História Multiversal - Planeta Solabun - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mecha, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


E AQUI ESTAMOS! Parabéns para Multiversal, que conseguiu ser uma saga completa com 30 capítulos! Aqui está a segunda saga, então volte a primeira para entender tudo o que se passa, ou eu não deixo você ler, hein? Curtam esse recomeço de aventura, e que a paz esteja com todos vocês.

Capítulo 1 - Um pouso mal planejado



Galáxia Multiversal, rota perto do Planeta Solabun. 


- Então é isso que essa espada é? Konstantinos comenta, interessado naquela espada tão brilhante e bonita.
Os tutores Zoë Patruni, Konstantinos Kroll, Arabelle Houtsk, o tenente Absirto Mondavara, o delegado Byper e a pequena Maya estão viajando em uma cápsula devido ao ataque de Damon, o Ex - Imperador, a Torre da Esquadra Militar Rebelde. Ele recrutou várias pessoas, mas acabou que uma das suas, Camille Luna, resolveu ajudar os rebeldes e lhes deu uma grande vantagem e eles conseguiram bolar um plano.
 O primeiro não deu muito certo, e Damon sumiu com a prisão de Ariotsu, a cidade Rebelde. Então recorreram ao Plano B, que era despistar Maya do planeta em uma cápsula de fuga, porque Maya era uma criança bem forte e especial e era por causa dela que Damon estava lá.
- Tekan Kumashiro? É, ele realmente é um cara bem inteligente. Arabelle pega um sanduíche diet e resolve olhar a paisagem do vasto espaço.
- Ele parece um nerd! Byper voa pela nave.
- Quietos! Escutem, estamos chegando ao planeta Solabun em uma rota de espiral. Mais ou menos em duas horas, nós iremos pousar lá, ok? E aí procuramos alguma coisa para tentar voltar para Ariotsu.
- Ok. Todos respondem ao mesmo tempo e voltam a fazer o que faziam.
- Ei, Maya! Olha só, uma chuva de estrelas cadentes!
Maya corre até a janela, assim como Konstantinos e Absirto, e realmente tinham coisas brilhantes caindo por todo lugar, uma cena bem bonita.
- Essa é a coisa mais linda que eu já vi na minha vida...
- Espera um pouco aí, isso não é bom... ah, não... ZOË! ZOË! Ele sai correndo para o outro quarto.
- O que...?
De repente, alguma coisa muito grande bate na nave, produzindo um estrondo enorme.
- AAAH, O QUE FOI ISSO?
- Chuva de meteoros...
- Mas eram estrelas cadentes!!! Arabelle prende todos em uma barreira de proteção, usada para proteger os enfermos e machucados.
- Estrelas cadentes são meteoros, Belle. Zoë assume o volante e controla a nave para longe dos meteoros, até que um gigante aparece:
- ESSE É O ÚLTIMO DA CHUVA, O MAIS LETAL! Entrem todos na cápsula de emergência, vamos!
Eles se encolhem em uma pequena esfera de metal nos fundos da própria nave de fuga, e Zoë é a última a entrar quando percebe que as batidas danificaram a nave e não consegue desviar do gigante meteoro. Até que Byper bate no botão de fechar a cápsula, e ela fecha antes da tutora entrar.
- AI MEU DEUS, DESCULPA, ZOË! ALGUÉM APERTA ESSE BOTÃO! Ele fica histérico enquanto o meteoro vem se aproximando.
- APERTA, KONST! APERTA! Todos gritam enquanto ele tenta alcançar o botão.
- Não... consigo... droga, ZOË!
- ZOË!!!!!!! Maya dá um grito, e o meteoro explode a nave e lança todos para fora. A cápsula começa a cair no planeta Solabun desenfreada, empurrando todo mundo para frente.
- NÃO, QUE DROGA! TOMARA QUE ELA TENHA SOBREVIVIDO!
- Tinham alguns trajes de patrulha lá, talvez ela tenha pego algum. Absirto diz enquanto tenta acalmar Arabelle com um leque.
- Isso não é hora pra se preocupar com ela, e sim com a gente! SE SEGUREM! Konst abraça Maya e fica colado aos outros.
-AAAAAAAAA...
A cápsulazinha cai com um baque enorme que é escutado em uma pequena casa perto dali... os tutores e Maya acabam são e salvos.
- Obrigado, Belle... achei que fosse morrer... Absirto deita no chão enquanto Arabelle dissipa a barreira de proteção.
- Ei, mas e a Zoë?! Temos que achar um jeito de resgatá - la! Maya fica aflita.
- Não se preocupe, o oxigênio na roupa dura pelo menos um dia e 6 horas. Só temos que alugar uma navezinha e resgatá - la. Onde será que tem uma vila aqui?
- Ali tem fumaça saindo de algum lugar! Byper aponta para o horizonte do planeta extremamente vermelho e rochoso, Solabun. Lá, uma fumacinha sai dançando de algum lugar.
- Boa, Byp! Vamos lá, segurem minha mão!
Todos seguram as mãos uns dos outros, e de Konst, enquanto ele se prepara.
- O que ele vai fa...
Maya não completa a frase porque Konstantinos sai correndo a 1 segundo de velocidade, deixando todos atordoados, até que ele bate em alguma coisa.
- AI! AI, MEU ROSTINHO!
- Presta atenção, caramba! Ei, em que você ba...?
Um homem mais ou menos do tamanho de Arabelle está parado estendendo a mão para frente, como se estivesse parando alguém. Foi nele que Konst bateu.
- Alto lá.
- Ei, que história é essa? Como você conseguiu me parar com uma mão? E que mão dura...
- ... quem são vocês? Ele usa um chapéu branco de inverno, uma camisa listrada escrito ROCKZ e um óculos escuro. Fora isso, parece ser todo de metal e pintado. Um ciborgue. 
~ ele me parece um pouco familiar... ~ Byper pensa enquanto tenta lembrar de onde conhece aquele rosto.
- Ei, quem é você? Desculpe, não somos ladrões ou algo do tipo, só queremos ajuda, uma amiga nossa está em perigo! 
- Meu nome é Flex. Me sigam.
Fim do capítulo.
 


Notas Finais


E aí está, o recomeço da saga! Favorite, comente o que achou! Posto vídeos diariamente. Força na peruca, e até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...