História My appa Jimin (Imagine BamBam) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, GRAY, Jay Park
Personagens BamBam, Jimin, Personagens Originais
Tags Bambam, Bts, Got7
Visualizações 62
Palavras 2.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Unicórnios!!! Esse é primeiro capitulo da fic, acreditem ou não mas essa fic foi inspirada em um sonho que tive, então eu espero de gostem... Boa leitura e me perdoem por qualquer erro!

Capítulo 1 - Coreia do Sul?!


Fanfic / Fanfiction My appa Jimin (Imagine BamBam) - Capítulo 1 - Coreia do Sul?!

             P.O.V ALY

Eu me chamo Alyson mas pode me chamar de Aly e eu tenho 15 anos. Atualmente moro com a minha avó paterna aqui no Brasil. A única coisa boa de ter Park Jimin como pai é que ele tem a Su-Bin como mãe. Meu pai tem uma empresa muito famosa na Ásia, e minha mãe era uma modelo brasileira muito famosa. Foi um choque pra todos, apesar de eu ter certeza que meu pai nem sabe da morte da minha mãe.

Eu estava na sala e me veio uma mensagem de um conhecido dizendo que teria uma corrida de carros de rua e perguntando se eu iria aparecer. Eu estava bem afim de aparecer por lá, então respondi que eu iria. Se tem algo que eu amo é carros, eu também amo correr com eles, sabe aquelas corridas de rua? Então, eu vivo participando dessas corridas e na maioria das vezes eu sempre ganho, por isso sou muito conhecida pelos corredores e que gostam de corridas, também tem corridas de aposta de carros, eu sempre levava carros pra casa quando ia pra essas corridas, o legal não é a questão de carros de graça, por que eu não preciso, eu sou rica tenho milhares de carros na minha garagem, o legal mesmo é apenas o gosto de ganhar.

Eu descidi com qual carro eu queria correr, eu ia correr com  uma McLaren12C preta que foi exportada direto de Dubai. Eu gosto muito dos carros de lá, por isso faço questão de exporta- los.

Sai de casa e fui até a garagem e a abri, quando eu abri eu quase tive um ataque do coração. Meus carros não estavam lá, nenhum carro, eu tinha MUITOS carros, muitos mesmo, e TODOS sumiram!

Eu corri para a casa, e gritei pela minha vó.

- Vó!!! Vó!! Meus carros!! Eu acho que eu vou morrer!

Avó- Que que é isso menina? O que houve?!

- Meus carros vó!! Eles sumiram!!

Avó- Se acalma, fui eu que os tirei de lá- Ela disse e eu me acalmei

- Foi você que roubou meus carros?

Avó- Eu não roubei seus carros!!

- Onde eles estam?

Avó- Coréia do Sul

- É o que ein?!?

Avó- Isso mesmo!

- Por que caralhos você fez isso?!?!

Avó- Tú olha como você fala comigo!! 

- A senhora pode me explicar melhor?

Avó- Vem, vamos nos sentar- Ela diz me levando até o sofá e me sentando nele.

- Por que a senhora levou meus carros pra Coréia? Eu queria ir em uma corrida hoje...

Avó- Você não devia ir nessas corridas, na verdade você não deveria dirigir, não tem idade pra isso...

- E é por isso que eu tenho identidade falsa caso algum policial me pare, e as corridas não tem nada demais.

Avó- Você vai morar na Coréia...

- Por que a gente vai se mudar pra Coréia?

Avó- A gente não vai pra Coréia, você vai pra Coréia

- Eu não estou te entendendo?

Avó- Você vai começar a morar com o Jimin...

- Como assim?!- me levanto do sofá

Avó- Ele é o seu pai, e agora que sua mãe morreu você tem que morar com ele!

- Não!! Ele não é meu pai!!! 

Avó- Por favor! Não dificulte as coisas,netinha!

- Não!!! Eu não vou!! Ele não é meu pai!!- grito já chorando e subo para o meu quarto

Fico na minha cama chorando, no momento eu só queria o abraço da minha mãe, sentir o seu cheiro... Acabei dormindo enquanto chorava.

Acordei com o rosto todo amassado e vermelho por conta do choro. Ouço alguém batendo na porta.

- Entra vó!

Avó- Bom dia, netinha! 

- Bom dia Vó!

Avó- Você não está brava com a vovó não né?- Ela pergunta e eu me viro pra ela 

- Claro que não! Você não tem culpa pela relação que eu tenho com o meu pai, só quer que sua neta tenha um pai, mas aceite vó,isso não é impossível...- Disse me aproximando 

Avó- Minha netinha, você vai pra Coréia né?

- Não vózinha... Não vou... Por isso acho melhor dar um jeito de tirar meus carros de lá- Digo com um sorriso fechado

Avó- Por favor, me escuta!! Se não vai fazer isso pelo Jimin, se não vai fazer isso por você mesma... Faça isso por mim, faça pela sua mãe...- Ele dizia segurando minhas mão e olhando em meus olhos.- Vai ser melhor pra você, você terá mais pessoas te rodiando, irá para escola e não ficará em casa tendo aulas particulares...

- Vó, você não me entende, olha,eu gosto de ter aulas particulares e acredite ou não, eu gosto de ficar sozinha ás vezes... E eu sou feliz assim, o Jimin vai destruir a minha vida, vai me proibir de ter carros por que só tenho 15 anos, vai me proibir de correr, você sabe que corrida e carros são a minha paixão, eu não vivo sem isso!

Avó- Eu sei disso, por isso falarei com ele, para que ele não se meta com seus carros, tanto que ele fez uma garagem enorme só para os seus carros... Ele ainda está um pouco confuso sobre uma garota de 15 anos colecionar carros, mas, não se preucupe... Eu só te peço, vá com o seu pai, por favor!

- Tudo bem, eu vou com o Jimin...- Eu digo e minha avó me abraça forte

Avó- Você ainda vai perdoar e amar seu pai... Bom, você vai morar com o seu pai, sua madrasta e seus dois meio irmãos.

- Irmãos? 

Avó- Sim, sua irmã mais nova de 12 anos Lisa, e seu irmão mais velho Mark de 17 anos

- Perai, mais velho?

Avó- Sim, a Lisa é do Jimin e da sua madrasta, já o Mark é do primeiro relacionamento dela...

- Huum, ele é casado? 

Avó- Sim...

- Qual é o nome dela?

Avó- Ha-Eun...

- Eu vou arrumar minhas malas então...

          P.O.V JIMIN

Eu estava muito ansioso, minha mãe me ligou dizendo que ela tinha aceitado vir morar comigo. Eu estava feliz e com medo, mais eu queria tanto poder abraçar a Alyson e dizer que eu senti a falta dela.

Eun- Nervoso?

JM- Muito!

Eun- Se acalme...- Diz se sentando ao meu lado

JM- Não dá! A minha própria filha me odeia e eu não quero ela odeie ainda mais...

Eun- Ela não te odeia, Jimin!

JM- Claro que me odeia!

Eun- Ela é sua filha! Ela não te odeia, ela está magoada, e sem ofensa mas, ela tem motivos...

JM- Eu sei que tem...

Mark- Appa, omma!!!

JM- Estamos aqui filho!

Mark- Oi appa! Oi omma!

Eun- Oi filho!

Mark- Appa, você está bem?

JM- Eu? Tô ótimo! Por que a pergunta?

Mark- Por que você tá com o cu na mão...- Disse de forma óbvia

Eun- Olha a boca!

JM- Chama a Lisa, nós precisamos conversar...- digo e ele sobe as escadas

Eun- Se acalma... Ela vai chegar quando?

JM- Amanhã à tarde com a minha mãe...

Eun- Lembra de uma coisa: Você é o pai dela, e não importa o que ela diga, ela no fundo sabe que te ama e que isso que ela sente é apenas mágoa... 

JM- Ok...

Lisa- Appa e omma o que querem falar?

Eun- Sentem-se no sofá, o appa tem algo a falar...

JM- Bom, vocês sabem que eu tive outra mulher antes da Ha-Eun e que com essa mulher, eu tive uma filha...

LS- Sabemos appa...

JM- Então,eu quero estar mais perto dela, ela é minha filha, e apesar de eu amar vocês, ainda sinto falta dela... E eu quero que ela venha morar conosco, o que vocês acham?

Mark- Bom, eu gostaria de ter uma irmã nova...

LS- Concordo com o Mark! Vai ser legal ter uma irmã mais velha!

JM- Jura? Vocês gostaram da notícia?

LS/Mark- Claro!

JM- Que alívio!- disse com a mão no coração

Mark- Quantos anos ela tem?

JM- 15 anos

Mark- Ela é um pouco mais nova, vai ser legal!

LS- Ela vai estudar com a gente?

JM- Sim

Mark- Quando ela vai chegar?

Eun- Amanhã à tarde com a vovó

JM- Bom, vão para seus quartos vocês tem aula amanhã...- digo e eles se despedem e sobem as escadas

Eun- O que houve?

JM- Como?

Eun- Tem algo a mais te encomodando, o que é?

JM- Minha mãe está me escondendo algo...

Eun- Por que acha isso?

JM- Por que eu sinto que ela tá me escondendo algo sobre a Caroline...

Eun- E o que te faz suspeitar?

JM- Sempre que eu pergunto sobre ela minha mãe enrola a resposta ou muda o assunto...

Eun- Entendo, mas você acha que ela pode estar te escondendo algo?

JM- Olha, eu posso não estar mais com a Caroline, mas eu ainda me importo com ela. Entende? Ela foi importante pra mim e me deu a Alyson, eu quero que ela esteja bem...

Eun- Eu entendo, mas se acalma, quando ela chegar amanhã você tira tudo a limpo...

JM- Você tem razão, tenho que dormir...

              P.O.V ALY

Eu estava em um avião, com a minha vó. Eu acabei dormindo...

Horas depois...

Avó- Alyson! Alyson! Acorda!

- Que foi vó?

Avó- Já chegamos!

Pegamos nossas malas e saímos do avião.

Avó- Chamei um táxi,vamos - Ela disse e assim entramos no táxi que nos levou até a casa de Park Jimin.

Depois de alguns minutos, chegamos em frente de uma mansão tão grande quanto a que eu tinha no Brasil. Em frente a mansão vi o Jimin, uma mulher que deveria ser minha madrasta e uma garota e um garoto que devem ser meus irmãos.

Minha avó saiu do carro muito rápido e pela janela pude ver ela abraçando o Jimin e o resto das pessoas. Ela fez um sinal com as mãos me chamando então eu respirei fundo e pus meus pés pra fora do carro, a partir daí pra mim, tudo estava em câmera lenta. Olhei pra minha avó que estava com um sorriso lindo no rosto quando me viu saindo do carro, e olhei pra Jimin, seus olhos estavam marejados, ele veio até mim e me olhou por uns 5 segundos e depois me abraçou forte, eu ia empurra-lo mais olhei pra minha vó, que estava com uma cara que dizia "Nem pense em fazer isso", então eu apenas retribui o seu abraço sentindo algo molhado em minhas costas. Jimin estava chorando, em poucos segundos senti meu olhos marejarem, não sabia o que estava acontecendo, todo aquele sentimento ruim que eu tinha pelo Jimin sumiu, e a única coisa que sobrou foi saudade, muita saudade.

JM- Eu senti sua falta,filha- disse com a voz embargada por conta do choro

- Por que não me procurou, então? Por que simplismente fingiu que eu não existia?- Digo com uma voz um pouco modificada por conta das lágrimas que eu fazia questão de segurar

JM- Eu nunca fiz isso, não tinha um dia que eu não pensava em você, eu não ia te procurar por vergonha, por medo de você me odiar mais ainda...- Ele separa nosso abraço e olha em meus olhos- Eu te amo, filha! E não tem um dia que eu não me acho um lixo por não ter te dado atenção que você merece...- diz e com essas palavras segurar meu choro foi quase impossível, então eu apenas deixei as lágrimas caírem. Jimin me olha com um olhar triste-  Me desculpa, por te fazer sofrer, filha...

- Eu não sei se te perdoo por completo, sem sobrar nenhum tipo de magoa, mas, eu juro que vou tentar, Jimin...- Digo tentando evitar o contato visual

JM- Você consegue me chamar de pai?

- Não, eu não consigo... 

JM- Eu entendo... Bom,conheça sua madrasta.

Eun- Prazer Alyson, eu me chamo...- eu a interrompo

- Ha-Eun... Minha avó falou de você, mas não se preucupa, só coisa boa...- Disse a fazendo rir. Eu nunca teria raiva dela só porque ela é a esposa só meu "pai", ela não tem culpa de nada e parece ser muito legal.

Eun- Você é um figura Alyson- Diz sorrindo

- Vocês podem me chame de Aly se quiserem- Digo me esforçando pra ser simpatia 

Avó- Ela tá se esforçando mesmo- Diz rindo

Eun- Como?- pergunta confusa

Avó- Ela não deixa as pessoas que ela não conhece muito bem a chamar de "Aly"- Ela diz. Minha vó tem razão,eu odeio isso

Eun- Se você não quiser eu posso chamar você de Alyson mesmo- Disse parecendo preucupada

- Não, não se preucupe, eu não me importo...

Avó- Esses são seus irmãos...- Disse apontando para o garoto e para a garota.

LS- Eu me chamo Lalisa, mas pode me chamar de Lisa eu tenho 12 anos.- Diz sorrindo, eu percebi que tanto a Eun quanto a Lisa são tailandesas.

Mark- Prazer,me chamo Mark, eu tenho 17 anos- Diz dando um sorriso bem aberto

Eun- Vamos entrar- disse e assim entramos na casa a Lisa e o Mark me mostraram a mansão e me apresentaram meu quarto, que por incrível que pareça estava do jeito que eu gostava. "Certeza que tem dedo da vovó nessa história" pensei

Voltamos para a sala e vimos Jimin, Eun e a vovó conversando.

Eun- E aí? Gostou da casa?

- Sim é bem aconchegante- disse me sentando no sofá

JM- Alyson, já te matrículei na escola dos garotos...

- Eu tenho mesmo que ir pra escola?- perguntei

JM- Ué? Mas você não ia pr escola no Brasil,não?

- Não, eu tinha professor particular...

JM- Mas por que? Escola é tão bom, pra socializar, fazer amigos...

- Não... Quem precisa socializar se tem internet em casa? E sobre amigos, eu tinha todos lá na corrida... Em falar nisso, onde está os meus carros...

Avó- Demos todos- Diz rindo

- COMO É QUE É?!? Pirou velha!?

Avó- É brincadeira!- Diz rindo

- Faz isso não! Meu coração quase saiu pela bunda- Digo com a mão no peito

JM- Tem uma garagem só para os seus carros e aqui tá o controle da garagem- Disse me estendendo um controle

- Obrigada!- Digo sorrindo 

JM- Mas por que uma garota de 15 anos tem tantos carros

- Pra dirigir?

Mark- Mas, nem eu tenho idade pra dirigir e você tem?

- Já ouviu falar de identidade falsa?

JM- Alyson!!

- Ué? É verdade! Quando um policial me parar é só mostrar a identidade e abilitação falsa...

JM- Mãe! Jura que você deixa ela fazer isso?

Avó- Ela gosta de carros!! Levem uma frase pra vida de vocês "Nunca se meta entre Park Alyson e seus carros".

JM- Mas porque tantos?

- Eu gosto de carros e os coleciono, também vou pra corridas, na verdade era muito famosa nas corridas...

JM- Corridas?

- É! Corridas de rua...

Mark- Tipo de "Velozes e furiosos"?!- pergunta animado

- É bem parecido...

LS- Que legal!

JM- Meu Deus!!- Diz rindo e ao mesmo tempo confuso

Fiquei conversando com todos eles estou me dando muito bem com o Mark e com a Lisa.

JM- Aly?

- Fala...

JM- Como vai a Caroline?

- Caroline?

JM- É! A sua mãe, como ela vai?

- A vovó não te contou?

JM- Contar o que?- Uma lágrima cai e rolou pela minha bochecha- O que houve? Por que está chorando?- Ele pergunta e eu rapidamente limpo minhas lágrimas

- Não, nada... E... Eu vou ver os meus carros- Disse e peguei o controle da garagem que estava na mesa e sai rapidamente.

            P.O.V JIMIN

JM- Mãe, por que ela ficou assim? Aconteceu algo? A Carol tá doente? 

Mãe- Não, bem... Há alguns meses atrás a Carol estava em uma limousine indo até um desfile até que um carro desgoverndo bateu na lateral do veículo e ela... Ela não resistiu e morreu na hora...- disse com lágrimas nos olhos

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, e perdoem qualquer erro!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...