História Mundo Minúsculo - Segunda Temporada - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rafael "CellBit" Lange
Personagens Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Amor, Cellbits, Paixão, Romance, Youtube, Youtubers
Exibições 30
Palavras 630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa não ter postado na quinta, mas eu não estava em casa e não tinha internet para postar.
Fiquem com o capítulo!

Capítulo 9 - 9 - Rafael


O que ela faz aqui?! ela disse que voltaria, mas não achei que fosse tão rápido!

- Ah, você a conhece Rafael?- Larissa pergunta.

- Claro!- Aquela desgraçada responde antes de mim- Fomos namorados. Mas ele não parava de falar de você...

- Anh? Namorados?- Larissa pergunta espantada.

- Eu precisava te esquecer...- Digo me aproximando de Lari.

- Eu até entendo, mas você devi ter me contado. O que é um relacionamento sem confiança? Perdão Laís, pode se retirar?

- Claro!- Aquela p*** sai com um sorriso no rosto.

Larissa balança negativamente a cabeça e arruma alguns papéis em cima de sua mesa, eu a observo e ela nem sequer levanta o olhar para minha direção.

- Rafael, eu te amo, mas eu preciso confiar em você!- Ela diz quase chorando.

- Primeiro, nós namoramos por um dia. Eu queria falar sobre você e ela não aceitou, depois de uma ou duas horas ela terminou comigo. Não sei se isso pode ser chamado de namoro.

- Mesmo assim, fosse devia ter me falado que ficou com alguém.

- Mas eu não fiquei com ela!

- Você a beijou?

- Não. Eu não achei certo, eu só a pedi parra tentar te esquecer... Eu achava que nunca mais ia te ver!

Ela se cala e sai da sala, eu venci, sei disso, mas Larissa é orgulhos demais para admitir isso. Vou atrás dela e ela entra no banheiro feminino, isso que vou fazer é muito errado...

Entro no banheiro e ela está dentro de um dos boxes, tranco a porta para garantir que nada nos atrapalhe. Ela sai do box e se espanta com minha presença, mas logo nota minhas intenções. Ela coloca um sorriso malicioso no rosto e começa a me provocar, ela puxa a cintura do vestido o deixando mais curto e começa a dançar. Ela não vai deixar-me tocá-la, eu sei, ela vai parar quando eu já estiver completamente descontrolado.

- Você quer?- Ela diz passando a mão pelo corpo.

Hipnotizado apenas balanço a cabeça em sinal de positivo e ela dá um risada, logo depois ela se aproxima bastante de mim até o seu corpo estar grudado no meu, ela segurou minhas mãos nas minhas costas e deu uma lambida em meu pescoço, depois ela atraca uma das pernas em minha cintura e solta uma das mãos, segurando as minhas apenas com uma. Soltar minhas mãos seria algo fácil, mas quero saber até onde ela vai.

Ela coloca a mão na parte da frente de minha calça e passeia com os dedos por cima desta parte, eu começo a ficar ofegante e a vontade de soltar minhas mãos só cresce mais ainda.

- Isso é castigo?- Pergunto quase num sussurro.

- Sim.- Ela sussurra em meu ouvido.

Ela abre o zíper de minha calça e põe a mão por dentro de minha calça, ela segura delicadamente meu membro e depois começa a fazer movimentos, alguns com a mão toda e outros apenas com os dedos. Minhas mãos começam a se mexer e ela aperta meu membro me fazendo dar um grito que foi abafado pela língua dela entrando em minha boca. Não me contive.

Soltei minhas mãos e as coloquei por debaixo do vestido, e depois por dentro da calcinha dela, coloquei dois dedos de uma vez dentro da intimidade dela e ela gritou, mas seu grito foi abafado por um beijo, parecia que eu iria morrer se não fizesse aquilo.

- Me solta, Rafael. Isso é castigo, é pra você não aproveitar!- Ela fala se afastando e ajeitando a saia do vestido. 

Estou muito ofegante, ela tenta abrir a porta do banheiro, mas percebe que está trancada. O problema é, nessa "brincadeira" eu perdi a chave e não sei onde está, ela vai me matar...


Notas Finais


Então é isso gente, até amanhã!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...