História My Angel (imagine Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Tags Anjos, Demonios
Exibições 12
Palavras 583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drabs, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Bom aproveitem a história 😘

Capítulo 1 - Ela sempre me salva


Fechei o escritório e sai depois de conferir se realmente havia trancado todas as portas. prossegui por uma ruazinha estreita que nunca havia passado. era meu segundo dia no país e o meu primeiro dia de trabalho. a alguns anos eu havia conhecido uma mulher que me encantou deis da primeira vez que a vi. seus olhos âmbar me ipnotizavam e seus cabelos negros e sedosos eram como calmante para mim. passaram se alguns meses e finalmente me declarei! começamos a namorar e eu recebi uma promoção no emprego. me mudei  enquanto ela permaneceu em Osasco pois precisava do emprego. e aqui estou! 

Voltei a atenção naquela rua deserta até ouvir  voses  e um choro feminino. corri o mais rápido possível em direção aos sons e não fiquei nem um pouco surpreso por dar em um beco escuro e úmido. antes de entrar, passei os olhos pelo local rapidamente e pude encontrar um pedaço de madeira, prossegui e encontrei dois caras nojentos prestes a estuprar uma garota. ela gritava e tentava se soltar enquanto eles a seguravam e falavam coisas imundas pra ela... confesso que fiquei com nojo e chocado ao mesmo tempo

- soltem a garota - dIsso tentando manter a voz o mais firme o possivel

- e perder a diversão? nem morto! - um deles veio na minha direção enquanto o outro ainda segurava a garota

Fiz o possível para não  fraquejar e não deixar a garota na mão, e incrivelmente um dos criminosos ja se encontravam no chão. 

- Hey cuidado! - ouço a voz frágil e doce da garota. Me distraio por um segundo e sinto alguem se apoiar nas minhas costas me fazendo cair. Vejo que um dos vermes subiu  por cima de mim e distribuiu socos em meu rosto. Já fraco, sinto ele parando lentamente e caindo sobre mim. Tirei ele de cima e pude perceber a garota com um pedaço de ferro nas mãos.... e foi naquele instante que pude perceber melhor sum beleza. Seus olhos eram diferentes, mesmo eu não podendo notar eles muito bem por culpa da pouca iluminação pude sentir um pouco de segurança neles. Seu cabelos loiros levemente cachados iam ate os ombros, tinham a imprensão de serem macios e cheirosos,  mesmo estando bagunçados. sua pele... quando ela estendeu sua pequena e delicada mão para me ajudar a levantar fez com que meu corpo todo estremecesse! era macia como algodão.

-obrigada Jungkook! - saio dos meus devaneios e percebo que ela me abraçava - oh me desculpe! - ela cora ao perceber que havia me abraçado

- sem problemas maaaaas... como sabe o meu nome? - perguntei com um tom de dúvida bem claro em minha voz. ela parece pensar um pouco e depos aponta para o meu crachá 

- ata... e o seu nome? - me pergunto novamente olhando em seus  olhos.... e que olhos!

- (S/N) - ela responde e deixa escapar um pequeno sorriso.

- então  (S/N) você mora aonde? - pergunto andando pra fora do beco sendo seguido por ela

- sobre isso eu... - ela responde fazendo uma pequena pausa

- ata eu intendi! (S/N) por que você não passa uns dias na minha casa até achar um lugar para ficar? aqui e muito perigoso para alguém frágil como voce!

- bem.... se você não se incomoda eu agradeceria! - ela fala com um pouco de vergonha 

- imagina! vem! - puchou ela correndo até a minha casa que era por perto arrancando risadas da mesma



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...