História My Angel {Min Yoongi} - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 60
Palavras 995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá !!
S/N = seu nome
S/M = nome da sua mãe
S/P =nome do seu pai ( ou padrasto)

Não levem a sério ok bjjos espero que gostem meus anjos

Capítulo 1 - Tears after a trip


Fanfic / Fanfiction My Angel {Min Yoongi} - Capítulo 1 - Tears after a trip

Me deixe em paz, não me toque, não me suje só... Me mate ! 

Palavras que um dia ecoaram pela cabeça de uma jovem, Loira, pela branca olhos nogros como a noite.

"O que um dia me machucou no outro e machucado"

S/N, depressiva ? Sim, por que ? Foi abusada a força por seu padrasto foi chamada de vagabunda por sua mãe, e ai? É pouco o que ela passou, uma jovem quieta, seus pulsos ? Há meu amigo, cicatrizes tão fundas que não foram fechadas. Anos qudesgraçado a mais isso uma hora acaba 


{Quinta-feira 23/02/2016 - 18:23} 

(S/N on) 

Estou no meu quarto, trancada, sozinha, sem medo do que vem pela frente ou pelo que me ataca por trás. Meu celular começa a tocar sem parar, levanto da minha cama e pego o mesmo em cima do criado-mudo logo vejo que era minha amiga...Mallu ela veio pro Brasil passar uns tempos mais logo voltou pra Coréia ela era americana um emo na verdade.Ela era minha tudo, sabia todos meus segredos ela tinha 23 anos já morava sozinha era psiquiatra em uma clinica em Seul.

(Ligação on) 

S/N - Oi Mallu "falo pouco desanimada" 

Mallu - S/N precisamos conversar, S/N não quero te deixar de baixo de um teto com um estuprador e uma vadia que chama a filha de vagabunda, olha acabei de mandar uma passagem pra Coréia que ira sair as 21:30 arrume suas coisas, tudo você virar morar comigo a partir de hoje, não quero resposta quero apenas que venha, sua passagem já deve ter chegado.

S/N - Mallu...Obrigada *falo lacrimejando"

Mallu - Não quero te deixar mais nem um dia com dois Loucos psicóticos, agora tome um banho e esconda tuas feridas, não chore por aquilo que um dia te magoou apenas... Sorria por aquilo que está prestes a chegar

S/N - Por isso que te amo, tu sempre estás comigo, nunca me deixou desistir Obrigada Mallu 

Mallu - Sei o que tu sofreu em baixo desse teto do Diabo, nos vemos aqui minha pequena 

(Ligação off)

Minha amiga...vou arrumar minhas coisas não quero mais passar nem uma hora neste inferno, meus medos acabam aqui, acabam nesta casa onde monstros me atacaram, monstros que puxaram me pé pra de baixo da cama e comeram uma coisa que chamam de coração...

Arrumo minhas coisas em torno de 5 malas de chão e uma de costas, vou pro banheiro do meu quarto, pego a gilete o dou meus últimos retoques, apenas abro aquelas que fecharam, saio da banheira ponho um curativo nos meus braços vou na minha cama onde deixei uma roupa separada, pego uma blusa preta de mangas colada, uma calca jeans preta e um casaco verde escuro quente pós é Coréia e frio lá, boto uma bota quente preta passo uma make básica pra tirar a cara de choro e amarro meu cabelo deixando algumas mechas soltas.

Ligo pra um taxi e logo saio do meu quarto boto minhas malas na sala e logo a mulher que não ouso chamar de mãe vem até mim com cara de ódio e nojo 

S/M - Pra onde pensa que vai, vagabunda ? 

S/N - Pra bem longe de você ! 

S/M - Vai virar prostituta ? 

S/N - E se eu virar ? É da sua conta ? "Falo seca e fria e logo recebo um tapa na face que com certeza teria arranhado meu rosto"

S/M - Sua vagabunda em prestável seu resto de feto, deveria ter-lhe matado em quanto pude 

S/N - E por que não matou ? "Falo pegando minhas malas e saindo daquela casa, mais deixei um recado pro final, logo vendo o Homem desprezível sair de trás da minha " mãe " 

Boto minhas malas no taxi abro a porta mais antes falo em alto e bom som 

S/N - Minha família maravilhosa !!! Quero que vocês se fodam do pior jeito possível. E você "falo apontando pro monstro atrás da minha mãe" Quero que perca seu pinto da forma mais dolorita possível, seu pedófilo desgraçado

Entro no taxi dando o dedo do meio pra eles, depois de cerca de 25 minutos chego no aeroporto meu vôo já ia sair pós já era 21:35 entro no avião e sento na janela, ponho meus fones e acabo adormecendo, tempo depois acordo ainda era 3:13 olho pela janela e vejo uma luz rachar o céu, o que será aquela luz que alimenta minha alma como chamas quentes cinto um dor de cabeça mais quase não tiro os olhos da luz que pouco depois some na escuridão da noite, não conseguia parar de pensar na luz que rachou os céus a pouco tempo, consigo dormir, acordo era 7:23 a aeromoça já tinha chamado para o desembarque, peguei minhas malas e sai do avião.

Logo ao pegar as malas vejo ela...Mallu me esperando mais logo me ver e vem correndo a mim logo me abraça com lagrimas em seus olhos 

Mallu - Pensei que tinha te perdido minha pequena "fala já chorando" 

S/N - Calma, calma, eu estou aqui, com você do seu lado nunca vou te deixar 

Mallu - Vamos ? 

Assenti com a cabeça e fomos pra um carro de alto luxo entramos e fomos pra um bairro um pouco afastado da cidade, Mallu era muito reservada, calma ela mora ao lado de uma floresta em uma grande mansão, descemos e pagamos minhas malas entramos e ela me mostrou meu quarto e toda a casa meu quarto era preto com cinza, a cama era grande, com retoques negros nos lençóis macios, a casa era luxuosa mais não tão extravagante, conversamos muito assistimos já estava a noite então fui pro meu quarto.

Cheguei tomei um banho botei minhas roupas de dormir um short de ceda com uma blusa solta ate os pés da minha barriga deixando a metade da mesma de fora logo apaguei 

Anjos são seres que te protegem daqueles que um dia te machucaram, que um dia fizeram chorar, te protegem de monstros que se escondem de baixo das tuas cobertas





Notas Finais


Espero que gostem meus anjos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...