História My 2 sweet brothers (Incesto) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais, The Vampire Diaries
Personagens Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Giuseppe Salvatore, Lilian "Lily" Salvatore, Malachai "Kai" Parker, Olivia "Liv" Parker, Stefan Salvatore
Tags Bamon, Bonkai, Incesto, Stefonnie
Exibições 187
Palavras 2.418
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura ❤

Capítulo 21 - A Escolha, Primeira vez...


Fanfic / Fanfiction My 2 sweet brothers (Incesto) - Capítulo 21 - A Escolha, Primeira vez...

|Pov Bonnie|

Acordei com o barulho da chuva batendo contra a minha janela e bufei tentando me adormecer de novo mas o sono não voltou. Hoje era aquele tipo de dia que você quer ficar de pijama na sua cama acompanhada de Netflix e comida. E era bem isso que eu ia fazer.

Me levantei e desci rapidamente até a sala, peguei o computador e depois fui a cozinha buscar todo tipo de comida. Subi correndo até o meu quarto e fechei a porta. Ante de ir me deitar tomei um banho e vesti um pijama quentinho. Já deitada comecei a minha maratona de Ouat.

[...]

Fiquei o dia todo assim, disse a minha mãe que estava doente e ela proibiu todos de me incomodar. Às 21 horas desci para arrumar a comida que sobrou e cruzei Stefan no corredor.

-Oi. -digo timidamente.

Ele sorriu e me abraçou.

-Pensei que estava mesmo doente. -disse suspirando.

-Não... eu só precisava de um dia calmo. -digo sorrindo.

-Eu entendi. -comentou sem jeito. -Boa noite então.

-Boa noite.-me despeço e deposito um beijo na sua bochecha.

|4 dias depois|

Me olhei uma última vez no espelho e sorri satisfeita. Hoje deixei meus cachos soltos e vesti o vestido mais bonito que eu tinha.

Afinal hoje seria o primeiro Natal com a minha nova família e o dia da famosa escolha. Eu estava muito nervosa mas era normal, não? 

Sai do quarto e vi Damon e Stefan a frente da porta. Os dois me admiravam e sorriam para mim. Abracei os dois ao mesmo tempo e quando me separei peguei o braço de cada um, ficando no meio e descemos as escadas juntos.

Ao chegar em baixo, Liv nos encarou e sorriu de lado. Ao seu lado estava Elena com o braço ao redor da sua cintura, sorri interiormente e olhei para Kai que falava animada mente com Rose.
Quanto as meus pais, eles estavam ao lado dos Parkers.

-Meus lindos filhos . -murmurou Lily apoiando sua cabeça contra o ombro de Guisseppe sorrindo.

Quando larguei os dois e fui ter com Liv e Elena, elas estavam felizes e juntas mesmo se Elena jurou de nunca ficar com Liv.

-Então quem você escolheu ? -perguntou Liv impaciente.

-Eu prefiro que saiba amanhã. -murmuro e olho para eles.

-Você sabe que vai destruir um deles, não sabe?

-Eu sei Elena mas eu não posso continuar com os dois. -digo suspirando.

Elas concordaram e fomos todos para a mesa. Lily trouxe a comida e comemos, a conversa era animada mas eu não participava. Estava muito ocupada a pensar se a minha escolha era a boa . Depois de comer os adultos ficaram na mesa e nos fomos para fora respirar ar fresco.

-Está muito bonita.- disse Kai passando ao meu lado.

-Obrigado.-agradeci e sorri para ele. Rose logo se juntou a gente e lançou uma bola de neve na cara de Kai. Ri mas logo parei quando recebi uma vindo de Damon. - Você me paga Damon. -grito lançando duas bolas de neve em sua direção. E foi ai que começou uma batalha de neve enorme e risos intermináveis.

Finalmente cai no chão rindo e me rendendo, virei o meu rosto e vi Stefan se deitando sobre a neve ao meu lado rindo também.

-Você está toda molhada. -disse rindo ainda mais. O encarei durantes longos segundos sorrindo e realizei que eu era completamente apaixonada por ele.

-BONNIE! -gritou Elena correndo em minha direção com as mãos cheias de neve.

-Não. -disse me levantando mas fui impedida por Stefan que pegou o meu pé.

-Um pouco de neve não te fará mal. -disse rindo. Elena lançou tudo em minha direção e cai outra vez.

-Traidores. - ri e me levantei. -Melhor irmos nos mudar e começar a abrir os presentes. -acresento correndo para casa.

Entrei e subi, troquei de roupa e peguei todos os presentes que eu tinha comprado antes de vir. Voltei a descer e depositei os debaixo da árvore. Não tinha ninguém na sala e estranhei.

-Vamos abrir os presentes na casa dos Parkers. -disse Stefan descendo das escadas com os presentes deles.

-Ah. - voltei a pegar todos os meus presentes e pôs de volta no saco. -Vamos então. -disse o encarando.

|Ouçam Kiss me do Ed sheeran ❤|

-Espera. - me interrompeu tirando uma pequena caixa retangular do saco. -Seu presente, quero que o abra só comigo como presença. - concluiu me entregando a caixa.

Peguei a caixinha e a abri lentamente. Me deparei com um colar de ouro com um infinity de diamante. Era deslumbrante, o peguei com a mão trêmula e li o que estava escrito por trás "O nosso amor é eterno S&B"

-É lindo. -murmuro segurando o choro. -Não se importa ?. -pergunto o encarando. Ele negou, pegou o colar e eu pôs o meu cabelo só de um lado para falicitar.

-Pronto. -sussurrou contra o meu pescoço. Me virei para o encarar e sem hesitar juntei os nossos lábios. Aproveitei o gosto doce dos seus lábios e o calor da sua boca antes de terminar o beijo e voltei a encarar seus olhos verdes.

-Stefan... eu...

-Você?

-É você. -murmuro sorrindo. -É você a minha escolha. -digo passando o meu braço ao redor do seu pescoço e o puxando contra mim o beijando feliz.
Ele me pegou ao colo e sorriu contra os meus lábios.

-Eu te amo. -gritou me beijando outra vez. Passei as minahs pernas ao redor da sua cintura e ele caminhou comigo até o meu quarto. Ele me deitou na cama sem separar nossos lábios e suas mãos começaram a percorrer o meu corpo.

-Stefan, eles vão se aperceber da nossa demora. - resmungo querendo ficar na cama com Stefan.

-Hoje, quando voltarmos eu te ferei minha. -disse acariciando meu rosto.

-Hoje sua serei sua. -digo o beijando uma última vez.

[...]

-Porquê demoraram tanto? -perguntou Liv me encarando.

-Os presentes. -digo sorrindo. Ela olhou confusa para mim e depois olhou para meu pescoço.

-Damon já te ofereceu o presente dele? -perguntou confusa. O meu corpo estremeceu ao ouvir o nome de Damon e comecei a pensar como eu iria dizer que... bem vocês sabem.

-Não.- forcei um sorriso. -Esse colar foi Stefan que me ofereceu.

-Damon comprou exatamente o mesmo Bonnie. -murmurou Liv abismada. Ela pegou o meu colar, leu a frase e voltou a olhar para mim. -Você escolheu Stefan, não foi?

-Sim. -sursuro suspirando.

- Fez sua escolha mas você sabe que eu sempre disse que Damon era e é sua alma gêmea Bonnie. De um jeito ou outro vocês vai se encontrar outra vez... -disse sorrindo. -Espero que seja feliz com Stefan. -acrescentou me deixando sozinha. Respirei fundo e me sentei no sofá. As prendas foram distribuídas e eu me apressei e abrir as minhas, gostei e tudo mas faltava uma. A de Damon. Olhei para ele e ele me encarou sorrindo e fez um gesto pra que eu o acompanhe. Assento e olhei para Liv que me encorajava a seguir Damon . Stefan nos encarava e assentiu com a cabeça.

Segui Damon e fomos até o jardim. Ele olhou para meu pescoço e abanou a cabeça negativamente.

-Liv me disse que seu presente também era um colar.- digo baixando a cabeça.

Ele sorriu e tirou duas caixas de seu bolso.

-Este é o colar. -disse me entregando a primeira caixa. -E essa é a pulseira. -disse me entregando a segunda desta vez.

Abri a da pulseira e ela era preta bem simples mas linda. Ele estendeu o seu braço e percebi que ele tambem tinha uma igual. Coloquei a minha e o dei abraço bem apertado. Lágrimas rolavam sobre meu rosto mas eu chorava em silêncio. Aquilo doía tanto... ter que escolher entre os amores da sua vida..

Depois de longos segundos assim voltamos para sala e dei um beijo na sua bochecha antes de ter com os meus pais.

[...]

Quando voltamos para casa, subi para o meu quarto e tomei um banho bem demorado, vesti o meu vestido de noite preto transparente e uma calcinha preta também. Olhei no espelho e apoiei as minhas mãos na pia

Era hoje que eu seria de Stefan.
A porta da casa de banho foi aberta e Stefan entrou me olhando com malícia. Ele caminhou até mim e se posicionou atrás de mim.

-Olha para o espelho. -pediu e assim o fiz. A imagem de nós dois sorrindo um para outro confirmou uma dúvida só eu tinha. Eu fiz a escolha certa. Ele deslizou sua mão pelo meu pescoço e passou o seu braço ao redor da minha cintura. Caminhamos assim até o quarto e me deparei com a meu quarto cheio de pétalas de rosas e velas os todo o quarto. Sorri e olhei para Stefan sorria orgulhoso dele.
Ele me puxou lentamente até a cama e se sentou nela me fazendo sentar por cima dele.

Suas mãos ágeis rasgaram o meu vestido de noite pelas costas e o mesmo deslizou pelo meu corpo lentamente expondo os meus seios arrepiados por causa da minha excitação. Ele soltou meu cabelo e não durou muito para que ele começasse a bricar com os meus seios  arrancando gemidos baixos da minha parte. EU levei a minha mão até os eu cabelo e puxei connforme ia rebolando por cima dele.

Ele se levantou em seguida juntamente comigo, me beijou e me virou me deitando na cama. Ele foi sugando a minha pele até chegar na barra da minha calcinha e olhou para mim com um olhar malicioso tirando o único tecido que me restava, me expondo completamente a ele. Suas mãos seguraram minhas pernas e quebrou a distância que havia entre ele e minha intimidade.

Soltei um gemido alto que camuflei mordendo o meu lábio inferior com força. Stefan explorava minha intimidade, principalmente meu clitóris com sua língua me levando a loucura. Eu não conseguia mais prender meus gemidos e não tive outra opção que os gemer.

-Stefan...eu vou...ahh !!- tentei falar ofegante .

Stefan acelerou os movimetos da sua língua me impedindo de falar só gemer. Eu estava tão próxima do meu orgasmo, segundos depois senti meu líquido derramar e soltei um supiro de satisfação.

Stefan voltou a depositar beijos pela minha barriga e foi subindo até alcançar minha boca, o beijei com volúpia .

-Eu não aguento mais, quero estar dentro de você. -sussurou se posicionando por cima de mim lentamente e se apoiando nos seus cotevelos para que eu não sinta o seu peso. Ele me deu um selinho e o nervosismo me atingiu em cheio naquele momento,o encarei e tentei relaxar.

-Eu te amo. -murmurou me beijando com intenção de não me fazer pensar na dor e penetrou cuidadosamente, imediatamente apertei os lençóis tentando superar a dor, parecia que estavam me rasgando por dentro, era horrível, ele ficou parado para que eu me habituasse ao tamanho do seu membro e começou a se mover lentamente. Levei as minhas mãos até as suas costas e arranhei conforme ele penetrava em mim. A dor estava agora deixando o lugar ao prazer, pouco a pouco ele foi acelerando e gemidos começaram a serem ouvidos pelo quarto.

Tudo estava perfeito para uma primeira vez, eu o amava e era recíproco e eu não me arrependo de ter escolhido Stefan em invés de Damon...

-Eu te amo.- digo o admirando e sorri.

Seus lábios quentes foram ao encontro dos meus e as suas estocadas se tornaram mais fundas e rápidas. Os meus gemidos eram silenciados pelos nossos beijos e chegamos ao nosso ápice depois de algumas estocadas lentas.

Ele saiu de dentro de mim e se deitou ao meu lado. Estávamos ofegante, suados, febris e tentávamos recuperar o nosso fôlego.

-Obrigado por ter sido carinhoso.- murmuro me deitando sobre sua peito antes de me adormecer.

[...]

Acordei nua, enrolada nos lençóis da cama e com um pouco de dor. Stefan estava deitado de bariga para baixo e completamente nu. Me levantei, levando os lençóis comigo e procurei a camisa de Stefan que me servia e vestido . Quando a achei a vesti e foi até o meu closet preparar a mimha roupa para hoje.

Quando voltei Stefan já estava de boxer, ele veio ate min e me beijou suavemente.

-Está com dor? -perguntou preocupado.

-Não você foi perfeito.- digo o abraçando.

Fomos interrompidos por batidas fortes contra a minha porta e sem pensar duas vezes abri a porta. Damon entrou que nem um furacão e olhou para nos os dois.

-Então é verdade você foi para cama com ele ontem ?! -gritou me empurrando me fazendo cair no chão. Bati com a cabeça contra a cama. Comecei a chorar e gritei o nome de Rose.

Vi sangue escorendo pelo minha testa e peguei a primeira roupa que achei e limpei. Aquilo não era o importante. O mais importante era separar aqueles dois que poderiam se matar.

-Não TOQUE nela sua desgraçado. -gritou Stefan dando um murro no rosto de Damon . Eles começaram a lutar e eu tentei os separar. Rose chegou acompanhada de Liv e elas conseguiram os separar.

Quando Liv olhou para mim e viu o sangue, olhou para Damon e lhe deu uma tapa.

- Você não tinha o direito de levantar a mão sobre ela! -gritou. -Você sabe que ela tinha que fazer uma escolha e ela fez! PORTANTO RESPEITA.

Damon olhou para mim arrependido e tentou se aproximar mas Stefan o empurrou e eles começaram a lutar outra vez.

-Damon, para por favor .-pediu Rose o abraçando. -Ouça só o som da minha voz e se concentre nela. Você vale melhor que isso. -disse o acalmando.

-Vamos. - murmurou Damon saindo do quarto sem olhar para trás e levando Rose com ele.

Deixei as minha lágrimas caírem e me tranquei na cama de banho. Dei um grito de dor e me deixei cair no chão. Fiquei assim um tempo e depois tomei um banho e vesti a roupa que tinha preparado. Quando sai não tinha ninguém no quarto . Vi um papel sobre a cama e era Stefan avisando que saiu com Liv para me dar um tempo.

Suspirei e desci cruzando com minha mãe chorando. Fui até ela preocupada e a abracei .

-O quê foi mãe? -perguntei.

-Seu irmão Damon foi para Europa... Ele aceitou a proposição de estágio que a empresa francesa o fez...

-O quê? -pergunto perdida... -Cadê a Rose?

- Você não sabe filha? Eles vão morar juntos em França. Eles foram embora...


Notas Finais


1) Bamon é como um Phoenix (Não percam esperança ❤)

2 ) Sou uma bosta nos hots desculpa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...