História Música perigosa - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 22
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI AMORES, ESTÃO BEM? ESPERO QUE SIM.
Boa leitura

Capítulo 13 - Macau



Peguei a bolsa furiosa e subi para o quarto. Coloquei uma calça preta de cintura alta e croopet branco com o desenho de um ursinho, calcei um par de tênis vermelhos e desci as escadas. Todos ficaram me olhando até que o Yoongi começa a dar chilique e eles caem na risada.
— Bom, e como vamos chegar em Macau?— perguntei seguindo-os até o lado de fora da casa.
— De van— Jin falou apontando para uma van preta que havia na garagem. Eu não acredito que me meti nessa. Viagem de escola, isso que está parecendo.
— EU VOU NA FRENTE— Tae falou correndo e se sentando ao lado do banco do motorista. Sim, tenho certeza de que é uma viagem infantil.
— O de trás é meu.— Jimin falou correndo até a Van.
— Esqueceram a cadeirinha da pirralha.— Hoseok falou olhando dentro do carro e logo me fitando com olhar de deboche. Yoongi começou a rir e quando me viu se recompôs.
Eles entraram todos e eu segui entrando por último...
— Não tem lugar para mim...— Falei cruzando os braços e soprando uma mecha que caiu em meu rosto.
— Você pode ir no colo do Yoongi, não pode?— Jin falou olhando pelo retrovisor...
— Acho que posso...— nessa hora eu devo ter ficado de todas as cores possíveis.
Me sentei no colo do Yoongi e acabei dormindo, na verdade acabei descobrindo que sou capaz de dormir em qualquer lugar. Não sei bem se isso é um talento, mas enfim. Acordei com a gritaria deles cantando e batendo nos bancos do carro.
— Se controlem...parecem crianças.— Jin falou revirando os olhos.
— A única criança que tem aqui é a pirralha do Yoongi.— Se eu tenho vontade de agarrar no pescoço do Hoseok até deixar ele sem ar? Claro que tenho.
Em algumas horas chegamos em Macau, era linda...tinham várias barracas com comidas espalhadas pela cidade. A grande torre destacava-se na visão. Logo chegamos próximo a ela.
— Eu não vou subir nisso, muito menos pular...— disse incrédula, era muito alto.
— Vai sim, todos vamos...— Yoongi falou me pegando no colo e entrando na mesma enquanto era seguido pelos outros 6. Eu me debatia, mas ele não me soltou, então desisti. Ele me beijou e então eu me acalmei.
Nós subimos até o último andar, Tae como sempre animado, ficava o tempo todo inquieto dentro do elevador. Foi necessário que os Hyungs o repreedessem. Eu? Bom, medo era uma frase que me definia com certeza, mas, em nenhum momento o Yoongi me tirou do colo. Ele queria de todas as formas que eu pulasse.
Tivemos aulas antes de pular e logo eles foram um por um, Yoongi ficou me esperando pular para ir logo atrás de mim.
— Eu vou te esperar lá embaixo, ok?— ele disse beijando minha testa e seguindo para baixo. Rezei várias vezes até que pulei.
Aquilo era muito bom, meu deus, a sensação das borboletas apareceu novamente. Eu gostava daquilo. Assim que toquei o chão, Yoongi veio me abraçar.
— Vamos de novo...— Falei com os olhos brilhando como uma criança que acabou de ir na roda gigante.
— opa...não!— ele disse balançando a cabeça e logo se ajoelhou na minha frente fazendo sinal para que eu subisse em suas costas.
P.O.V. Yoongi.
Durante a madrugada passada, estava jogando com os meninos na sala, Alice já havia ido dormir faziam algumas horas, então fui me deitar também. Cheguei no quarto e ela estava abraçada com as cobertas. Me segurei de todas as maneiras para não atacar ela, finalmente...depois de tanto tempo, enfim minha.
Percebi que ela não estava dormindo quando a mesma piscou e logo fechou os olhos com força, ela não sabia disfarçar, mas eu fingi acreditar.
No outro dia decidimos de última hora ir para Macau, peguei algumas roupas da minha irmã que haviam ficado em casa e a entreguei, acho que iam servir. Logo ela desceu vestida, estava linda, bufando de raiva, ainda sim linda. Quando vi todos os meninos olhando-a, serrei os punhos e tentei me controlar, pela primeira vez estava provando de uma coisa que as pessoas costumam chamar de ciúmes.
Ela e o Hoseok não se davam bem, mas confesso que me divertia com a implicância dos dois.
Chegamos á torre de Macau e eu tive que a pegar no colo para força-la a subir. Depois que pulou, ficou querendo repetir, mas eu não deixei. Ela ia acabar desmaiando, conheço essa garota.
— Para onde vamos agora?— Jeon falou olhando-nos.
— Vamos comer...— Jin falou seguindo em frente enquanto íamos atrás. Ele morou aqui quando era mais novo, tinha muito carinho por esse lugar.
Nós fomos até algumas barraquinhas e eles compraram churrasco, nos sentamos em uma pracinha e todos pareciam satisfeitos. Alice estava tão feliz, isso me aquecia o coração.
— Vamos para casa ainda hoje?— ela perguntou.
— Jin Hyung, o que acha?— Jimin falou olhando para o mesmo.
— Tem um hotel aqui próximo...está tarde para dirigir, podemos passar só essa noite.
P.O.V Alice.
Os hyungs decidiram passar essa noite em um hotel. Foi um dia divertido, não posso negar.
— Eu quero um quarto só meu, hein— disse e o Yoongi fez biquinho.— Só por hoje vai? Depois te faço um agrado— disse acariciando seus cabelos. Todos se entreolharam com cara maliciosa.
— Ok...— ele disse baixando a cabeça, isso me cortava o coração.
Fomos em direção ao hotel, Jin distribuiu as chaves e fez pares de pessoas. Eu fiquei em um quarto sozinha assim como o Yoongi.
Me joguei na cama, era muito confortável, tinha uma vista ampla do lugar. Era lindo. Coloquei uma camisola e logo me deitei enquanto mexia no celular.
Escutei batidas na porta e fui abrir.
— O que está fazendo aqui, Hyung?— disse assustada me afastando da porta.
 


Notas Finais


Quem vocês acham que é?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...