História Mudanças - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Jihoon, Pyo, Taeil, Taepyo
Visualizações 50
Palavras 1.625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu tenho muita preguiça de corrigir

Capítulo 4 - Very Good


A vida era uma maldita, só podia.

Jihoon passou a semana toda tentando encontrar o menino baixinho para que pudessem conversar e combinar de ir juntos à festa. Na verdade ele só queria saber se Taeil iria.

A semana se passou muito rapidamente, mal pode ver e quando notou já era sexta-feira, o dia tão esperado por Zico, e, meu deus, ele não parava de falar nessa festa. O mais novo não estava muito diferente, mas ainda tinha aquela dúvida se Taeil iria ou não, e isso não o deixava tão animado.

Jihoon poderia perfeitamente ter perguntado para Kyung, ele sabia, mas não queria soar estranho perguntando tão interessadamente sobre um garoto que acabou de conhecer.

- Você quer que eu passe ai na sua casa ou você vem sozinho? - Perguntou Zico pela chamada telefonica.

- Não faz muito sentido você vir pra cá e depois voltar pro seu prédio, hyung. Pode ficar aí, daqui algumas horas eu chego. - Respondeu o mais novo

- Não cara, acho que você não entendeu. A festa não vai ser no apartamento dele, vai ser na casa de um dos amigos dele. - Jihoon gelou ao ouvir aquilo. Não acreditava que iria em uma festa na casa de um estranho. Zico devia ter explicado melhor para Jihoon.

- Você só pode estar brincando comigo. A gente vai beber na casa de um estranho? E dormir lá também? Isso não soa nada legal. - Jihoon soava preocupado, e realmente estava.

- Calma Pyo, são amigos do Kyung. Não devem ser ofensivos.

Jihoon estava sentado com um cotovelo apoiado nas coxas, passando uma das mãos pelo rosto enquanto a outra segurava o telefone.

- Meu deus, Jiho. Isso vai ser estranho, hyung. Não sei se quero ir.

Sinceramente, Zico nunca havia ouvido a voz de seu amigo soar tão preocupada. Não entendeu direito o motivo, mas logo lembrou-se de como eles se conheceram.

- Jihoon... - Houve um silencio na ligação.

- Hm... - Jihoon finalmente respondeu.

- Ninguém da faculdade vai, só os intimos. Eu e você somos os únicos de fora do grupo de amigos de Kyung que vão. - Foi respondido pelo silêncio. - Confia no seu hyung, é importante sair de casa e socializar. Vai te fazer bem. Vamos!

Jihoon suspirou do outro lado da linha.

- Ok, hyung. Estou confiando em você. - Ouviu o outro comemorar e sorriu. - Então vou me arrumar, que horas pretende passar aqui?

- Chego aí as 19h, a gente fica aí até umas 22h e vamos procurar a casa desse amigo de Kyung. Segundo ele não é muito longe daqui.

- Ok, até mais, hyung.

- Até mais, dongsaeng. - Antes de desligar Zico gritou do outro lado da linha. - Cara, eu nunca vou me acostumar a você me chamar de hyung. - Ambos riram e desligaram.

Jihoon foi tomar banho, ainda estava preocupado por não saber quem ia a essa festa, mas torcia com todas as forças para que Taeil aparecesse por lá. Seria um momento ideal para os dois conversarem melhor e se conhecerem mais.

Terminado o banho, escolheu uma roupa qualquer, não parecia que estava se arrumando para uma festa, mas era incrivel como ele conseguia ficar lindo em qualquer peça de roupa. Mal penteou os cabelos.

Ouviu o toque da campanhia e a porta se abrir. Zico trazia uma sacola com algumas garrafas de soju e cerveja e dois ramens.

- Era pra levar bebida? - Jihoon perguntou confuso.

- Não. - Riu – Mas a gente precisa de bebida pro esquenta, certo? - Zico fez sua melhor cara de “hoje é o dia” e ambos riram. - Alias, eu trouxe comida, porque sei que se você não comer antes de ir vai ficar louco e passando mal em dois toques, e aposto que você nem tinha pensado em comer. - Jihoon concordou timido.

Rumaram para a cozinha, enquanto Jihoon colocava a aguá dos ramens para ferver, Zico já ia abrindo algumas das garrafas e bebendo rapidamente o conteudo.

- Calma, Zico. - Jihoon tirou a garrafa da mão de Zico, tomando o liquido. - Impressão minha ou o hyung tá querendo ficar bêbado e o motivo tem nome e sobrenome e vai nessa festa.

Zico abaixou a cabeça corado com o que o amigo disse. Estava muito nervoso por que iria ver Kyung mais intimamente, e ele nem estava pensando em sexo e nada assim, só estava pensando na personalidade do outro perto dos amigos mais próximos, e para Zico isso significava muito.

- Eu to muito nervoso, sabe? Não é como se eu fosse em uma balada onde, caso eu visse ele, poderia fugir no meio das pessoas. Eu to indo basicamente por ele, e vou ficar vendo ele a noite toda. Eu acho que vou enlouquecer.

- Meu hyung tá apaixonado. - Jihoon falou com uma voz infantil enquanto cutucava Zico, logo riu e deu um abraço em seu hyung. - Nós dois estamos na merda, então só relaxa, igual você falou pra eu fazer.

- Mas Pyo.. - Foi interrompido pelo mais novo

- Vamos comer e nos divertir hoje. Sem preocupações, pode ser? Faz isso por mim, hyung? - Fez seu melhor aegyo

- Aigo, como eu vou resistir a essa carinha. - Abraçou o menor, deixando um beijo em sua bochecha.

Prepararam seus ramens e comeram enquanto conversavam sentados no chão da sala. Adoravam quando tinham tempo para jogar conversa fora. Zico tinha sua vida longe do menino, mas Jihoon não tinha outros amigos além de Zico. Isso preocupava o mais velho, e ver ele interagir com mais pessoas era algo muito impotante, por isso essa festa tinha tanta importância para Zico.

- Você vai com essa roupa? - Zico apontava seu hashi para o mais novo que olhou para a própria roupa.

- Tá muito ridículo? - Perguntou com a boca cheia de ramen e os cantos sujos de vermelho pelo conteudo.

- Não tá ridículo, só, sei lá, não parece que está indo pra uma festa. Parece que tá indo pra alguma aula ou trabalhar, sério. Você vai morrer de calor lá se for com essa roupa.

- Quer escolher uma roupa pra mim então? - Zico ficou chocado, nunca imaginou poder vestir o mais novo do jeito que queria. - Quer ou não?

Zico largou o que estava comendo e foi correndo para o quarto do mais novo antes que ele mudasse de ideia.

Alguns minutos depois saiu do quarto com algumas peças de roupa na mão.

- Prontinho, só preciso que você vista pra ver se vai ficar do jeito que eu tô pensando.

Jihoon tirou a roupa que vestia no meio da sala mesmo, enquanto Zico, sentado no sofá, observava o mais novo.

- Pelo amor de deus, Pyo. - Assustou Jihoon, que virou rapidamente na direção do mais velho. - Eu te proibo de ir com essa cueca, deus me livre, que coisa feia. Imagina se o Taeil vai e rola alguma coisa e ele vê isso. Quer passar vergonha na frente do boy?

Jihoon ficou vermelho e constatou que estava usando sua cueca de cogumelhinhos que havia ganho de sua mãe há uns 3 anos atrás, teve que assumir que ela não era a coisa mais linda e não estava na melhor condição possível. Correu para o quarto e pegou uma cueca box preta.

- Essa é melhor, hyung? - Mostrou pra Zico que concordou, vendo o mais novo tirar a que vestia. 

- Você cresceu, hein?

- Aish.. - Jihoon virou de costas, com o rosto mais vermelho que um pimentão.

- Eu não lembrava que sua bunda era tão bonita. - Disse dando um tapa na bunda do mais novo.

- Aigo, h-hyung. Para – Os dois riram.

Jihoon vestiu a cueca e a calça rasgada que o amigo havia escolhido. Achou ela muito colada, mas ok, havia concordado em deixar o amigo escolher e assim iria. A camisa era uma comprida preta. Zico dobrou as mangas da camisa do amigo e passou o cinto que usava na calça do menino.

- Meu deus, como você tá alternativão. - Riu ao constatar como o amigo parecia um menino de tumblr nada certinho, como costumava parecer.

Bagunçou o cabelo de Jihoon e escolheu um coturno para o menino. Jihoon se sentiu inicialmente estranho. Não estava acostumado a usar aquelas roupas, não juntas.

Gostou do resultado, e Zico também, que não se aguentou e abraçou o mais novo, enchendo o rosto dele de beijinhos.

- Você tá muito fofo. Se eu fosse passivo eu deixava você me comer. - Zico não tinha limites, já foi citado isso antes, certo?

Zico correu em direção a mochila que trazia e pegou uma caixinha preta, tirou a tampa e tirou de lá o que parecia ser um colar, era uma choker.

- Você não quer que eu use isso, né? - Jihoon não achava que aquilo fosse combinar com ele, mas deixou o mais velho colocar em seu pescoço, e, meu deus, ele se achou o ser mais lindo do universo ao se ver no espelho.

- Pyo Jihoon, você devia me agradecer muito e eu aceitaria umas fotinhos sensuais porque você tá muito gostoso. - Zico olhava para o reflexo de Jihoon e abraçou o mais novo, que fechou os olhos.

- Você acha que ele vai gostar? - Sim, Jihoon estava falando de Taeil mesmo sem saber se ele ia.

- Olha, ele tem que ser muito imbecil pra não gostar. E aposto que todo mundo lá vai te notar e te querer.

Jihoon e Zico riram e voltaram a tomar suas bebidas. Escovaram os dentes e logo seguiram o caminho que, segundo Kyung, levaria os dois até o local da festa.


Notas Finais


desculpa
quando eu voltar da faculdade eu juro que corrijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...