História My Admirer Shawn Mendes - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Madison Beer, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Anonimato, Madison, Madisonbeer, Mendes, Mensagens, Shawn, Shawnmendes
Visualizações 800
Palavras 1.028
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Ecchi, Mistério, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu demorei, mas não tanto. Fiz um capítulo inteiramente hot, pois sei que cês são safadenhos e gostam :)

Capítulo 19 - Pleasure (hot)


Fanfic / Fanfiction My Admirer Shawn Mendes - Capítulo 19 - Pleasure (hot)

Acordei por volta das seis da tarde. Eu lembro que havia tido um sonho, ele era confuso e estranho, eu sabia disso, mas não lembrava dele. Sei que envolvia Shawn e Cameron, apenas isso.

Olhei para o lado, percebendo que Shawn não estava na cama. Neste momento eu pegaria meu celular e veria minhas redes sociais, mas então me lembrei que o mesmo estava lá em baixo, na mesinha da sala, o que me fez automaticamente lembrar de algumas horas atrás.

Há duas horas atrás

Shawn me puxou pela mão, me levando até seu quarto. Assim que estramos Shawn não fez cerimônia, logo fechou a porta e me jogou na cama. Sua boca buscou urgentemente a minha enquanto ele ficava sobre mim. Minha mão desabotoava sua camisa de modo desajeitado. Shawn tirou a minha rapidamente sem hesitar. Sua mão segurou meu peito por cima do sutiã vermelho de renda, enquanto massageava com sua mão um sua boca beijava outro. Eu gemia baixo. Enfim me livrei de sua camisa de botão, minha mão já buscava o cinto de sua calça, mas falhei na missão.

Inverti as posições, colocando-me por cima dele. Comecei a descer meus beijos sobre seu tórax, as vezes, sugando sua pele, com certeza ficaria roxo. Shawn arfava, eu sabia o que ele queria e eu lhe daria este prazer. Tirei seu sapatos, seu cinto e em seguida sua calça, deixando-o apenas com uma cueca box cinza. Eu via o volume de seu membro já duro. Sorri para ele malicioso. Minha mão apertaram sua coxa e em seguida seguiram para sua cueca. Massageei seu membro por cima do pano, ele gemia cada vez mais. Enfim, tirei seu membro de baixo dos tecidos. Massageei a glande com a mão enquanto minha boca vagarosamente se aproximava do mesmo. Por fim, senti o contato. Shawn gemeu alto na mesma hora. Passei minha linguá por toda extensão. Minha boca se concentrou na grande, que fazia movimentos rápidos com a língua. Minha mão massageava suas bolas.

Ele gozou, seguindo por um alto gemido. Sorri para ele vitoriosa. Voltei a subir meus beijos indo de seu abdômen até sua boca. Sentei-me em sua barriga, Shawn me ajudou a tirar as peças de roupa ainda no meu corpo. Eu já me mostrava molhada, o que fez ele sorrir maliciosamente. Sentei-me em cima de seu membro, mas sem penetra-lo. Eu ia para frente e para trás, digamos que, masturbando seu membro com minha a intimidade. Eu já não aguentava mais, por fim, penetrei. Soltei um gemido junto ao Shawn. Seu rosto que era branco, agora estava todo vermelho, principalmente as bochechas.

Comecei a rebolar e em pouco minutos, deliramos ao sentir o orgasmo em ambos. Deite-me ao seu lado, ambos suados, mas não me importava, abracei ele pela barriga.

― Eu te amo ― falei, ajeitando minha cabeça no peito.

― Eu também te amo, Cass ― ele disse. Soltando todo ar dos pulmões em seguida.

― Minha vida seria tão pacata sem você ― murmurei. Fechando os olhos para poder dormir.

Shawn não disse nada, apenas ficou afagando meu cabelo com suas mãos até que eu adormecesse.

Agora

Percebi que eu estava exitada ao lembrar. Merda! Levei minha mão até meus peitos, massageando o mesmo, me lembrando das mãos do Shawn ali. Soltei um gemido alto. Você não pode fazer isso Cassie! Murmurei mentalmente. Mas, ao mesmo desenho que eu falava que não podia fazer, minhas mãos já deslizavam para a minha intimidade. Tentei conter meus gemidos quando meus dedos começaram a massagear ao meu clítoris. No mesmo momento, em que eu fazia movimentos ritimados massageando meus peitos e minhas intimidade, Shawn entra no quarto. Ele vestia a tipica roupa de sempre, jaqueta de couro, camisa cinza e uma calça preta, entretando, descalço.

― Você viu meus tê.... ― ele parou na mesma hora ao me ver, e principalmente, ver o que eu fazia. Meu rosto ficou vermelho, tenho certeza disso, a vergonha não cabia em mim.

― Eu... ― estava me masturbando pensando em você, quis dizer, mas não iria, é claro.

Ele se aproximou da cama vagarosamente. Seu olhar percorrendo meu corpo nu, minha intimidade que latejava pedindo por um toque, ainda mais quando reparava no quanto aquela camisa marcava seus músculos.

― Shawn ― eu procurava uma desculpa, ainda.

Seu dedo indicador tocou meus lábios, em forma de silêncio. Ele sentou na cama, pouco frente a mim. Ele deu um beijo no meu maxilar, antes de sua boca atacar meus peitos. Entretanto, desta vez, ele não se concentrou muito ali, logo seus beijos desceram até minha intimidade. Revirei os olhos de prazer quando sua língua tocou meu clitóris. Mas, estranhamente, ele não ficou ali, seus beijos começaram a beijos a parte interna da coxa, aquilo estava me deixando louca!

― Shawn! ― repeti seu nome, mas dessa vez, implorando por um toque.

― O que você quer? ― ele perguntou, me olhando nos olhos.

― Seu toque ― disse, com um pouco de vergonha.

Ele sorriu. Ajeitou minhas pernas por cima do seu ombro e sua boca retornou a minha intimidade. Ele a beijava, como se fosse minha boca, vezes usando a língua, vezes não. Logo, ele resolveu focar no clitóris fazendo movimentos rápido com a língua. Minha barriga recuava, minha respiração ficava cada vez mais pesada e os gemidos eram mais contantes. Senti dois dedos começarem a penetrarem vagarosamente minha entrada, até que sem hesitar seus dedos foram substituídos pela língua.Em poucos minutos eu já tinha chegado ao meu clímax. 
Ele se afastou, dando uma última lambida. 

Eu suava muito. Olhei para Shawn satisfeita, ela sorriu.

— Teu tênis está ali — apontei para perto da cômoda,aonde o tênis dele se encontrava.

— Essa foi a busca ao tênis mais legal que já fiz — ele se levantou, caminhando até o mesmo e o vestindo.

— Idiota — murmurei, abraçando o travesseiro —Aliás, aonde vai vestido assim? 

— Nós vamos — franzi o cenho.

— Vamos aonde? 

— É surpresa — ele sorriu, caminhado até mim — Você tem — olhei para o relógio — uma hora para se arrumar, acho que é o suficiente — ele deu um beijo delicado na minha testa — Te vejo lá na sala — e então, ele saiu do quarto.


Notas Finais


Aonde será que Shawn vai levar Cassie? Ein?
Fiquem na dúvida até o próximo
SIM, EU SOU MÁ!

Beijos e até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...