História Mulan - O despertar do dragão - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mulan
Personagens Chien Po, Chi-Fu, Fa Li, Fa Mulan, Fa Zhou, Imperador, Irmãozinho, Khan, Li Shang, Ling, Mushu, Personagens Originais, Shan Yu, Vovó Fa, Yao
Tags Irmãozinho, Mulan
Visualizações 21
Palavras 1.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - A batalha final


Fanfic / Fanfiction Mulan - O despertar do dragão - Capítulo 28 - A batalha final

~Mulan

Depois que tudo se acalmou, Chien-Po ,Yao e Ling nem tiveram tanto trabalho para salvar o imperador, lá estava ele, na minha frente,olhando com aquele olhar superior e de repulsa, curvei-me para ele.

-Mulan, filha de Fa Zhou, enganou a guarda, entrou ilegalmente para o exército,desrespeitou a lei...-A cada palavra eu me sentia diminuída e encolhia-me ainda mais.-Desonrou sua família,pôs fogo na cidade, destruiu meu palácio!...-Deu um pausa e quando o olhei ele estava...Sorrindo?- E salvou a China...- Levantei-me assustada, olhei para trás e vi todos se curvando? Fiquei estática com os olhos e boca abertos, não sabia como reagir diante daquilo, eu não merecia...

-Senhor...Eu não mereço...-Disse acanhada e ele riu de mim?

- A flor que desabrocha na adversidade é a mais rara e a mais bela de todas...-Disse pegando um espécie de amuleto de ouro vermelho com um dragão amarelo.-Você honrou a todos nós-Disse estendendo os braços para o povo, enchi-me de alegria e aproveitei a situação e o abracei, ele assustou-se, lembrando meu mestre.

-Ela...Pode fazer isso?-Disse Ling apontando, Yao e Chien-Po os olharam sorrindo acenando "não" com a cabeça.

-Muito obrigada...-Sussurrei em seu sorriso.

-Mas isso é um insulto!-Manifestou-se Chi Fu, o maldito conselheiro.-Essa mulher merece morrer!-Disse olhando-me com desprezo e repulsa, irritei-me.-O senhor tem que fazer alguma coisa!-Exigiu, revirei os olhos pondo a mão na cintura e virando a cabeça para o lado.

-E farei.-Arregalei os olhos assustada e desfiz a pose.-Quero que seja minha conselheira.-

-Muito bem senh....O QUE!?-Disse estupefato, ri com a mão na boca.

-Será uma honra, imperador.-Fiz uma reverência novamente e todos aplaudiram e gritaram, bom...a festa não pode parar, mesmo em tamanha destruição.

*

Em casa....

~Mulan

Mulan fui a última a chegar em casa naquela noite, já amanhecia e  contemplava meu pai sentado no banco debaixo das Sakuras de forma reflexiva, dei um meio sorriso, estava bastante nervosa com o que ele diria, então, em um ato desesperado, corri até ele ajoelhando-me em sua frente fazendo com que ele se assustasse.

-P-papai,aqui está a espada de Shan Yu, para honrar a família Fa...-Disse com a voz com certa finura, como estava de cabeça baixa não podia ver sua reação, só sei que ele derrubou a espada de minhas mãos e sua muleta, ajoelhou-se também e abraçou-me, fiquei imovelmente assustada por um momento e logo o abracei sentindo-me extremamente aliviada,ele chorava.

-Minha maior honra é ter você como filha.-Uma lágrima caiu de meu olho com meu meio sorriso, ele puxou meu cabelo para trás da orelha e enxugou a lágrima, ele sorria serenamente pra mim e meu coração explodia de felicidade como fogos, levantamos e nos abraçamos novamente, minha mãe veio se juntando a nós ,  minha vó trouxe a Ming que sorria de forma travessa.

-Hey Ming!-Disse sorrindo com o sorriso do tamanho do mundo, ela pedia por meu braço e eu a peguei, ela sorria de forma tão linda, abracei-a beijando o topo de sua cabeça.-Senti sua falsa...-Sussurrei sorrindo fechado de forma serena, fomos tomar café da manhã e neste, contei tudo desde do começo, do meu treinamento para guerreira, das saídas de casa e até como encontrei Ming, eles ficaram tão assustados e meramente bravos, repreenderam-me como todos pais responsáveis fariam e eu ri deles como toda filha irresponsável faria, mas acima de tudo , amada.

*

A luz da lua iluminava meu corpo e o meu quarto, dormia tranquilamente, como se nada tivesse acontecido,ouvi o barulho de um galho sendo quebrado, acordei-me num instante, olhei o cômodo todo, Ming estava bem ,silenciosamente peguei a espada de Shan Yu que agora era minha, pulei da janela descalça mesmo, com a roupa de dormir, estava frio e almadiçoei-me por não ter trocado de roupa, vi uma sombra escondida atrás da árvore.

-Apareça!-Ordenei. A criatura logo se revelou, com um sorriso presunçoso.-Shang?!-

-Quem diria que a pessoa que salvaria a China seria uma mulher...-Disse se aproximando,peguei na espada, ele parou olhando-a.-É uma vergonha Shan Yu ter perdido para você, e ainda tem a audácia de usar a espada dele, cretina.

-Não sou eu quem está sendo cínica.Diga logo, o que você quer?-

-Te destruir.-Avançou contra mim e começamos a lutar, nossas espadas fizeram um "x" e aproveitei para falar.-Acho melhor lutarmos em um lugar mais apropriado.-

-Contanto que seu sangue jorre...-Começamos a correr para as plantações de arroz.

-Então, prossiga.-Disse erguendo a espada,aquele local era ainda mais frio.Começamos a lutar e, no meio da luta dialogávamos.

-É impressão minha ou você está lutando melhor do que antes?-

-Não é impressão sua.-Disse o empurrando, fazendo com que ele quase caísse.

-Da onde você tirou essa força?!-Disse com olhar de ódio.

-Do amor dos que acreditam em mim.-Disse convicta, fomos para a água,agora estou em vantagem.

-O amor é tão tolo, igual a você.-Acabei tropeçando, ele apontou a espada para mim prestes a me matar mas eu lhe dei uma rasteira, levantei rapidamente e quando ia avançar, ele tomou impulso empurrando minha com as duas pernas, num chute forte na barriga, gemi de dor tricando os dentes.

-E quem não o tem é ainda mais, como você.-Disse recompondo-me com a mão na barraca.-Olha o que você fez, sujou minha blusa!-Disse zombeteira com um sorriso.

-Gostaria de tê-la sujado com uma cor mais forte.-Disse enquanto voltávamos a duelar.

-Com essa aqui?-Disse tacando  a bainha da espada em seu ombro fazendo com que ele se desconcentrasse e cortei sua coxa, sua roupa logo tomou um tom avermelhado.

-Sua maldita, argh!-Urrou de dor ajoelhando um lado ,ele tentava estancar o sangue com as mãos, sujando-as, apontei a espada para sua cara.

-Renda-se, pouparei sua vida.

Ele riu alto e eu fiz uma cara confusa.

-Você pode até poupar, o imperador, não.-Disse cortando meu tornezelo.

-ARRHH!-Arfei de dor pegando no local.-C-como se isso fosse me impedir.

-Se for uma distração, sim.-Ia pegar a espada mas eu empurrei-a com um pé e levantei dando uma forte cotovelada em seu corpo com um sequência de socos  e chutes, ele ficou tonto e não conseguia revidar, quando caiu no chão, sentei em cima dele ( olha os pensamentos impuros...) e comecei a enforcá-lo.

~Shang

Ela começava a me encostar e esticava  o meu braço o máximo que podia para alcançar a adaga que escondia em minha roupa, meu ar estava ficando escasso e quando consegui pegar, acertei-lhe um golpe um lateral em cima da pelves  ( mesmo golpe que Shan Yu da nela no filme), ela caiu fazendo uma careta de dor, levantei e fiquei por cima da mesma.

~Mulan

Enquanto estava quase o matando, o imbecil acerta-me um golpe certeiro e eu urrei de dor, caí no chão e o mesmo subiu em cima de mim, pronto para dar o golpe final, peguei a espada que estava ao meu lado,que por acaso era a dele, a adaga vinha em minha direção e eu a segurei com a mão, sentindo um corte profundo e ardente como as chamas, pingos rapidamente começaram a escorrer e quanto mais ele forçava, maior era o meu sofrimento , estava começando a perfurar meu toráx e quando ele se aproximou pai, atravessei a espada entre na sua clavícula lateralmente, perto do coração, seu grito ecoou pelos quatro cantos da terra, ele caiu ainda com a espada no corpo, respirava ofegante com a nuca suada, levantei-me e devido ao esforço, eu sangramento piorou, comecei a me arrastar. até cair próximo a uma casa,acabei desmaiando.

 

 

 

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...