História Must be love... - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B, Jay Park, Miss A
Personagens Fei, GRAY, Jay Park, Jia, LOCO, Personagens Originais, Simon Dominic, Zico
Tags Aomg, Block B, Drama, Fei, Gray, Hentai, Jay Park, Loco, Miss A, Misterios, Original, Revelaçoes, Romance, Simon D, Violencia, Zico
Exibições 313
Palavras 4.688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEEI
sentiram minha falta? Eu senti muita saudades de vocês !<3

Preparados para as tretas? GO!
Nos vemos lá embaixo, bjs

Capítulo 39 - Chapter 39


Fanfic / Fanfiction Must be love... - Capítulo 39 - Chapter 39

"Eu me lembro de anos atrás alguém me disse que eu deveria ter cuidado quando se trata de amor, eu tive, e você foi forte e eu não. Minha ilusão, meu erro. Eu fui descuidado, eu esqueci, eu esqueci..."  Impossible - James Arthur

 

 

 

Presente

 

 

 

Abra os olhos...

Sentir os lábios da morena era uma das melhores coisas para Jay atualmente, não podia negar que estava viciado na mais nova, por algum motivo era bom estar com ela, ver seu sorriso, sentir seus lábios e principalmente ouvir seus gemidos abafados. Era estranho, muito estranho, mas o que ele podia fazer? Não controlava tal sentimento, a impressão de que esta mesma sensação já acontecera há muito tempo atrás volta a importuná-lo, uma sensação que florescia cada vez mais, queimava mais, intrigava mais...

Prometa que nunca se esquecerá de mim Jay...

Um gemido manhoso escapou dos doces lábios da menor, o qual soou como música nos ouvidos dele, apertou seu pequeno corpo contra o dele e intensificou mais o beijo, de lento passou a ficar rápido, de paciente passou a ficar desesperado, de gentil passou ser com ardor.

Firmou os dedos nos cabelos macios dela tombando sua cabeça para trás e findou o ósculo com uma leve mordida no lábio inferior da menor, ela gemeu por pura tristeza, não queria se desconectar dele, queria mais. Abriu os olhos como protesto porém foi obrigada a fechá-los outra vez ao sentir os mesmos lábios que antes cortejavam sua boca estavam agora em seu maxilar, fazendo uma trilha deliciosa com beijos molhados e pequenas mordidas provocativas, sorriu mordendo os lábios com força, entendeu o jogo, ele a estava provocando, instigando-a a gemer, Fei tinha percebido que ele gostava de ouvir os gemidos dela.

Passou os dedos entre os cabelos dele roçando mais seus corpos, com a outra mão livre apertou seu ombro e gemeu, então sua teoria foi comprovada quando ele grunhiu, mesmo de olhos fechados pôde sentir os lábios do mais velho formarem um sorriso.

Ele a encostou na parede e forçou seu quadril para frente, roçando nela sua ereção, ela arfou arranhando seus ombros e braços arrancando um gemido rouco do moreno. Mais a vez os pobres leões presenciavam uma cena erótica de dois amantes bêbados de puro prazer, ansiosos, se desejando, ardendo em chamas no canto daquela parede.

Jay voltou a tomar os lábios dela com mais euforia tirando o ar da menor em questão de segundos, como no sonho algo nele gritou novamente no peito, algo que ansiava por alguma coisa.

Abra os olhos...

Novamente ela gemeu, e ele mordeu seu lábio inferior com vontade, sua mente estava nublada e só uma coisa veio.

Abra os malditos olhos!

E assim ele obedeceu, findando o ósculo ele abriu os olhos e encarou a morena, ela ainda estava de olhos fechados, seus lábios inchados e mais rosados estavam entre abertos ajudando a menor a respirar melhor, Jay molhou os lábios franzindo o cenho, algo gritou no seu peito mais uma vez e como da última vez ele não entendeu. Ele estava olhos abertos mas nada de diferente via.

Mas por uma fração de segundos tudo mudou, Fei tinha aberto os olhos e o encarou, os dois ficaram se olhando em silêncio mais uma vez. Ele passou a analisar com mais atenção o rosto da morena, o olhar, os lábios...

Jaebum... Uma voz feminina soou em seu ouvido, a voz da garota que ele sempre sonhava. Arregalou os olhos com a respiração alterada, ele não entendia, porque lembrou da Wang Fei justamente naquele momento?

- Nós já nos conhecemos? - Perguntou ele, fazendo a morena arregalar os olhos surpresa com a pergunta dele.

- Chefe! - Gritou LOCO, logo desviou o olhar completamente corado ao ver a cena, ficou constrangido e sem jeito. - M-Me desculpe... E-Eu não... - Foi interrompido por Jay.

- O que foi? - Indagou, sem tirar os olhos da morena, a qual escondeu o rosto rapidamente no pescoço dele envergonhada pela repentina presença do garoto.

- É... - Mordeu os lábios incerto se olhava para Jay. - É sobre Zico... - Escutou um grunhido do moreno. - Ele desapareceu...

- O que?! - Franziu o cenho soltando Fei.

A morena levantou o olhar e encarou Jay pedido oculto para sair dali e deixá-los a sós, mas Jay não a olhou ou ao menos disse alguma coisa, simplesmente saiu da sala acompanhado de LOCO soltando alguns palavrões.

Assim que eles desapareceram de sua vista ela respirou fundo, passou as mãos nos cabelos e resmungou. A pergunta feita por ele a incomodou um pouco, ele tinha voltado com a idéia de que já tinha a visto, isso era mal, se ele lembrasse dela seria seu fim, mesmo não sabendo do verdadeiro nome dela ele poderia desconfiar, e sem falar que existia o fato de Gray saber do seu nome, e existia a possibilidade dele abrir a boca a partir do momento que Jay começar a se questionar.

Mas de uma coisa Fei não estava sabendo, Jay não a questionou por causa do incidente em esbarrar com ela em uma boate há meses atrás, e sim por causa de outro momento. Um momento de anos atrás.

 

 

 

Dois dias depois

 

 

 

Entrando rapidamente no escritório chamando a atenção de todos ali presentes o mais velho suspirou, negando com a cabeça caminhou até a mesa do moreno.

- Vim assim que soube, desculpe a demora.

- Está atrasado dois dias Simon! - Rugiu o moreno.

- Eu sei, estava resolvendo o que tínhamos combinado com os chineses. - Respirou fundo sentando-se. - Mas me diz, o que realmente aconteceu? - Olhou para Gray e sorriu, mas o mais novo o ignorou voltando sua atenção para o celular.

- Zico, ele é "o que aconteceu"! - Suspirou fundo. - Alguém pegou ele cara, isso não é bom, se ele abrir a boca... - Foi interrompido por Simon.

- Pelo amor de Deus Jay! - Lançou um olhar o repreendendo. - Como pode pensar nisso? Ele é seu amigo! - Jay revirou os olhos. - E se fosse eu? Ficaria preocupado se eu iria a boca também?

- Não venha com essa! Com você seria diferente, diferente dele você nunca me decepcionou e seria tão fácil assim sequestrar você! - Retrucou.

- Vamos logo ao assunto por favor? - Interrompeu Gray.

Simon bufou, Jay revirou os olhos e Gray suspirou entediado. E o silêncio cantou.

- Como soube? - Indagou Simon depois de um tempo.

- Acidentalmente deixaram um dos homens dele vivo. - Respondeu Jay com desdém.

- Estranho... - Pensou um pouco. - Quem poderia ser?

- O Lord. - Comentou Gray.

- Pode ser. - Concordou Simon.

- Mas como? Ele não sabe de Zico!

- Jay, até parece que não conhece ele! É claro que ele sabia, está na cara! - Jogou a cabeça para trás.

- E se não for ele?

- Ele fez sua jogada Jay, agora é a nossa vez! - Explicou Simon.

Jay bufou, ele sabia disso.

- O que vai fazer? - Indagou Gray.

Simon o olhou atento. Jay sorriu de canto.

- O que acha? - Disse olhando para o maior. - Mas antes temos que ter paciência e esperar mais um pouco.

Gray franziu o cenho sem entender.

- É um jogo sem regras Gray, é óbvio que o Lord tem uma segunda carta na manga. - Disse Simon.

- Mas não vamos ficar parados, quero notícias de Zico! - Respirou fundo.

Gray concordou com a cabeça entendendo o recado, levantou-se e saiu.

- Então começou? - Indagou o mais velho. - Está preparado Jay?

- Mais do que nunca meu amigo... - Sorriu largo.

 

 

 

 

 

 

O sol brilhava lá fora, estava muito calor naquela tarde mas a única coisa que ultrapassava da janela era uns pequenos raios, pois graças a Deus o ar condicionado estava ligado refrescando o corpo da morena.

Sentada na grande cama ela estava distraída olhando para a janela, perdida em pensamentos, como sempre. Mas dessa vez iria levar mais a sério seus devaneios. Tudo tinha começado com Blake, a mesma tinha dado uma missão para a mais nova e foi por isso que foi morar na casa de Jay, seu papel era ser uma espiã de Blake, esse era o objetivo.

Mas por que Blake nunca a chamou? Nunca cobrou, nem um pouco se importou, desde que ela saiu de lá Blake não a importunou mais, então a morena concluiu que a "missão" foi só um motivo para ela aceitar sem pestanejar e ir para casa de Jay. Mas a mais velha tinha dito que Fei tinha sido escolhida pelo Lord, será outra missão?  Será ela é uma mera isca para ele pegar Jay? Também tinha o fato do Lord de alguma maneira estar envolvido com a menor, por duas vezes escutou seu nome ser proferido por Zico, será que o Lord é alguma coisa dela? Um parente?

Só podia ser isso, pois deduziu que eles não estariam procurando por essa "Wang Fei" tão desesperadamente se ela não fosse nada dele, mas o que exatamente ele seria dela? Seria esse Lord um amigo próximo ao Sr. Wang? Também tinha a hipótese de a tal garota não ser ela e sim outra Fei. Mas com o mesmo sobrenome?

Seria seu pai o Lord?

Não, impossível! Meu pai desapareceu e...

Suspirou fundo fechando os olhos, negando com a cabeça.

- Não, meu pai não me tornaria em uma prostituta. - Concluiu descartando tal hipótese. - Preciso resolver isso...

Olhou novamente para a janela, precisava conversar com Blake, perguntá-la qual é exatamente o plano, ela não podia usar a morena como um boneco sem permissão. Alguma coisa estava sendo escondido dela e ela iria descobrir.

Levantando-se decidiu que iria na casa de Blake imediatamente. Tomando coragem saiu do quarto e foi até o quarto de Jay, porém ele não estava lá, então desceu para a sala deduzindo que ele esteja em seu escritório, mas ela foi impedida por LOCO que a avisou que ele tinha saído com os outros.

- E agora? - Mordeu os lábios, pensou um pouco olhando para a porta da sala, respirou fundo percebendo que LOCO não estava mais na sala. - Vamos, pensa... - Piscou novamente para a porta, mordeu os lábios com força com o coração acelerado. - É uma péssima idéia... - Suspirou andando até a porta. - Desculpe Jay, mas preciso resolver isso hoje...

Saindo da casa olhou para os lados e felizmente não viu ninguém, porém quando se aproximava dos portões viu dois homens de guarda.

- Aish! - Resmungou. - E agora? Como vou passar? - Bagunçou os cabelos para trás.

Não tinha outro jeito, sabia que não iria dar certo e que Jay descobria, mas tinha de arriscar, esses mistérios tinham que acabar e mentindo era a única forma.

- Aonde pensa que vai? - Indagou um dos guardas, ficando à frente dela.

- Eu... V-vou sair...

- Sair? - Arqueou uma sobrancelha. - O chefe não nos avisou sobre sua saída hoje.

- E ele nem está aqui no momento. - Disse o outro.

- É... - Mordeu os lábios nervosa, suas pernas tremeram quando seus olhos viram o que estava na sua frente acariciar a metralhadora. - É que... Vou comprar uns livros, eu tinha pedido para ele ontem à noite, estranho ele não ter dito a vocês.

- Ontem? - Franziu o cenho. - Ele não nos disse nada.

- Talvez seja porque deve estar muito ocupado e deve ter se esquecido... - Murmurou.

- Pode ser... Mas sinto muito, não posso deixá-la sair, principalmente sozinha, são ordens senhorita.

- Mas não vou sair sozinha... - Procurou por mais uma mentira quando o mais alto a encarou com uma das sobrancelhas arqueadas. - O... Ugly vai comigo...

- Ugly Duck?

- Sim...

- Então onde ele está?

- Ele vai me encontrar no caminho, marcamos de nos encontrarmos hoje já que ele iria sair hoje mais cedo... Por favor... - Abaixou o olhar, rezando para os céus a ajudá-la.

O homem desconfiado afastou-se dela e foi até o seu parceiro, conversaram por alguns segundos e logo ele voltou a olhá-la.

- Olha, espero que seja verdade senhorita... Por que se não for... - Aproximou-se fazendo a menor se encolher. - Não sou eu que vou matá-la por desobediência.

Ela não disse nada, só concordou com a cabeça e saiu assim que ele abriu os portões.

- Boa sorte garota.

Assim que os portões se fecharam ela soltou o ar, ainda continuava sendo uma péssima idéia, principalmente com Jay tão estressado ultimamente.

- Por favor Deus me ajude... - Rezou de olhos fechados.

 

 

 

 

 

 

- Aish! - Bufou. - Será possível que não tenho uma roupa boa o suficiente aqui? - Resmungou. - Que droga! - Puxou um vestido com força e sem querer algo fez barulho por dentro das roupas. - O que foi isso? - Vasculhou as roupas e entre elas encontrou uma caixa um pouco velha, sorriu sentando-se no chão. - Olá amiguinha! Tinha me esquecido de você... - Deslizou os dedos pela textura da caixa. - Queria saber o que tem ai dentro mas infelizmente sua dona me pediu para não abri-la... E vou respeitar isso. - Mordeu os lábios, guardou a caixa novamente e levantou-se. Saindo do closet pôde escutar um barulho de algumas meninas no lado de fora do quarto.

- O que ela está fazendo aqui? - Disse uma.

- Quem é ela? - Indagou outra.

- Acho que ela é a famosa Emma... - Comentou a outra.

- Shh! Sabe que Hyuna não gosta de ouvir esse nome, e ela está aqui hoje!

- Emma... - Murmurou abrindo um sorriso. - Emma! - Saiu do quarto assustando as meninas que estavam conversando.

Desceu as escadas com pressa e lá estava ela, Emma Katie, sentada no sofá com roupas confortáveis e simples, seus olhos demonstravam preocupação mas nada que comprometesse sua beleza, ela ainda estava linda, mas uma coisa estava diferente na morena, ela agora estava com franja.

- Emma! - Gritou correndo até a amiga, e a abraçou fortemente assim que a mais velha levantou-se. - Meu Deus você está aqui!

- Sofia... - Disse a morena sorrindo, tentando respirar. - Como você está?

- Melhor agora! - Soltou a mais velha. - Yah, sabe quanto tempo te esperei? E Blake me proibiu de te ver... - Fez bico.

- Proibiu? - Franziu o cenho. - Por que?

- Não sei. - Deu de ombros. - Você sabe que não podemos sair daqui sem ser a trabalho.

- Eu sei mas é ridículo isso! - Suspirou.

- Mudando de assunto... - Olhou a morena dos pés a cabeça. - Querida você está linda! - Mordeu os lábios sorrindo.

- Nada haver... - Riu.

- Vejo que Jay Park não estava de brincadeira quando tirou você daqui, você está ótima... Tirando o fato de que emagreceu um pouco, mesmo assim continua linda!

- Para ok? Menos. - Disse corando.

- Falando nele... - Olhou para os lados, verificando se tinha mais alguém ali, sentou ao lado da morena e sussurrou. - Como está o plano? Algum progresso?

Fei suspirou. - Se teve algum ele é um bom ator, porque até agora nada...

- Meu Deus!

- Eu disse que não daria certo. - Respirou fundo. - Acho que vou desistir e aceitar de vez meu destino... - Abaixou a cabeça.

- O que? - Exaltou a voz sem querer. - Não pode desistir agora, Jay pode ser difícil mas ele não é impossível! - Sussurrou. - Emma, você não pode desistir, você não merece ser uma de nós...

- Eu sei, mas que escolha eu tenho? Se você estivesse no meu lugar iria entender! - Passou uma mão nos cabelos. - Existe muita coisa por trás, coisas que Blake está me escondendo... Coisas que por mais que eu procure uma resposta, mas perguntas aparecem... É frustrante... - Suspirou.

- Foi por isso que veio aqui não foi?

A morena confirmou com a cabeça.

- Preciso colocar as cartas na mesa, preciso de uma resposta para minhas perguntas... Do que adianta eu ser uma espiã lá, descobrir coisas com meu nome envolvido e eu a vítima não saber por quê? - Olhou para Sofia.

- Espera, você está envolvida? - Franziu o cenho.

- Emma? - Pronunciou Blake, interrompendo a conversa. - O que está fazendo aqui? - Indagou surpresa.

- Blake. - Levantou-se. - Preciso falar com você?

- Ok... - Arqueou uma sobrancelha. - Jay Park sabe da sua visita? - Procurou alguém com o olhar. - Não vejo nenhum dos homens dele. - Voltou a encarar a morena, e pelo silêncio dela Blake pôde adivinhar. - Ótimo... - Suspirou. - Venha, vamos conversar no meu escritório.

Ela concordou com a cabeça, mas antes de subir foi impedida pela mais nova ao seu lado.

- Boa sorte... E cuidado... - Sorriu.

- Thank you! - Sussurrou.

- Antes de ir embora me procure no meu quarto ok?

A morena concordou com a cabeça e subiu seguindo Blake. Passando pelo hall lembrou-se do seu antigo quarto, o qual deve estar hospedando alguma novata, suspirou fundo tentando apagar tal pensamento.

- Então, o que quer falar comigo? - Sentou-se no sofá cruzando as pernas. Fei percebeu que ela tinha deixado seus cabelos crescer.

- Eu vim fazer algumas perguntas. - Sentou-se de frente para a loira. Blake fez uma menção com a cabeça para ela continuar. - A primeira é, por que realmente me vendeu para Jay Park?

- Sabia que iria me perguntar isso. - Sorriu.

- Não foi para ser uma simples espiã não é?

- O que descobriu?

- Por que me mandou para lá?

- Querida, porque a curiosidade? Responda-me primeiro. - Sorriu de canto.

- Blake... - Suspirou.

- Se está aqui é porque sabe de alguma coisa. - Inclinou a cabeça para o lado. - O que descobriu? Diga-me o que sabe e só assim poderei responder sua pergunta.

Fei respirou fundo ficando irritada. Pensou por alguns segundos e olhou para a maior com o semblante sério.

- Eu acho que você já sabe não? Se me mandou para lá com outro propósito deve já saber!

- Não do quanto sabe, eu não convivo com Jay Park vinte quatro horas. - Retrucou.

- O que vocês realmente querem de mim? Está na cara que a missão foi só uma mentira para me deixar lá! Logo no começo foi até convincente, mas depois tudo começou a fazer sentido. Faz meses que estou lá, e nenhuma vez você teve o trabalho de me procurar, só me ameaçou e depois me deixou lá para morrer!

- Mas você está viva não está? - Brincou com um sorriso.

- Você acha isso engraçado? Tem idéia de como aquele homem é?

- Ah vamos Emma, não foi tão traumatizante assim... - Molhou os lábios. - Ele nunca te machucaria, e acho que você já sabe disso.

- O que está escondendo de mim Blake? Eu tenho o direito de saber, principalmente porque a droga do meu nome está envolvido nessa história!

- Emm-

- É  FEI! MEU NOME É WANG FEI! - Gritou. - E exijo saber porque a droga do meu nome não para de sair da boca daqueles mafiosos! Sou eu não sou? A Fei que eles tanto procuram? Por quê? Para exatamente o que? Eu nunca me envolvi com nenhum de vocês como meu maldito nome está nisso?

Blake arregalou os olhos surpresa, era uma nova informação a qual ela não tinha conhecimento, não sabia que Fei estava envolvida, isso era novidade. Mas logo tudo começou a se encaixar, e um sorriso novo se formou nos lábios da loira.

- Fei. Você não tem idéia do que se meteu... - Levantou-se. - Com quem se meteu... - Negou com o dedo lentamente. - Minha querida, se eu fosse você... - Aproximou-se dela. - Primeiramente abaixava o tom de voz, não é porque eu a acolhi na minha casa, a tratei como uma de nós, que você pode vir aqui gritar comigo e quebrar meu coração... - Acariciou os dedos longos pelo braço da morena se aproximando mais dela. - Segundamente, eu queria muito responder sua pergunta, mas prefiro sentar na platéia e assistir o show... - Levou os lábios até os ouvidos da menor. - Não tem idéia do quanto vai ser divertido... - Sorriu quando ouviu a morena fungar. - Está certa! - Afastou-se, caminhou até a mesa e a olhou. - O papo de espiã era só uma desculpa... - Sorriu de canto.

- Então por que? - Indagou com a voz embargada. Não entendia porque daquela palhaçada toda.

- Meu amor, não chore. - Balançou a cabeça. - O fato de você estar lá é para outro propósito, infelizmente não posso lhe contar meu amor, não agora, o Lord gosta muito de você, você superou nossas expectativas e isso é muito bom... - Suspirou. - Pena que não pude me divertir com você. - Fez bico.

- Você não respondeu minha pergunta! - Disse cerrando os dentes. - Porque eu estou envolvida nisso?

- Eu. Não. Sei. - Sorriu.

- Isso não é engraçado Blake! - Levantou-se. - Não se pode brincar com uma pessoa como se ela fosse um boneco!

- É claro que sim!

- Eu não sou um brinquedo de vocês!

- Meu não, mas sim do Lord. - Riu baixinho. - Um brinquedo muito valioso. - Deslizou a língua pelos lábios. - Você não tem idéia.

- Vocês são loucos! - Rosnou com os olhos marejados.

- Emma... - Aproximou-se dela, aninhou seu rosto e sorriu. - Não precisa ficar assim, é só você aceitar o que é hoje e continuar o que está fazendo, simples, prometo que tudo acabará mais rápido, você só precisa continuar.

- Eu não entendo... - Se afastou. - Por que eu? O que estou realmente fazendo para continuar? Por que não pode responder minha simples pergunta? - Sentiu um nó se formar na garganta, não iria chorar, iria ser forte.

- Mas eu respondi Emma!

- Para com isso... - Bufou. - Para de fingir ser sonsa!

- Olha como fala comigo garota! - O sorriso antes no rosto da loira se fora, e agora um semblante sério se formou. - Eu já avisei para ter cuidado com o que fala, se você não fosse tão importante para o Lord eu te puniria até desmaiar e não satisfeita repetiria a dose depois que acordasse! - Deu um passo à frente. - Sinta-se com sorte, por enquanto garota! - Segurou o rosto da morena. - Não gostaria de me ver irritada, não, não. - Soltou-a.

- Eu juro Blake que vou descobrir por mim mesma, e te digo uma coisa, ainda vou te colocar atrás da cadeia, você e todos, principalmente o Lord! - Disse cerrando os punhos.

- Tente! - Riu assistindo a garota sair batendo a porta com força. - Nunca irá sair Emma! Já é tarde demais, você é uma de nós!

Bufando de raiva tentando o máximo não voltar lá e dizer mais umas poucas e boas desceu as escadas. Negou com a cabeça várias vezes, não iria chorar, chorar não iria adiantar de nada, iria descobrir sozinha o que realmente o Lord quer dela.

- Olha o que temos aqui! - Disse Hyuna, no final da escada com um sorriso nos lábios. - Me pergunto porque o mascote de Jay Park está fazendo aqui... - Deslizou a língua pelo lábio inferior assistindo a morena se aproximar. - E sozinha...

- Oi para você também! - Deu um mini sorriso e tentou passar, mas a mais nova a deteve.

- Creio que o dono não está sabendo.

- Hyuna... - Respirou fundo.

- Ah! - Bateu uma palma. - Pela sua cara a pequena mascote saiu sem o consentimento do dono, não é?

- Me deixa passar... - Tentou mais uma vez passar mas a loira impediu.

- E você vai baby, eu só quero olhar para sua cara patética antes de morrer, porque é isso que vai acontecer com você, não sabia disso? - Deu um passo à frente ficando centímetros perto da morena. - Se eu fosse você aceitava minha oferta e desaparecia antes que fosse tarde...

- Hyuna... - Fechou os olhos cerrando os dentes. - Eu quero passar!

- Sim claro, mas antes me diz uma coisa... - Abriu um sorriso levando uma mão até os cabelos da mais velha. - Você é burra ou se faz de sonsa mesmo? - Ficou com o semblante sério. - Por que não faz o que digo e sai de nossas vidas calmamente? - A olhou de cima para baixo. - C'mon Emma, é seu sonho não é? Ser livre. Então faça o que digo...

- Se não o que?! - Interrompeu a mais nova.

- Isso é um não? - Mordeu os lábios rindo. - Vejo que a mascote está aprendendo a rugir... Não conte muito com essa valentia Emma, não sou eu que vou tirar sua vida no final, se eu fosse você...

- Você não manda em mim, pode fazer o que quiser Hyuna! - Interveio novamente. - Eu já estou metida nessa merda até o pescoço e para sua infelicidade... - Sorriu de canto. - Eu não vou desistir agora. Eu vou até o fim.

- Não... Não devia dizer isso. - Balançou a cabeça. - Você não tem idéia onde está se metendo garota...

- Não, mas vou descobrir!

- Me diz, você puxou a burrice de quem? Seu pai? Mãe? - Bufou. - Acho que foi da mãe, porque o pai pelo que soube foi esperto o bastante em deixar vocês. Aposto que ele se tocou a vagabunda que sua mãe é e a deixou antes que ela desse o famoso golpe do baú... - Abriu um sorriso, o qual foi tirado rapidamente pelo tapa da palma da mão da morena.

- Nunca mais. Ouse falar da minha mãe. - Mordeu os lábios com força e não satisfeita empurrou a loira para o lado e passou.

- SUA VAGABUNDA! - Gritou, correu até a morena e puxou seus cabelos para trás com força forçando a maior tombar para trás. - É a última vez que faz isso sua putinha de merda! - A virou e apertou seu pescoço. - Fui muito boazinha com você mascote, agora isso vai mudar!

- Vai se ferrar! - Cuspiu na cara dela, aproveitou o momento que ela fechou os olhos e pressionou o joelho em seu abdômen com força fazendo a loira recuar para trás.

- Sua... - Trincou o maxilar chutando a morena a fazendo cair. - Não se ache grande coisa, você não é nada! - Subiu em cima da morena. - Um simples brinquedo de Blake que logo será descartado, principalmente quando Jay souber do seu segredinho!

Fei riu a olhando.

- Eu tenho pena de você Hyuna, muita pena, fala de mim mas não passa de uma prostituta dele, acha mesmo que ele se importa com você? Me diz, qual foi a última vez que ele te procurou? - Sorriu mordendo os lábios. - Está com ciúmes porque estou pegando o seu lugar? É por isso que tanto me ameaça? Se ponha no seu lugar sua idiota! Mesmo sem mim ele iria te descartar! E sabe porque? Porque ele anseia por novidade, e você não é mais uma, ele cansou de você e a culpa é sua, ao invés de focar em satisfazê-lo ficou ocupada me odiando e ameaçando...

- CALA A BOCA! CALA ESSA MALDITA BOCA!

- Toquei na ferida? A verdade dói não é? - Riu.

Hyuna levantou a mão a fim de batê-la com toda sua força, porém um barulho de tiro vindo do lado de fora interrompe a loira. Levando o olhar para a entrada da sala tanto Hyuna como Fei arregalaram os olhos.

- EMMA! - Gritou Jay Park segurando uma arma caminhando a passos largos até elas.


Notas Finais


TRETAS, TRETAS, AI QUE DELICIA KKKKKKKKKKKKK

COMENTEM ♥

amo vocês! bjs ! ♥

Leiam minha outra fic : All of me... Loves all of you (ELA É MUITO BOA TAMBÉM)

Trailhers dessa fic 》1:https://youtu.be/ITUO7PuuCio
2 : https://youtu.be/8I6U4U6XAwc
Quem quiser me seguir:
Twitter: @vikyyh
Insta: @vikyyh
Snap: vikyyh_park


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...