História My Angel - Capítulo 40


Escrita por: ~ e ~idksuckers

Postado
Categorias Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Cher Lloyd, Cody Simpson, Dylan O'Brien, Francisco Lachowski, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Dylan O'Brien, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler
Tags Drama, Escola, Família, Festa, Luta, Novela, Romance, Shoujo Romântico, Violencia
Visualizações 450
Palavras 2.256
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Banner by: ask: @remembherus /nαyαrα ❀
❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡
⬇⬇⬇⬇NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS⬇⬇⬇⬇⬇
⬇⬇⬇⬇NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS⬇⬇⬇⬇⬇
⬇⬇⬇⬇NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS⬇⬇⬇⬇⬇
⬇⬇⬇⬇NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS⬇⬇⬇⬇⬇
⬇⬇⬇⬇NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS NOTAS FINAIS⬇⬇⬇⬇⬇
♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡ ♡ ❤ ♡

Capítulo 40 - Your worst nightmare


Fanfic / Fanfiction My Angel - Capítulo 40 - Your worst nightmare

 

Justin’s POV On

Enquanto Emma tomava seu duche, fui resolver alguns assuntos com o pessoal sobre o nosso mais recente aliado. Fui chamar Ryan e Chaz que iriam comigo e logo saímos para nossa reunião com ele.

Nosso mais novo aliado seria o grande magnata da América central, Marco Gonzales. Era um grande passo termos uma pessoa com tanto poder do nosso lado, e tornava mais fácil o meu sucesso no mundo da máfia pois quantos mais aliados tiver, mais fácil será governar toda América, depois partindo para a Europa.

Quando comecei neste mundo, tratei de arranjar a melhor equipa que alguém já viu, um grupo de pessoas mais experientes do que aparentam ser, cheios de conhecimento sobre tudo e mais alguma coisa.

O génio por detrás de todo nossos sistemas de segurança e com experiência em tudo que envolvia tecnologia, Christian Beadles. O grande experiente de armas, sabendo sempre as melhores para cada situação e tendo os contatos pra arranjar as melhores armas de toda América, Chaz Somers. Meu braço direito e o mais experiente quando se tratava de matar alguém, tudo o que sua mira apanhava não escapava, Ryan Butler. E claro, o grande cabeçilha de todos nosso planos e o chefe, eu, Justin Bieber. Eu tinha a minha élite perfeita e com isso, comecei minha guerra.

Apenas começamos por derrubar alguns chefes de máfias bem pequenas e insignificantes, marcando um pouco de território aqui e alí, mas foi quando evoluimos e acabamos derrubando o chefe da máfia canadiana, começando assim subindo degrau por degrau até termos total domínio da América do Norte na nossas mãos. Claro que depois de algo nunca visto, alguém tão novo como eu já tomando grande parte da América do Norte, construindo o que muitos deles demoraram anos pra construir, eles automáticamente se sentiram ameaçados, e foi assim que fiz meus inimigos. Fui derrubando um por um, até os restantes se tornarem meus aliados, vendo que não tinha volta e que alguém como eu, Justin Bieber, não seria tão fácil de derrubar como todos pensavam.

Por isso, ter Marco Gonzales como meu aliado, seria mais um passo mais perto para alcançar o meu desejo.

Entramos no edifício velho vendo os seguranças espalhados pelo local, que posso falar que era bem reforçada. Logo nos deixaram entrar, provavelmente já sabendo da nossa vísita pro seu chefe. Fomos encaminhados pro que julgo ser seu escritório, mas quando ameaçamos entrar, Ryan e Chaz foram barrados na porta impedidos de passar pelas mesmas.

— Tenho ordens para não deixar ninguém entrar a não ser Justin Bieber.— disse um segurança um tanto mais alto que eu, enquanto travava Ryan e Chaz com os braços para que os mesmos não passasem.

— Tudo bem. Esperem lá fora, não vou demorar.— disse sério e logo eles assentiram e sairam, passei pelas portas indo em direção á sua secretária vendo Marco sentado completamente descontraído, que ao notar minha presença ali, logo se levantou sorrindo e estendendo sua mão, comprimentando-me.

— Se não é o grande Justin Bieber.— sorri vitorioso com isso. — Sente-se. — disse apontando pro grande cadeirão atrás de mim e assim o fiz, o mesmo pegou dois copos virando um pouco de wisky nos dois em entregando um em seguida.— É servido?— peguei no copo dando um golo no mesmo.

— Bem, estamos aqui pra falar de negócios, e digamos que eu não sou uma pessoa com muito tempo.— olhei meu relógio vendo as horas e Marco riu concordando com a sua cabeça.

— Não perde tempo.— disse me fazendo rir vitorioso, eu realmente não perdia.— Gosto disso muleque.

Peguei o documento que iria ser assinado pelo mesmo, garantindo total lealdade a todos os membros da minha equipa, tal como os deles, mostrando que em qualquer situação de traição a punição seria morte e todo o império passaria pra mim ou vice-versa. Apesar do mundo da máfia ser baseado em corrupção e quebrar as leis, quando se tratava de posse de algo desta dimensão, sempre havia documentos destes pra provar o juramento. Entreguei os documentos para o mesmo que logo tratou de os ler, provavelmente se certeficando que tudo estava nos conformes e que não havia nenhuma cláusula que servise para destruir todo o domínio que ele tinha pela América do Sul.

— Tudo certo.— arqueei a sobrancelha com um sorriso brincalhão, o encarando me encostando mais confortávelmente na cadeira.

— Não confia em mim, Gonzales?

— Sabe como é, tem muita gente tentando passar a perna.— disse sorrindo cínico.

— Quando eu quiser te passar a perna, você saberá.— pisquei e ele riu, talvez pensando que isso não poderia acontecer, mas havia sempre a possibilidade de mais tarde ele sair morto e eu ficar com o total domínio da América, por completo. O mesmo assinou me entregando os papéis onde eu assinei também, me levantei junto dele e apertamos as mãos, e assim nos tornamos aliados.

— Espero que não me tente derrubar, Gonzales.— disse completamente sério fazendo o mesmo me olhar com um sorriso confiante no rosto me encaminhando para a porta. — Ambos sabemos que não iria resultar.

— Digo o mesmo pra você, Bieber.— ri com isso.

Não prometo nada. — e assim sai do escritório, me dirigindo para o carro com os meninos, seguindo para casa de novo.

 

**********************

 

Voltamos pra casa e decidi ir no meu quarto ver como estavamas coisas, ia abrir a porta mas escutei a voz de Mary falando com Emma, por isso deixei pra lá dando um tempo pras amiguinhas conversarem. Fofoca de mulher, vá alguém entender né?

Fui na cozinha, peguei algo para comer e fui para o escritório pois apesar de estar longe o trabalho nunca para quando se trabalha no mundo da máfia. Me sentei e começei a fazer as bagunças da papelada que Chris me deixou. Quando um furacão, digo Ryan, entra no escritório parecendo que tinha visto um fantasma.

— Que cara de cu é essa mané?— disse rindo voltando meus olhos pra papelada.

—Temos que voltar pra Standford.— ele falou sério mostrando o desesperado em seus olhos.

— O que aconteceu?— voltei meus olhos pra ele pousando a papelada no lado.

— Ethan roubou nossa carga e tentou invadir nosso sistema.

—FILHO DA PUTA.— dei um soco na mesa sentindo toda minha raiva voltar, ele devia estar morto, e eu o deixei fugir.

— Temos de voltar bro, nossos homens não tao dando conta do recado lá, ele aumentou a segurança dele. Já falei com o Chris e ele consegui bloquear o acesso deles, mas...— bufei passando minhas mãos pelos cabelos irritado.— Ele tá conseguindo alguns aliados pequenos, aqueles que não se juntaram a nós ainda ou apenas recusaram, mas mesmo assim se nós deixamos isso aumentar ele pode até mesmo começar a tomar parte de Atla...

— NEM SE ATREVA A FALAR UMA COISA DESSAS.— me levantei gritando, ele não iria tomar porra nenhuma, eu que era o rei da máfia, Canadá era comandado por mim.— Chame os garotos, quero todo o mundo aqui em menos de 2 minutos.— Falei o encarando competamente sério o mesmo acentiu. — Isso inclui Emma e sua amiguinha rídicula.— Ryan rapidamente saiu do escritório me deixando sozinho enquanto eu tentava entender nossa situação e como tinhamos sido idiotas por ter deixado Ethan escapar. Mas isto não vai ficar assim, vou acabar com a raça dele e todos que se opuserem a mim ou eu não me chamo Justin Drew Bieber.

    Eu vou ser o seu maior pesadelo.

 

Emma’s POV On

Estavamos conversando alguma baboseira com Mary, quando Ryan entra no quarto parecendo um furacão.

— Garoto você não sabe bater na porta não?— falei no tom mais rude possível.

—Justin quer todo o mundo lá em baixo.— falou me encarando sério, apenas bufei e continuei conversando com Mary como se ele não estivesse ali.— Agora.— dito isso saiu  do quarto sem falar mais nada.

— O que será que ele quer?— me levantei saindo do quarto com Mary logo atrás, indo em direção ao escritório de Justin.

— Sei lá aquele garoto não é bom da cabeça.— Mary falou e pude ver a mesma revirar os olhos me fazendo rir.

Entramos no escritorio encontrando todo mundo lá sentado, incluindo a cobra da Caitlin, que me fez fazer cara de nojo assim que nossos olhos se cruzaram, eu sabia que ela tinha vindo mas tava rezando pra não ver a sua cara tão cedo.

— Bom já que estamos todos aqui posso ir direto ao assunto.— Ele falou e o senhor abjeto, ups Ryan, posicionou-se do seu lado, tava ficando preocupada pois o olhar de Justin não era dos melhores, e apenas Ryan e Chris pareciam saber o motivo.— Vamos voltar pra Standford. —dito isso todo mundo ficou sem entender o porque.

— Porque? Ai não mesmo, agora que estavamos nos divertindo bro.— disse Chaz decepcionado bufando.

— Roubaram nossa última carga e tentaram invadir nosso sistema. Se não fosse por Chris, teriam conseguido isso também.— Chris assentiu sorrindo convencido, enquanto todos o encaravam esperando saber a pessoa por detrás disso tudo.

— Como assim bro, roubaram uma carga nossa?— Chaz perguntou, nossa chaz sua lerdeza até eu que não sei de nada disso, entendi.

— Foi o que eu acabei de falar Chaz, se concentra.— disse Justin visivelmente irritado pela sua lerdeza, se a situação não fosse grave eu teria rido.

— Só temos que ir antes que o cara decida fazer mais alguma coisa. — Chris se pronunciou pela primeira vez ali.

— Mas vocês sabem quem foi ?—Jack perguntou e notei Justin travar o maxilar.

— Ethan.— ele falou olhando em meus olhos e meu corpo se arrepiou por completo, eu sabia que ele não iria parar até conseguir o que quer, mas eu pensei que Justin tinha tomado conta disso, mas pelos visto algo correu mal, Ethan não estava fora do mapa e isso seria meu pior pesadelo, ele provavelmente irá procurar vingança como já deve estar fazendo neste momento.

—Filho da puta.— Mary falou completamente espantada.

— Vão arrumar vossas coisas. Em 10 minutos quero todo mundo preparado pra partirmos de volta pro Canadá.— ele falou e todo o mundo saiu enquanto eu me levantava vi Caitlin sair, não sem antes me dar seu sorrisinho cínico, fiz cara de nojo que é o que sinto por ela, apenas isso, antes que meu corpo passasse pela porta, escutei a voz de Justin.— Você fica.

Olhei para o mesmo que sorriu para mim tentando me reconfortar com a noticia que Ethan estava solto. Fechei a porta e caminhei até ele que me puxou para sentar no seu colo.

— Me desculpa estragar nossas férias, por conta daquele canalha.— falou beijando minha bochecha de forma carinhosa.

— Você não tem culpa.— falei o abraçando e ficando uns segundos assim, apenas sentindo seu cheiro.— Acha que ele sabe que estamos juntos e isso seja a continuação da sua vingança?— disse fazendo Justin levantar o rosto e me olhar confuso.

— Como que ele saberia?

— Tenho minhas teorias.— disse revirando os olhos dando a entender de quem eu estava falando, ficou pensativo mas logo negou.

— Ela não faria isso, se ela se aliar com alguém não sairá daqui viva. Ela sabe disso.

— Isso não impede de fazer tudo nas suas costas.— disse piscando enquanto me levantava dando a volta na mesa sentindo meu sangue ferver.

— Ela não era burra a esse ponto tabom? Deixa pra la.

— Me parece que há muita confiança nela.— disse cruzando os braços irritada enquanto ele se levantava vindo em minha direção e me envolver pela cintura. — Certeza que não prefere ficar com ela?

— Adoro ver você bravinha.— se levantou vindo até mim e sussurou perto do meu pescoço rindo, fazendo me arrepiar.

— Nem vem. Justin eu sei que ela está envolvida, só pode ser essa ... — me separei dele de novo vendo seu maxilar travar.

—ESQUECE ESSE ASSUNTO PORRA.— ele gritou fazendo suas veias ficarem mais salientes.

—ESSA GAROTA ESTA MEXENDO COM TUDO, PRINCIPALMENTE COM VOCÊ.— gritei no mesmo tom que ele que passou sua mãos nos cabelos os puxando de leve, mas logo se acalmou respirando fundo.

— Eu não quero brigar com você, apenas vá fazer sua mala.— Ele falou agora mais calmo, se aproximando de novo me dando um leve selinho, decidi não continuar aquele assunto e saí, sei que aquela vagabunda está adorando ver esse tipo de confusão acontecer, principalmente quando o assunto é ela.

Estava farta daquela garota, seu sorrisinhos me estavam enjoando, suas provocações, ela voltou pra fuder com tudo e eu tenho certeza disso. Justin pensa que sabe tudo mas eu mesma vou descobrir, ela está vazando algum tipo de informações pra fora. Secalhar até mesmo pra Ethan pois motivos não lhe faltavam pros dois quererem vingança. Caitlin provavelmente contou para Ethan de mim e Justin, e o jeito que ele achou pra mostrar que vai fuder com tudo foi roubar a carga, que julgo ser uma das maiores que ele ja tivera. Só de pensar como me apaixonei por aquele canalha fico enjoada comigo mesma, saber que depois de tudo o que passei, lhe dei uma nova oportunidade, ele fudeu com tudo, filho da puta apenas isso que o caracteriza.

Ignorei por completo meus pensamentos, começando a preparar tudo para a nossa partida. Era triste saber que teriamos que sair deste lugar fantástico e perder uma semana de descanso, por conta do Ethan. Logo terminei de arrumar minhas malas e apenas suspirei, olhando tudo em volta e pensando como tudo mudou, como eu mudei.
 

“Between us, they wanna comment
Your worst enemy some time be your best friend
Perfect, ain't saying that I am
Proven, it's proven I don't give a damn”

—All Bad, Justin Bieber.

 

CONTINUA...


Notas Finais


HEY HEY!! Temos uma notícia pra vocês, pessoas maravilhosas!!!
Então é o seguinte, queremos falar pra vocês que infelizmente esta fic vai chegar ao fim! Apenas vamos postar mais um ou dois capítulos e será o fim. MAS.....
Queremos também dizer que amamos do fundo do coração escrever esta fic pra vocês, e gostariamos de saber se gostariam que esta história tivesse SEGUNDA TEMPORADA OU NÃO?! Ou seja, tudo depende de vocês!
Queremos agradecer a todos vocês pelos favoritos e comentários, vcs são uns anjos!
Prontos é isso, até ao próximo capítulo byeee ^-^

♡Espero que tenha gostado!
♡ Próxima sexta/sábado tem capítulo novo!
♡ NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR!
♡ SIGAM: https://www.instagram.com/suggstilinski/
♡TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=FvUe7cpS60Y
♡ YT: https://www.youtube.com/channel/UCshCTdZZL4DvIgyY-dZ9djA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...