História My Baby Boy? - Capítulo 10


Escrita por: ~

Exibições 300
Palavras 1.339
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acho que essa foto não tem nudez certa... mas enfim, está aí, se eu me envolver com problemas no spirit, e a fic por apagada, vocês sabem o porquê.
CAPÍTULO CONTÉM INADEQUAÇÕES PARA MENORES DE 18 ANOS
SEXO EXPLÍCITO, PALAVRAS CHULAS E DE BAIXO CALÃO
estão avisados
Tchau


Boa Leitura

Capítulo 10 - Fuck Me, Daddy.


Fanfic / Fanfiction My Baby Boy? - Capítulo 10 - Fuck Me, Daddy.

My baby Boy?

Capítulo 10:

Fuck Me, Daddy

Autor Pov‘s On

 

SeokJin pegou Jimin no colo, fazendo o acastanhado enlaçar sua cintura com as pernas, o maior deu um sorriso sugestivo enquanto abria a porta de modo desajeitado. Se aproximou da cama com certa dificuldade sentindo Jimin começar a distribuir inúmeros selares por seu pescoço, o que deixava certamente desnorteado, ali era seu ponto fraco.

 

Depositou o menor na cama, ficando por cima do mesmo, e o olhando nos olhos. Até mesmo nessas horas Jimin era extremamente fofo... Colou seus lábios nos do outro em um beijo fervente, enquanto apertava a cintura do mesmo com possessão, ouvindo baixos gemidos entre o beijo. Assim que se separaram um pouco ofegante, pode ver o sorrisinho no rosto de Jimin, que levou as mãozinhas pequenas até o botão da camiseta de SeokJin começar a desabotoa-la, assim que o fez, a tirou com pressa, logo colando seus lábios nos do outro novamente.

 

- Será uma pena tirar esse seu lindo uniforme. – SeokJin sussurrou no ouvido de Jimin, mordendo o lóbulo da orelha do mesmo.

 

O moreno começou a distribuir selos, mordidas e chupões pelo pescoço alvo de Jimin, que soltava inúmeros ofegos e gemidos baixos. O menor fechou os olhos, apreciando ainda mais as caricias, enquanto sentia as mãos ágeis de SeokJin passearem por seu corpo. O maior se afastou de Jimin, e retirou seu uniforme, mordendo o lábio inferior logo em seguida, o acastanhado estava com uma calcinha rosa clara, que por sinal estava marcando seu membro rijo, e quase transparente pelo pré-gozo que escorria do membro desse.

 

- Jimin, assim você vai me matar. – SeokJin sussurrou, vendo Jimin virar o rosto para o lado completamente envergonhado.

 

SeokJin desceu seu rosto para perto do abdômen de Jimin, distribuindo beijos naquela área, levando suas mãos para as coxas fartas de Jimin, e as apertando. A cada beijo molhado que deixava no corpo do menor, ouvia um baixo gemido do mesmo, que estava ficando enlouquecido pelo prazer. Seu membro latejava o deixando com uma pequena dor incomoda. SeokJin percebendo isso, se aproximou daquela área sensível, e puxou a calcinha, fazendo ela deslizar pelas coxas fartas de Jimin, que suspirou em alivio ao sentir seu membro livre daquele pano apertado.

 

- Está com grandes problemas, baby boy. – SeokJin disse sorrindo malicioso. – Será que eu deveria ajudar?

 

Jimin o encarou nos olhos, mordendo o lábio inferior.

 

- P-p-porra, SeokJin... – Jimin murmurou.

 

O moreno apenas riu e continuou o encarando.

 

- Vamos lá, peça com jeitinho, baby boy

 

- H-h-hm... Daddy, por favor, m-me ajude. – Jimin pediu de um jeito manhoso.

 

SeokJin sorriu satisfeito, antes de pegar o membro latejante de Jimin entre os dedos antes de levar a sua boca, começando com movimentos calmos. O acastanhado já não segurava mais os gemidos, o menor agarrou os lençóis com uma força desnecessária e fechou os olhos, enquanto sentia espasmos em seu corpo. Aquilo estava o levando a loucura, e quando deu um gemido mais prolongado acabou se desfazendo dentro da boca de SeokJin. Jimin estava completamente ofegante.

 

- Você fica lindo assim. – SeokJin disse, lambendo os lábios e encarando Jimin, que por sua vez corou ainda mais.

 

Na visão do moreno, Jimin estava extremamente fodível, com os cabelos bagunçados, alguns fios grudados em sua testa pelo suor, as bochechas avermelhadas, e as pupilas dilatadas em completo êxtase. Jimin sorriu e se ajoelhou na cama, enquanto encarava SeokJin nos olhos, as vezes se perdia naquela imensidão ônix.

 

O menor se aproximou de SeokJin, tirou a camiseta do mesmo, deixou selares pelo pescoço alvo desse. Passou sua mão no abdômen um tanto definido de SeokJin, o arranhando com as pequenas e afiadas unhas. Foi descendo até o cós da calça do moreno, desabotoando e a tirando. Desceu seu rosto até aquela proximidade, e com um sorriso malicioso falou:

 

- Daddy, fode a minha boca.

 

Aquele momento, Kim tinha mandado sua sanidade para o inferno, e retribuiu o sorriso malicioso para Jimin, que tirou a box de Jin, pegando o membro do mesmo, vendo que estava completamente rijo, e com a glande avermelhada e pulsante.

 

- Com todo prazer, baby boy.

 

Jimin colocou o que coube do membro de SeokJin em sua boca, escutando um gemido rouco do mesmo logo em seguida. O moreno levou sua mão até o cabelo castanho do menor, e o segurou com violência, e começou a ditar os movimentos. Jimin não se importava de ter o pênis de SeokJin tocando sua garganta, mesmo que fosse um tanto incomodo. O maior estava em completo êxtase. Ter seu membro acomodado na boca quentinha e pequena de Jimin era simplesmente maravilhoso. Em mais alguns minutos SeokJin gozou na boca de Jimin, que o encarou, e engoliu tudo. O menor ainda se afastou dele, e levou o polegar até o canto de sua boca, onde tinha escorrido um pouco do esperma, passou o seu dedo, e em seguida levou a boca, em uma pose sensual, fazendo SeokJin respirar fundo.

 

- Fiz direito, daddy? – Jimin perguntou, fingindo um sorriso inocente.

 

SeokJin apenas sorriu e puxou o menor para si em um beijo completamente afoito, cheio de luxúria e sentimentos amais. Antes de se separarem, o moreno deixou uma mordida no lábio inferior de Jimin, tirando um filete de sangue.

 

- De quatro, baby. – SeokJin mandou, e Jimin obedeceu, um pouco contragosto.

 

- E-eu não gosto de ficar nessa posição. – Jimin reclamou.

 

- Shiu, sem reclamações, se não vai ser punido. – O maior respondeu, dando um tapa na nádega farta e branca de Jimin, que avermelho, ficando com a marca de seus dedos.

 

O acastanhado gemeu baixo, mordendo lábio inferior com uma certa força, sentindo um leve gosto metálico em sua boca. Sentiu SeokJin apertar sua cintura, enquanto deixava selares por suas costas. Deu um baixo gemido dolorido ao se sentir penetrado pelo dedo de SeokJin, a dor era incomoda, mas suportável. Logo o segundo dedo, onde o maior fez movimentos de tesoura o alargando, a dor apenas aumentou... Mas logo SeokJin retirou ambos os dedos, e substituiu por algo bem maior.

 

Jimin evitou o grito de dor, deixando-o preso em sua garganta, os olhos ficaram marejados, o menor respirou fundo tentando se acostumar com a dor. Mas era complicado, era como ser rasgado ao meio. SeokJin deixava selares pelas costas do acastanhado, tentando relaxa-lo. Levou uma de suas mãos até o membro do menor e começou a masturba-lo, Jimin soltava baixos gemidos começando a esquecer daquela dor insuportável.

 

- Pode se mexer. – O menor falou.

 

SeokJin apenas mordeu o lábio inferior, e gemeu em sincronia com Jimin ao se mexer dentro do mesmo. Começou com movimentos calmos, logo aumentando conforme os gemidos de ambos.

 

- M-m-me fode, daddy! – Jimin pedia sem vergonha alguma.

 

SeokJin deixou um sorriso sacana escapar. Ele apenas aumentava o ritmo das estocadas, ouvindo mais gemidos altos de Jimin, que não se continha. Ambos estavam mergulhados em prazer. O quarto era preenchida por gemidos e palavrões, e o barulho dos corpos de ambos se chocando.

 

- Oh, porra. – SeokJin gemeu, dando um tapa estalado na coxa de Jimin. – Você é extremamente apertado, Jiminie.

 

O acastanhado apenas gemeu enquanto se apoiava na cama, deixando seu rosto contra a mesma. Seu membro o incomodava e muito, estava completamente dolorido. Já era a segunda vez que tinha ficado duro. Ele esfregava seu membro contra os lençóis, causando uma fricção gostosa em si. Sentiu espasmos novamente por seu corpo, e acabou gozando sobre os lençóis, os sujando, enquanto gritava o nome do Kim.

 

O moreno se desfez dentro de Jimin logo após este, ele estava completamente ofegante, e tinha um sorriso bobo no rosto, se retirou de dentro de Jimin, bagunçando seus cabelos em seguida. Jimin caiu na cama, e se deixou ser abraçado por trás por SeokJin.

 

- Eu te amo, baby boy. – SeokJin falou no ouvido do outro, apertando Jimin  contra si.

 

- Eu também te amo, daddy. – Jimin falou baixinho, sorrindo bobamente.

 

SeokJin apenas os cobriu e deixou o cansaço o vencer. A noite tinha sido extremamente proveitosa....


Notas Finais


..... Só digam o que acharam....
Eu sei que eu não vou pro céu...
Tchau <3
Bjss #FLW


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...