História Mulan - O despertar do dragão - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mulan
Personagens Chien Po, Chi-Fu, Fa Li, Fa Mulan, Fa Zhou, Imperador, Irmãozinho, Khan, Li Shang, Ling, Mushu, Personagens Originais, Shan Yu, Vovó Fa, Yao
Tags Irmãozinho, Mulan
Visualizações 24
Palavras 928
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Passeio


Fanfic / Fanfiction Mulan - O despertar do dragão - Capítulo 6 - Passeio

~Mulan

Acordei com os olhos levemente inchados, fiz a higienes matinais e fui fazer as tarefas matinais, andei até Ming para deixar seu café.

- Quer ajuda?-

-Mesmo se eu quisesse não poderia, se meus pais te vissem ia ficar furiosos.-Disse pegando o saco com milho, espalhei pelo chão, fui na casinha onde as galinhas dormiam e peguei alguns ovos que elas haviam botado, troquei o feno de Khan e Ming e voltei para casa. Agora estava fazendo o chá do papai e o deixei esfriando na mesa.

-Ah!-Disse estralando os dedos e correndo até o templo, havia esquecido-me de agradecer e orar aos ancestrais, botei um pouco de incenso e fiz minhas preces.Retornei para tomar café da manhã.

-Bom dia filha.-

-Bom dia.-Disse sentando, ela percebeu que eu ainda estava chateada mas nada perguntou,dei o chá de meu pai e fui trocar de roupa, prendi os cabelos em um coque e antes que eu saísse para passear com Khan nos campos de plantação, minha mãe disse:

-Não volte muito tarde,o príncipe Jeeki vem lhe pegar para um passeio.-COMO É?

-Claro...-Sorri com aquela voz triste e temerosa que eu tinha quando brigavam comigo. Fui até o estábulo.

-Mulan, aonde você vai?-

-Vou passear com ele.-Disse apontando para o cavalo.

-E me deixar sozinha?-

-Não se preocupe, a vovó já vem.-Disse alisando seus cabelos.

Saí dali e fui em direção aos campos de plantação de arroz. Dei bom dia para algumas pessoas e encostei-me na árvore onde tinha um campo de dentes-de-leão, encostei na árvore e comecei a falar com Khan.

-Tenho que dar um jeito de não ir nesse passeio!-Disse pegando um graveto e quebrando suas partes, jogando uma por uma ao longe.Ele relinchou em concordância batendo o casco anterior esquerdo.-Mas o que eu poderia fazer?-Disse jogando a última lasca do graveto.Fiquei ali mais um pouco apreciando a brisa que vinha das plantações e agitavam os dentes-de-leão, fazendo com que eles se despedaçassem, joguei-me na grama e eu  e Khan começamos a rolar, os dentes soltavam-se ainda mais e eu ria muito, depois daquele breve momento enfim  voltamos para a casa no horário do almoço,eu e vovó pegamos nosso almoço e mais um prato.

-Pra quê mais um prato?-Disse minha mãe desconfiada com as mãos na cintura.

-Pra eu dar pro cavalo Fa Li.-Disse minha vó, aquela era a pior desculpa.

-Se ele ficar doente...-

-Baaa...-Disse minha vó fazendo movimento com as mãos, arrancando algumas risadas minhas até o estábulo, chegamos lá e dividimos o nosso almoço com Ming.

-Aconteceu alguma coisa enquanto eu estava fora?-

-Não, a vovó Fa ficou comigo e fez até mais alguns vestidos.-Disse mostrando os belos vestidos.

-São lindos!-Disse sorrindo.

~Mais tarde.

-Mulan?-Disse minha mãe perto do estábulo.

-Rápido!Se esconde!-Disse empurrando Ming para dentro do feno.

-Está falando com quem?-

A-ah com a v-vovó m-mamãe!-Disse cheia de feno.

-Olha como você está!O príncipe Jeeki já chegou!Arrume-se logo.-Disse saindo, olhei para minha vó  e suspiramos em alívio.

-Essa foi por pouco!-

Voltei para o meu quarto, tomei um banho rápido e troquei para uma roupa verde com amarelo e detalhes em vermelho na cintura, decidi deixar o cabelo solto, botei os sapatos e fui correndo para a entrada da casa.

-Está atrasada.-Disse Jeeki cruzando os braços e fazendo cara feia, abaixei a cabeça em sinal de desculpas já que eu não podia falar.-Vamos logo!- Disse puxando meu pulso, caminhávamos pela rua e duas crianças corriam uma atrás da outra até que uma esbarrou em minhas pernas e caiu.

-D-desculpe moça.-Disse abaixando a cabeça com vergonha. Eu ri com o nariz, sorri e botei as mãos na cintura (imagem do cap).

-Está tudo bem, mas preste mais atenção.-Disse encurvando-me e acariciando a cabeça dela, que sorriu e continuou a brincar com o garoto.

Segui Jeeki até um restaurante lindo e chique, a comida devia ser muito cara, aquele não era lugar para gente do povo, entramos e vi que ele já tinha feito sua reserva pois o restaurante estava cheio, ah se eu soubesse!Não viria com essa roupa tão simples.

-Por que veio com uma roupa tão simples?-Jeeki perguntou e algumas pessoas olharam-me dos pés a cabeça, caminhamos até a nossa mesa, sentei de frente para ele.Depois de um tempo lendo o cardápio, escolhemos o prato.

-Garçom.-Jeeki sinalizou para o homem.

-Príncipe Jeeki?Que surpresa, o que vão pedir?-

-Ninho de andorinha.-Olhei o seu pedido e vi que era muito caro, involuntariamente arregalei os olhos, meu pedido não era tão caro,era caseiro.

-E você moça?-

-Um lamén.-

-Mais alguma coisa?-Jeeki pediu uma bebida razoavelmente forte e o mandou embora.

-Eu te deixei falar?-

-Mas...-

-Silêncio!-Ele falou meio alto e algumas pessoas olharam.

-Não sei se você tirou a cera do ouvido, mas eu disse que você fala quando EU quiser, não quer se casar?-Nada respondi.-Responda!

-Sim quero!-Disse amargurada.

-Então faça por onde, hum!- Resmungou pegando aquele troço estranho que ficava preso em seus dedos. Depois de 15 minutos vieram deixar nossos pratos.Aquele era o lamén mais gostoso que eu havia comido na minha vida!Bebi a bebida forte e quase a cuspi, ela não era alcoólica mas era a base de mel e ardia na boca, deixando-a dormente.Estava tudo silencioso depois da refeição, por que ele me convidou se não fala nada?Estava apertada, mas como eu iria avisá-lo?Peguei um guardanapo e escrevi "preciso ir no banheiro" e o entreguei.

-Garota esperta-Disse com sua voz estranha.-Hmmmm...Vá!- Levantei-me discretamente e fui caminhando até o banheiro, quando voltava enxugando as mãos, esbarrei em alguém.

-Ai!-Disse olhando pra cima e ver a vítima da menina mais desastrada da china.

-Mulan?-

 

 

 

 

CONTINUA...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...