História Muito mais que amizade - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Júlio Cocielo
Personagens Júlio Cocielo, Personagens Originais
Tags Amizade De Longo Prazo, Romance
Exibições 42
Palavras 677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura XD

Capítulo 38 - De um jeito diferente


Por Alan

   Graças a Eduardo, a três semanas atrás encontrei minha melhor amiga. Agora, são nove da noite e ela está tomando banho no meu banheiro. Ouço ela me chamar e vou até o banheiro.

-Fala viadinha? -pergunto encostando na porta e vendo uma visão perfeita.

   Anne está enrolada em uma toalha pequena, oque me dá uma palinha de sua bunda branquinha, peitos avantajados, cabelos presos a um coque frouxo, meu fucking deus me ajuda. Minha boca? Se abre automaticamente, minhas pernas? Tremem, meu membro? Aceso, minha mente? A mil. Mordo meu lábio inferior e vejo a menina corar.

-P-Para de me olhar assim Alan, sabe que eu fico sem graça -diz quase num sussurro.

-Nem comecei -falei na maior inocência, mas ao perceber a cor da garota e oque eu falei, vejo que toda a malícia foi concentrada ali- Desculpa Anne, eu realmen..

-Não tem nada, ta tudo bem..-fala sorrindo de canto- Eu até...gostei de ouvir isso...de você -falou baixinho e meu sorriso se forma alegremente.

-Gostou é? -pergunto me aproximando- Então vai se acostumar rápido com sua nova rotina.

-Q-Que rotina? -pergunta corando.

-Ser feliz comigo..-falo em seu ouvido e agarro sua cintura, ouvindo a mesma gemer fraquinho.

   Desde muito tempo sei que seu ponto fraco é a cintura, então é uma ótima oportunidade pra dominá-la. Pego sua toalha e taco no box, não vou precisar dela tão cedo. Pego-a no colo e a levo para a minha cama, colocando ela com certa força, agressividade é nossa atividade favorita. Ela me olha safada e percebo que não é tão inocente quanto pensei após ela tirar minhas roupas e me tacar na cama, começando a deixar rastros avermelhados em meu pescoço. Ela fica no pescoço dando beijos, chupões, carinhos, lambidas, mordidas, pois sabe que é meu ponto fraco. Eu gemi baixo, mas esses gemidos começaram a aumentar quando ela começou a rebolar sobre meu membro já ereto.

   Ela desce sua boquinha pequena e rosada até meu membro, onde dá apenas um beijinho em minha glande. Vai com sua mão até o mesmo e começa uma masturbação frenética enquanto me beijava. Eu estava já chegando ao meu ápice quando a pequena coloca meu membro em sua boca e começa movimentos rápidos e sucções deliciosas, e quando me desfiz em sua boca ela não deixou nada vazar, engoliu tudo que conseguia. Inverto as posições ficando em cima dela. Começo lhe dando várias marcas vermelhas no pescoço, logo descendo até seus seios, onde comecei a chupar rapidamente. Tempo depois, canso daquele lugar e vou logo para oque interessa...pelo menos que me interessa.

   Boto ela sentada bem em cima do meu membro, mas não enfiando de uma vez. Deixo nossas intimidades roçarem enquanto gememos alto e prazerosamente. Após minutos, ela se joga em cima da pica e começa a quicar sem parar -desculpe se essas palavras foram muito fortes, mas eu não menti, menti?-. Ouvir ela gemer meu nome é realmente algo que eu quero escutar pra todo o sempre. Sinto ela se contrair, parecia prender algo. Começo a mordiscar o lóbulo de sua orelha e penetrá-la com mais intensidade e sinto seu líquido se misturar com o meu enquanto desciam. Cansados, porém abraçados era o nosso estado nesse momento, até ela me encarar com um sorriso encantador.

-Vamos tomar banho -pega meu braço e eu a puxo para um beijo apaixonado- Você não cansa mesmo né? -pergunta rindo.

-De você? Nunca -respondo sorrindo e a acompanhando até o banheiro.

   Tomamos um banho, onde só rolaram algumas carícias e beijos discretos, e quando saímos, visto uma calça e um moletom confortável, enquanto a ela, eu taco uma blusa minha e ela se deita na minha cama. Fico encarando aquela imagem e chego a uma conclusão: Estou pela primeira vez apaixonado de verdade! 

-Oque aconteceu Lano? Ta tudo bem? -senta com as pernas cruzadas.

-To sim, só são pensamentos -falo.

-Vem deitar -me deito e sinto seu carinho sobre mim- Eu te amo, só que agora de um jeito diferente.

-Eu também te amo de um jeito diferente -rio fraco.

Continua...


Notas Finais


A fic tá acabando? SIM! ; - ;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...