História Mundo minúsculo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rafael "CellBit" Lange
Tags Amor, Paixão, Romance, Youtube, Youtubers
Exibições 156
Palavras 858
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


3 capítulo, lá vamos nós pra nossa 🌟

Capítulo 3 - 3 - Rafael


Meus pais haviam se separado e minha mãe estava namorando com um cara, ele viria hoje morar aqui em casa. Soube que ele tinha uma filha, não estava ansioso para conhece-los, meu pai era um cara legal.

Minha mãe estava super agitada, estava preparando comidas para quando os dois chegassem, eu estou falando com meu amigo Alan pela internet.

- Cara, tu tens que te animar.- Alan fala.

-Ah claro, meus pais se separam e eu tenho que estar feliz por minha mãe estar com outro?

- Ela pelo menos está tentando ter uma vida nova

- E daí? Isso não quer dizer que eu tenho que fazer o mesmo.

Ouço minha mãe me chamar.

- Falou Alan- Digo- Os visitantes chegaram.

- Depois nós conversamos.

Desligo o celular e coloco em baixo do travesseiro, vou para frente do espelho e arrumo meu cabelo para parecer apresentável.

Desço as escadas e vejo pela janela, um carros estacionando. Posso ver por ele uma garota de cabelos castanhos, branca, olhando pela janela. Admito, ela é bem bonita.

Assim que o carros estacionou, o motorista saiu e deu um beijo em minha mãe, ela o ajudou a pegar as malas e os dois entraram, a garota continuava sentada dentro do carro.

O homem entro em casa e veio em minha direção.

- Olá rapaz- Ele diz- Você deve ser o Rafael.

- Isso.

- Bem, eu me chamo Fernando. Pode me chamar como quiser.

Ele se vira e ajuda minha mãe a colocar as malas no quarto de hóspedes.

- Rafael- Minha mãe fala- Pegue a menina no carro, ela é sua irmã agora. Ela vai ficar no seu quarto.

Excelente, agora vai ter uma garota no meu quarto.

Vou em direção ao carro e abro a porta e fico olhando para ela, que parece nem perceber. Ela parece acordar de algum transe, e me empurra para sair do carro. Gostei dela.

Ela entra na casa e cumprimenta minha mãe, pergunta alguma coisa e sobe as escadas. A sigo e vejo ajeitando a cama ao lado da minha.

- Oi.- Falo tentando puxar assunto.

Ela não responde, continua arrumando a cama.

- Você podia pelo menos falar alguma coisa.- Digo irritado.

Ela me ignora e pega o celular, vejo-a abrir o Skype e ligar para alguém. Logo essa pessoa atende e ela sorri ao ver esse alguém.

- Oi amor.- A voz do telefone diz.

- Oi meu lindo.- Ela responde.

- E então? Já chegou? Como é o lugar?- A voz diz.

- Acabei de chegar, ainda não vi nada além da casa.- Ela responde.

De repente reconheço a voz que vem do telefone: Felps. Meu amigo.

- Felps?!- Pergunto e ela olha para mim com raiva.

- Espera...- Ele diz- Cellbio?

- Você conhece ele Lipe?- Ela pergunta.

- Claro, ele é meu parceiro.- Felps responde.

A garota revira os olhos e diz que depois liga, ele pede o meu número e eu passo.

- Bem, agora posso me apresentar. Eu me chamo Larissa e blá, blá, blá...

- Larissa? Posso te chamar de Lari?

- Não!

- Eu sou Rafael.Pode me chama de Rafa.

- Eu não quero, não quero intimidades, não somos irmãos nem nada.

Estressadinha? A cada segundo gosto mais dela, ela me faz sentir algo diferente.

- Você é bem irritada.

- Quem é você pra me julgar? Affs, não vou perde meu tempo com você. Tenho mais o que fazer.

Ela sai do quarto e só então reparo a roupa que ela está usando, ela quer provocar...

Ligo para Felps e ele atende.

- Fala cara.- Ele diz.

- E aí? Quanto tempo?

- Pois é, desde meus 18.

- Vem cá. A Larissa é o que sua?

- Namorada, por quê? Não vai pensar em pegar ela.

- Tá doido Felps?!

- Zoando, e então? Vamos marcar um dia pra nos reunirmos?

- Claro, agora vou tentar conversar com sua estressadinha.

- Haha, ela é difícil no inicio. É só mostrar interesse pelo que ela gosta que ela se apega, ela faz faculdade de biologia. Tenta falar sobre peixes com ela, certeza que tu te dá bem.

- Vou tentar, falou.

- Tchau.

Desligo o telefone e vou para internet procurar algo sobre peixes, acabo passando três horas vendo um programa sobre isso.

Volto para sala e ela está lá, sentada no sofá comendo pipoca e assistindo algum desenho. O que me surpreendeu, ela estava assistindo Miraculous.

- Você assiste isso?- Pergunto.

- Algo contra?- Ela responde vidrada na televisão.

Olho para o desenho e está tendo um beijo entre os personagens principais. Me sento ao lado dela e crio coragem para começar a conversar.

- Sabia que eu sei um pouco sobre peixes?

- Sério?!- Vejo os olhos dela brilharem.- Qual seu preferido?

- Eu adoro o simuro europeu, o peixe gato.

- Eu também, eles são tão interessantes!

Continuamos conversando, consigo descobrir que ela adora desenhos e gosta de desenhar, sabe cozinhar muito bem e que ela gosta de nutella. Conseguimos nos dar bem, eu me sinto bem ao lado dela. Algo que eu nunca havia sentido despertou dentro de mim...


Notas Finais


É o amooooor, que mexe com a minha cabeça e me deixa assim...
Desculpa, vou tomar meus remédios.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...