História Mutants High School - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Baekyeol, Chanbaek, Drama, Fantasia, Ficção, Hunhan, Kaisoo, Kooktae, Kookv, Magia, Menção Jikook, Menção Kaibaek, Misterios, Namjin, Sulay, Suspense, Taekook, Vkook, Xiuchen, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 174
Palavras 3.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellooo pessoas!!
Eu ia postar ontem, mas não deu então hoje estou aqui.
Não quero tomar muito tempo então...
Boa leitura!

Capítulo 2 - Poderosos e perigosos


Fanfic / Fanfiction Mutants High School - Capítulo 2 - Poderosos e perigosos

(TaeHyung POV:)

DUAS SEMANAS DEPOIS

B-2:

 Jeon JungKook 

Kim TaeHyung

Xiao LuHan

- Quem é Jeon Jungkook, Lu? - perguntei ao meu amigo chinês de cabelos liláses enquanto eu observava a plaquinha dourada na parede ao lado da porta do meu novo dormitório.

- Aah, não importa quem é Jeon Jungkook! - Hoseok falou antes de Luhan abrir a boca. - Vocês dois vão ficar no mesmo quarto enquanto eu vou ficar em outro com dois estranhos! - Ele falou, emburrado.

Era manhã de domingo e amanhã as aulas começariam. Estávamos parados em frente à porta do novo dormitório que eu e Luhan dividiríamos com o tal Jeon.

- Ah, Hobi, não fica assim senão eu vou pensar que você está com ciúmes! - Luhan disse, brincalhão e eu ri, o que fez Hoseok ficar ainda mais emburrado.

- Não estou com ciúmes, estou é inconformado. - Garantiu ele. - Por que não colocaram a gente no mesmo quarto? Daria certinho se em cada quarto só é permitido três pessoas.

- É, mas não somos nós quem escolhemos quem fica em qual, e para de reclamar feito criança, Hobi, pois a única criança aqui é o Taehyung.

- Eu?! Mas eu não fiz nada! - Me indignei. 

- 'Tá bom, já chega. Eu já vou indo - Hoseok começou a pegar sua mala. - Meu quarto é o C-1, depois vocês passam lá para irmos comer alguma coisa. Estou com fome. - Ele seguiu pelo corredor cheio de alunos que acabavam de chegar e se dirigiu para o seu dormitório.

Quando eu abri a porta do dormitório B-2, eu não esperava ver o que vi: no meio do quarto, usando apenas uma calça moletom cinza, estava um garoto de pele clarinha e os cabelos mais escuros que a noite fazendo abdominais. Na hora senti meus lábios secarem ao ver o provável Jeon Jungkook se impulsionar para cima, o que fez seu abdômen definido se contrair. O corpo dele estava todo suado e... gostoso.

Espera, o que é que eu tô pensando?!

- Vocês vão entrar e fechar logo essa porta ou  vão ficar aí, comendo com os olhos o meu belo corpo? - Ele perguntou enquanto se sentava. Precisei de alguns segundos para perceber que realmente eu estava o devorando com os olhos.

- Huh, metido! - Falei sem pensar e, droga, ele direcionou seus olhos cor de ônix para mim.

- Ah, eu gosto mesmo de meter. - Corei. Foi inevitável, ainda mais quando ele sorriu de forma maliciosa enquanto me examinava de cima à baixo com seus olhos negros penetrantes. Ouvi uma risadinha baixa atrás de mim.

Que ótimo! Eu me sentindo totalmente nu diante do olhar do garoto moreno e o que Luhan faz? Ri da minha cara. Olhei para ele, que parou de rir na hora.

- Deixa ele, Jungkook. Ele não é desses que você pega, usa e depois descarta como se fosse lixo. - Luhan interviu em meu favor enquanto passava por mim e se dirigia a uma das duas camas vagas. Me virei para fechar a porta e depois peguei as minhas malas e caminhei até a última cama vaga, que ficava ao lado da cama do Jungkook.

Sem perder tempo eu comecei a arrumar minhas coisas no enorme guarda-roupa enquanto ouvia a conversa entre Luhan e Jungkook.

- Quê isso, Luhanzinho? Ainda está bravo pelo que aconteceu no ano passado? Porque eu juro para você que eu estava sob efeito da hipnose do Minhyuk. - Mesmo eu não sabendo do que os dois estavam falando, eu sabia que o que Jungkook acabara de dizer era uma baita de uma mentira mentirosa.

- Mentiroso! Foi você que obrigou o Minhyuk a me hipnotizar para eu me deitar com você. Aquilo foi praticamente um estupro!

- Aquilo não foi um estupro, credo. Até porque você gostou que eu sei. Aliás você não tem o direito de ficar bravo porque você se vingou... e aquilo me traumatizou, sabia?! - Ok, agora eu fiquei curioso.

Observei Jungkook ir até o guarda-roupa, pegar duas toalhas e umas roupas e caminhar até o - provável - banheiro enquanto ouvia as gargalhadas do Luhan.

- Aquilo foi bem feito pra você! - O de madeixas liláses disse, alto o suficiente para que o moreno ouvisse.

- Lu, o que você fez pra ele? - perguntei.

- Ah, eu obriguei o Minhyuk a hipnotizar o Jungkook para ele dizer "eu te amo" para uma garota. Só que essa garota, Sana, era completa e loucamente apaixonada por ele, sabe, aquelas paixonites de adolescente. Ao ouvir aquelas palavras saindo da boca dele ela simplesmente grudou nele, tipo, pior que chiclete! Ela deixou ele maluco quando começou a segui-lo em todo quanto é lugar por quase um mês inteiro que ele teve que se trancar no dormitório para fugir dela. Aí eu percebi que eu o estava traumatizando e falei para o Minhyuk hipnotizar ela para fazê-la parar de segui-lo. Depois disso o Jungkook nunca mais saiu com uma garota e jurou nunca mais dizer "eu te amo" para ninguém. - Antes mesmo de Luhan terminar de falar, minha barriga já estava doendo de tanto rir.

♡☆♡☆♡

- Sério?!

- Ã-hã, por isso viemos pra Coréia.

Eu e Hoseok contamos ao Luhan o que vimos no medalhão prateado do meu pai.

- E por onde vocês pretendem começar? A Coréia pode não ser um país muito grande mas também não é pequenininho. - Luhan comentou enquanto nos guiava até o refeitório.

- Hm... verdade, eu não tinha pensado nisso - admiti -, mas ainda assim não sou desses que desistem fácil.

- É, quando você quer descobrir algo você vai até o fim. - Hobi comentou. 

Chegamos no refeitório. O local era enorme. Apesar de ter muita gente, o que não faltava eram mesas espalhadas pelo enorme recinto. Após pegarmos algo para comer, Luhan nos levou até uma mesa vazia.

- Estou curioso...

- Novidade, o Tae curioso. - Hoseok zombou de mim, o que fez Luhan rir.

- Curioso com o quê, TaeTae? - Lu perguntou, atencioso.

- Quem é o mais poderoso do M.H.S.? - Com essa pergunta até Hoseok demonstrou curiosidade.

- Hmm... - Luhan fez cara pensativa - Eu!

- Luhan! - Eu e Hobi o repreendemos e o que ele faz? Começa a rir loucamente.

- Ai, tá bom, tá bom seus chatos, aishi, não posso nem brincar - resmungou. - Tudo bem, em primeiro lugar: não tem isso de "o mais poderoso". Esse colégio é enorme e tem muitos alunos habilidosos por aí, então seria difícil apontar só um, entenderam? - assentimos. - Ótimo, então vou citar uns dos mais poderosos que conheço. Tem o Park Chanyeol, Jeon Jungkook, Oh Sehun, você, TaeTae, Park Jimin e Do Kyungsoo.

- Uau, tudo isso?!

- E ainda tem mais dois que, na minha opinião, são os mais perigosos do M.H.S. - Luhan falou de forma misteriosa. - Tem o Kim Minseok, que é meu amigo e é muuito fofo! E tem também aquele garoto ali ó - Luhan apontou discretamente para um garoto de cabelos vermelhos, sentado à algumas mesas de distância.

Na minha opinião ele não oferecia o menor perigo com seu rosto lindo, fofo e inocente.

- Sério?! Mas ele parece ser alguém tão fofo e gentil. - Hoseok indagou.

- Ele é fofo e gentil, por isso é melhor não o irritarem.

- E quem é ele? - perguntei.

- Kim Seokjin... um hemocinético.

- Hemocinético?! Então ele pode manipular o s...?

- Lu? - Fui interrompido por uma voz detrás de mim. Me virei e vi um garoto de cabelos castanhos e aparência fofa.

- Baozi! - Luhan se levantou e abraçou o recém-chegado.

- Aishi, lá vem você com esses apelidos. - Baozi lamentou.

- Mas é um apelido fofo, igual a você! Pessoal, esse aqui é o Minseok, lembra que eu acabei de falar sobre ele? - Luhan apresentou ele - mas se vocês quiserem podem chamá-lo de Xiumin, porque Baozi é só meu - falou possessivamente e todos rimos. - E Baozi, esses são Taehyung, ou Tae ou TaeTae, e Hoseok, mas pode chamá-lo de Hobi.

- Oi, Minseok, prazer! - eu e Hoseok falamos em uníssono.

- Olá. - Ele ficou tímido.

- Aawn, mas é muito fofo! - segurei o riso quando Luhan apertou as bochechas avermelhadas de Minseok. Ele parecia uma mãe cuidando do filhote. - Cadê o Myeonie?

- Ele já deve estar chegand-Oh, ele chegou! - Segui o olhar de Minseok e vi passarem pelas portas duplas do refeitorio três pessoas: o tal Myeonie, que tinha a pele clarinha e cabelos castanhos; Jungkook, agora devidamente vestido, e um outro garoto baixinho e de cabelos rosados.

Percebi que várias pessoas paravam o que estavam fazendo para verem o trio passar. Sinceramente eu não os culpava por isso, pois os três eram realmente lindos.

- Bom, eu vou lá com eles. - Minseok falou. - Taehyung, Hoseok, foi um prazer conhecê-los! Tchau, Lu, nos vemos mais tarde. - Depois que Minseok se despediu, eu o observei ir até os outros três, que se sentaram em uma mesa há uma distância considerável.

Antes que eu percebesse, meus olhos já estavam fixados na figura de pele clarinha e cabelos negros. Fiquei encarando Jungkook por tanto tempo que ele deve ter começado a se sentir observado, porque ele ficou inquieto e varreu o refeitório com seus olhos cor de ônix até eles chegarem em mim e em mim se fixarem. Ele piscou um olho pra mim e sorriu maliciosamente e o que eu faço? É, eu fiquei mais vermelho que tomate! Que ótimo, além de me pegar no flagra o encarando, ele agora deve estar se achando a última bolacha do pacote. Desviei o olhar e os pousei no garoto de madeixas rosas que... me olhava com cara feia.

- Luhan, por que aquele garoto parece não gostar de mim? - Sussurrei, apontando discretamente.

- Quem, o Jimin? Ah, ele já olhou pra mim assim também.

- Por que? Por acaso ele é uma dessas pessoas ranzinza que olha feio pra todo mundo?

- Ah, não! Na verdade ele é bem amável com todos... tirando aqueles que se envolvem ou que já se envolveram com o Jungkook.

- O quê?! Mas eu não me envolvi com ele!

Luhan olhou para o mesa em que Jungkook estava e franziu o cenho. Olhei também e flagrei Jungkook me encarando.

- O Jungkook está te encarando. - Luhan falou. - Isso explica tudo.

- Pra mim isso não explica nada - Hoseok falou e eu concordei. Pra mim uma coisa não tinha nada a ver com a outra.

- Explica sim - insistiu. - O Jimin é um telepata e nesse momento ele deve estar lendo os pensamentos do Jungkook, que ainda está te olhando - Luhan me lançou um olhar sugestivo e eu corei. 

- Aah, agora entendi - Hoseok falou, rindo. - Então é por isso que ele olhou feio para o Tae. Ele gosta do Jungkook, não é?

- Exato... embora eu ache que não seja recíproco.

- Nossa, deve ser chato você gostar de alguém e essa pessoa não te corresponder. - Depois de um tempo Hoseok voltou a falar. - Enfim, vamos sair daqui. Luhan, você será o guia. Anda, vamos fazer um tour por toda essa escola.

- Guia? Eu vou receber gorjeta?

Rindo, nós três deixamos o local e fomos conhecer o colégio.

♡☆♡☆♡

(BaekHyun POV:)

- Uau, é enorme!! - Eu e Jongin exclamamos em uníssono, maravilhados com o que víamos.

Eu, Jongin e Yoongi estávamos diante dos enormes portões do Mutants High School. Havia um muro enorme em volta de todo o colégio e por isso não dava de ver nada do que havia atrás dos portões de ferro. Mas quando estes se abriram e passamos por ele, vimos que havia um lindo jardim frontal em ambos os lados da pequena estradinha que levava direto á entrada da escola.

Eu ficava maravilhado com tudo que eu via pela frente, mas o que mais me encantou foi o emblema do M.H.S.: uma linda estátua em forma de Fênix!

Eu amo as Fênix! Não sei de onde vem essa admiração que tenho por elas, mas eu simplesmente não consigo resistir. Uma ave tão bela e encantadora... pena que é cercada de contos maldosos...

- Por que o símbolo é uma Fênix? - Jongin perguntou, me tirando dos meus devaneios.

- Não sei, talvez porque seja bonita. - Yoongi se aproximou da estátua e se agachou próximo ao pedestal que á sustentava. - Vocês sabiam que essa escola foi construída do nada, assim do dia pra noite?

- Sério? - perguntei e não, eu não acreditava nisso.

- Sério. Não se sabe nada sobre os fundadores, apenas que eram três.

- E como sabem que eram três pessoas sendo que não se sabe nada sobre eles? - Jongin perguntou. Estava claro que ele também não acreditava no que Yoongi acabara de falar.

- Porque foram eles que fizeram essa estátua e gravaram suas iniciais aqui, no pedestal. - Yoongi apontou e eu me aproximei para ver se era verdade... e era!

Gravados no pedestal estava inscrito: F, B e C; e abaixo estava a inscrição: O amor é a união da eternidade.

Por alguma razão essa frase me era familiar.

- F, B e C. O amor é a união da eternidade - Jongin leu e depois franziu a testa. - Só isso?!

- Só, agora vamos indo. O dormitório masculino é na Ala Sul. - Yoongi voltou a nos guiar pela escola até chegarmos no dormitório e ele parar em frente à uma porta que tinha uma plaquinha dourada ao lado. Me aproximei para lê-la:

  A-3:

Byun BaekHyun

 Kim JongIn

Park ChanYeol

- Aqui está o dormitório de vocês. - Yoongi falou já abrindo a porta e adentrando o local. Eu e Jongin o seguimos porta adentro.

- Você não está no mesmo quarto que a gente, Suga? - Perguntei, jogando minhas coisas em cima de uma cama vaga. Havia duas malas em cima da cama ao lado da minha que deveriam ser do tal Park Chanyeol. Mas não havia nenhum sinal dele por ali.

- Não, estou dividindo o quarto C-1 com o Jimin e com outro novato. A propósito, já são - olhou o relógio na parede - 16:43. Vamos ao refeitório comer alguma coisa?

- Não! - respondemos ao mesmo tempo. Prossegui: - Só porque você chegou hoje cedo e já teve tempo de arrumar a sua bagunça, isso não significa que não precisamos arrumar a nossa. Agora aquieta a bunda aí e espere a gente terminar!

- Aishi, vocês são uns chatos. Não sei porque sou amigo de vocês! - Yoongi emburrou a cara e se sentou na cama do Jongin.

- Também te amamos, Suga azedo! - Falei e Jongin riu e o que Suga faz? Mostra a língua pra mim. Mas que garoto infantil!

♡☆♡☆♡

(ChanYeol POV:)

Me sinto ansioso e... eufórico.

Só não sei por quê eu estou me sentindo assim, mas não consigo evitar. Um formigamento crescia dentro de mim junto de uma ansiedade que ficava cada vez mais forte, como se eu estivesse muito próximo de algo que eu sempre estive procurando, mas eu não soubesse exatamente o quê...

- CHANYEOL?! - Fui tirado dos meus devaneios por Kyungsoo, que me deu um tapa na nuca. - Meu Deus, o que deu em você? Está muito avoado hoje.

- Ah, foi mal - esfreguei o local estapeado. - O que vocês estavam falando?

- Estávamos falando sobre os novatos. - Namjoon falou. - O Jackson disse que tem um gravitocinético e um teleportador! Será que são poderosos?

- Se são poderosos eu não sei, mas eu também soube que tem um fotocinético. - Sehun se pronunciou. - O exato oposto do Jungkook! - Vi o sorriso maldoso que ele deu e revirei os olhos.

- Lá vem vocês com essa disputa ridícula com o grupo do Jungkook. - Resmunguei. - Eu já falei: é só não mexerem com eles que eles não mexem com a gente. É uma regra básica: se um grupo não quer dois grupos não brigam.

- Você fala isso Chanyeol, mas quem é que queria acabar com o Jungkook por ele ter te vencido naquela disputa?

- Ah, Kyung, nem vem! Você sabe que eu só perdi porque estava de noite. - Me defendi. - O Jungkook estava em total vantagem.

- Pode ser, mas e aquela vez em que...

Eu não conseguia mais ouvir Kyungsoo porque novamente eu fui banhado por uma ansiedade indescritível. A sensação avassaladora de que eu estava muito próximo de algo me atingiu em cheio.

Nessa hora as portas do refeitório se abriram e vi passarem por ela três garotos: o primeiro era o Yoongi, o segundo era um garoto alto, de pele morena e cabelos negros e, por último, um garoto baixinho, de cabelos loi...

Meu coração acelerou mais do que eu achasse ser possível. 

Era ele! O garoto com o qual eu sonhava há anos! Inacreditável! Eu vinha sonhando com ele desde que eu ainda era uma criança e agora eu estava vendo ele ali, em carne e osso! E... nossa, ele é muito mais lindo ao vivo! Principalmente quando ele não está chorando com aquela expressão de agonia e tristeza em seus olhos. De repente fui invadido por uma saudade inexplicável, juntamente de uma vontade insana de ir até ele e tomar-lhe em meus braços, be...

Espera... por que eu estaria com saudades dele se nem o conheço?

- ... que o Sehun fez aquele furacão enorm...

- É ele! É ele o garoto dos meus sonhos! - Exclamei, interrompendo Kyungsoo que ainda estava tagarelando.

Os três me encararam, espantados e confusos.

- Ele? Ele quem? - Kyungsoo perguntou.

- Aquele garoto ali ó - apontei para o loiro, que agora estava sentado á várias mesas de distância.

- Mas, Chanyeol, não foi você quem disse que não acreditava em amor à primeira vista? - Sehun perguntou e eu estranhei. Mas depois lembrei do que eu disse: é ele o garoto dos meus sonhos!

Francamente...

- Idiota, eu não estou dizendo que ele é minha alma-gêmea, estou dizendo que ele é o garoto que aparece nos meus sonhos. - Expliquei.

- Mas você não disse que ele era um anjo? - Agora foi a vez de Namjoon perguntar.

- Não, eu disse que achava que ele era um anjo. Mas pelo visto ele não é.

- Nossa, ele é lindo! Parece mesmo um anjo com aquela linda pele morena e...

- Hã...? Kyung, eu não estou falando do moreno, estou falando do loiro.

- Dá na mesma! Todos naquela mesa tem a beleza de anjos. - Sehun interviu. - E não sei porquê estamos falando de anjos mas, anjos ou não, isso não importa. Chanyeol, está na hora, temos que ir. - Ele se levantou.

- Ah, é mesmo - me levantei também.

- Aonde vocês vão? - Kyungsoo indagou.

- Prometemos ajudar a professora Lim com algumas caixas de livros. Voltamos daqui á pouco. - Percebi Namjoon olhando fixamente para um dos cantos do refeitório e vi a dor e a saudade em seu olhar. Não precisava nem olhar para lá para eu saber para quem ele estava olhando. - Nam? - Chamei, entrando em sua frente. Ele piscou os olhos, parecendo acordar de um transe.

- O que foi?

- Sei que isso é difícil pra você mas... - suspirei - não faça nenhuma besteira.

Mesmo alertando Namjoon, eu sei que ele não vai me ouvir. Saí do local com Sehun. Quanto mais rápido terminássemos com a professora Lim, mais rápido voltaríamos para ajudar Namjoon... no que for.

♡☆♡☆♡

(TaeHyung POV:)

Quando terminamos o tour pelo colégio, Luhan, Hoseok e eu resolvemos voltar para o dormitório para descansarmos. Ao chegarmos lá encontramos Jungkook jogado despreocupadamente em sua cama, mexendo em seu celular. Ele agiu como se estivesse sozinho no quarto, ignorando completamente a nossa existência... mesmo que estivéssemos conversando em alto e bom som...

De repente a porta se abriu de supetão, atraindo a minha atenção e dos outros três. Parado em frente á porta, com a respiração ofegante, estava o garoto de estatura baixa e madeixas rosas. 

- Jimin, o qu...?

- Jungkook, aconteceu de novo! O Junmyeon e o Namjoon estão brigando lá no refeitório.


Notas Finais


Treta, treta!!
Os dois líderes estão brigando. Qual será o motivo?
Uma possível rivalidade entre os dois Maknaes? Por que será, hein?
Vou parar por aqui, nos vemos no próximo capítulo.
Tchauzinho;-)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...