História Mudaram As Estações - Capítulo 1


Escrita por: ¢

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Harry Potter, James Potter, Magia, Romance
Visualizações 18
Palavras 916
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Mudaram As Estações - Capítulo 1 - Prólogo

P  R  Ó  L  O  G  O 

 

Essa noite todos disseram que eles estavam em paz, disseram que tudo tinha se resolvido, que tinham sido os mártires da pátria bruxa, que haviam derrotado o maior feiticeiro das trevas jamais existido, disseram que Harry teria orgulho de ouvir o nome de James e Lily no futuro.

Mas que futuro? James não estava em paz. Nos seus olhos vazios, ainda abertos, tinha só dor, consciência de que em menos de um minuto estaria tudo acabado, e o seu corpo, jogado pelas escadas imundas, rígido e frio, restava-lhe apenas uma mera casca. E Lily no chão do quarto, ainda à espera do golpe final que nunca viria acertar-lhe as costas. E quanto às suas lágrimas traçadas na fuligem escura sobre sua pele, uma vez rosada? Quem em sã consciência seria capaz de ver paz em tamanha atrocidade? 

"Augustus?", Albus arrancou-me dos meus perversos devaneios com um sussurro. Era talvez o único homem ainda relativamente lúcido naquele lugar, embora seus olhos azuis parecessem um tom escuro demais para aquele semblante velho. "Hagrid está a caminho, a criança vai ficar aos cuidados dos tios, os Dursley". 

"O que ela disse sobre isso?". A pior parte de deixar o meu último pedaço de alma escorrer entre meus dedos, era ver aquela juba alaranjada sentada em frente à lareira, evitando virar as costas, evitando o cadáver frio de James ao lado da porta. Catriona nunca foi a menina mais sorridente de Hogwarts, mas essa noite ela parecia particularmente afogada em trevas. Seus olhos profundamente pretos estavam vermelhos, inchados. E entre suas mãos a armação dos óculos redondos, o vidro estilhaçado no seu colo. Meu peito doía cada segundo mais, parecia sufocar a olhar a sua figura frágil, despedaçada, largada nas almofadas. 

"Ela apenas concordou, Augustus. Lamento imenso pelo acontec-",

"Albus, poupe-me de falsos sentimentos essa noite, por favor", não que Albus fosse uma pessoa falsa ou maldosa, mas ele estava visivelmente preocupado com a situação Lord Voldemort. Provavelmente estaria sim abalado pela morte do meu filho, como seu professor, como meu colega de trabalho, como amigo íntimo da família, mas essa dor só lhe bateria no peito amanhã, quando a certeza de que o bruxo tinha efetivamente sido morto ou não. "Catriona, o bebê, onde está?".

"Sirius", foi a única palavra que me dirigiu aquela noite. Era compreensível e até preferi que assim fosse, eu sinceramente não queria ver seu rosto, nem o de mais ninguém, se não o único que realmente estava em paz essa noite. Embora Harry fosse o único tranquilo, protegido pelos braços de seu padrinho, não havia outro que silêncio naquela casa. E o barulho do vento que entrava pelas fendas abertas nos muros durante a resistência, e o ranger da madeira sob os passos pesados que passavam daqui para ali, arrastados. A atmosfera parecia tão errada. A noite estava quente, úmida, e o vento abafado. Tudo naquela cena parecia destoar. Por que eles? Por que James e Lily? 

Apanhei Harry delicadamente nos braços, para não perturbá-lo, ele já tinha passado por muito hoje. Me ardiam os olhos ao ver o cabelo escuro balançar ligeiro com a brisa. Eu já tinha segurado uma criança assim, há duas décadas, e me formigavam os dedos para poder segurá-lo assim novamente, uma última vez, mas nem isso me foi concedido. Catriona queria ter enterrado o corpo dos dois aquela mesma noite, mas não nos era permitido tocar os cadáveres. Hum, cadáver. Ainda me soa muito mal, ainda não quero pensar que de manhã, quando acordar, Catriona provavelmente ainda não terá ido dormir, e nós não teremos para quem ligar, para quem escrever, alguém para dar a vida por. Exceto Harry, porém ele deve manter a maior distância possível de nós, ordens de Albus Dumbledore. Viver uma vida bruxa, ao lado dos avós e do padrinho seria um risco inimaginável para ele. E nós? O que faríamos depois disso? Talvez eu fosse ensinar em Ilvermorny, talvez Catriona fosse contratada pelo MACUSA, talvez até nem continuemos juntos! É legítimo que ela queira viver a vida com alguém que não lhe lembre todos os dias de James Potter.

"Hey, Cat?", chamei-lhe, sem muita força, não à espera de qualquer resposta em todo caso, mas ela murmurou algo de volta. "Nós vamos continuar casados depois disso tudo? Eu não tenho mais ninguém, sabes disso, certo? Não aguentaria perder-te também". Mas, como já disse, ela já tinha me dedicado toda a atenção que me era de direito. Apertei forte aquele corpinho delicado entre os braços e o peito, aquele ser humaninho, a minha coisinha mais preciosa. Harry, eu sei que você provavelmente não me vá entender, mas saiba que eu sempre, absolutamente sempre, vou estar aqui para você. Eu, a vovó Cat, Sirius e Remus, eu prometo.

Por dois minutos me perdi na fotografia na entrada da residência dos Potter. Deixei que todas as memórias me invadissem, como se quisesse mostrar ao meu pequeno Harry o seu maior tesouro. 

        

 

Mudaram as estações, nada mudou

Mas eu sei que alguma coisa aconteceu

Tá tudo assim, tão diferente

Se lembra quando a gente chegou um dia acreditar

Que tudo era pra sempre, sem saber

Que o pra sempre, sempre acaba

Mas nada vai conseguir mudar o que ficou

Quando penso em alguém, só penso em você

E aí então, estamos bem

 

Mesmo com tantos motivos pra deixar tudo como está

Nem desistir nem tentar agora tanto faz

Estamos indo de volta pra casa

 

- Cássia Eller, Mudaram As Estações

 

 


Notas Finais


CONTINUAAAA!
Obrigada a todos pela visita, nos vemos em breve ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...