História Mudando De Vida - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Jazmin, Luna Valente, Matteo, Nico, Simón
Tags Colegial, Karol Sevilla, Luna Valente, Lutteo, Matteo Balsano, Romance, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna, Soy Luna
Visualizações 17
Palavras 921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente, sou a Gabi, essa é minha primeira fic e eu to muito feliz por poder compartilhar essas ideias que surgem na minha cabeça hahahahaha! Chega de enrolação! Eu espero MUITO que vocês gostem, de verdade. Como esse é o primeiro capítulo a avaliação de vocês vai me incentivar MUITO e vai me fazer postar mais e mais!
Agora chega né?? hahahahahaha

Capítulo 1 - A Proposta



Luna Valente
-Oi mãeee! Cheguei!- Gritei entrando no apartamento que morávamos na grande São Paulo, não era muito grande, mas ali cabiam perfeitamente todos os nossos pertences.
-Oi filha.- Monica disse com uma voz triste, parecia que tinha recebido uma notícia decepcionante,que por algum motivo, aquela tristeza me contagiou no mesmo instante.
-Está tudo bem? Mãe, eu estou ficando preocupada.- Fitei seus olhos castanhos profundamente.
-Está sim, mas preciso de contar algo.- Concordei e esperei suas palavras.- Recebi uma proposta de emprego que pode ajudar muito em seus estudos...
-MÃE ISSO É ÓTIMO! PARABÉNS!- A interrompi com a felicidade que transbordava para fora de mim.
-Mas é na Argentina filha, teríamos que nos mudar.
Meu mundo desabou, eu estava completamente feliz por saber que com o esforço e trabalho duro da minha mãe, ela conseguiu uma ótima proposta. Mas estava triste por saber que teria que deixar todos aqui no Brasil, triste por pensar em um colégio novo, amigos novos, e deixar meu namorado Nico. Se dissesse que meu relacionamento com o Nico está lindo e cada dia estamos mais apaixonados, estaria mentindo, mas continuamos juntos por que ele diz me amar e eu acredito nisso, mas "amor" não existia fazia um bom tempo entre nós.
-E mais minha pequena Luna, não posso recusar a proposta, se não, vão me despedir para sempre.
-Aceite. Eu sei que vai ser difícil para me adaptar a tudo novo, mas, eu sei que vai ser o melhor para nós duas.- Abri um sorriso largo e isso fez com que Monica correspondesse. Eu estava com medo, mas sei que não vai ser tão ruim. Eu espero...
(...)
-Então é isso, eu vou para a Argentina.
Liguei para minha melhor amiga Giulia, contei tudo sobre a Argentina, sobre a proposta, sobre um tal de "Blake South College" no qual eu iria estudar. Até que chegamos em uma parte do assunto que eu estava levemente com receio...
-Você ja contou para o Nico?
-Então...Ainda não.- Giulia me olhou incrédula, como se tivesse se assustado com o que eu disse. 
-COMO NÃO AMIGA????? Daqui a menos de 24 horas você vai para outro país e ainda não contou ao seu namorado???
-Eii, não grita comigo! Eu sei que preciso contar, mas tenho medo.
-Liga agora pra ele e conte! Se ficar adiando vai ser pior, conselho de amiga.-Apesar de eu não querer admitir, Giu tinha razão, eu precisava ligar e contar tudo.
-Ok! Vou ligar e falar com ele, depois te falo como foi a conversa, queria falar pessoalmente, mas infelizmente minha mãe tem um certo pequeno tempo para terminar as coisas e irmos em direção a Buenos Aires.
-Te amo sua doidinha! Boa noite e boa viagem. Sempre manteremos contato, prometido?
-Prometido! Te amo mais sua estranha que eu amo com todo meu coração. -Rimos e desligamos a vídeo-chamada.
Enquanto Nico não atendia, estava pensando em como contar que vou embora, que daqui algumas horas vou estar em um avião para Buenos Aires e deixar minha São Paulo, deixar meu Brasil.
-Oi amor! Eu tinha saído com uns amigos e cheguei agora, por isso demorei um pouco.-Estranhei sua fala, como ele saiu com os amigos e voltou as 1:45 da manhã? Para não causar mais problemas, deixei de lado, ja que pelo o que parecia, Nico nem percebeu no que havia dito.
-Oi.. éh... podemos conversar?- As palavras sairam da minha boca com um intervalo de tempo em cada uma.
-Claro, o que houve?- Parecia estar despreocupado.
-Minha mãe recebeu uma proposta...- Enquanto contava, ele não parecia preocupado e muito menos triste, isso estava me incomodando.
-VOCÊ VAI PRA ARGENTINA??? VAI ME DEIXAR SOZINHO?? EU SABIA QUE VOCÊ NÃO ME AMAVA LUNA, VOCÊ É UMA IDIOTA QUE SÓ PENSA EM SI MESMA.- Estava boquiaberta, senti um frio na barriga ao ouvir aquelas palavras sairem da boca dele, e eu só conseguia sentir nojo.
-VOCÊ ESTA LOUCO?? É UMA QUESTÃO DE NECESSIDADE NICOLAS, COMO PODE FALAR ASSIM DE MIM? EU SEMPRE ESTIVE CONTIGO E VOCÊ NUNCA ME AGRADECEU SE QUER, SEMPRE TEM UMA DESCULPA PARA SAIR COM SEUS AMIGOS AO INVÉS DE SIMPLESMENTE FICAR COMIGO. EU NÃO TE AGUENTAVA MAIS.- Aquelas palavras sairam da minha boa sem ao menos eu pensar, meu sangue fervia, e estava guardando isso para mim durante meses.
-LUNA VALENTE NÃO SE ATREVA A FAZER O QUE EU ESTOU PENSAND...-Antes que pudesse terminar a frase o imterrompi.
-ACABOU, EU NÃO QUERO MAIS OLHAR NA SUA CARA.- Me senti extranhamente livre naquele momento, como se um peso fosse retirado de mim.
-Isso não vai ficar assim Luna Valente. E quer saber? Vai logo para a Argentina e com sua nova vidinha, por que eu sei que não vai ser nada fácil e você vai voltar correndo para mim.
Não aguentei ouvir toda aquela mentira que ele dizia e desliguei, aquilo que o Nico dizia eu sabia muito bem que era mentira, mas as dúvidas chegaram na minha cabeça como um raio. "Não vou fazer amigos?" "Vou sofrer bulling?" "O que será de mim em um país que mal conheço?". Me livrei dos pensamentos ruins com um banho gelado, coloquei meus patins ao lado de minha mala de viagem (uma paixão que eu tenho: andar de patins, mas nunca levei essa paixão a sério, ja que só andava casualmente nas ruas) e me deitei na cama de casal que ficava no centro de meu quarto.-Essa será uma longa noite e amanhã será um longo dia, o que será que me espera?- Pensei sozinha e logo adormeci.
 


Notas Finais


Eaiiii genteeeee, o que acharam?? É minha primeira fanfic então peguem leve hahahahahaha Me perdoem por qualquer erro de caligrafia.
Comentem o que acharam, deem favoritos e criticas construtivas são MUITO bem vindas! Até logo! (eu espero)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...