História Mudar Por Amor - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Luna Valente, Matteo, Simón
Tags Simbar
Exibições 75
Palavras 995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá aqui e a ju com um novo capítulo espero que gostem boa leitura bye.

Capítulo 15 - Já Não sou tão importante, Sonho E Devo deixá-la ser Feliz


Fanfic / Fanfiction Mudar Por Amor - Capítulo 15 - Já Não sou tão importante, Sonho E Devo deixá-la ser Feliz

Pov Simón

ao descer após cantar com a roller band subiu Ámbar, fixou seu olhar em mim e não o tirou em nenhum momento, sabia que essa música era pra mim, cada uma dessas palavras, as havia escrito pensando em mim mas não de uma boa forma. Ao terminar uma lágrima caiu por seus olhos, desceu do palco e se dirigiu até onde estava, por um instante pensei que viria até mim, mas não, foi direto abraçar a nico, este lhe correspondeu o abraço e ambos sorriram. Em seguida um senhor interrompeu o abraço dos dois.

desculpa... Qual é seu nome? — disse o senhor.

Ámbar Smith, cantas muito bem poderia transformar-te em alguém importante. — disse ele a ela.

sou Pablo Escobar, um dos caça talentos mas importante de Buenos Aires. Este é meu número.... se estiver interessada só ligar - disse e se foi.

um caça talentos me havia entregado seu número, estava chocada, não sabia como reagir, somente soltei um pequeno grito e abraçei a nico forte.

Nico! — gritei.

loira! — te disse que tinhas muito talento, não deixes que ninguém te ofusque agora. Te amo loira — disse nico.

eu mas — disse e nós abraçamos um tempo longo.

(...)

cheguei a minha casa, valu se havia ficado para dormir na casa de chiara ao chegar entrei no banheiro a dar-me uma ducha, coloquei meu pijama e me deitei em minha cama peguei meu celular e vi uma mensagem.

…Mensagem…

vejo que já não sou tão importante em tua vida como pensei que  era...

Ass Simón

*Sonho de Ámbar*

estava em minha cama, deitada, pensando em que houvera passado se eu decidi-se haver-me ficado com Simón. Um som me tirou de meus pensamentos, meu celular estava tocando, o peguei e atendi de um momento para o outro lágrimas escorriam de meus olhos, meu coração batia a mil por hora, meu celular estava no chão.

Não podia acreditar o que acontecia, Simón havia sofrido um acidente, e estava em estado grave corri para o hospital, entrei e perguntei onde estará "quarto 235".

subi rapidamente pelo elevador, quando vi a porta não pensei nem um só segundo, unicamente entrei. Ali estava ele, o homem que fez  que surgirá a Ámbar que sou por dentro, a Ámbar sensível, aí estava o amor de minha vida, conectado a vários cabos, sofrendo e tudo por minha culpa....

*Fim do sonho de Ámbar*

me acordei com a respiração agitada, me levantei assustada.  Repetia em minha cabeça "somente um sonho, somente um sonho Ámbar". E voltei a dormir.

*Sonho de Ámbar*

me encontrava em um campo, não sabia onde estava, de repente olhei para um lado e havia um lago, me sentei ao lado de este, sobre o campo, e tirei os sapatos e coloquei meus pés na água de repente uma melódia começou a tocar, e não pude evitar cantar.

Ámbar
Por tu amor perdí el camino 
No encuentro el camino 
Colgada de tus besos vivo 
Soy un suspiro 

Simón
Te he llorado un mar de lágrimas 
Y a mi corazón le falta la mitad 
Por tu amor perdí el camino 
No encuentro el camino 

simbar
Yo te amo a ti 
Solo a ti 
Oh, te amo a ti 
Solo a ti 
Aunque que me lastimes 
En mis sueños vives 
Las estrellas brillan 
Cuando me sonríes
Aún te amo a ti 
Siempre será así 
Oh, te amo a ti 
Solo a ti

*Fim do sonho de Ámbar*

havíamos ficado muito próximos, mas quando quis tocar-li e beijar-li, ele desapareceu....

(...)

me acordei com meu corpo doendo, não havia dormindo bem, somente pensava em Ámbar, não podia tirar seu nome de minha cabeça, a amo como sempre, cada dia um pouco mais, ela não deixava de comportar-se mal comigo mas, há pessoas que não importa o mal que  se comportem contigo, tu nunca vais poder deixar de querer-la, e Ámbar era essa pessoa de repente um barulho chamou minha atenção, me levantei de minha cama e desci, Pedro estava no chão e nico em cima dele, com duas escovas na cabeça e almofadas também.

Que está acontecendo? — disse e rir.

pois estávamos limpando, as almofadas estavam ai, pedro parecia muito golpeável, começamos uma guerra e logo caímos — disse nico que já havia levantado enquanto que pedro seguia no chão.

temos que ir — falo Pedro e estendeu suas mãos, o ajudamos a levantar - já é muito tarde.

mas nem se quer tomei café — falei tocando minha barriga.

pois tomará café no roller — disse nico e me empurrou para as escadas - agora vai se trocar.

subi, escolhi minha roupa, era muito simples, já que hoje não fazia frio coloquei uma camisa branca, jaqueta azul e calça jeans. 

desci e os dois me estavam esperando ai, subimos no carro e nos dirigimos ao roller, o abrimos e começamos a organizar as mesas antes de que todos cheguem.

senta ai — falo nico mostrando uma mesa não podes trabalhar mal como estás.

obrigado — disse e me sentei em uma mesa.

vi entrar a Ámbar e minha filha, as duas tão lindas como sempre.

Papi — disse valu e correu até mim.

olá filhinha — disse e a sentei em minhas pernas.

virei minha cabeça, mas vi algo que desejaria que não houvesse acontecido, Ámbar chegava e beijo a nico, este a seguro pela cintura e ela envolveu seus braços em seu pescoço.

E como te sentes? — disse valu a mim.

quando aconteceu? Como aconteceu? — lhe perguntei a ela.

Não saberia dizer-te exatamente, o único que sei e que mami te sigue amando, ontem cantava uma música enquanto dormia e por último sussurrava "Simón" e eu sei que você também sente coisas muito fortes por ela, mas há que esperar, agora minha mami está com nico, mas em algum momento se dará conta que você e a única pessoa que ela verdadeiramente ama. — disse valu a mim.

tens razão — disse e lhe depositei um beijo em sua testa.

talvez valu tenha razão, devo deixar-la ser feliz... com nico.

 

continua........

 

 


Notas Finais


Será que Simón desistirá de Ámbar? Comentem para descobrir bjs😘 e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...