História Mulher - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Abuso, Capítulo Único, Drama, Esteriótipos, Família, Linguagem Imprópria, Machismo, Mulher, One-shot, Palavrão, Preconceito, Tabu, Universo Alternativo, Violencia
Visualizações 23
Palavras 545
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Universo Alternativo
Avisos: Estupro, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo único


Era um jantar importante para os negócios de papai. Mamãe estava agoniada, temendo que algo saísse errado.

Políticos e pessoas importantíssimas esbanjam suas melhores vestes no grande salão.

Naquela noite eu não estava me sentindo nada bem, então insisti que apenas participasse do jantar. Afinal, como filha de um renomado pai, não poderia deixar de comparecer.

O vestido de gala comprido vermelho escarlate estara pendurado delicadamente em meu closet. Enquanto olhava-o, observava também da janela de meu quarto a movimentação no jardim. Alguns casais chegavam com seus automóveis lustrosos, passando a pé por um caminho de pedras vindo em direção a porta principal.

A verdade é que eu não queria ir.

Não queria ter de vestir aquele vestido que não tinha nada a ver comigo, não queria descer a maldita escadaria e me comportar plenamente como uma dama.

Não queria dançar com quaisquer homem que fosse, tão pouco em ficar preocupada em ser boa o bastante.

O tempo acabou, tenho que ir.

Desci um degrau por vez calmamente, respirando fundo, meu coração parece que irá parar de bater a qualquer momento. Sinto olhares e cochichos.

Antes mesmo que conseguisse chegar ao fim, mãos agarraram-me e me guiaram cuidadosamente — na medida do possível — para um aposento.

Meu rosto ardia por conta do tapa que levei.

— O que você está tentando fazer? Arruinar a vida de todos nessa casa? E isso? — disse olhando odiosamente o jeans curto e justo — Isso não é coisa de mulher digna, parece uma moça da vida. Vista aquela merda de vestido que comprei e nunca mais me dê desgosto. — dissera com tanto repúdio que quase podia tocar o ódio que continha no ar que lhe rodeava — Céus... O que fiz para merecer isso? — resmungou.

— Uma vez, você me disse que, o que é bonito é para se mostrar. O vestido cobre muito e eu me sinto sufocada dentro dele. — tentei argumentar.

— Você, é uma moça de família. Que rapaz irá querer-te vestidas desse modo vulgar? Tem que ser exatamente o que o sexo masculino quer que seja, não importando o que queira. Acha mesmo que quis casar com o seu pai?

E ela continuou, falando e falando.

Mas porra, eu não quero ser isso. Eu quero poder sair para tomar sorvete de bermuda e regata, sem me importar se meu cabelo está bagunçado ou não, sem me importar em ser feminina o suficiente para alguém me amar. Quero poder sair para uma caminhada na madrugada sem medo de ser abusada. Quero usar vestes curtas sem medo de ser assediada e enojada, quero respeito. Quero que as pessoas não me idealizem diante do meu exterior.

O vermelho do vestido me dava o ar de sedutora, para atrair os homens — segundo minha mãe —, os dedos dos pés esmagados por conta do salto alto de bico fino, enquanto meu cabelo estara em um coque despojado, moderno.

Mais uma vez eu me deito, mais uma vez eu não durmo por conta do fracasso que foi por não ser eu mesma, mais uma vez eu sinto repúdio de meus pais, e mais uma vez, eu rezo para que tudo acabe.

Todavia, o que realmente mais queria, era poder ter nascido qualquer coisa, menos mulher.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...