, até que ele se separou ela pegou a foto da sua mão e disse: - Ela era bonita, pena que não puxou a ela.
Ele deu uma sonora risada e disse: - Não é o que toda Konoha feminina diz!
E ela disse: - E alguma parte da masculina - piscando o olho para ele.
Ele disse: - Hinata! Nem pensar! Já me embrulhou o estômago sua bandida.
- Só verificando ...filhinho da mamãe -, e fez beicinho.
Ele disse: - Se você falar isso novamente na próxima eu te mostro, não vou te perdoar.
Ela levantou correndo: - Esqueci o horário preciso ir -,  me deu um abraço rápido e saiu.
Ele pensou okaasan parece que saiu um peso de 100 kilos das minhas costas, obrigado por tudo, pelas lembranças e pelos conselhos!!
Ele viu que Hinata tinha esquecido a cesta novamente, estava cheia de comida, ele levou, ela sempre esquece, quantas cestas deve ter? Ele voltou para a vila e começou a examinar o local, tinha voltado bem disposto depois do tratamento, viu que o sr Ly já estava arrumando mais uma casa e a sr Ly fazendo faxina, se lembrou da sua mãe dizendo "sabe o trabalho que dá limpar? não! porque senão não entrava com os pés sujos! Pensou tenho que decidir sobre a biblioteca, disse biblioteca? Não sobre o prédio da delegacia e já teve uma leve idéia de que resposta daria, pois já estava chamando assim biblioteca!
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...