História Mulher indomável - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren, Camren G!p, Lauren G!p
Exibições 993
Palavras 669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu espero que gostem.

Capítulo 12 - Naõ deixe ela escapar.


Fanfic / Fanfiction Mulher indomável - Capítulo 12 - Naõ deixe ela escapar.

POV: CAMILA

Chegamos na barraca da Nona para ver os jurados decidirem, qual comida era a melhor e eu estava de dedos cruzados e mordendo os lábios tão forte que estavam até doendo.

- Será que ela ganha? – Vero perguntou olhando os jurados conversarem.

- É claro que ela ganha. – Falei confiante.

Olhei para Lauren que olhava tudo de braços cruzados, e prestando atenção nos jurados que entregaram o envelope com o ganhador.

- E o primeiro lugar vai para.... – O jurado falou fazendo suspense.

- Dona Maria! – Ele falou e na hora eu desanimei olhando a carinha de triste da Nona.

Nona veio até nós e eu dei um abraço apertado nela.

- Não foi dessa vez néh. – Disse ela um pouco tristinha.

Depois decidimos ir embora, eu Lucy e Vero ficamos tentando animar Nona e ela dava um sorrisinho fraquinho quando chegamos ela foi deitar.

- Eu não sei se foi uma boa ideia essa competição. – Vero falou e Lucy concordou.

- Ela ficou tão tristinha. – Falei lembrando da carinha que ela fez.

- E melhor a gente ir. – Vero falou para Lucy que assentiu.

- Lauren amanhã você me liga para falar como Nona está? – Perguntou Lucy e Lauren apenas assentiu.

As meninas se despediram e eu e Lauren fomos para nossos quartos, fiquei deitada na cama pensando num jeito de animar Nona amanhã.

Eu acordei bem cedo e fui até o escritório de Lauren, ver se tinha alguma folha bem grande e sorri quando achei e peguei um barbante também e sorri com a minha ideia.

POV: LAUREN

Acordei cedo e tomei um banho, e trombei com Nona no corredor saindo do seu quarto.

- Oi menina Lauren. – Falou e eu a abracei apertado.

- Estou orgulhosa de você. – Falei e dei um beijo em sua bochecha.

Seus olhos se encheram de água, e ela me abraçou novamente bem apertado.

- Vamos tomar café. – Falei e ela assentiu.

Chegamos na cozinha e vi uma faixa enorme pendurada, escrito “ Você e a melhor ” e Camila estava arrumando a mesa cheia de frutas e bolos. Quando ela olhou para cima sorriu e correu até Nona e a abraçou.

- Você pode não ter ganhado, mais e a melhor para mim. – Ela disse.

- Vocês querem acabar comigo hoje? – Perguntou limpando uma lagrima que caiu.

Fiquei olhando para Camila que abraçava Nona sorrindo, e como se não fosse mais possível eu fiquei ainda mais encantada por ela. Ela me olhou e sorriu mais aperto para mim e eu suspirei com aquele sorriso.

- Vamos comer. – Ela disse puxando Nona e eu para mesa.

Camila terminou de comer e disse que iria andar a cavalo, e ficamos eu e Nona na mesa.

- Essa menina, e um anjo que caiu em nossas vidas. – Nona falou tirando a mesa.

- Não deixe ela escapar Lauren. – Falou lavando a louça e eu fiquei pensado nisso.

Depois que terminei meu café peguei meu chapéu e fui fazer meu trabalho, e vi Camila cavalgando no campo sorridente e sentei na cerca de madeira que tinha ali. Quando ela percebeu minha presença sorriu e veio até mim, e parou o cavalo perto.

- Obrigado pelo que você fez. – Agradeci e ela ficou vermelha.

- Não foi nada. – Ela disse e deu um pequeno sorriso.

- Para mim foi muito, Nona e como se fosse minha mãe e ela ficou muito feliz com o seu gesto. – Falei olhando em seus lindos olhos castanhos.

- Fico feliz que ela tenha gostado. – Disse sorrindo.

Ficamos nós olhando por um tempo e eu quebrei o silencio.

- Eu vou dar uma passada no lago depois, se quiser vir. – Falei e ela ficou animada.

- Eu adoraria. – Falou e eu apenas assenti.

- Bom então eu vou trabalhar e te vejo mais tarde. – Falei descendo da cerca em seguida.

- Ok. – Ela falou olhando para mim em quanto abraçava o cavalo.

Eu dei um sorriso e balancei a cabeça arrumando meu chapéu, e indo para as plantações.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...