História My Angel - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~idksuckers

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Cher Lloyd, Cody Simpson, Dylan O'Brien, Francisco Lachowski, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Dylan O'Brien, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Drama, Escola, Família, Festa, Luta, Novela, Romance, Shoujo Romântico, Violencia
Visualizações 1.771
Palavras 1.511
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O BIEBER APARECE NO CAPÍTULO 13
Nós começamos esta fic e acabamos por perlongar demais a história inicial, então por isso é que ele só entra no capítulo 13, sorry!

Capítulo 4 - Party


Fanfic / Fanfiction My Angel - Capítulo 4 - Party

Hoje era fim de semana, a semana passou bem rápido, conheci a minha turma e até que são bem legais. 

Ethan? Esse nem olhou para mim e ainda bem porque eu também não olhei para ele e nem quero que ele fale para mim tão cedo.

Como eu  tinha dito, hoje é sábado e eu convidei todo mundo  pra vir em minha casa, iria ser uma festa bem legal, visto que meus pais não estavam em casa de novo, estavam viajando em trabalho e só viriam daqui a 2 semanas. Liguei pra mary.

 

LIGAÇÃO ON

—Maryyyyyyy.—gritei o que a fez assustar-seme fazendo rir.

—Porra tá loca garota? Quase que morria de susto Emma.—disse mary um pouco irritada.

—Eai, vem cá? Né girafa?

—Claro, não perco festa por nada deste mundo , vamos nos preparar ai?—perguntou mary.

— Sim, traga suas roupas, vamos por todas direitas aqui mesmo, e arranjar uns gatinhos! —disse piscando mesmo sabendo que ela não via.

—É isso mesmo, até, beijo.—disse mary. (le-se :gritando)

— Beijo.—disse rindo e logo desliguei.

LIGAÇÃO OFF

Fiquei acabando de arranjar espaço na sala para as pessoas estarem mais avontade, até que a campaínha toca. Entra Mary parecendo uma maluca com malas e mais malas rindo.

—Oi pra si também girafa.—disse rindo, abanando a cabeça em forma de negação.

—Não há mais tempro pra um “oi” já viu as horas Emma?—perguntou mary subindo toda atrapalhada com as sacas, logo fui ajudá-la e vi que maracava as 23.00h da noite. Caramba demorei muito arrumando as coisas.

—Nem vi as horas passando, vamos nos vestir rápido. — logo chegamos ao quarto e nos fomos preparando.

Entrei na box e tomei um duche rápido, sai e fomos ver os vestidos.

 Mary  estava completamente LINDA, eu escolhi uma saia rosa e uma t-shirt branca da “Jack Daniels” e um casaco preto (notas finas). Fizemos nossa maquilhagem, cabelo da mary estava liso e comprido, estava muito bonito mesmo, o meu estava solto, esticado que o deixava um pouco comprido. 

—Estamos gatas mesmo .— disse eu rindo.

— Eles nem vão resistir emma.—disse mary e logo começamos fazendo posses tentando sermos sensuais mas não resultou, mais pareciamos umas retardadas com dores nas costas ou algo assim , o que nos fez rir muito.

Logo a campainha tocou e fomos abrir e era tendo a vista de todo mundo, demasiada gente até. Deixamos entrar e pusemos o som, estava lotado, toda a gente se divertindo, estava tocando “ Surfboard” do Cody Simpson, uns estavam dançando, outros quase transando ou se engolindo no meio da sala.

—Mary vou ali pegar algo pra beber, quer?— perguntei um pouco alto pois não se ouvia bem por conta da música.

—Não precisa eu depois vou lá.—disse mary dançando e olhando para um cara, acho que seu nome era Jonny, eu já o tinha visto na escola e Mary já tinha falado dele algumas vezes.

Fui em direção ao meu bar e  peguei algo pra beber e me sentei na pequena poltrona do lado.

— Eai, ta sozinha?—perguntou um cara e nem olhei. Fui virando meu rosto pra saber quem era o rapaz por detras da pergunta e vejo que era Ethan.

 UAU ele estava diferente mas eu o reconhecia mesmo so olhando nos seus olhos, ele era bonito mas agora estava com novo corte de cabelo com a cara mais madura sabe? Estava com um corpo um pouco mais desenvolvido fiquei durante uns segundo o olhando, mas logo me virei outra vez para a frente e não disse nada me lembrando que devia parecer uma idiota o encarando desse jeito.

— Emma, estou falando com você, podia ao menos me responder né?— disse colocando a mão no meu queixo pra me forçar a o olhar. Por fim o olhei e logo respondi, se ele pensa que me esqueci está  muito enganado.

—Não. O coelhinho da páscoa tá do meu lado e oh espera.— olhei para meu pulso imaginando um relógio.— AH Papai Nõel também deve estar chegando.— disse o olhando com um sorriso amarelo no rosto.

— Uau, quanta símpatia.—ele fez silêncio e bebeu um pouco de sua bebida.—Võce está linda.— disse me olhando.

—Pois, parece que sim.— disse indiferente bebendo minha bebida, tentando que suas palavras não mexecem comigo.

— Eai ....ãh .... que dançar?— perguntou, e notava-se a incerteza na  sua voz.

— Sim claro, mas sem voce claro, é melhor esperar.—disse piscando pra ele e pousando meu copo já vazio no balcão, me levantando indo embora para o centro da sala onde tava todo mundo dançando. Sinto meu braço ser puxado me impedindo de sair dali.

— Fico esperando por essa dança.— disse me olhando nos olhos.

Um arrepio me subiu na espinha  quando ele me tocou no braço, como se flashbacks dos momentos que eu o via passar e parava ficando olhando pra ele, como se os meus sentimentos por ele estivessem fechados como uma flor e essa flor estivesse abrindo aos pouquinhos, mas eu não podia, não podia sofrer mais, não podia me apaixonar mais. Tentei ser forte e rude.

 

— É melhor que fique sentado esperando porque de pé cansa.— disse e logo soltei meu braço com força indo ter com mary e logo vi ela rindo com aquele tal de ....Jonnei.......Jannai.......JONNY..... acho eu?

—Tava a ver que tinha sumido, esse é o Jonny.— disse mary apontando pra um moço de cabelo castanho, bem bonito por sinal. É, era Jonny mesmo.

— Oi.—disse Jonny sorrindo e estendendo a mão e logo fiz o mesmo e sorri de volta

—Oi Jonny prazer, Mary eu vou dançar um pouco mas fique a vontade.— disse lhe piscando o olho e vi ela sorrir e piscar o olho também.

Fui dançando na no meio de todo mundo. Estava tocando “Gas Pedal” de um cantor que não sabia o nome. Estava dançando ao ritmo da música como se ninguém estivesse  ali logo senti umas mãos em minha cintura e me virei tendo a visão de ethan, o olhei nos olhos e parece que meu mundo desabou, minhas forças voltaram a cair, meus muros desabaram, apenas estava eu e ele ali. Ethan começou se aproximando e eu não consegui nem mexer um músculo, estava o olhando, vendo cada movimento seu, até que sinto seus lábios tocando nos meus. 

Foi como se tudo voltasse, como se meu passado voltasse para me assombrar mais uma vez, eu não podia ceder, eu não podia me apaixonar de novo. Minha cabeça dizia pra eu parar, mas meu corpo simplesmente não obedecia. Paramos o beijo por falta de ar e Ethan apenas ficou olhando pra mim sorrindo, aquele sorriso pelo qual eu me apaixonei á um tempo atrás.

— Ethan...ãh ... porque vôce fez isso, PIROU? Eh... eu vou sumir.— disse gaguejando mas tentando estar irritada o que por incrivel que parece não o consegui estar.

Ouvi ele gritar pelo meu nome umas 3 vezes, mas me apressei e subi pro meu quarto, nem me importei com a festa, a mary iria dormir cá mesmo então ela mandava a galera embora.

Tranquei meu quarto pra não ter nenhuma visita, tirei minha roupa e entrei na box e tomei um banho, fiquei um bom tempo debaixo de água até que vei imagens do beijo, aquele beijo, que  no passado queria, é muito vergonhoso mesmo, mas meu primeiro beijo foi com a pessoa que eu pensei que gostava de mim realmente, com a primeira pessoa que amei, ãh.... amei, será que ainda amei? Ou que ainda ..."amo"? TÁ MALUCA Emma, não voce nao ama ethan, foi apenas uma recaida. Eu tenho que sair daqui eu não posso mais ficar aqui é só mais um ano e irei com Mary para o Canadá.

Logo sai da box e vesti meu pijama, destranquei a porta para depois mary poder entrar e me deitem olhando para o teto pensando no que tinha acontecido logo adormeci nos meus pensamentos.

 

Mary  Pov on

Eu e Jonny estavamos dançando, estava sendo muito boa a festa, estavamos nos mexendo ao ritmo da musica mas sinto jonny se aproximar de mim, cada vez mais perto deixando apenas um epqueno espaço entre nós, a cada passo que dava eu o sentia cada vez mais perto, eu só consegui olhar em seus olhos, ate que jonny me beija, um beijo calmo, eu estava sem reação mas comecei sedendo, paramos o beijo   e eu desviei o olhar de jonny para outro lugar.

—Ãh.....desculpa mary.....é melhor eu ir embora.—disse Jonny envergonhado.

—Não faz mal....ãh...é eu também vou mandar a galera embora esta a ficando tarde.—  QUAL É A FESTA QUE ACABA CEDO? Eu sou péssima mentindo.

— Tchau então, nos vemos ?—disse jonny já sorrindo.

—Sim claro.—disse dando um beijo em sua bochecha, e logo me coloquei em cima do balcão.—GALERA!! TODO O MUNDO EMBORA, FESTA ACABOU, MAS EU E EMMA PROMETEMOS FAZER OUTRA EM BREVE!!-ouvi algumas pessoas dizer uns “BUU” mas logo todos foram, estava tudo sujo, copos pelo chão, mas não ia arrumar hoje nem que me dessem milhões, vou dormir e amanhã  ajudo Emma arromando tudo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...