História MY BABY (Mimo) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags 2yeon, Blackpink, Dahmo, Michaeng, Mimo, Satzu
Visualizações 43
Palavras 1.469
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora para atualizar estava sem tempo, e como prometido esse cp está mais longo, espero que gostem

BOA LEITURA

Capítulo 9 - Devil


Fanfic / Fanfiction MY BABY (Mimo) - Capítulo 9 - Devil

POV MINA


Lisa: Olá Myoui 

Lisa: Lembra de mim meu amor?

— O que você quer sua desgraçada? 

Lisa: Calma só quero conversar, não resolvemos aquele assunto ainda

— Não temos nada para resolver, me deixe em paz

Lisa: Por favor Mina, me dê uma chance de se explicar, já faz um ano que aquilo aconteceu, eu só quero uma chance, você não sabe o quanto eu te procurei, agora que te achei precisamos conversar 

— Uma chance e nada mais

Lisa: Ok, amanhã eu passo na saída do colégio para te buscar

— Como sabe aonde estudo?

Lisa: Não foi tão difícil, já que sou uma mafiosa e tenho contatos por todos os lados

— Pensei que tinha mudado, mas me enganei, como pude namorar um monstro com você, fui tão burra por não ter desconfiado de nada, você conseguiu me enganar direitinho, parabéns 

Lisa: Não fale assim da pessoa que tanto te ama Mina, estava com medo de te perder, por isso não contei 

— Não me venha com esse papinho de que me ama, não acredito em uma palavra em que você diga

Lisa: Vou provar que meus sentimentos sempre foram verdadeiros e que ainda são, eu vou te reconquistar Myoui Mina 

— Isso nunca irá acontecer, amo outra pessoa, pensei que já soubesse já que passou esse tempo me investigando 

Lisa: Sei muito bem disso, Hirai Momo não irá me atrapalhar em nada, e se atrapalhar, a tiro do meu caminho, ou melhor, do nosso

— Não se atreva em tocar um dedo nela sua desgraçada, ou vai se arrepender 

Lisa: Calma meu amor, só se mantenha longe da sua amiguinha, e assim ela não correrá perigo nenhum  

— Te odeio Lalisa Manoban, pode até conseguir que eu volte para você, mas nunca terá meu amor novamente, enquanto eu estiver com você vou estar pensando nela, enquanto eu estiver transando com você, é ela que eu irei desejar, é nela em quem eu vou pensar, nunca irei te amar novamente

Lisa: Isso é o que veremos Mina 


Lisa era uma grande mafiosa, talvez uma das mais poderosas do Japão, desde que se mudou para o Japão começou a se meter com mafiosos e acabou se tornando uma, Lisa começou a ganhar muito dinheiro e se tornar cada vez mais reconhecida e temida por todos, mas só conseguiu tudo isso graças ao seu amigo, Bambam, um grande exportador de armas que sempre a apoiou e a ajudou em tudo que precisasse


Eu e Lisa nos conhecemos em uma festa de uma de minhas amigas, eu não estava me sentindo muito bem e ela acabou me dando uma carona, depois disso trocamos mensagens e começamos a sair juntas, nunca soube no que Lisa trabalhava, mas dava para ver que tinha um bom emprego, pois sempre estava com roupas de marca e andando em carros de luxo, depois de uns quatro meses Lisa acabou me pedindo em namoro, nosso namoro durou cinco meses pois acabei descobrindo que Lisa era mafiosa,  e para piorar ela me traiu com sua ex namorada, peguei as duas se beijando em seu apartamento, Lisa até tentou me explicar o que tinha acontecido, mas não quis escutar


Chegando em casa minha mãe me dá a notícia que foi transferida para a Coréia do Sul, e que iríamos nos mudar em uma semana, Lisa até tentou falar comigo mas eu não quis escuta-lá, fui embora para a Coréia sem dizer nada a Lisa e nem aos meus amigos, iria começar uma nova vida


Logo que cheguei na Coréia fiz novas amizades, uma delas foi Momo, acabamos nos tornando muito próximas uma da outra, ela me apoiava e me ajudava em tudo, e também era Japonesa, tinha se mudado para a Coréia quando do tinha 8 anos, tínhamos muitas coisas em comum, com o tempo comecei a gostar dela, e agora que está dando tudo certo Lisa aparece para estragar tudo, e ainda está ameaçando Momo, não sei o que eu sou capaz de fazer se Lisa a machucar ou fizer algo pior para ela, pois sei que ela é capaz de fazer qualquer coisa para conseguir o que quer, Lalisa Manoban é o diabo em pessoa 


Precisava conversar com Momo já estava mais do que na hora de contar isso para ela, não dava mais para adiar, peguei meu celular e liguei para ela, tentei várias vezes mas ela não atendia, resolvi mandar mensagens, mas nada também, estava começando a ficar preocupada, então achei melhor ir até a  sua casa  


                  

                        POV MOMO

Logo depois que fui para a minha casa resolvi dormir um pouco e mais tarde mandaria uma mensagem para Mina, se passando pela a iludida, faz algum tempo que não conversamos, e precisava continuar com o meu plano, mesmo que tenhamos nos beijado, quero ouvir ela dizendo que realmente me ama 


Acordo e pego meu celular para ver que horas eram e vejo mais de cinco ligações de Mina e várias mensagens

— Momo precisamos conversar 

— Momo aonde você está? Preciso falar com você 

— Quando ver essas mensagens me ligue

— Deixe

— Vou na sua casa

— Melhor falar pessoalmente 


Depois de ler as mensagens de Mina ouço a campainha tocar, abro a porta, e era ela

— Podemos conversar? — Mina entra e se senta no sofá, parecia nervosa e tensa

— Claro, o que foi? — me sento ao seu lado, e vejo que ela estava chorando

— Momo me prometa que irá se cuidar e que não vai confiar em ninguém em que você não conheça 

— Por que isso Minari? Estou ficando preocupada, o que aconteceu?

— Só me prometa Momo

— Ok, eu prometo que vou me cuidar


Mina me abraça, e logo depois que nos soltamos sou surpreendida por um beijo, eu retribuo claro, foi um beijo cheio de sentimentos e desejo, a deito no sofá e começo a beijar seu pescoço e seu maxilar, coloco minhas mãos em baixo de sua camiseta e a tiro, volto a beija-lá, só que dessa vez um beijo feroz, e com muito mais desejo e sentimentos, mordo seu lábio inferior e o puxo, subo minhas mãos para os seus seios e começo a massagea-los por de baixo do sutiã, levo uma das minhas mãos até sua intimidade enquanto a outra ainda massageava um dos seus seios, Mina solta um gemido alto, sua calcinha já estava completamente molhada


Infelizmente ouço a campainha tocar, não queria atender, mas a pessoa não parava de tocar então tive que levantar, Mina pegou sua camiseta e a colocou, e se sentou no sofá, abri a porta e para a minha surpresa era Dahyun, ela estava assustada, ela entrou e me abraçou, Mina nos olhou sem entender nada, e estava com uma cara nada boa


Levei Dahyun até o sofá e pedi para ela me explicar o que tinha acontecido, ela foi assaltada e levaram tudo o que tinha, fui a cozinha pegar um copo de água para ela e tentei acalma-lá


Eu estava sentada ao lado de Dahyun e ela com a cabeça deitada em meu ombro, Mina não estava gostando nada daquilo

— Momo vou embora, amanhã nos vemos

— Não Mina, fique, precisamos conversar ainda — implorei para ela ficar, mas ela nem ligou e saiu batendo a porta, o que tinha dado nela?

— Acho que acabei atrapalhando vocês né? Me desculpe 

— Não Dahyun, você não atrapalhou em nada, Mina só está um pouco estressada 


Dahyun acabou dormindo em meu ombro, levantei e a deitei no sofá, peguei uma coberta e a cobri, fui para o meu quarto e tomei um banho, deitei em minha cama e quando estava quase pegando no sono, ouço meu celular vibrar, peguei ele rapidamente com a esperança que fosse Mina, mas não, era minha mãe perguntando como eu estava, e que só voltaria depois de uma semana, seu chefe queria que ela ficasse mais algum tempo negociando com alguns clientes 


Minha mãe vivia viajando, ela era o braço direito de seu chefe, ele confiava muito nela, deixava seus negócios e seu dinheiro nas mãos dela quando ele não pudesse cuidar, por isso ela viajava direto e nunca parava em casa, então já estava acostumada a me virar sozinha, já meu pai nos abandonou quando eu tinha dois anos, depois que isso aconteceu minha mãe teve que começar a trabalhar muito para nos sustentar 


Depois de se despedir de minha mãe tento dormir, mas não estava conseguindo, tinha perdido o sono e não parava de pensar no que aconteceu e no que poderia ter acontecido entre eu e Mina se Dahyun não tivesse aparecido, e o que tinha dado nela para agir daquele jeito, entendo que não foi nada legal eu ficar lá tentando acalmar Dahyun e dando atenção só para ela ainda mais na frente de Mina, mas não precisava ter agido daquele jeito, por uma parte estava arrependida por ter abrido aquela porta, mas por outra estava aliviada porque pude ajudar Dahyun













Notas Finais


Espero que tenham gostado, até o próximo capítulo bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...