História My Annoying (Errortale) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Frisk, Sans
Tags Coré, Error, Errortale, Frans, Frisk, Sanrisk, Sans, Undertale
Exibições 176
Palavras 2.319
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


TÁ UM LIXO, FICOU HORRÍVEL E PROVAVELMENTE EU VOU REESCREVER

Se você ainda não leu a Happiness, deixarei o link nas notas finais ^^

Boa leitura :3

Capítulo 1 - Capítulo Único - É, esse é o cap q


Error! Sans POV ON

...Por quê?

Por que a única pessoa que me fazia feliz foi embora?

Por que você me deixou, Kiddo...?

Esse mundo não é a mesma coisa sem você... Por favor, Kiddo... Me acorde e me diga que isso foi tudo um pesadelo... Diga que é culpa do Nightmare [N/A: Nightmare! Sans – O Sans dos pesadelos]... Beije-me e me faça acordar dessa realidade horrível...

Eu não consigo viver sem você, Kiddo... Eu realmente não consigo viver sem você... Talvez eu mereça não te ter... Sou um Sans horrível, que só arranja conflitos com todo mundo, mas mesmo assim, você me amava... Minha irritante [Autora: Melhor apelido, hein / Error: *Enlaça Ammy em fios azuis e aperta ela até que ela morre*], por favor, volte pra mim...

Heh, não é um pesadelo... Não é como se eu fosse te ter de volta só porque quero... Todos os universos me odeiam, mas achei que ao menos a minha Timeline fosse ser justa comigo... Achei que eu poderia ter um Happy End também... Mas a felicidade é algo momentâneo...

Quando eu finalmente pensei que poderia ser feliz... Quando eu finalmente encontrei meu Happy End... Você se foi...

O arco-íris (Ink) chegou tarde... Nem mesmo o salvador conseguiu te trazer de volta... E sim, eu o odeio, mas por você, eu criei coragem e pedi ajuda a ele... Eu realmente fiz o impossível para te trazer de volta... Mas de nada adiantou.

...Parece até que foi ontem que você se declarou pra mim...

*FlashBack ON*

Era mais um dia normal no colégio... Eu estava no pátio central do local, conversando amigavelmente com a Kiddo:

- Irritante! – Gritei para ela.

- Idiota! – Ela retrucou.

Basicamente, nossa relação era baseada no ódio, nós brigávamos constantemente, nunca demonstramos sequer um pouco de carinho um pelo outro. Era sempre assim, eu chegava, a provocava e começávamos a discutir. No início, os garotos que andavam comigo achavam que a Kiddo era simplesmente o meu alvo e que eu estava fazendo bullying com ela, mas depois, eles disseram que eu estava obcecado por ela... Disseram que eu havia me apaixonado.

Neguei com todas as minhas forças aquilo, eu não podia me apaixonar por alguém que eu odeio! Passei dias, semanas, até mesmo meses negando o amor que sentia pela Core [N/A: Pelo que sei a “Core! Frisk” é a Frisk do Error], até que um dia, estávamos brigando como de costume...

- Dane-se, vou trocar de colégio mesmo! – Falei, com raiva e o rosto da Core tomou uma expressão de tristeza.

- Você... Vai mesmo embora? – Pude ver que seus olhos marejavam, ela tentava segurar as lágrimas.

- E você se importa? Se eu sair não vai ser melhor para nós dois? –

- Não! – Ela gritou e as lágrimas saíram. – Por favor, Error, não! E-eu... Não quero que você vá embora... –

- Por que não? Se eu sair, você ficará livre de mim e das minhas provocações –

- Não quero ficar livre de você! N-não quero, por que... E-eu te amo, Error! – Ela confessou, corada.

- Eh...? Você acreditou mesmo que eu ia embora...? Eu não conseguiria aguentar um dia longe da minha cinzenta hehehe –

- Você mentiu pra mim! Seu grande idiota, é por isso que eu te amo... – Ela falou e eu ri. Puxei-a para mim e a beijei. Ela retribuiu o beijo e assim começamos a namorar.

Quando contei aos meninos, eles não ficaram surpresos, disseram que nós demoramos até demais para assumir nossos sentimentos, mas eu não me importava com o que eles diziam, o importante é que eu finalmente tinha a Kiddo pra mim, só pra mim!

*FlashBack OFF*

Apesar da Kiddo ser a garota fria e dura, que parecia ser forte e sem sentimentos, ela se mostrou muito sensível e sentimental depois que começamos a namorar. Na verdade, ela era apenas uma garota ingênua e indefesa. A parte boa disso é que eu podia proteger a minha Kiddo das outras pessoas, e... Nah, não tem parte ruim, a minha Core é perfeita.

E sim, eu continuo a chamando de “irritante”, ela continua me chamando de “idiota”... Aquela cinzenta... Mesmo xingando, ela consegue ser tão fofa...

Eu não vou conseguir viver sem ela... Eu não vou conseguir existir nesse mundo sabendo que a minha Core não está aqui comigo... Sinto vontade de morrer, de resetar... De fazer qualquer coisa para ela voltar... Eu sou um bug maldito, eu sei... Eu sou um destruidor de Timelines “sem coração”, eu sei... Mas eu a amava, e o mundo não precisava tê-la tirado de mim...

“...As lágrimas não param de sair...

Minha tristeza é algo indescritível...

Por que você precisou partir?

Minha amada Kiddo...”

Um poema, que ótimo... Estou virando o Arco-íris idiota. Odeio pedir ajuda, principalmente a ele, e quando peço... Ele se atrasa... Mas agora não importa. Ele não importa, e não importa o que eu terei que fazer para te salvar...

Mas afinal, eu ao menos disse o que aconteceu?

*FlashBack ON*

- Por aqui, cinzenta! – Chamei e corri até um penhasco. Não sei onde era o chão daquela coisa, mas é claro que não iríamos cair. A vista de lá é linda... É um dos poucos lugares bonitos desta Timeline.

- Já estou indo, mas você sabe que não corro rápido, seu idiota esquecido! – Ela veio até mim, correndo.

Quando ela chegou, eu lhe dei um beijo apaixonado. Estávamos comemorando mais um ano de namoro, eu estava tão feliz...! Normalmente eu não sou a pessoa mais feliz do mundo, não demonstro minha felicidade de modo normal, sou um Sans estranho... Mas a Kiddo gosta de mim assim. Mas hoje é algo especial...

- Hey, irritante, eu te amo – Sorri após parar de beijá-la (o que demorou um tempo)

- Também te amo, meu bug –

Ficamos ali, rindo de piadas ruins, contando histórias divertidas... Aproveitamos até para lutar contra alguns monstros, pelo menos temos esse gosto por matar em comum hehehe. Tudo estava perfeito, o momento era perfeito, a Kiddo estava perfeita como sempre... Até que... Ela se desequilibrou... E caiu.

- K-kiddo? Hey, Core, não brinque comigo! – Primeiro, eu achei que era uma brincadeira... – Irritante, para com isso! Não tem mais graça! –

Mas ninguém respondeu.

- ...Core? – As lágrimas começaram a escorrer, saiam como água. Meus orbes pareciam torneiras, de tantas lágrimas que saiam... – CORE! KIDDO! – Gritei desesperadamente.

Gritei seu nome, gritei por seus apelidos, gritei com todas as forças que tive, até que eu desisti... E simplesmente aceitei que a Kiddo havia ido embora...

*FlashBack OFF*

Na verdade, a culpa é minha... Por que eu escolhi aquele lugar? Sou tão idiota... Sinceramente, ainda acho que sem mim ela estaria bem melhor... Ela diz que me ama, diz que eu sou o motivo de ela viver... Mas eu sou um Erro do mundo, um bug maldoso que não a merecia...

Mas o mundo fez algo pior que fazê-la não me amar... Ele a tirou de mim.

“Error, o que está fazendo? Se lamentando, que idiota... Por que não está procurando por sua amada? Não acredito que desistiu do amor...” Diz meu subconsciente, me culpando pelo que aconteceu. Fiquei assim por mais um tempo, apenas sofrendo, me culpando, chorando... Até que me dei conta do quão inútil eu sou.

Se eu continuar me lamentando, não adiantará de nada. Ela já morreu, mesmo... Então de que adiantaria eu continuar vivo? Hah, vamos lá... Morrer não deve ser tão difícil assim. Joguei a mim mesmo do penhasco, caindo naquele abismo infinito. À medida que eu caía, lembranças minhas e da Core se passavam na minha mente...

*FlashBack ON*

- Isso não combina comigo! Tira essa coisa de mim! – Berrou ela para uma garota, que insistia em maquiá-la. Ela estava bonita, mas não era a minha Core.

- Mas você está tão linda...! – A garota retrucou.

- Hey, você está incomodando minha Kiddo? – Apareci e falei, num tom sombrio. – Quem você acha que é? Hahaha... Vaza daqui, ou terá um longo Bad Time – Ela saiu correndo e eu fui até a Kiddo.

- Posso me defender sozinha! –

- Ah, claro, foi por isso que eu precisei intervir? Hehehe... Kiddo, está linda –

- Me prefere assim, não é...? – Ela suspirou – Tudo bem, eu vou passar a usar maquia... – Não deixei ela terminar a frase.

- Está linda, mas a minha irritante de sempre é perfeita – Sorri.

- I-idiota! – Ela corou um pouco e depois sorriu.

- ...Eu sou inútil... Sou um peso para o mundo... Por que ainda estou aqui? Por que continuo viva? – Ouvi-a falar. Eu estava escondido, ouvindo aquilo... Eu ouvia os soluços, sabia que ela estava chorando... Mas eu queria descobrir porque ela estava assim.

- Irritante, por que está assim? – Apareci, finalmente, não aguentando vê-la chorar.

- ...Eu preciso morrer... – Ela ignorou minha pergunta.

- Core, o que houve? –

- Saia daqui, seu idiota! Me deixe morrer em paz... –

- Por que está desse jeito? Me conte, o que aconteceu?! – Ela devia agradecer por eu me preocupar com ela... Mas é claro que isso não aconteceria, ela é orgulhosa demais para me agradecer por algo.

- Por que ainda me ama? Como consegue amar alguém como eu? –

- Porque você é a Core, e você é incrível – Sorri.

- Cala a boca! É mentira! Eu nunca vou ser legal como você... Eu nunca vou ter nenhuma qualidade... Eu sou só um erro do mundo... –

- Um erro? Já viu meu nome?! Kiddo... – Suspirei – Kiddo, você é perfeita, para com isso... –

- Seu grande idiota! É por isso que te amo! – Ela me beijou e eu retribuí.

*FlashBack OFF*

Olhando agora, aquilo parece tão meloso... Mas no momento, foi perfeito. Ela conseguiu me mudar, conseguiu me fazer sentir algo... Foi ela quem fez meu coração funcionar direito... Aquela depressiva cinzenta que eu amo tanto...

É claro que na minha mente, se passavam muitos outros momentos, mais bonitos, mas idiotas, mais irritantes, mais cinzentos hehehe... Mas todos foram perfeitos. Ela é, ou melhor... Era perfeita.

Será que aquilo não tinha chão...? Ficarei caindo eternamente, e nunca acharei minha Core... Isso sim é horrível. Não, não... Eu vejo um chão... E eu vejo a... KIDDO? VIVA? Ela me viu caindo, espantou-se e correu, veio até mim. Meus olhos se encheram de lágrimas de felicidade ao vê-la viva, ao vê-la bem...

Como alguém consegue mudar tanto por causa de uma só pessoa? É, pois é, ela me mudou completamente, e é uma das várias coisas que amo nela, a capacidade de fazer tudo ficar melhor.

Eu estava quase chegando ao chão... O impacto seria enorme... Eu provavelmente não sobreviveria, não sou forte como ela. Mas só de vê-la bem... Já faz minha vida ter valido a pena.

Ela se jogou na minha direção e tentou me pegar, mas não conseguiu. Eu sorri para ela e logo caí naquele chão duro, de pedra. Acho que... Morri.

Error! Sans POV OFF

Core! Frisk POV ON

Não! Não! Eu não consegui... Eu sou realmente inútil... Tão idiota, tão irritante, tão... Qualquer coisa ruim, sou eu. Um erro do mundo... Isso me faz combinar com ele, talvez... Mas ainda assim, ainda com o nome de “Error”, ainda que sua única habilidade seja destruir e que ele normalmente não é nem um pouco romântico... Ainda assim, ele é perfeito, e ainda assim, eu sou só a garota sortuda por tê-lo.

Não tenho uma habilidade única a não ser ser irritante, não sou bonita, não tenho nem ao menos cor... Não sou nada. Sou um pedaço inútil do mundo... Então por que eu estou aqui? Para fazer o Error feliz, é claro... Mas acho que qualquer pessoa faria isso melhor que eu. Eu o amo, e sei que ele corresponde meus sentimentos, mas ainda assim... Ainda assim me pergunto como ele consegue amar alguém como eu...

- E-error? Idiota, isso não tem graça...! – Tentei acordá-lo, não adiantou.

Esperei... Tentei novamente... Tirei-o de lá, e vi que seu crânio havia rachado, e agora, estava bem destruído... Só tinha uma solução para isso, e eu não me importo em morrer para fazer isso!

Oh, e se você se pergunta como eu não morri, te respondo que não caí no mesmo lugar que o Error, e sim mais para o lado, onde há uma árvore, que amorteceu minha queda. Mas isso não importa, o que importa é que preciso fazê-lo voltar a viver!

Peguei uma pedra bem grande e fiz uma “armadilha”. Caí propositalmente na mesma e a pedra me esmagou. Então, eu morri...

[RESET]  [CONTINUE]

As duas opções apareceram para mim. Obviamente, eu apertei [RESET]. Vi tudo desaparecer e ser tomado por uma luz branca, segundos depois eu me encontrei no meu corpo de tempos atrás, quando eu estava na escola, brigando com o Error. Aparentemente ainda não estávamos juntos.

- Irritante! Não tem mais nada a dizer?! Ficou sem argumentos?! Hahaha, eu vou... – Interrompi-o com um abraço.

- Eu não acredito que você está bem... – Lágrimas de felicidade saíam dos meus olhos. Não me importei com isso, não me importei com quem estava assistindo nossa “briga”. Tudo o que importava era o Error, e que ele estava bem.

- C-cinzenta, o que está fazendo? – Eu sabia que ele estava corado. Separei nosso abraço no mesmo instante.

- D-d-desculpe, é que eu... E-eu só... –

- Por que me abraçou? Sabe que prefiro quando me beija hehehe – Ele me puxou e me beijou. Por um momento, eu tinha esquecido que ele era um Sans e que se lembrava de tudo antes do RESET.

Então é isso... É uma história melosa e dramática, que não é nem um pouco fofa, mas que é a minha história, que é a história dele e que, futuramente, será a história ouvida pelos nossos filhos.

E eu não me importo com sua opinião sobre isso, porque tudo o que importa... É o Error.

- Não acredito que quase te perdi... – Disse ele - ...Te amo tanto... Minha irritante -


Notas Finais


Happiness: https://spiritfanfics.com/historia/happiness-inktale-6684436

Espero que tenham gostado! Mas provavelmente n gostaram pq ficou ruim e.e
EU VOU REESCREVER, PROMETO

Kissus e bye ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...