História Mudança é primavera. - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Tsunade Senju
Tags Hinasasu, Hinata, Naruto, Romance, Sasuhina, Sasuke, Tramas
Exibições 119
Palavras 1.704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A capa da história que acabei colocando depois, é uma figura que tinha visto na internet e a primeira vez que vi, logo me veio a mente a palavra gentileza, acredito que essa história tem um pouco disso, por isso coloquei a figura, sei que talvez ficasse melhor um figura de Sasuke e Hinata, mas como o título tem a palavra primavera coloquei.

Capítulo 20 - Hiashi


No outro dia quando terminou o rastreamento, ela foi para a vila pegou o Yuho, levou para a fisioterapia, voltou para casa, chegando em casa seu pai percebeu a correntinha em seu pescoço e não falou nada. Ela sentiu o olhar dele.
Ela saiu de casa para ir ao rastreamento à tarde, iriam precisar dela novamente e depois iria trabalhar, quando saiu do hospital Sasuke já estava esperando e foram caminhando de mãos dadas até sua casa, quando chegaram a uma quadra de distância se separaram. Sasuke puxou a Hinata para trás da árvore e a beijou e disse: - Estou ficando cada vez com mais saudade das nossas tardes na clareira! Porque esses Akatsukis agora ...
E ela disse: - Eu também!! - , deu boa noite e saiu.
Sasuke foi atrás dela e disse: - Ontem não consegui dizer, acho que faltou coragem.. para  mim (logo eu que sou tão corajoso).., mas acho que já estou apaixonado por você, e deu boa noite e saiu rápido.
Hinata ficou em choque com o que ouviu que não percebeu a sombra de seu pai na janela no andar de cima, ele estava com seu byakugan ativado e viu Hinata e mais alguém com uma katana e pensou Sasuke Uchiha.
---
Hinata no outro dia fez o rastremanto com sua equipe, foi ao hospital buscou a amostra testou em Anika, não era a fuligem a causa da inflamação nos pulmões, ela iria testar aquele incenso na próxima.
Chegou em casa almoçou sobre o olhar do seu pai e foi para a sua equipe de rastreamento, nada novamente dos Akatsukis, quando chegou no hospital, havia um recado que ela estava sendo chamada na sala da Hokage, ela foi direto para lá antes de pegar seu turno. Quando chegou na sala viu seu pai e a Hokage que estava bem vermelha e disse: - Hinata por essa semana está dispensada das obrigações com o hospital.
Hinata perguntou: - Porque ...
- Porque seu pai não quer -, ela disse: - Você vai continuar na casa da Anika e me informar o resultado dos testes dia sim, dia não, ok?
Hiashi ia protestar quando a Hokage falou: - Será assim ou você quer que eu diga a todos que você está prejudicando uma menina de 10 anos com problema de saúde? Você tem duas filhas nem deveria pensar em algo assim.
Hiashi disse: - Vamos Hinata.
E Hinata disse: - Só um minuto - e se virou para a Hokage e disse: - O teste de hoje não deu reação-, piscou o olho e disse: - Avise a família que deu um probleminha, mas invente um desculpa, porque a verdade causaria muitos transtornos-, e saiu.
A Hokage entendeu mentir para o Sasuke.
Quando Hinata chegou em casa foi direto para o seu quarto, entrou e ficou pensando em Neji, se ele estava feliz com o que ela andava fazendo, porque ela se sentia feliz e agora o seu pai a estava puxando para um buraco negro novamente. Será que as pessoas não tem direito de fazer suas próprias escolhas, ela sabia que algumas escolhas eram difícies, mas deviam ser tomadas por elas mesmas não por terceiros. Hinata não desceu para jantar.
No outro dia se acordou sentindo um vazio, nem sabia se tinha dormido, só conseguia pensar no que o seu pai estava fazendo e no que ela devia parecer aos olhos dele, um objeto que deveria ser usado por alguma conveniência, porque ele não a enxergava como uma pessoa capaz e respeitável. Se ela não tivesse nenhuma consciência até acreditaria que escolhessem, mas não ela tinha sentimentos e gostos... também não foi jantar.
Hanabi apareceu com um bandeja no seu quarto e disse: - Eu vi que você não está comendo nada, você precisa comer, Yuho e Anika precisam de você!
Aquilo me atingiu em cheio, pensou em Neji e disse para Hanabi: - Obrigada, você tem razão vou comer um pouco, amanhã preciso ir ver Anika - , e começou a comer.
- Papai não queria que eu viesse, mas não podia deixar você sem comer.
Quando Hinata ouviu aquilo, não aguentou, explodiu, saiu do seu quarto e foi atrás do seu pai, ele ainda estava sentado na mesa de jantar lendo. Ela se aproximou e disse:
- Por que você me trata assim?.. Porquê?... Me diga porquê? ... Você não se importa nem com a minha saúde, não queria nem que Hanabi me levasse comida? Se não fosse pela minha irmã, nem saberia o que é um amor e carinho de família... Você acha que a vida é só regras e sacríficio? Que eu tenho que me sacrificar pelo que você quer? Que honra há no sacríficio sem medida? Sacríficio como o seu irmão fez pelo Sr e o Neji fez por mim? - ele lhe deu uma bofetada.
Hinata colocou a mão no rosto e disse: - Eu te odeio e gostaria de ter morrido no lugar de Neji assim como você queria -,  foi para seu quarto e começou a chorar, sentia a dor da bofetada, mas não era maior que a dor que ela sentia no seu coração.
Hanabi viu a irmã e foi buscar gelo.
Hiashi só conseguia sentir a dor na sua mão, a bofetada tinha sido tão forte que ele sentiu quebrar algo dentro dele, no seu coração.
Viu Hanabi subindo com um pacote e perguntou o que era, ela respondeu gelo para o rosto da Hinata, ela tem que trabalhar amanhã e não pode ir daquele jeito.
Hiashi não conseguia acreditar que tinha batido na filha com toda aquela força, queria ver se seu rosto estava muito inchado, mas não teve coragem.
---
Hokage teve uma ideia convocou todos do rastreamento para uma reunião à tarde, inclusive Ino, disse que chamou para ficar claro para todos a situação, não havia novidades, mas que deviam continuar atentos, por que os Akatsukis deviam estar querendo algo para estar se aproximando da aldeia. Falou diretamente a Ino, que pedisse para o Dr Yako que assumisse  temporariamente o turno da Hinata, pois ela não poderia voltar à noite para casa, que no sentido do clã Hyuuga seria mais perigoso, e falou ela continuara apenas com o tratamento de Anika, sentiu Sasuke se mover levemente, sabia que essa informação acalmaria o seu protegido, pois lhe daria uma oportunidade de ir ver Hinata. E disse agora todos estão dispensados.
Cinco minutos depois Kakashi voltou, e disse: - Porque a informação temporariamente e Anika?
Ela riu: - Para o Sasuke, Hiashi proibiu o namoro, precisamos fazer alguma coisa Kakashi, antes que Sasuke descubra, se eu falar com Hiashi novamente vou matá-lo, então ajude seu filho.
Kakashi falou: - Isso vai ser problemático.
Kakashi saiu para pensar e decidiu que precisava começar a procurar uma forma de convencer Hiashi a aceitar Sasuke o mais rápido possível, pois sabia que Sasuke iria descobrir logo sobre a proibição do namoro, foi aos pergaminhos da biblioteca ver o que achava sobre o clã Hyuuga e suas tradições, não achou muita coisa útil, mas resolveu iniciar a conversa ou insistência com Hiashi o quanto antes.
Kakashi foi a casa de Hinata, ela abriu a porta e ele se surpreendeu como ela parecia triste, pediu para falar com Hiashi. Foi encaminhado até o escritório e Hiashi imediatamente perguntou: - Alguma novidade sobre o que a organização está fazendo?
Kakashi respondeu: - Ainda não, mas nossos esforços estão nisso. Eu vim aqui para conversar sobre o Uchiha e sua filha, eles querem ficar juntos e eu gostaria de saber por que você se opõe, te considero um amigo e Sasuke é como um filho para mim, ele é um dos melhores ninjas desse mundo.
Hiashi disse: - Sei que ele é um grande ninja, mas o que o honra para ser marido da minha filha?
 - O que o honra é o amor da sua filha por ele, você deveria colocar a felicidade da sua filha em primeiro lugar.
- A Hinata tem que pensar no que é melhor para o clã! Ela cresceu ouvindo isso e vai fazer o que eu mandar, a felicidade dela vai ser servir ao clã e não desonrá-lo, preferia morta à isso.
Kakashi disse olhando sem graça para o amigo: - O que você está dizendo Hiashi? ... Que preferia sua filha morta a ela ser feliz? Ela já honra muito o clã pelo seu caráter, por favor pense nisso, os Uchihas descendem dos Hyuugas você sabe disso, nas regras do clã diz que deve casar com pessoas que tenham poder ocular e não qual poder.
- Kakashi você está estrapolando, eu tenho um compromisso agora, por ser você te digo falamos depois, senão diria nunca mais volte na minha casa.
Hiashi foi para seu compromisso pensando, a Hinata cresceu muito, viu o potencial da filha na guerra, ela foi muito corajosa, mas Neji teve que morrer para protegê-la, não queria a filha morta claro..., falou sem pensar direito duas vezes já, e ficou pensando como eu posso pensar dessa forma duas vezes, claro que não queria a filha morta, será que tem realmente algo errado comigo..  mas não podia deixar logo ela, do clã principal ser expulsa por casar com alguém fora do clã e logo um ex renegado,  ele só tinha as duas filhas, Neji já havia partido.
Hiashi voltou para casa e chamou as filhas para jantar, Hanabi desceu, mas Hinata não apareceu, achou melhor não insistir, iria ser melhor que não houvesse mais confrontos.
---
No outro dia Hinata foi para o rastreamento tentando esquecer os problemas, precisava se concentrar, abanou com a cabeça para Sasuke e pegou sua correntinha e a beijou olhando para ele, Sasuke achou ela um pouco abatida, falaria com ela amanhã na casa da sra Rinaki, iria ali para pegar um pão.
À tarde se virão novamente e Sasuke passou por ela e tocou sua mão na passagem, Hinata sorriu para ele.
Kakashi via tudo e se deliciava com o crescimento do seu filho, ele realmente estava apaixonado, precisava falar com a Hokage sobre alguma forma de eles forçarem Hiashi a aceitar, se Sasuke com raiva era mortal, imagina apaixonado?
Nada encontraram durante a verificação na floresta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...