História Mundo da lua - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Romance, Suspense
Exibições 7
Palavras 770
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sempre que tenho ideias para fics eu boto em prática espero que gostem. Boa leitura <3

Capítulo 1 - Eu? A escolhida?


No mundo, existem pessoas boas, más, sonhadoras, pé no chão, que gostam de ler, de assistir e etc. Mas ninguém nasce igual, somos feitos para fazer a diferença, estamos aqui para tornar o mundo um lugar melhor. A vida é feita de escolhas, nós a que fazemos. Sem fazer igual a Ivy. 

Ivy, sim, sou eu, por algum motivo eu fui a escolhida para tornar o mundo melhor, mas acho que fiz as escolhas erradas. Bom, vamos começar do começo. 

Eu, uma garota que está aqui para aprender como qualquer uma. Cheia de defeitos, sonhos, amigos e de pessoas para me apoiar. Meu maior sonho desde infância, era de ser médica, de poder ajudar as pessoas, salvar vidas. 

Um dia, estava caminhando até a escola, eu estudava de manhã então estava morrendo de sono. Estava andado de cabeça baixa ouvindo música, no meu mundo. Eu fui atravessar a rua, mas sem olhar para os lados... O que eu estava pensando quando fiz aquilo. Eu ouvi um barulho de buzina de carro, quando olhei para o lado, já era tarde. 

Acordo em uma cama de hospital, meio sem saber o que estava acontecendo, decidi falar com a médica. Levantei e fui em direção a porta , chamei a moça vestida de branco e ela não me ouviu, me aproximei dela mas ela me ignorou. 

- Moça estou falando com você! ( tento chamar sua atenção mas ela continua andando ) 

Ela me ignorou mesmo, não acredito, que servicinho de... Calma mantenha a calma. Voltando para o quarto em que estava, vi um doutor entrando, fui até lá pois o quarto estava vazio, mas, não estava tão vazio assim. Fiquei na porta observando aquilo, eu não estava acreditando, aquilo era impossível, inacreditável. Eu estava ali na cama, deitada sem me mover, mas como? Como poderia estar ali desmaiada se eu estou aqui na porta implorando por atenção? Me aproximo e vejo eu mesma deitada toda machucada naquela cama, vi o doutor olhando a minha roupa da escola e pegando o telefone. Provavelmente ele irá ligar pra secretária para ela comunicar a escola do ocorrido. De repente, ouvi o aparelho fazendo um som diferente. E o doutor indo em direção a porta e gritando por ajuda.

- Vamos reanimá-la! ( exclamou o doutor )  

Já estava com muito medo. Será que eu vou morrer? Ou será que eu já estou morta? Quando vi que eles pararam de tentar me reanimar, a médica disse:

- Hora da morte.. 08:23. 

Comecei a chorar de tristeza, fazendo a retrospectiva da minha vida em minha mente, pensando em momentos bons, quando conheci meus amigos malucos ; momentos tristes, como quando eu perdi meu cachorrinho. Pensei como seria a vida dos meus pais depois daquele ocorrido, ou a decepção de morrer antes de realizar meus sonhos como de me tornar uma atriz, formar uma família, ou de pelo menos escrever meu primeiro livro. Maldito dia que não olhei antes de atravessar a rua. Quase me afogando nas lágrimas, sinto alguém colocando a mão em meu ombro. Me virei e vi um cara alto, pálido, cabelos negros e todo de branco. 

- Não chore é o começo de uma nova vida. ( diz o maior ) 

- Porque? Você é um anjo e veio me buscar para o céu ou para uma reencarnação? 

- Não, vim lhe dizer que você não morreu a toa, você poderia ter uma vida normal e realizando todos os seus sonhos... Se, Deus não quisesse a vida de um profeta para você. 

- Deus? Profeta? Que besteira é essa? 

- Mais besteira do que você parada em frente de seu corpo conversando com um anjo? 

- Tem razão mas.. Profeta? Eu?

- Sim. Não entendi direito também, mas, só sei que ele quer que você mude a história da humanidade começando desde o início. 

Ele coloca dois dedos em minha testa me teletransportando para outro lugar, onde só havia vários nadas. Só um enorme vazio, parecia o infinito não sei. 

- Comece daqui, crie alguma coisa, não vai querer ficar sozinha neste planeta Terra. 

E com essas palavras ele vai embora, estão eu acho que deveria começar. Mas como, eu não sabia como fazer nada. Lá só tinha um vazio, estão decidi tentar. Coloquei meus dois dedos assim como fez o anjo, no chão, imaginando um lindo campo, e assim se fez. Um lindo chão de grama apareceu em minutos, cheia de cor, levantei minha mão e imaginei um céu azul com nuvens coloridas, e foi o que aconteceu, nuvens arco-íris apareceram. Então esse será o começo de um novo mundo, um começo de uma nova vida. 





Notas Finais


No próximo capítulo Ivy irá criar mais coisas malucas, fazendo a Terra seu mundo da lua. Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...