História Mundo HXH?!! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Personagens Originais
Visualizações 24
Palavras 688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 2 - Um dia com Kurapika!


(No dia seguinte)

No exato momento em que o sol amanheceu, eu pulei do colchão e me belisquei, senti uma pequena dor, ou seja, foi tudo um sonho...suspiro e vou a pra fora, mas, quando eu faço isso, percebi que aquele mesmo cenário estava na minha frente, espera, isso não é um sonho, quer dizer, que eu nunca mais poderei voltar...DEMAIS!!

Fui andando pelo condomínio, era tão linda, dava vontade de chorar de alegria, minha barriga começa a roncar, droga, a fome tinha de vim...tinha dinheiro no chão, olhei prós lados e fui pegar a grana, quando eu peguei, fui para uma cafetaria, lá, eu pedi um simples café, o dinheiro era bem pouco, eu peguei o café e bebi, logo, a fome passa, sério, qualquer coisa que eu bebo ou como, a fome passa, é isso que eu gosto em mim...

[...]

Fiquei um tempo por aí, até que eu vi o loiro, o loiro que derrotou Uvo, um membro da aranha, ele me ver e em um piscar de olhos, fica na minha frente, logo, ele diz:

Kurapika: oye, sobre aquele cara que você disse ontem...- ele diz em um tom sério

Kitsu: a-ah... (ME FUDI!) - fico em pânico por dentro

Kurapika: valeu por me contar, ele sabia de mais - ele olha para um cara no chão - obrigado

Kitsu: de nada...- fico pulando de alegria por dentro 

Kurapika: você é nova? - ele diz em um tom gentil que me faz ficar sem jeito

Kitsu: e-e-eu sou s-s-s-sim! - digo quase derretendo

Kurapika: sabe, posso lhe mostrar a cidade - ele estica a mão - se quiser, claro

Kitsu: claro que aceito - pego sua mão - vamos? 

Kurapika: vamos! - ele começa a me mostrar a cidade - ah, qual o seu nome? 

Kitsu: eu me chamo Kitsu, prazer - olho aos arredores

Kurapika: bonito o nome, você é de onde? - ele sorrir gentilmente

Kitsu: vim...vim...vim da cidade de Tokyo! (Cacete, não acredito que coloquei Tokyo Ghoul) - fico um pouco nervosa

Kurapika: nunca ouvir fala dessa cidade - ele desfaz o sorriso

Kitsu: (PORQUE NÃO DISSE CIDADE METEORO?!!) É que é uma cidade isolada e esquecida - fico mais nervosa ainda

Kurapika: entendo - ele faz o sorrido novamente - ah, aqui, tenho de te apresentar um amigo, vem! - ele me puxa

Kitsu: e-estou indo! - fico corada quando percebo que ainda estávamos de mãos dadas

Kurapika: acho que ele está lá - ele me lleva para uma porta, ele bate e uma voz familiar soa atrás da porta, um cara de terno aparece:

Kitsu: (Leorio!)...- fico alegre 

Kurapika: Kitsu, esse é o Leorio! - ele me apresenta a ele -Leorio, essa é a Kitsu!

Leorio: prazer! - ele estica a mão

Kitsu: o prazer é meu...- pego sua mão e faço comprimento quase arrancado seu braço

Leorio: calma! - ele fica impressionado

Kitsu: desculpa! - paro de mexer seu braço

Kurapika: pra onde vai? - Kurapika fica na minha frente

Leorio: vou para uma cidade aí, sabe...- ele fica de costas

Kurapika: entendo, se vemos por aí! - ele acena e o de terno faz o mesmo

Kitsu: ele é um grande amigo, não é mesmo? - dou um sorriso leve

Kurapika: sim, ah, vamos, tem outros lugares - ele me leva para várias lugares, paramos em um restaurante - já é noite? Vamos comer?

Kitsu: sinto muito, não tenho dinheiro - fico com a língua para fora

Kurapika: eu pago, além do mais, não é muito bom uma mulher pagar a conta de um homem - ele sorri e entramos

Kitsu: que lindo! - sentamos em uma mesa e pedimos nossos pratos

Kurapika: enquanto a comida não chega, vamos conversa? - ele se aproxima da mesa

Kitsu: claro, porque não? - me aproximo

Ficamos conversando por horas, após comer, eu e o loiro nos despedimos e fui para minha "casa" quando eu cheguei lá, meu coração acelerou, quase saindo da minha boca:

Kitsu: é você...- fico quase caindo

Hisoka: sim, sou eu - ele se encosta na parede

Kitsu: posso ajudar? - fico pegando coragem

Hisoka: só vim por acaso, não pretendo ficar, até amanhã~ - antes de eu dizer alguma coisa, ele vai embora, quando eu entrei em casa, tinha uma rosa lá, tinha uma carta de baralho lá..MEU DEUS! 

FIM DO CAP 2#


Notas Finais


No próximo cap...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...