História Muito mais que tempo - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Sope, Taegi, Yooseok
Visualizações 62
Palavras 3.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaaa!!
Sei que demorei, mas neh... eu n tenho mais desculpas, entao n vou dizer nada.
Boa leitura!
Cap Jikook, então se você não gosta... (to avisando pq lembro q tem uma leitora que não gosta, so n lembro quem eh especificamente)
Miga, espere o próximo cap! Sorry
Bjs~

Capítulo 49 - Pertencer a você


1 de Maio de 2017.

14:20 p.m.

Casa do Jimin


Jimin largou o livro que estava lendo em cima da cama e correu até a janela do seu quarto. Abriu discretamente e olhou lá para baixo. Não conseguia ver quem havia tocado a campainha. Bufou e vestiu uma camiseta. Desligou o arcondicionado e saiu do quarto. Seus pais estavam trabalhando e ele odiava atender a porta. 

Se arrastou até a entrada e abriu a porta grande, olhou para fora e não havia ninguém. Franziu o cenho e pensou, tinha certeza que ouviu a campainha. Olhou para a rua e não havia muitas pessoas, mas todas seguiam seu caminho e nenhuma era conhecida. Deu de ombros achando que era um trote e estava pronto para fechar a porta quando uma mão a segurou. Olhou surpreso para o lado e viu que, escondido no arbusto estava o mais novo, completamente corado e envergonhado. 

- Acho que você errou de caminho. - disse emburrado. - A casa do seu namoradinho é a quinze quadras daqui. Tem um ônibus que vai pra lá, passa daqui a pouco. - disse fechando a porta e o outro se meteu na frente e entrou na casa.

- Hyung, não. - disse agoniado. - Eu vim ver você.

- Não somos mais amigos e não temos nada pra conversar.

- Temos sim! - Jimin ficou surpreso ao ver o desespero na cara do mais novo, mas ele demorou tanto assim pra sentir a sua falta...

- Eu não estou afim. - cruzou os braços - Será que pode sair da minha casa? Eu estou ocupado.

- Não vou demorar, só... me escuta. - pediu. Jimin suspirou. Quando negaria algo a Jungkook? Mesmo que ele fosse um idiota, e sim, ele era. 

Alguns segundos se passaram em silêncio e Jimin bufou.

- Estou esperando. Tenho coisas pra fazer, então diga logo!

- Tá... - disse chateado. - Me desculpa por tudo.

- Era isso?

- Não, me ouve! - chegou mais perto e Jimin deu um passo pra trás mantendo a expressão de raiva. - Sei que te magoei e essa não foi a intenção. Não passou pela minha cabeça que isso ia te ferir tanto, eu sei que foi idiotice, mas eu não tinha percebido. Estava muito confuso!

- Você me ignorou duas vezes, você terminou nossa amizade duas vezes, e nas duas vezes eu não fiz nada! Você tomou a decisão completamente sozinho! Eu realmente vejo que você está confuso, mas eu não sei se ainda quero me meter nisso. - disse com dor no peito. Ainda sentia muita falta do Dongsaeng.

- Me perdoa, eu juro que não vai mais acontecer.

- Não, Jungkook... eu.. não quero mais. - sentiu os olhos enchendo, mas não ia deixar que escorrecem na frente do outro.

- Por favor - começou a chorar fazendo com que Jimin se sentisse mais pesado. - eu só fiz isso por que estava com medo de perder o Yugyeom e confuso, ele não queria que eu falasse mais com você e eu não sabia o que fazer... se largasse ele eu ia ficar triste por que amo você e você não me quer! Yugyeom poderia fazer eu te esquecer.

- Mas não fez? - perguntou desviando o olhar. Jungkook corou e olhou para o chão.

- Não. - respondeu. - Nada me faria esquecer você. - Jimin sentiu seu coração palpitar. Cada dia que passava tinha mais certeza do que sentia pelo Jungkook. Queria dizer a ele, queria contar, mas ainda estava magoado. - Depois daquele beijo... - continuou. - seria impossível esquecer você. - Jimin o olhou e Jungkook retribuiu. Coraram, mas continuaram a se encarar. O beijo. Jimin também não parava de pensar nisso. Queria beijar Jungkook de novo, desde aquele dia queria. Na verdade, logo depois de parar de beija-lo, já queria novamente. Isso já deveria ter sido o suficiente naquela época para ele saber. 

- Jungkook... - disse chegando mais perto do maior que não se moveu. Logo estavam bem próximos. O rosto de Jungkook estava molhado e seus olhos brilhavam por causa das lágrimas, sua boca e suas bochechas estavam bem vermelhas. Seus lábios faziam um bico de choro muito fofo e sua respiração estava acelerada. - Eu queria que pudéssimos voltar no tempo.

- Me perdoa. - pediu de novo. - Vamos ser amigos de novo, eu não me importo. Eu termino com Yugyeom... nunca mais saio com ninguém. Só quero ficar do seu lado de novo igual a todos esses anos. Eu estava tão feliz... - sorriu no meio do choro. -  eu só não percebi, hyung, que eu já era feliz só por andar com você. - Jimin sorriu. Se sentia assim também. Quando estava com Jungkook era realmente feliz e não percebia. - Volta pra mim. - suplicou. 

- Volto. - respondeu e se esticou na ponta do pé até alcançar os lábios do maior lhe dando um beijo carinhoso. Desejando que isso transmitisse todos os seus sentimentos ao mais novo. Tudo o que ele queria dizer, mas não conseguia. 

O outro arregalou os olhos em surpresa e não reagiu. Achou que estava sonhando ao sentir a macieis dos lábios cheinhos do menor. 

Quando o outro se afastou, Jungkook o olhou confuso, mas Jimin apenas sorria tímido.

- Você... vai mesmo fazer o que disse? - perguntou e o outro demorou para processar o que acontecia.

- O que...?

- Terminar com Yugyeom... e voltar... pra mim. 

Jungkook sentiu o coração disparar em emoção e suas lágrimas voltaram a descer. Ele sorriu, aliviado, muito muito muito aliviado. Todos esses dias que passou achando que morreria de depressão se foram. Jimin o queria de volta, e principalmente, ele o queria.

- Sim. - respondeu limpando os olhos. - Se você me quiser de volta, eu faço o que você quiser.

- Sim, eu quero você. - respondeu e envolveu a cintura do maior com seu braços. O outro corou envergonhado e se encolheu. - Eu quero você, Jeon Jungkook. - sussurrou olhando nos olhos negros do mais novo que piscou várias vezes. É um sonho... que cruel... que cruel se for um sonho. 

Jungkook lambeu os lábios pensando naquela beijo e como se o mais velho lesse seus pensamentos, realizou esse desejo que era de ambos. Juntaram os lábios novamente e os corpos também, logo em seguia suas línguas que já não aguentavam de tanta saudade, sedentas uma pela outra se enrroscaram e começaram aquele beijo que causava arrepios em ambos. Puxaram seus cabelos e se encostaram na parede. Ajeitaram suas pernas uma entre a outra e se colaram ainda mais. 

Jimin nunca pensou que estaria tão realizado beijando um garoto, mas estava. E agora não tinha medo e nem razão pra esconder isso. Queria Jungkook e Jungkook o queria. 

O mais novo se agarrou com força no corpo do menor sentindo aquele calafrio sempre que as suas línguas se tocavam ou as mãozinhas de Jimin deslizavam pela sua cintura e desciam até a sua bunda e apertavam. Nunca sentiu com Yugyeom o que estava sentindo nesso momento, mas nem pensava no outro, nem na raiva que ele sentiria quando terminassem. Só arfava com os apertões de Jimin que era mais experiente nessas coisas. Os beijos foram para o seu pescoço e ele levantou a cabeça para ajudar, queria gemer alto e mostrar para Jimin o quanto ele lhe queria, mas ainda estava com medo.

- Jimin... - disse com dificuldade. O outro não parou, pois achou que ele estava apenas reagindo. - Hyung.. espera..

- O que? - perguntou se afastando um pouco. - Eu machuquei você?

- Não. - sorriu. - Seus pais estão em casa?

- Não. - respondeu corado e ofegante.

- Vamos pro seu quarto... - sussurrou envergonhado.

- Vamos... - respondeu. 

Deram as mãos e subiram em silêncio. Entraram no quarto que ainda estava gelado pelo arcondicionado que foi usado a pouco tempo. Jungkook seguiu para a cama e se sentou na bera enquanto Jimin fechava a porta. Se olharam e Jungkook engoliu seco.

- Sabe, podemos começar devagar. - Jimin disse se sentando ao lado do mais novo na cama. - Eu também não tenho muita experiência com isso... - riu e Jungkook o fitou confuso. - quero dizer... com garotos. - o outro sorriu compreendendo. Não se sentia chateado em saber que Jimin já havia transado com outras garotas. Era bom saber que ele tinha alguma experiência, assim se sentia mais seguro.

- Não, Jimin.. eu quero. - disse o mais firme que pode. - Eu quero dar isso a você. Eu sempre quis. - admitiu envergonhado. - Por isso... não consegui quando Yugyeom me pediu, por que eu sentia que só podia... pertencer a você. - Jimin sorriu corado e aliviado. Suspeitava que os dois já tivessem feito, mas agora sabia que não. Jungkook se guardou pra si e isso era muito bom. - Então... - continuou o mais novo chegando mais perto e pegando as mãozinhas de Jimin. - Me faça seu hoje. - pediu. Jimin suspirou nervoso. Nunca transou com um garoto e não entendia bem como isso funcionaria, sabia que era bem diferente de uma garota. Talvez devesse ter pesquisado sobre isso.

- Tudo bem. - respondeu. - Só... me ajuda, por que não sei bem como isso funciona. - Jungkook assentiu corado e Jimin voltou a beijá-lo, mas mais carinhosamente, pois achava que seria melhor assim. Deitou Jungkook com delicadeza e se pos por cima enquanto se beijavam. Voltou a deslizar suas mãos pelo peito de Jungkook e pode sentir seus musculos por cima da camisa, nunca achou que um corpo musculoso e sem seios poderia lhe deixar duro, mas estava acontecendo. Sentou na cintura do mais novo e trocaram olhares tímidos, segurou a barra da sua camisa e começou a puxar para cima revelando lentamente aquela pele branquinha que subia e descia apressada.  Jungkook sentiu um arrepio por ter o corpo descoberto num ambiente gelado e suspirou. Jimin tirou toda a camisa de Jungkook e depois retirou a própria. Jungkook mordeu os lábios observando o corpo maravilhoso de Jimin que sempre babava observando enquanto ele dançava, agora o via completamente desnudo e isso lhe causava sensações inexplicáveis. Voltaram a se beijar começando a sentir o calor chegar. 

Jimin, que estava sentado em cima de Jungkook, começou a sentir um volume lhe tocar nas nádegas e ficou nervoso. Se afastou um pouco e desceu sua mão direita até o volume alheio e deslizou fazendo uma leve pressão. Jungkook gemeu entre o beijo e apertou os olhos nervoso. Jimin estava surpreso com todas as coisas que estava descobrindo, como como era bom sentir o membro duro de Jungkook latejar na sua mão e ouvi-lo gemer envergonhado. De repente, gemidos de garotas se tornaram extremamente broxantes perto do de Jungkook. 

- Hyung... - gemeu. - isso... é tão bom. 

Jimin revirou os olhos e mordeu os lábios. Não faça isso... você vai me deixar louco. 

Abriu o botão da calça de Jungkook e começou a puxá-la para baixo com a ajuda do outro. Enquanto não tirava os olhos do volume na cueca melada de Jungkook, se levantou e se livrou da própria calça revelando o próprio volume. Voltaram a se beijar e suas mãos voltaram a tocá-lo, o mais novo então passou a fazer o mesmo. Já suavam com o fogo que estavam sentindo arder em seus peitos, na sua respiração e suas peles. Sexo nunca deixou Jimin tão ansioso e nunca fez Jungkook se sentir tão certo de querer algo.

As mãos adentraram a última peça e apertaram as nádegas fartas de cada um. Queriam se livra logo daquilo, então fizeram, um do outro puxaram a última peça para fora e seus membro se chocaram eretos. Um arfar de cada um. Agora suas mãos passaram a fazer uma masturbação espalhando o pré-gozo e se sujando mais ainda, ficando mais ofengantes. 

- Hyung.. ahh.... hyung.. - chamou entre os gemidos arrastados. 

- Hm..? - perguntou mordendos os lábios para segurar os gemidos que com certeza sairiam altos.

- Você..  - respirou pesadamente. - você precisa... hmmmm... me preparar...

Preparar? Preparar o que? 

- Como assim? - perguntou ofegante e confuso.

- Me de seus dedos.. - pediu enquanto gemia timidamente. O outro obedeceu mesmo sem entender. Jungkook pegou dois dedos de Jimin e os colocou na boca começando a chupá-los. Jimin sentiu um arrepio correr por todo seu corpo imaginando Jungkook o chupando daquela forma. O olhar inocente que o mais novo lhe dava enquanto fazia isso piorava ainda mais a situação fazendo o membro de Jimin latejar. Depois de deixar os dedos do mais velho bem molhados, Jungkook os tirou da boca deixando um fio de saliva os unir. 

- Agora coloca.. - pediu baixo por estar envergonhado.

- A onde? - perguntou ainda confuso.

- Lá! - respondeu mais envergonhado que antes. Jimin engoliu seco entendendo e levou sua mão para a bunda do mais novo que estremeceu nervoso. Abriu as pernas para ajudar e Jimin afastou as duas bandas chegando até a entrada de Jungkook. O mais novo deu um salto quanto sentiu os dedos gelados do hyung lhe tocarem alí.

- Tudo bem? - Jimin perguntou com medo. Estava com medo de machucá-lo.

- S-sim. Continue. 

Então Jimin continuou, primeiro passou seus dedos pela entrada até Jungkook se acostumar com o toque alí sem estranhar e então tentou forçar o primeiro dedo para dentro, então Jungkook o apertou com força  e mordeu os lábios.

- Ah... - reclamou apertando os olhos. - Isso é ruim.

- É melhor parar! - disse assustado.

- Não! Tudo bem. - disse com medo que Jimin desistisse. Iria dar a sua virgindade para Jimin, sabia que não seria fácil, mas queria. - Por favor, não pare. - pediu e Jimin suspirou continuando. Moveu o primeiro dedo até sentir o corpo do maior ficar menos tenso. A sua entrada lhe apertava tanto que era até difícil se mover, se perguntava como conseguiria entrar alí depois. Então tentou por o segundo dedo, outra vez Jungkook choramingou de dor. Jimin já estava desesperado, não queria machucá-lo de jeito nenhum, isso lhe fazia sentir dor também. Se sentia mal, nem imaginava o quanto poderia estar doendo, mas sabia que devia ser muito, pois Jungkook não era do tipo sensível.

O mais novo então deu um salto e soltou um gemido arrastado quando sentiu algo quente envolver seu membro, então viu que o mais velho o chupava com a maior dedicação do mundo enquanto continuava tentando penetrá-lo com os dedos. Se ele teria que sentir dor, que pelo menos fosse amenizada. Jungkook sentiu o rosto arder e a sua boca se abrir involuntáriamente para gemer o nome de Jimin. Segurou seus cabelos sem saber o que fazer já que nunca recebeu um boquete antes, mas era bom, principalmente por que era Jimin.

Jimin, também estava surpreso, surpreso consigo mesmo por estar sentindo tanto prazer em ter um pênis melado de pré-gozo enfiado na boca. Era grande e grosso e tinha um gosto esquisito, mas era bom, principalmente por ver a reação que causava no mais novo. Não sabia se estava fazendo certo, mas apenas tentou interpretar o que já haviam feito em si. Abrir bem a boca e tomar cuidado com os dentes.

Com o tempo percebeu que movia os dois dedos dentro de Jungkook e este se remexia estasiado na cama com os olhos apertados e a boca aberta.

- Hyung... ahh... eu... eu não vou.. hmmmm aguentar..

O membro de Jungkook latejava e Jimin podia sentir na língua as suas veias. Ele gozaria  logo. E qual seria o gosto? Ele deveria engolir? Ou deveria impedir que ele gozasse? 

- Você quer gozar? - decidiu perguntar enquanto voltava a masturbá-lo.

- S-sim hmmmm..

- Você não acha melhor esperar? - Jungkook lhe lancou um olhar pidão e Jimin sorriu. - Tudo bem. - e voltou a colocá-lo na boca, mas nem demorou, logo sua boca foi preenchida por um líquido de gosto esquisito, mas que lhe deu um prazer enorme. Engoliu e lambeu os lábios. Nunca se imaginou engolindo porra, mas lá estava ele.

Jungkook suspirou aliviado e abriu os olhos encarando o mais velho. Sorriu enquanto controlava sua respiração e Jimin retribuiu.

- Que gosto tem? - perguntou e Jimin subiu lhe dando um beijo. Jungkook sentiu o próprio gosto e nunca achou que isso poderia ser excitante. Jimin ainda movia seus dedos, não tinha certeza se deveria parar, mas Jungkook não reclamava mais. Estava bom, mas já queria ser penetrado por algo maior. 

- Vamos logo, hyung.. - pediu quando o beijo acabou. Jimin concordou nervoso e retirou os dedos vendo o mais novo fazer uma careta de desconforto.

- Você não vai mais sentir dor?

- Vou.. 

- Mas eu não quero machucar você. - disse chateado.

- Só vá devagar e vai ficar tudo bem. - respondeu sorrindo feliz por Jimin estar tão preocupado. Passou as mãos nos cabelos macios do mais velho e fez carinho alí enquanto ele se posicionava.

- Pronto? - Jungkook assentiu. Então ele começou. Jungkook fechou os olhos e jogou a cabeça para trás. Jimin beijou seu pescoço enquanto voltava a masturbá-lo. Tudo para tentar amenizar esse incômodo. 

Quando Jungkook voltou a olhá-lo ele estava chorando de novo.

- Doi muito? - Jungkook assentiu fungando. - Vai passar. - disse esperançoso e Jungkook o abraçou se encaixando no pescoço de Jimin e colando mais os seus corpos que estavam suados.

- Eu te amo..  - disse quando sentiu Jimin entrar por inteiro. Jimin sentiu o braço que lhe apoiava falhar e quase caiu em cima do outro, mas se segurou com força enquanto começava a se mover lentamente. Jungkook entrelaçou suas pernas na cintura de Jimin para ajudar e os movimentos ficaram gradativamente mais rápidos. Trocaran olhares envergonhados, mas sem desviar. Então voltaram a se beijar até os gemidos ficarem incontroláveis demais para conseguir esse feito, mesmo assim não evitaram de dar selinhos desajeitados a cada estocada. E assim fora até que Jimin gozasse e Jungkook logo em seguida após mais algumas estocadas. Se separaram ofegantes como se tivessem passado horas prendendo a respiração e finalmente colocassem a cabeça para fora d'água. Olharam para o teto como se ele fosse muito interessante e então Jimin caçou a mão do mais novo no meio dos lençois amorrotados. Sorriram tímidos e felizes. 

- Eu também.. - sussurrou e o mais novo lhe olhou sendo retribuiudo. - Amo você. - sorriram largo e se beijaram. - Desculpa ter demorando tanto. 

Jungkook riu. Ele também havia demorado para perceber que jamais poderia pertencer a outra pessoa que não fosse Jimin.


Notas Finais


Oie!
Pse... eu n sou boa com lemons... ms eu tinha q meter um hot em algum lugar neh?!
Talvez role um hot Yoonseok, ms na hora certa, ok?
Vcs gostaram?
Muito obrigada!
Bjs~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...