História My Angel - Capítulo 25


Escrita por: ~ e ~idksuckers

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Cher Lloyd, Cody Simpson, Dylan O'Brien, Francisco Lachowski, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Dylan O'Brien, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Drama, Escola, Família, Festa, Luta, Novela, Romance, Shoujo Romântico, Violencia
Visualizações 580
Palavras 2.549
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡
HEY NÃO SE ESQUEÇAM DE DEIXAR VCS COMENTÁRIOS!
♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡

Capítulo 25 - Dinner


Fanfic / Fanfiction My Angel - Capítulo 25 - Dinner

Emma’s Pov on

Justin ficou me encarando por um minutos parecendo estar racicionado o que tinha acabado de se passar ali, decidi quebrar o silêncio.

—Bom..er... eu tenho de ir. — disse envergonhada.

—Tudo bem.— disse cabisbaixo quebrando a nossa proximidade.— Veio sozinha?

—Não, Chris me trouxe até aqui.

—Porque é que ele te trouxe?— perguntou erguendo sua sobrancelha.

—Eu pedi. — neste momento eu já devia estar parecendo um pimentão.— É quer dizer, eu obriguei ele digamos assim.

—Humm tô sabendo, precisa de carona?

—Ah não deixa pra lá, eu vou andando.— disse abraçando os meus braços por conta da vergonha.

—Eu te levo, vem.— disse pegando em minha mão.

Senti uma corrente passando pelo meu corpo por conta de seu toque o que fez memórias me pairarem na cabeça dele me puxando pela mão numa boate, mas preferi não dizer nada.

—Escolhe um.— ele disse olhando para os carros. Meu deus ele tem mais carros do que eu tenho roupa.

— Nossa tantos carros.— eu tava parecendo um burro olhando pra um palácio, me apercebi da minha cara de idiota e logo respondi. — Qualquer um. — encolhi meus ombros dando um leve sorriso.

— Não saio daqui até você escolher.— disse se encostando na parede que lá tinha.

—Tabom.. hmm..eu quero aquele. — disse apontando para um audi r8 branco, meu deus era lindo.

—Não, esse é meu bebé.— disse torcendo seu nariz.

—Mas você disse que eu podia escolher um, e eu quero aquele por isso vamos naquele.— disse sorrindo amarelo e entrando no carro.

—Misericórdia, você é folgada demais Bravinha.— disse coçando a nuca.

Mais uma memória me passou pela cabeça de quando Bieber me chamava de “bravinha” e eu queria sufocar ele, mas no fim acabava sempre amando essa alcunha.— Que passa?

— Nada apenas é bom ouvir como eu era.— sorri e ele retribuio e NOSSA QUE SORRISO DOS DEUSES.

Ele foi cantando algumas músicas que foram passando no rádio o que me fez perceber que sua voz era doce e muito afinada, fiquei impressionada com isso pois nunca pensei que de tudo o que há nesse mundo ele tivesse o dom de cantar. Fiquei o encarando até me aperceber do que estava fazendo, desviei meu olhar encarando os carros passar tentando destrair meus pensamentos. Logo chegamos no meu apartamento.

—Vou voltar a ver você ou não vai me querer ver de novo?— disse me acompanhando até a porta.

—Claro que eu quero te ver de novo.— disse olhando em seus olhos que agora brilhavam.

—Tabom, então os caras estão pensando fazer uma noite de cinema em casa deles depois passo aqui para pegar você.

—Por mim tudo bem.— sorriu se chegando mais perto de mim me dando um beijo calmo, uma mistura de sensações passou por mim enquanto suas mãos seguravam firmemente a minha cintura mas mais uma vez a porra do ar tinha que faltar nos fazendo separar.— Até.— disse sorrindo.

—Até, depois te pego.— disse piscando, só não me joguei no chão pra não passar vergonha, é sério.

Eu não sei o que se passa com  minha vida. Primeiro acordo e não me lembro de um garoto super hiper mega lindo, depois conheço um gato no café, asseguir vou lá na casa do 1º gato o perdoou e o beijo, meu deus o que é que eu to fazendo com a minha vida jesus amado reza por mim que eu tô precisando.

Entrei em casa e logo vi mary saindo da cozinha com uma taça de gelado na mão e sua cara toda besuntada, ri com isso e me joguei no sofá.

— Eai vagabunda, desaparece e nem fala pra sua amiga.— disse se jogando no sofá do meu lado.— Onde você andou?

—Com Bieber.— a mesma se engasgou o que me fez rir, me olhou arregalando seus olhos azuis, meu deus tô até com medo.

—Bieber?— riu maliciosamente.

—Sim, qual o problema?— perguntei desentendida.

—Você lembra dele?

—Ele contou pra mim. — sorri encarando minhas mãos lembrando do que se tinha passado.

—Eai você transou com ele.— disse comendo mais um pouco de gelado encolhendo os ombros como se fosse a coisa mais obvia de sempre.

—Você é muito idiota. Não nós não transamos.— disse bufando.— Foi só um beijo.— disse encolhendo meus ombros do mesmo jeito.

— Meu deus nem vou falar nada, depois não vem me chatear a cabeça com blablabla sobre esse babaca.

—Seus conselhos são do melhor, sério miga.— disse com sorriso amarelo, a mesma riu.

Ficamos vendo algo que passava na Tv mas logo o sono bateu, subi e fui tomar meu banho que tanto precisava, vesti meu pijama me deitando pensando em o quanto foi maravilhoso ter lembrado dele e do seu beijo. Minha consciência também me dizia para ter cuidado, mas meu coração me dizia para arriscar. Afinal pelo amor vale sempre apena arriscar. Mas será amor?

ღღღღღღ

 

Justin’s Pov on

Nesse momento devo ser o garoto mais feliz nesse mundo, tinha um sorriso que podia até rasgar meu rosto, estou aos poucos voltando a ganhar a confiança de emma e não há nada melhor que isso, dessa vez não vou fazer merda nenhuma até ela ser minha.

Estava chegando lá no galpão onde me iria encontrar com os garotos pra falar sobre o próximo assalto do carregamento. Deixei meu carro na entrada e saí do mesmo.

Chegando lá os garotos (como sempre) estavam fazendo piadinhas e se rindo principalmente Chaz que tem bastante piada, principalmente quando se ri pois fica parecendo uma hiena com comichão na garganta.

—Então seus viados?— disse me sentando na minha poltrona.

— Viado seu cu.— disse Chaz.— Eu sou muito macho.

—Deve ser deve.— disse Ryan e todos rimos.

—Vem cá Bizzle, cê tá muito contente pro costume?

— Vai ser curioso no caralho.— disse piscando e sorrindo pra ele o que o fez bufar.

—Emma foi ter com você?

—Foi.— disse Chris revirando seus olhos.

— Como você sabe?— perguntou Jack.

— Fui eu que a levei ela. Ficou enchendo meu saco.— disse se jogando numa cadeira.

— Eita porra bizzle tá indo rápido né? Ainda agora ela saiu do hospital.

—  Cala boca idiota.— ri com isso.— Eu tenho que tratar ela bem.

—  Tá apaixonadinho, viadão.— disse Ryan cantarolando.

— Não tô.— disse sério tentando esconder algo que eu próprio sei que possa ser a verdade.— Viado é teu pai.

— Nunca em milhões de anos pensei ouvir que Justin Drew Bieber estaria apaixonado de novo.— disse Chris me encarando pensativo.

— Vamos mudar de assunto e deixar de dizer merda da boca pra fora.— disse ficando sério de novo.— Como vai o carregamento?

— Pois... está indo como planeamos.— disse Chris sorrindo.

— Ótimo. Temos de começar a planear o novo assalto.

—Sinto falta de adrenalina correndo em minhas veias na hora dos assaltos.— disse Chaz saltitando.

— Deixa de ser viadão.— o mesmo revirou os olhos.— Então vamos preparar as coisas.

— Sim chefinho.— disse Chaz fazendo continência.

— E depois diz que é macho.— Ryan disse o que fez todo mundo rir.

Ficamos combinando tudo pro carregamento e pro assalto pra que tudo corra bem desta vez. Depois de todo mundo saber as suas posições e o que fazer  mandei o resto dos capangas embora, só ficando eu, Chaz, Chris, Jack e Ryan. Hoje iriamos fazer uma noite de cinema em minha casa pra acalmar um bocado e nos divertir um pouco. Decidi mandar mensagem pra Emma avisando que ia buscar ela.

— Eai Bizzle vem jantar em casa?— perguntou Ryan.

—Não.

—Não vem na noite de cinema?

—Vou, mas vou jantar noutro sítio.— disse procurando o número da emma no meu celular.

—Hm tô vendo. — disse Chaz sorrindo malicioso.— Até babaca.— me despedi de todo mundo e me fui pro meu carro, mandando a mensagem.

-Mensagens on-

“Tudo bem bravinha? -JB 19.20pm

“Você tem que parar de me chamar isso * emoji zangado* -Emma 19.23pm

“ Tá pronta bravinha? “ – JB 19.25pm

“Pronta? Não é muito cedo? O que você tá falando? * emoji confuso*”-Emma 19.26pm

‘’ Você tá afim de vir jantar comigo?’’ – JB  19.28pm

“Tá me convidando pra um date Bieber?” —Emma 19.30pm

“ Claro que não.” —JB 19.31pm

“Então nem vou .*emoji com lingua de fora*”—Emma 19.32pm

“Larga de ser fresca *emoji  revirando os olhos*” – JB 19.33pm

‘’ Depois fala pra eu parar de revirar os olhos. A que horas cê passa aqui ?‘’—Emma  19.35pm

‘’ Te pego em meia hora .’’—J.B 19.38 pm

‘’ Otimo, estarei pronta.‘’—Emma  19.40 pm

“ Se não estivesse eu ia na mesma *emoji piscando o olho* “ –JB 19.42pm

“IDIOTA!” – Emma 19.45pm

“Até! *emoji com a lingua de fora*” – JB 19.48pm

-Mensagens off-

Como ainda tinha tempo fui a casa me trocar, estava com uma calça clara rasgada e uma blusa comprida usando meus ténis pretos. Passei um perfume e fiz meu topete, me olhei no espelho e gostei do que vi. Se eu fosse garota me pegava. Sorri convencido.

 

Toquei na campainha e em menos de um minuto Emma abriu a porta. Ela estava linda, estava com um vestido azul escuro um pouco aberto na perna deixando a mesma descoberta me fazendo ter pensamentos impróprios, seu cabelo tava um pouco ondulado deixando o look mais natural com uma batom vermelho destacando mais seus olhos azuis, estava linda demais, tentei nem babar mas era impossível (ok tô parecendo um viadinho apaixonado).

—Então vamos?— disse me lembrando que estava a encarando fazia um tempão.

—Sim, deixa só pegar minha bolsa.— Emma disse saindo do meu campo de visão me permitindo encarar sua bunda.— Agora sim. —sorri a encarando e a mesma sorriu de volta, que sorriso deus do céu eu juro que tô virando um viado.

Abri a porta para a mesma que agradeceu  e me sentei no meu lugar,  saí cantando pneu. Ia levar ela ao meu restaurante preferido o Hawksworth Restaurant, espero que ela goste tanto quando eu.

— Posso saber onde me leva?— perguntou me encarando.

—Talvez.— decidi zoar ela um pouco.

— Como assim talvez? 

—Com uma condição.— disse tirando meus olhos da estrada por um segundo, fazendo emma arquear sua sobrançelha.

— Se é pra falar merda mais vale nem falar.

—Admite que eu sou gostoso pra porra.— tentei conter meu riso, sabia que isso ia deixar ela irritada e eu gosto de a ver desse jeito.

— Eu me pergunto sabe?— disse me encarando e eu fiquei sem saber o que ela tava falando.

—Você pergunta o que?

— Como alguém consegue estar com você sem tentar te jogar num mato abandonado deixando você morrer. — disse me olhando.

— Esqueci até de rir.— disse com sorriso amarelo.— Me pergunto o mesmo de você.

— Me vai dizer onde vamos ou não?— perguntou impaciente mudando o assunto.

—Eu falei o acordo.— disse piscando pra ela.— Pegar ou largar.

— Tu é muito babaca moço.

— Tabom eu digo.— mentira, agora tava morrendo pra ver sua cara, a mesma formou um sorriso.— Vamos ao McDonald's.— a olhei tentando conter meu riso e vi ela ficando irritada.

— Me diz que eu não tou usando os meus melhores saltos pra irmos num restaurante de fast food.— disse me encarando com seus braços cruzados deixando seu peito mais a vista. Assim tá difícil.

— Talvez.— voltei minha atenção pra ela que me deu um tapa no braço o que me fez rir.— Falando sério. Quando a gente chegar você vê.

— Já falei que odeio mistério?

—Não. Mas eu tô nem ai.

— Eu juro que não sei porque aceitei vir com você.— disse bufando.

— Sou gostoso, é esse o motivo.— disse piscando.

— Idiota.— sorri com isso, confesso que duas coisas que eu adorava ver emma falando era “idiota” e “bieber”.

— Bravinha.— disse sorrindo não tirando os olhos da estrada.

Depois  de tanto tempo dirigindo e sempre zoando um com o outro finalmente chegamos, sai do meu lugar dando a volta ao carro e abrindo a porta pra ela. Entramos e nos sentamos sendo recebidos pela atendente ruiva, não pude evitar de olhar pro seu decote e a mesma estava adorando isso, já Emma passou reto falando algumas coisas que não entendi e foi indo em direção á mesa. Me sentei na sua frente e a vi encarando tudo espantada.

—Tá caido.— apontei pra sua cara, a mesma ficou sem entender.

— O quê tá caindo?— disse colocando as mãos em sua cara.

— Sua saliva.

— Você é muito idiota.— disse me encarando séria, ri com isso.

— Gostou?

—Eu amei, isto é lindo.— disse ainda encarando tudo á sua volta sorrindo.

— Ainda bem. — disse sorrindo e a mesma retribuiu.

Ficamos ali conversando e comendo, tudo estava correndo bem. Estava muito contente por Emma estar feliz mas confesso que eu não estava sendo quem realmente era dantes e isso tava fodendo com meu psicológico. Eu não sou esse tipo de cara desde que tive a Caitlin. Porque mudar agora? Porque mudar por Emma?

Acabamos de jantar e nos levantamos pra pagar a conta, decidi fazer uma pegadinha. A conta nos foi entregue.

— Emma?— disse tentando parecer preocupado.

—Fala.— me olhou.

—Eu não trouxe minha carteira. — a mesma arregalou seus olhos.

— Ta falando sério?— vi ela ficando preocupada, tentei muito pra não rir alto bem na sua cara.

— Sério.— comecei colocando as minhas mãos nos bolsos fingindo nervosismo enquanto procurava minha carteira.

—Ai eu não acredito. Eu sabia que devia ter ficado em casa.— suas respiração era descompassada e suas mãos passavam constantemente no seu cabelo, eu estava amando isso.— Eu vou presa, ai meu deus eu não posso.

— Emma?— disse sorrindo tentando chamar sua atenção.

— Eu juro meu deus eu não mereço, me perdoa.

—EMMA?! — falei um pouco mais alto o que fez ela me olhar assustada. Peguei minha carteira e mostrei pra ela que me encarou furiosa.

Paguei a minha conta e quando olhei pra trás Emma já não estava lá. Sai do restaurante e a vi encostada ao carro de braços cruzados esperando o carro ser aberto.

— Devia ter visto sua cara, meu deus.— disse rindo.

—Justin...— a mesma me olhou encostada ao carro, fiquei confuso. — Eu não estou me sentindo muito bem. Acho que vo.... — emma quase caiu mas eu fui mais rápido pegando ela.

— EMMA?EMMA CARALHO! AI PORRA! IDIOTA! MERDA. —senti minha respiração acelarar enquanto a segurava em meus braços. —Eu tava brincando emma, acorda por favor. — disse a abanando um pouco e tentando abrir a porta do carro. Emma abriu seus olhos de repente.

— IDIOTA! GOSTOU? TÁ VENDO COMO NÃO É LEGAL FAZER ISSO COM AS PESSSOAS?— disse rindo ainda em meus braços, confesso que fiquei puto da vida mas ver seu sorriso e seus olhos azuis brilhando me fez esquecer. A fiquei encarando por uns segundos sem dizer uma única palavra, apenas comtemplando seus olhos.

— Vai me soltar agora? Eu tou bem! — continuei encarando sua beleza enquanto minhas mãos seguravam sua cintura a prendendo contra mim. — Alô!? — disse abanando suas mãos na frente da minha cara.

A encarei e por impulso juntei nossos lábios num beijo calmo, a mesma ficou sem entender mas logo retribuiu, sorri com isso. Nos separamos pela falta de ar e a soltei de meus braços abrindo sua porta deixando a mesma entrar e logo entrei no carro, dirigindo pra casa pra irmos ter com os rapazes.

— Não tava aguentando olhar para você e não te beijar.— disse cortando o silêncio, reparei que emma tinha ficado bastante vermelha talvez por estar envergonhada o que me fez sorrir.


Notas Finais


TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=FvUe7cpS60Y
WATTPAD: https://www.wattpad.com/324793469-my-angel-one-more-day-in-hell

Espero que tenham gostado!♡ ❤ ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...