História My baby - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki
Tags Kakanaru, Kakashi, Lemon, Naruto, Yaoi
Visualizações 91
Palavras 2.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieeeeeeeeeee depois de mil anos voltando yeyyyy não eu não estou morta tá gente, só minha imaginação q tá morta mesmo, mas ok, desculpem se tiveruitos erros e muitas coisas nada a ver umas com as outras, mas eu tô com sono tá, são 3 da manhã e eu tô soninho, mas n vou dormir pq sou rebelde :p bem espero q gostem e espero q perdoem a demora imensa e se n querem ler um monte de pensamentos provavelmente apareceu algo parecido no último cap, n leiam o final pq eu já n sei oq apareceu no último é n vou reler :3

*notinha-essa capa bosta q tá na Fic fui eu q fiz e eu imploro, por favor, comecem a pedir pra eu tirar pq daí da pra eu tirar pq eu só coloquei pra uma pessoa admitir uma coisa, entoa, por favor, me peçam pra retirar isso daí qnts uma bosta*

Capítulo 3 - Usado


Fanfic / Fanfiction My baby - Capítulo 3 - Usado

Tsunade: Hataque!

A voz alta e grossa da sua chefe mostrava que ela estava brava com algo, provavelmente algo que Kakashi havia feito errado, o Hatake suspirou e levantou os olhos do notebook, somente para ver o rosto zangado da loira, esta que tinha as maos na cintura, em uma delas algumas folhas, ela se aproximou, em passos firmes que dariam calafrios a qualquer um, menos ao Hatake, que já conhecia bem a atitude brava de sua superior, ao chegar perto da mesa do homem ela jogou os papeis sobre a mesa dele, o prateado levantou a sobrancelha e pegou os mesmo olhando a mulher.

Kakashi: O que seria isto? (sua voz saira de forma de forma baixa e desinteressada,  o que fez a mulher se irritar mais ainda).

Tsunade: Como você pôde mandar isso desse jeito? Não tem uma única informação útil! O que deu em você Kakashi? (perguntou gesticulando, o homem suspirou e soltou as folhas).

Kakashi: Não me deram mais informação, não da de fazer nada se não dão a informação necessária, não posso chegar e inventar algo falso.

Tsunade: Claro que não, mas podia ter se esforçado mais!

O homem a olhou incrédulo, ela não entendia que ele simplesmente não podia fazer uma matéria sem que lhe dessem a informação necessária? Não podia propriamente escrever algo falso, ia contra todo o que ele acreditava, nunca ele mentiu em toda a sua carreira de jornalista, não iria começar agora.

Tsunade: Kakashi, por favor, volte lá e tente arrancar algo, não podemos publicar isso com tão pouca informação.

Kakashi: Porque não manda outra pessoa? Assim pode ser que lhe dêem mais informação, já que a mim,  com toda a certeza, não vão dizer nada.

Tsunade: Pelo menos tente, Kakashi, você é o melhor jornalista dessa redação, eu confio em você (ela o olhou nos olhos, aquilo era chantagem, e o homem sabia).

A loira sabia muito vem que ele não queria fazer aquela reportagem, mas ela não queria ceder e deixar outro qualquer fazer, porque ela era toa cabeça dura? O homem suspirou, focou os olhos nos dela, se levantou e deu a volta na mesa, sempre sendo seguido pelos olhos atentos da mulher, ele pegou seu casaco e saiu sem dizer mais nada, a mulher sorriu para o nada, saiu também, somente tendo tempo de ver as costas do Hatake antes das portas do elevador se fecharem.

-x-x-x-

Sasuke: Vamos (falou se levantando e olhando o Uzumaki).

Naruto: O que quer mostrar? (olhou o maior e se levantou também, o seguindo para fora da sala).

Sasuke: Logo verá, vamos.

O Namikaze suspirou e seguiu o outro em silêncio, porque ele não dizia de uma vez o que queria mostrar? Ele sabia que Naruto odiava ficar sem saber de algo, mas mesmo assim continuava a esconder dele as coisas, desceram os dois andares da escola e saíram no pátio, o loiro continuou a seguro o outo em silêncio, o Uchiha tinha as mãos nos bolsos e andava de forma lenta, sempre olhando para a frente, ao contrário do Uzumaki que desviava os olhos para ver as pessoas que passavam, algumas acompanhadas, conversando entre si, outras sozinhas, provavelmente indo até alguém.

Sakura: Sasuke-kun (a voz melosa da rosada soou nos ouvidos de Naruto, o que o fez suspirar, o que aquela garota chata queria dessa vez?) Você sumiu, pensei que viria comigo e com a Ino pra escola (se aproximou colocando os braços em volta do pescoço do Uchiha).

Naruto revirou os olhos, o perfume extremamente doce da garota tinha um cheiro enjoativo, como Sasuke conseguia aguentar? Isso era algo que o Uzumaki não sabia, viu a rosada se colocar nas pontas dos pés e dar um selinho nos lábios do Uchiha, este que não recusou, mas também não correspondeu, o que fez a mesma formar um bico em seus lábios, exageradamente pintados de vermelho sangue.

Sakura: Você não quer se juntar a nós? (apontou para trás, onde estava Ino sentada no pé de uma árvore, ela olhava o que a amiga fazia).

Sakura sussurrou algo, que logicamente o Uzumaki não conseguiu ouvir, no ouvido do Uchiha, ele deu um pequeno sorriso de lado e olhou o loiro.

Sasuke: Eu vou com elas, se falamos depois ou vem junto?

Sakura fez uma careta ao ouvir o convite do Uchiha, todos sabiam que ela odiava o Namikaze, isso não era segredo para ninguém, tal como não era segredo que o mesmo não gostava nem um pouco da garota, Sasuke sabia bem que o amigo não iria querer, por isso nem esperou a resposta do mesmo, foi logo andando junto da garoto com a voz mais irritante do mundo, o Uzumaki suspirou, doía ser abandonado daquele jeito, e doía ainda mais ser trocado por uma chiclete despeitada, ele deu a volta, caminhando novamente para a sala, não tinha mais vontade de ficar ali.

-x-x-x-

Kakashi chegou na enorme mansão, suspirou, não tinha vontade alguma de fazer aquilo, tocou a campainha, cogitando a ideia de sair dali e pagar para alguém lhe bater, para que pudesse fingir que foi assaltado, mas parou de pensar nisso ao ouvir uma voz fina de uma mulher pelo interfone.

Mulher: Quem é você? (perguntou vendo o rosto do prateado pela câmera).

Kakashi: Sou Kakashi Hatake, jornalista do jor... (sua voz foi cortada na hora).

Mulher: Pode ir embora, já falamos que não diremos nada! (sua voz era brava, ela parecia bem irritada).

Kakashi: Eu só quero algumas informações e...

Mulher: Já dissemos tido o que tínhamos a dizer! Vá embora agora, ou eu chamo os seguranças (ameaçou correndo novamente a voz do prateado).

Kakashi suspirou e se afastou, indo em direção ao seu carro, não sabia o que poderia dizer a sua chefe, com certeza a loira o mataria por não ter conseguido mais nada, entrou no carro e deu partida, teria de pensar em uma desculpa muito boa para dar a mulher, ela não aceitaria que eles simplesmente não queriam lhe dar informações, olhou para a frente, podendo ver a estrada onde passavam diversos carros, respirou fundo e começou a se preparar psicologicamente para a brinca que levaria assim que chegasse perto de sua chefe.

-x-x-x-

Naruto se levantou rapidamente, jogando suas coisa de qualquer jeito dentro da mochila, colocou a mesma no ombro, desejando com todas as forças que Sakura continua-se a distrair o Uchiha, não queria falar com ele, saiu da sala praticamente correndo e andou em passos apressados pelo corredor, vez ou outra esbarrando por algum aluno que saia apressado de sua sala.

Pode ouvir a voz do Uchiha chamando por seu nome, porém ignorou, aumentando a velocidade de seus passos até chegar na escada, a qual desceu quase de dois em dois degraus, precisava de um tempo para pensar em tudo, coisa que ainda não havia conseguido fazer naquele dia, chegou no pátio e andou em direção da saída, porém parou ao sentir uma mão segurar firmemente seu ombro. O Uzumaki não precisava olhar para trás para saber que aquele toque conhecido era de Sasuke, não demorou cinco segundos e ouviu a voz do moreno.

Sasuke: Vamos juntos? (ele não esperou a resposta do menor, sabia qual seria, passou do lado dele andando em direção do estacionamento da escola).

Naruto suspirou e começou a andar atrás do garoto, estava cansado de ser tão fraco, sempre fazia tudo o que o moreno lhe pedia, ele era facilmente manipulado, obedecia a tudo o que o Uchiha mandava, e se os estivesse olhando nos olhos, ai nem pensava em negar, o mais velho o conseguia convencer de tudo o que queria, entraram no carro do moreno, o Namikaze encostou a cabeça na janela, vendo as pessoas andando na rua, e pensando que estava fazendo merda ao aceitar ir com o Uchiha.

-x-x-x-

Kakashi virou a rua, podendo ver que passava do lado da escola de Naruto, olhou o portão e pode ver o Uzumaki sair junto de um cara moreno, viu os mesmos se aproximarem de um carro, que estava em uma área guardada só para os alunos da escola, o moreno abriu a porta parano loiro, este que entrou no carro de cor negra, Kakashi viu o moreno dar a volta no carro, entrar e, então, dar partida. O prateado sentiu um aperto no peito, colocou a mão sobre o local de seu coração e fechou os olhos com força, apertando o volante com sua outra mão, enquanto tentava, inutilmente, prender as lágrimas.

Respirou fundo, não podia ficar assim, afinal, ele não tinha nada com o menor, não tinha o direito de exigir algo a ele, não tinha o direito de se sentir daquele jeito, porém era inevitável, o que para o Uzumaki, provavelmente, havia sido só mais uma transa, para o Hatake havia sido muito mais. Soltou o ar de seus pulmões e voltou a dirigir, só notando naquele momento que havia ficado parado no meio da estrada, com uma fileira de carros atrás de si.

-x-x-x-

Sasuke: Entre (disse abrindo a porta da casa para o menor, este que entrou, hesitando um pouco).

Os dois seguiram pela escada, o Uzumaki olhava em volta, vendo os quadros da família na parede, chegaram no como da escada e se dirigiram ao quarto, Naruto já sabia bem o caminho até o quarto do amigo, de tantas vezes que transavam lá depois da aula, tal como o outro já sabia o caminho até o seu quarto, entraram no cômodo, os dois deixaram a mochila no chão, ao lado da porta, Naruto se sentou na cama, não queria estar ali, era um fato, mas também era um fato que ele não conseguia negar nada a Sasuke Uchiha.

Sasuke: Quer brincar? (o Uchiha se inclinou, ficando com o joelho entre as pernas do loiro e as mãos uma de cada lado do corpo do mesmo).

Naruto se assustou, não havia notado o maior se aproximar de si, Sasuke aproximou mais o rosto, não esperando resposta alguma do garoto, aliás, não precisava de resposta, nunca precisaram de palavras, não precisariam naquele momento. Uniu os lábios com os do menor, o empurrando lentamente para se deitar, ficando por cima do pequeno corpo, Naruto segurou os ombros do Uchiha, na inútil tentativa de o afastar.

Desistiu de resistir, não valeria a pena, então apenas se entregou ao beijo, este que, naquele momento, não tinha o mesmo gosto que os outros, não tinha o mesmo calor, o mesmo sentimento, apertou os olhos, e puxou o cabelo do maior para colar ainda mais os lábios, sentiu as mãos do maior começarem a descer por seu corpo, podia sentir o membro do moreno começar a ganhar vida.

A mente de Naruto começou a funcionar e, na escuridão que as pálpebras provocavam, ele começou a ver Kakashi, começou a lembrar da noite que tivera com o homem, abriu os olhos rapidamente e se sentou, afastando o corpo do Uchiha do seu, ficou olhando a parede, sua respiração era ardente e ele começava a suar frio.

Sasuke: O que foi? O que aconteceu? (perguntou olhando o garoto que praticamente o havia jogado no chão).

Naruto: Na... Nada (se levantou da cama) A... Acho melhor eu ir (ia pegar sua mochila, porém foi impedido pelos braços do Uchiha que circulavam sua cintura).

Sasuke: O que aconteceu? Vai dizer que tem algo mais importante para fazer que se divertir comigo? (perguntou e, assim que acabou de falar, passou a língua desde a mandíbula do menor até a orelha, onde deu uma leve mordida, ouvindo um baixo gemido sair do garoto).

Naruto: Sa... Sasuke acho melhor eu ir (disse tentando se afastar).

O Uchiha o ignorou e começo a trilhar beijos pelo pescoço do Namikaze, o loiro fechou os olhos e permitiu que o mais velho continua-se com os beijos e toques, tentando ao máximo não pensar no Hatake, o que parecia ser uma missão impossível. O Uzumaki ouviu um barulho, e percebeu Sasuke se afastar no mesmo minuto, não demorou muito até ouvirem duas batidas e então a mãe de Sasuke aparecer na porta.

Mikoto: Meninos, querem comer algo? (olhou de um para outro, Sasuke se sentou na cama e Naruto pegou rapidamente sua mochila).

Naruto: Não, eu... Preciso ir para casa.

O loiro correu para fora do quarto, antes que o Uchiha disse-se mais alguma coisa.

-x-x-x-

Naruto entrou em casa e foi direto para o quarto, se jogou na cama olhando o teto, sentia sua cabeça pulsar, parecendo que iria explodir pela dor, suspirou e fechou os olhos, colocando o braço sobre os mesmos, era a primeira vez, desde que conhecia Sasuke, que ele hesitar em transar com o mesmo, suspirou, era tudo culpa de Kakashi, porque ele tinha de ter vindo? Se virou de lado e abraçou o travesseiro, ficando encolhido na posição fetal.

Não conseguirá ainda processar muito bem o fato de ter passado a noite com o Hatake, sabia que havia errado, como se já não bastasse Sasuke, que não sentia nada por ele e o usava como um boneco que poderia jogar fora e trocar a qualquer hora, ainda tinha de aparecer o prateado, que fez exatamente o mesmo, o usou, se divertiu, e depois o jogou fora. Não queria mais ser usado, mas não conseguia evitar, ele gostava do Uchiha, mesmo sabendo que o moreno não nutria sentimento algum por si, mas, ao mesmo tempo, sentia que, talvez, senti-se algo pelo Hatake, afinal, ele se entregará para ele, como nunca se entregou para ninguém, mas, tal como o moreno, Kakashi somente se aproveitar a dele, pelo menos era isso que o loiro pensava.

Provavelmente o maior não sentiu nada, além de prazer, naquela noite, a forma como o tratará na manhã seguinte só provava isso, porque estava pensando naquilo? Era inútil ficar lembrando algo que nunca mais aconteceria, e que nunca deveria ter acontecido, sabia que, provavelmente, naquele momento Kakashi estava com outro qualquer, ou outra, talvez já nem liga-se mais para a noite que tiveram. Pensar nisso fazia o coração do Namikaze doer mais do que já estava doendo, porque a sua mãe tinha de colocar logo ele para cuidar de si? Poderia ter escolhido qualquer pessoa, e escolheu logo ele.

Naruto: Droga! (jogou o travesseiro longe e se voltou novamente para o teto) Sou realmente um idiota (falou para o nada, ouvindo silêncio como resposta).


Notas Finais


Aeee espero q tenha gostado, volto daqui a mais 3 mil anos... Ainda tem alguém esperando continuação disso daqui?... Não, acho q não, mas ok, vai q né, tem louco pra tudo... Emfim, espero q tenham gostado, espero q n esteja mt bugado é espero ter comida pra mim na geladeira oq eu tô morrendo de fome


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...