História My angel and devil ∆ - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Cl, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Mark, Park Bom, Personagens Originais, Rap Monster, Sandara Park, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Jimin, Jungkook, Suga, Supernatural
Exibições 32
Palavras 3.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee :3
Finalmente saiu \o/

Capítulo 2 - Little child


Fanfic / Fanfiction My angel and devil ∆ - Capítulo 2 - Little child

       Sun Hee, passará a aula toda pensando no que o demônio de cabelos alaranjados havia lhe falado, a alguns minutos atrás. Ainda não entendia como poderia ser uma das escolhidas de Lúcifer, e se era "uma das" provavelmente teriam mais e seu irmão era um desses, pois ele falou algo sobre seu cabelo e de Yoongi. Mas por que ? por que ela ? e como havia sido escolhida ? A menina também pensava em como iria lutar contra o inferno, e no porquê de ter aceitado participar disto com Jimin, mas agora já era tarde para mudar isso. E se o menino não a ajudasse como o prometido ? afinal os demônios não são tão confiáveis.
            O sinal ecoa pelos corredores do colégio fazendo com que os alunos ficasse agitados e logo saíssem de suas devidas salas. Naquela pequena classe ficará apenas os dois meninos e Sun Hee.

          - Sunnie, vamos ? - O ruivo leva sua destra ao ombro da menor, tirando sua amiga do transe, ele sabia que havia algo de errado com a menina e que provavelmente era culpa do novo aluno - Suga vai vir te buscar ? - Ele pergunta usando o apelido do irmão da menina.

           - Vamos sim - Ela se levanta pegando sua mochila que graças seu amigo, o material já estava guardado em seu devido lugar, a menina sorrir por causa do favor que ele havia lhe feito. No momento que Taehyung pergunta sobre seu irmão ela volta seu olhar para Jimin que observava tudo de canto de olho enquanto arrumava seus materiais, Sun Hee volta a pensar no que ele havia lhe contado mais cedo e pensava como ficaria sua relação com Yoongi - Sim, ele vai - A platinada ainda encarava o anjo caído que agora também lhe olhava, eles ficaram assim por alguns minutos, sem dizer absolutamente nada, o silêncio reina naquela pequena sala e por um tempo ela enxerga apenas Jimin ali, como se não houvesse mais nada a volta deles. Tae pega na mão da menina saindo com ela dali assim que percebe a troca de olhares - Desculpa Tae - Eles caminhavam calmamente nos corredores do colégio que agora estavam vazios - Eu sei que você está preocupado - Sun o olhava e via em seus olhos que ele estava preocupado e queria enche-la de perguntas, mas não falava nada, pois esperaria que ela mesma o contasse, não queria força-la a nada. Os dois basicamente conversavam só com os olhos, afinal não era preciso palavras - Eu juro que tiro todas as suas dúvidas depois, pode ser ? - O menino apenas concorda com a cabeça soltando um leve suspiro.

                  Eles rapidamente saem do colégio e se despedem, logo cada um segue para um lado. A menina caminhava calmamente até onde estava sua moto, que era o local que normalmente se encontrava com Yoongi. Não demorou muito para o mais velho chegar, Sun Hee não sabia mais como se comporta com seu irmão, não sabia como agir, o que falar e até mesmo o que pensar, perto dele. Uma das poucas coisas que a platinada odiava era que seu irmão guardasse segredos dela, afinal quando ela ainda era pequena eles prometeram que nunca esconderiam nada um do outro. E agora ela descobre que é filha de Lúcifer, que ele está vindo atrás dela e que seu irmão sabia disso desde o início. Era muita coisa para ela similar, tudo veio de uma vez só, não sabia como lidar com aquilo ainda.

       - Oi, Sunnie - Yoongi se aproxima da menor depositando um beijo em sua testa - Como foi o dia ? - Ele pega o capacete que estava na mão da menina colocando na cabeça da mesma, que parecia um tanto afastada, normalmente ela era alguém que corria para abraçar seu irmão assim que o via, sempre estava de bom humor e agora era totalmente o contrário. Assim que ele percebe que há algo de errado, coloca suas mãos nas bochechas dela levantando seu rosto que antes estava voltado para o chão - Tem algo de errado acontecendo ? - Ele acariciava o rosto da menina com o seu polegar

          - Não, está tudo bem - Sun Hee fala afastando as mãos que estavam em seu rosto, logo subindo na garupa de sua moto, seguida pelo platinado que também sobe partindo dali.

   [...]

            Depois de mais ou menos quinze minutos eles chegam ao prédio abandonado, que a bastante tempo eles chamam de casa. Os dois descem da moto e caminham calmamente até o andar de cima, sem trocar nenhuma palavra, assim como no caminho pra casa.

         - Yoonggie ? - A mais nova chama por seu irmão em um tom baixo e calmo fazendo com que o platinado a olhasse um tanto confuso - Você não tem algo para me dizer ? - Ela pergunta para o mais velho que logo balançasse a cabeça negativamente - Por que você nunca me contou ? O que custava ? E não vem me dizer que era para me proteger... Você sabe como eu odeio mentiras e que você esconda algo de mim - Sun Hee começava a altera seu tom de voz, e aos poucos foram se tornando gritos. Ela se aproxima do mais velho em passos lentos com a cabeça baixa.

          - C-como você descobriu ? - Ele pergunta observando cada movimento da menina - Eu ia te contar - Suga fala de modo preocupado, não queria que a menina soubesse por outras pessoas, só esperava o momento certo para dizer a ela.

         - " Como você descobriu" ? É só isso que você tem pra me dizer ? - Ela rir soprado olhando para o platinado, não acreditava que depois de tudo ele ainda guardava segredos dela, Sun pensava que seu irmão era a única pessoa que podia confiar, mas agora achava que estava enganada sobre isso - Então...Eu sou uma das filhas de Lúcifer e o que você tem pra me falar é: " Eu ia te contar" ? Você é inacreditável - Ela volta a rir sem graça e retira o revólver que estava preso no cós de sua saia na parte de trás, apontando para seu irmão. No momento ela não sabia o que pensar sobre aquilo, mas não queria continuar convivendo com uma pessoa que escondeu algo assim sua vida toda - E se por algum motivo ele resolvesse vir atrás de mim hoje ? Eu ia está indefesa, pois nunca iria esperar que o meu próprio irmão escondeu algo assim de mim... Pode começar a contar tudo que você sabe. - Ela da uma pequena pausa antes de pedir, ou melhor, ordenar ao menino.  Lágrimas escorriam no rosto da menina, era a primeira  em anos que ela chorava na frente de seu irmão, ela não gostava de mostrar que era fraca para o mais velho, ela sempre quis que ele visse que não era mais uma criança, mas naquele momento ela não conseguiu segurar.

         - Eu vou te contar tudo que você precisa saber - Yoongi se senta na cama que havia atrás dele dando um leve suspiro antes de começar - Quando você não tinha nenhum um ano de vida ainda, nossos pais tiveram que sair para uma missão, eles haviam ido atrás de um simples fantasma, e eu tinha ficado tomando conta de você. Eu já havia lhe colocado para dormir e fui fazer o mesmo, ele só me esperou ir dormir para entrar no nosso quarto. Assim que Lúcifer se aproximou do seu berço, você começou a chorar o que me fez acordar, mas quando eu ia te ajudar, eu percebi que não podia me mexer, meu corpo estava paralisado e não pude fazer nada. Logo depois dele ir embora, eu corri para ver como você estava, e me assustei quando vir que seus cabelos estavam brancos. Na época eu só tinha dez anos, então não entendia muito bem como seu cabelo havia ficado daquela forma ou quem era aquele homem, mas anos depois nossos pais me contaram que Lúcifer havia te usado como uma espécie de recipiente para metade do poder dele, e que depois disso os anjos e o próprio Deus queria você como um dos anjos para deter Lúcifer, afinal você é tão poderosa quanto ele... Desculpa por esconder isso de você - Ele se levanta encarando a menina que apenas o observava sem dizer nada, apenas deixava suas lágrimas rolarem por seu rosto

           - E quando você pretendia me contar ? - Ela abaixa o revólver voltando seu olhar para o chão.

            - Logo. Só não achei que você iria precisar saber tão cedo - Ele se aproxima calmamente da menor colocando suas mãos nos ombros da mesma.

             - Eu sou um recipiente de um poder inimaginável e você iria me contar "logo" - Ela novamente rir soprado revirando os olhos - E o seu cabelo ? por que também é branco ?

         - Eu também sou um recipiente, mas não chega a ser nem dez porcento do poder dele - Ele sobe suas mãos ao rosto da menina limpando suas lágrimas.

     - Só...Me da um tempo - Ela se afasta, fazendo com que o menino tirasse suas mãos do rosto dela. Quando estava prestes a sair, ela se encontra com um menino um pouco mais alto que ela, ele tinha uma pele pálida e cabelos avermelhados, o mesmo aparentava ter mais ou menos sua idade. - Eu não te conheço ? - Ela observava calmamente o seu rosto tentando lembrar de onde o conhecia, ele era bastante família, parecia que já haviam se visto várias vezes e sentia de certa forma, que era próxima do menino.

           - Não...Sou o JungKook - Ele dá um leve sorriso se aproximando calmamente da menor colocando suas mãos em seu rosto, logo passando seus polegares em suas bochechas, limpando o resto do rastro que as lágrimas haviam deixado. Sun Hee, fica por alguns segundos encarando o menino sem entender porquê ele estava fazendo aquilo, mas logo se afasta dele, passando as mãos no rosto, secando o mesmo.

            - Sou a Sun Hee - Ela da um sorriso sem muita animação, afinal acabará de brigar com o seu irmão.

          Sem dizer mais nada ela vai em direção ao seu quarto, entrando no local, a platinada começa a juntar algumas peças de roupas e dois pares de tênis em cima da sua cama, logo colocando-os em uma mochila preta que antes estavam guardados alguns de seus materiais, já que parte deles ficavam no armário do colégio. Assim que já estava tudo guardado, ela coloca as duas alças da mochila e desce até o primeiro andar novamente, voltando a subir em sua moto.

    [...]

        Depois de vários minutos andando pela cidade sem rumo, a menina resolve para em uma praça que havia no centro da cidade, naquela hora ainda havia algumas crianças brincando por ali, casais passeando e famílias desfazendo seus piqueniques já que logo o céu estaria tomado pela escuridão. Sun, caminha por algum tempo, dando algumas voltas na pequena praça e logo se senta em baixo de uma árvore que havia ali.

       - Está perdida ? - Uma voz que parecia ser bastante familiar para a menina, se aproxima dos seus ouvidos fazendo ela olhar para o lado e ver o rosto de Jimin, que estava bem próximo do seu.

             - Jimin ? - Ela pergunta um tanto confusa, afinal o que um demônio estaria fazendo em uma praça, ainda mais um anjo caído.

               - Feliz em me ver ? - O garoto que antes estava agachado, se senta ao lado da menor.

              - A última coisa que eu estou agora, é feliz - Ela volta seu olhar para frente, não queria encara-lo, afinal, ela brigou com seu irmão por causa de Jimin.

               - Tá de mudança ? - Ele pergunta assim que percebe a mochila jogada na grama perto da menina, que estava um tanto estufada, parecia que havia muitas coisas ali dentro.

           - Pode se dizer que sim - Sun Hee, olha para objeto que Jimin falava.

                 - Então... Você tá sem lugar para ficar ? - Ele fala com um tom um tanto malicioso, enquanto a encarava da mesma forma, fazendo com que ela o olhasse um tanto confusa - Se quiser tem a minha casa - Ele volta a falar daquele modo e recebe um olhar de desprezo da garota - Estou só brincando. - Ele fala rindo

            - O que eu quero agora é beber muito, Até não lembrar mais meu nome - Ela se levanta ajeitando sua roupa - Quer ir comigo ? - Não gostava muito do demônio, mas naquele momento só queria uma companhia para beber.

            O menino não fala nada apenas se levanta com um sorriso no rosto, Sun Hee entende aquilo como um "sim" , e pega sua mochila indo até sua moto sendo seguida por Jimin, que se aproxima rapidamente dela e pega as chaves da moto

          - Hey!! Quem você pensa que é ? - Ela cruza os braços e o encara esperando uma resposta para ele ter feito aquilo. Sun, podia muito bem pegar as chaves se quisesse, mas depois de pensar um pouco, achará melhor deixar ele dirigir.

               - Eu dirijo - Ele apenas fala isso e sobe no veículo sendo acompanhado pela menina.

         Depois de alguns minutos, eles chegam em frente à um bar, que não tinha muitas pessoas, mas possivelmente era por causa do horário, ainda era cedo, o sol havia acabado de se pôr. Os dois entram no local e se sentam em banquetas posicionadas à frente do balcão, e Sun Hee pede logo uma Devil Springs vodka, enquanto Jimin pede apenas uma cerveja.

       - Você vai morrer se beber isso tudo - Jimin fala com um tom um tanto brincalhão, quando viu a garrafa que a menina havia pedido

                 A platinada não responde o menino, apenas pega sua bebida colocando em um copo, tomando dois goles rápidos quê logo são acompanhados de uma careta feita pela mesma. Depois de mais quatro copos com uma grande quantidade da bebida, a menina já começará a falar coisas sem sentido e até mesmo rir de coisas aleatórias.

            - Vamos embora, Sun - Jimin se levanta da banqueta assim que percebe quê a menina havia chegado no seu limite, ele pega a mochila que estava no chão e coloca nas costas. - Você já bebeu demais - O demônio de cabelos alaranjados pega no braço da menina fazendo-a se levantar

            - Eu não quero ir embora - Ela falava com uma certa dificuldade devido seu nível de embriaguez

               - Não perguntei se você quer - Ele fala rindo do modo que a garota falava, estava achando aquilo um tanto fofo, pois o rosto da menina estava vermelho e seu modo de agir as vezes parecia de uma criança. - "Por que estou achando isso fofo ? E desde quando acho algo "fofo" ?" - Ele pensa com sigo mesmo, puxando a menina com cuidado, para mais perto de seu corpo - Vamos - Eles saem juntos do local, mas menina não conseguia andar normalmente, em alguns momentos ela tropeçava em seus próprios pés. Vendo que ela não aguentaria chegar até a moto, nem ficar na moto por muito tempo, Jimin coloca a mochila nas costas da menor e se abaixa na frente da mesma.

        - Sobe - Ele fala e rapidamente ela se joga em cima dele, literalmente. Não estava conseguindo se posicionar em pé direito e por isso praticamente, caí sobre o menino. Rindo daquilo tudo, Jimin pega os braços da menor passando em volta de seus ombros, assim que parecia quê ela já estava "segura", ele se levanta pegando nas coxas da menina para que ela não caísse. Como sua casa não era muito longe do bar, decidirá que iria leva-la em suas costas e no dia seguinte voltaria para pegar a moto da garota.

          - Jiminnie - Sun Hee chama pelo menino, usando um apelido um tanto quanto fofo e íntimo, enquanto apoiava sua cabeça no ombro do garoto, fechando calmamente os olhos. - Eu briguei com meu irmão por sua causa, preferia ter ficado sem saber sobre o lance com Lúcifer - Ela em algumas vezes se embolava com as palavras e saiam como murmúrios

             - Desculpa - Pela primeira vez no dia, Jimin não ria, agora o mesmo mantia uma expressão séria, o que não era muito normal para ele, afinal, não gostava de assuntos sérios e sempre começava a rir nesses momentos, mas agora era um pouco diferente, pois ele realmente não queria quê isso acontecesse com a menina

             - Demônios pedem desculpa - Ela falava rindo e logo é acompanhada pelo menino - A gente se conheceu hoje e você já destruiu a minha relação e do meu irmão, e ainda tá me vendo bêbada...Que legal - Ela tentava falar com uma voz de crianças, mas que não estava dando muito certo, graças a sua embriaguez.

                - Mas vai ser uma coisa que você nunca mais vai ouvir - Realmente não gostava de se desculpar, até porquê nunca havia se arrependido de nada que tenha feito, então por que se sentirá mal por colocar a menina contra o irmão ? não era a primeira vez que havia feito algo assim - Destruir relações, seja de irmãos ou de casados, algo do tipo, é o quê os demônios fazem de melhor.

            Depois de uns cinco minutos andando, finalmente chegam a casa de Jimin, mas assim que passam pela porta da frente a menina se curva um pouco e acaba vomitando ali mesmo

           - Na sala, não - O menino exclama fazendo uma cara de nojo, afinal ele que teria que limpar aquilo depois.

             Sabendo que ela faria de novo, o menino pega a mochila que estava nas costas da menor jogando em um lugar qualquer da sala e a puxa até o banheiro que havia em seu quarto, ele a posiciona na beira da banheira que ficava de frente ao sanitário, o que facilitaria as coisas. Quando viu que Sun Hee faria novamente, Jimin segura seus cabelos em um rabo de cavalo, para que não sujasse os mesmos

          - Prevejo alguém com uma ressaca horrível amanhã - Ele fala rindo novamente da situação. Em todo momento olhava para menina que parecia que iria adormecer a qualquer momento, e soltava pequenos sorrisos - Por que logo você foi ser filha de Lúcifer ? Não tinha uma pessoa mais feia, não ? Assim facilitaria o meu trabalho - Voltava a rir com seu próprio comentário. Assim que a menina já havia jogado, tudo que tem pra jogar, pra fora, ele pega alguma roupas que estavam na mochila da menina e coloca-as em cima da pia do banheiro - Consegue tomar banho sozinha ? - Ele pergunta e ela apenas afirma com a cabeça, como já havia enchido a banheira, ele deixa a menina ali e vai arrumar a bagunça que ela havia feito perto de sua porta.

            Poucos minutos depois a garota saí do banheiro já vestida. Jimin pega uma toalha pequena e puxa a menina para se sentar na cama, assim que ela faz, ele começa a secar calmamente os cabelos molhados da menor.

        - Se você dormir com os cabelos assim, vai acabar pegando um resfriado - Ele volta a sorrir com cena, pois realmente parecia que estava cuidando de uma criança. Assim que ele já estava um pouco seco, Jimin coloca a menina deitada logo a cobrindo com o cobertor que estava sobre a cama - Boa noite - Antes mesmo de cobri-la Sun Hee, já parecia estar em um sono profundo, o que arranca mais alguns risos do maior que saí dali indo para o quarto de hóspedes, que era onde dormiria essa noite


Notas Finais


Espero que tenham gostado :3
E novamente, se tiver muitos erros de português, me desculpe...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...