História My "beloved" brothers (Imagine Bts) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Agressão, Bts, Bts Bangtan Boys, Depressão, Kim Taehyung, Suspense, Traição
Exibições 95
Palavras 1.375
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLLAAAA
Mano, que show's foram aqueles ? Eu simplismente amei
Ainda bem que deu tudo certo
estou tão orgulhosa <3

Boa leitura e desculpe-me qualuqer erro <3

Capítulo 20 - Na primeira vez sempre dói


Fanfic / Fanfiction My "beloved" brothers (Imagine Bts) - Capítulo 20 - Na primeira vez sempre dói

- Capitulo Vinte – Na primeira vez sempre dói -

 

Hoje eu vou sair para encontrar o amor
Que espero há tanto tempo e ainda não rolou
O vento diz que é hoje em meio à multidão
Que eu vou encontrar a dona do meu coração

E aí sempre
Sorrir, chorar e ter alguém pra compartilhar sempre
Viver para alguém que me ama e dividir sempre
Felicidade e amor

Então me encontra ou deixa eu te encontrar
Me encontra ou deixa eu te encontrar
Me encontra ou deixa eu te encontrar

Eu não conheço todas as flores,
Mas vou mandar todas que eu puder
Vivemos tempos de loucos amores
Só é feliz quem sabe o que quer

Me encontra ou deixa eu te encontrar
Me encontra, deixa eu te encontrar

Fico pensando onde está você
E se você estaria pensando em me encontrar
Como sou, onde estou e onde quero chegar
Como sou, como é que vai ser e onde vou te levar
Mas se você me ver pode acenar pra mim
Já pensou que louco te encontrar assim?
Eu vou na boa, eu vou na fé, eu sei que vou te encontrar
E quando eu te encontrar nós vamos comemorar

Me encontra ou deixa eu te encontrar
Me encontra, deixa eu te encontrar

Te encontrar

(Cbjr, Me Encontra)

 

 

 

_________ P.O.V

 

 

Acordei sentindo dois braços em volta do meu quadril, sabia que era Chanyeol então não fiz questão de me virar para o lado. Me aconcheguei mais ainda em seus braços sentindo o calor do seu corpo. Logo ouvi  resmungar alguma coisa indecifrável, então o mesmo começou a se mexer, puxando o edredom, fazendo eu ficar descoberta, me tremendo toda- por provavelmente a temperatura estar abaixo de 10. Agora foi minha vez de resmungar, apesar de eu estar vestindo um moletom bem grosso e quentinho, o frio falava mais alto.

 

 - Chanyeol, eu estou com frio. – Reclamei segurando no edredom puxando o mesmo. – Me devolve agora ! – Então ele começou a puxar de volta, então fizemos um cabo de guerra, mas com um edredom.

Aish, ele é muito mais forte que eu, que saco! Mas não, eu não vou desistir, Hoje não.

 (OLHA A REFERENCIA RÇRÇRÇ)

 

Merda. Bobeie por um segundo e Chanyeol puxou com toda sua força, e (in)felizmente eu ainda estava segurando o edredom, então meio que fui puxada, e cai por cima do platinado.

 

 - Bom dia. – Falou calmo, e eu prendi meus olhos nos seus.  Eu os amava.

 - Bom dia. – Falei rindo. Então eu me deitei em seu peitoral aproveitando o cafuné que ele estava fazendo em meu cabelo.  – To com fome. – Reclamei.

- Eis a questão, quando você não esta com fome? – Zombou.

 - Aigoo, ta me chamando de gorda?

 - Bom se você chama isso de gorda. –Uma mão dele foi para minha coxa esquerda e a outra foi para minha nadega direita. – Eu adoro sua gordura. – Me olhou malicioso. Rapidamente corei.

 

 - Aish. – Me levantei em um pulo. – PERVETIDO, EU VOU É DESCER, TOMAR MEU CAFÉ NA MAIOR HUMILDADE, PORQUE VOCÊ NÃO ESTA COLABOANDO. –Gritei enquanto colocava uma blusa de moletom e saindo correndo do quarto batendo a porta com força, ouvindo a risada do platinado de longe. Desci as escadas rapidamente às escadas indo em direção para a sala de jantar, Sehun, Baek,Kai,Soo e Tao.

 

 - Bom dia, Bum dia, bundinha. – Falei em português, fazendo todos olhar para mim com uma  expressão tipo “WTF”. Ri de levinho. – Bom dia. – Falei em coreano. Me sentei entre Sehun e Tao, de frente Soo.

 

 - Porque ta corada? – Perguntou em voz alta. Fazendo a toda atenção vir para mim.

 - Oque?

 - Suas bochechas, estão mais vermelhas do que o normal.  – Falou Kai com a boca cheia de cereal.

 - Aish, não interessa pra vocês. Pabo(Idiota).

 - Aigoo, grossa. Ta de mau humor? – Perguntou Baek.

  - Não, estou completamente o normal. – Falei colocando café puro em uma xícara.

 - Imagina então o “mau humor “ dela . – Zombou Sehun fazendo todos rirem. O olhei com um olhar mortal.

 - Hahaha. – Ri irônica. – Estou morrendo de rir senhor Oh Sehun. – Novamente, irônica. – Fala isso novamente que você vai ver o mau humor na sua cara. – O ameacei em voz alta.

 - Wowowow! QUE GRITARIA É ESSA? NÃO É PRA GRITAR.

- E você ta fazendo oque Suho? – Perguntei sarcástica.

 - Aish criança.  – Falou me lembrando de madrugada, quando Chanyeol cantou comigo e me...Corei novamente. – Olha, a criança ta corada...

 - Novamente.  – Olhei para Tao quase voando nele, os outros meninos estavam descendo, pelo que eu vi, todos menos Chanyeol

Aish, vocês são insuportáveis.  – Peguei minha xícara de café e me levantei, na hora em que eu ia para o jardim, ouço uma voz atrás de mim.

 

 - Aonde a mocinha esta indo? – Era a voz dele... – Pode voltar aqui. – Me virei dano de cara com Chanyeol. – Temos muito oque fazer.

 

 

[...]

 

 

  - Então, eu vou me tornar uma de vocês?

 - Sim, digamos que observamos você por um bom tempo para saber que você tem habilidades. Tem mão leve, consegue mentir facilmente, uma boa atriz, ágil, e quando jogava com seus amigos percebemos que tem boa mira. Ou seja, uma mini criminosa. – Chanyeol me explicou.

 

Eu não estava acreditando que esses imbecis me sequestraram por causa das minhas habilidades.

 

 -SEUS IDIOTAS, EU NÃO ACREDITO QUE FIZERAM ISSO, APENAS QUEREM MINHAS HABILIDADES. A  INTENÇÃO ERA ME TRANSFOMAR EM UMA AJUDANTE? - Eles concordaram assustados. – Beleza, eu topo. – Sim, eu não estava brava, como disse  anteriormente, eu adorei essa ideia de viver com criminosos, mas não aqueles bobinhos que assaltam banco e essas coisas, mas sim, criminosos de verdade, como se fosse uma máfia, e eu estava feliz, eu iria participar disso. Eu iria fazer parte da Máfia.

 

 - BIPOLAR. – Gritou LuHan.

 - Eu sei , obrigada .  – Falei orgulhosa.  

 - Bom, apesar de você ter suas habilidades, você ainda tem que treinar muito.  – Todos sorriram com o comentário de Chen.

 

 

[...]

 

 

 - MAIS FORTE. – Gritou Lay.

- Vamos Collins. MAIS FORTE.  

- Ah, eu não consigo. – Gemi frustrada.  

 - Vamos La , você consegue sim. – Me motivou Suho.

 Comecei a esmurrar mais forte as mãos do Lay.

 

 - Wowo, já chega. – Falou o mesmo massageando suas mãos umas nas outras. – As mãos dela é pequena mais tem uma força.

 - Aish, não reclama, foi vocês que mandaram.

 

Bom, deixa-me explicar melhor, como Suho e Lay são os responsáveis pela parte da violência contra amiguinhos, eles estão me ajudando a ficar com mais força. Estava vestindo uma calça de moletom estilo academia, um top preto e uma jaqueta de moletom por cima. Acho que deu para perceber que eu amo moletom.

 

 - Bom, acho que na parte da força você já esta bem boa. –Gargalhou Suho. – Agora vou chamar os outros porque o show vai começar. – Oi? Então o mesmo saiu correndo para dentro da mansão.

 

 -  Vocês vão lutar. – Lay disse percebendo minha cara de confusão.

 - Como assim? Gente... - Falei incrédula.

 - Vai ser só um teste, calma. – Ele disse rindo baixinho.

Logo avistei os meninos vindo com alguns colchões  e os 11 vindo correndo a gritando. Meu coração começou a acelerar, eu realmente  iria lutar com o Suho ?

 

Então eles arrumaram os colchões e o Suho subiu. Bom, vamos La. Dei um pequeno pulo e me posicionei como os meninos me ensinaram no começo.    Respirei fundo... Então Suho se aproximou e sussurrou ...

 

 - Não se preocupe, não vou te machucar.

 

Então ouvimos um grito de Kris, significando que já começou. Engoli o seco e avancei no mesmo, o moreno se desviou e na hora em que ia pegar no meu braço, levantei o mesmo dando um leve soco em seu ombro, logo ele avançou em mim segurando meu outro braço e segurando meu quadril e me levantando me jogando por cima do seu ombro fazendo eu cair de costas no colchão. Gemi de dor.

 

 - Não se preocupe. – Suho me ajudou a levantar. – Na primeira vez sempre dói.   – Sorriu.

 - Wow, eu realmente preciso treinar muito. – Falei enquanto me posicionava novamente.

 - Não se preocupe. – Agora era a vez de Lay luta comigo. – Vamos ter o dia todo.

 

 

 - Capitulo Vinte – Na primeira vez sempre dói -

 


Notas Finais


HMMMMMM
ACHARAM QUE IRIAM ROLAR UM +18
SAFADENHAS
Mas como BTS ja disse :

No Today

asauhsahsuasua
Kissus de Açúcar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...