História My Best Choice (Imagine Chanyeol) - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Chanyeol, Exo, Heterossexualidade, Parkchanyeol, Romance
Exibições 332
Palavras 3.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá Jujubas, eu ia postar mais cedo mais preferi deixar pra hoje pq hoje é o aniversário do nosso Amorzão Chanyeol 💘
🌼 Isso mesmo, nosso Idol ta fazendo 24 aninhos 🌼
Então em homenagem a ele eu decidi prolongar mais as coisas, espero que gostem e por favor dêem muito amor a MBC e ao Chanyeol porque ele merece muito.
Ele se dedica pra caralho só pra fazer um bom trabalho, então por favor vamos amar e apoiar muito o nosso Yeol 💘
Fighting !

Capítulo 26 - Indireta !


Fanfic / Fanfiction My Best Choice (Imagine Chanyeol) - Capítulo 26 - Indireta !

Andy

 Eu - Como assim namorando? - Pergunto afim de ouvir novamente o que Irin acabara de me falar. 

 Ela - Namorando ora ! Sabe? Beijo na boca, mãos dadas, carinho, essas coisas ... - Dá de ombros como se fosse a coisa  mas normal do mundo. 

 Passo a mão pelos meus cabelos e fecho os olhos suspirando - Desde quando ?

 Ela - Bom, ele pediu oficialmente algumas semanas atrás, mas nós começamos a sair depois do dia do show - Olho para ela incrédula.

 Eu simplesmente não consigo acreditar que ela e o Sehun estão namorando , e pior ainda, não consigo acreditar que eles não me contaram. 

Eu - Me sinto traída. Fala sério, o que vocês tinham na cabeça pra não me contar ? - Pergunto brava.

 Ela - Não contamos porque não sabíamos se isso ia para frente, não queríamos falar nada antes de vermos se ia dar certo ou não - Tomou um gole do suco de tomate - E outra, você iria surtar, como está fazendo agora. 

Eu - Eu não estou surtando, é só que, é estranho saber que sua melhor amiga está namorando seu irmão que até pouco tempo atrás não a chamava atenção ! - Dou um gole no cappuccino a minha frente. 

 Ela - Eu sei, é estranho mesmo, eu nunca pensei que ia namorar um idol. Quer dizer eu até me iludi um cadinho com o Mark e o Hope, mas o Sehun ? Nunca ! Você sabe, eu não era muito fã de exo e tals. 

 Eu - É, pois é ! - Fiz bico de pato - Eu só queria saber como vocês conseguiram esconder isso por tanto tempo... 

 Ela - Eu aprendi com você - Ela pisca pra mim como se isso fosse amenizar a situação. 

 Eu - É, mas eu não consegui esconder sobre mim e o Chanyeol ! - Passo a mão pelo rosto. 

 Ela - É, mas ninguém sabe quem é você, isso significa que está fazendo um bom trabalho. E em falar nisso, como vocês estão ? 

 Eu - Há, estamos bem, muito bem pra falar a verdade. Tão bem que eu to até estranhando - Arqueio uma sobrancelha e ela ri - E bom, eu estou gostando cada vez mais dele... É claro que na maioria das vezes eu quero dar um soco nele por ele me irritar tanto, mas nas outras vezes eu só quero lamber aquela cara maravilhosa - gesticulo com as mãos enquanto faço careta percebendo que o que eu sinto por ele é realmente estranho. 

 Ela - Uou, isso foi... Hum, uma ótima explicação de como você se sente em relação a ele - Faz careta - E, quando ele vai te pedir em namoro? Vocês já estão ficando tipo, a 2 meses.

 Eu - Na verdade eu não sei,  é muito complicado pra nós dois. Agora que eles voltaram a fazer shows e que eu estou concentrada no meu livro nós ficamos pouco tempo juntos e tudo mais. Acho que um pedido de namoro agora não é uma hipótese. É claro que se ele pedir eu vou aceitar, mas sei lá. 

Ela - Hááá, vocês são tão complicados - Suspira.

 Xxx - Prontinho ! - Derek volta com mais um cappuccino pra mim, agradeço e ele se senta junto conosco. Depois de tudo que aconteceu nós viramos amigos e por incrível que pareça até a Irin o aceitou no nosso ciclo de amizade. É extremamente ótimo ter o Derek perto de mim como era antes de namorarmos e pelo o que ele me falou está tentando seguir em frente. Isso me deixa extremamente feliz. 

 I - Você vai morrer com o estômago entupido de café - Ela bufa. 

Eu - Melhor café do que cocaína, morro feliz ! - Ela revira os olhos. 

Algumas horas depois ... 

 Olhei as horas no meu celular e me assustei ao ver que já eram quase seis da tarde - Ei, eu preciso ir pra casa ! - Digo começando a pegar minhas coisas - Meu apah vai voltar hoje de viagem e minha omma vai dar um jantar.

 I - Jura? Poxa, eu estou com saudades do tio YJ. Em que país ele estava mesmo ?

 Eu - Brasil.

 D - CACHAÇA ! - Grita nos fazendo rir. 

 Eu - Isso mesmo seu alcoólatra - Reviro os olhos. 

 Me despeço deles e rumo para a minha casa. Decido ir a pé mesmo pois quero relaxar um pouco e respirar ar fresco. 

 Não entendo porque a minha mãe decidiu fazer esse jantar, é claro que é o meu pai e ele é importante, mas sei lá. A gente nunca faz isso, é realmente estranho. 

 A música do meu toque de repente corta a que eu estou ouvindo em meus fones, então pego meu celular e dou um sorriso ao ver que se trata do Chanyeol. 

 Eu - Oiie - Digo assim que atendo.  

Ele - Olá biscoitinho - Rio. 

 Eu - Chanyeol pelo o amor de Deus, você tem que parar com esses apelidos - Reviro os olhos. 

 Ele - Ei, não revire os olhos para mim mocinha - Ele diz e eu me assusto ao ouvir isso. Chanyeol certamente me conhece muito bem. 

Eu - Como você sabia que eu... 

Ele - Que estava revirando os olhos? Qual é Andy, eu convivo com você a 4 meses, acho que sou capaz de saber quando revira os olhos ou não.

 Eu - É claro senhor conheço tudo da Andy - Reviro os olhos novamente. 

Ele - Não revire os olhos - Diz sério. 

 Eu - Você, pare ! - Ele ri. 

 Ele - Certo sua chata, parei. Mas e você? Ta fazendo o que aí? 

 Eu - Eu to indo para casa, tava num pub com a Irin e o Derek - Digo atravessando a rua. 

 Ele - Hum, o Derek - Diz baixo e insatisfeito.

 Eu - Você não está com ciúmes né? 

 Ele - É claro que não, por que eu ficaria? É só a minha garota saindo com o ex namorado dela. 

 Eu - Se eu fosse você, limparia a ironia porque está escorrendo pela boca ! Não sei se você ouviu direito, mas eu vou infatizar que a Irin também estava conosco. Não precisa se preocupar. 

 Ele - Eu não estou preocupado. 

Eu - Uhum, vou fingir que acredito.

 Ele - Aish, não vamos discutir por telefone. Não quero estar brigado com você quando chegar aí ! - Assim que escuto isso paro instantaneamente. 

Eu - Como assim vir pra cá?

 Ele - Há, a sua omma não te contou?  Ela me chamou pra jantar na sua casa hoje, ela disse que seu apah queria me conhecer - Em alguns segundos junto os fatos. 

 Eu - Há, mas que filha da mãe, então é por isso que ela fez esse jantar. Hááá, eu não acredito nisso. 

 Ele - Ei, não fale isso da minha sogra poxa. Ela só queria que eu conhecesse meu sogro e tudo mais... 

Eu - Isso não justifica, ela devia ter me contado e outra, tecnicamente eles não são seus sogros - Volto a andar. 

 Ele - Quê? por que não?

 Eu - Porque não somos namorados ? 

 Ele - Por que não ? Eu acho que somos namorados - Suspiro. 

 Eu - Talvez porque você não pediu oficialmente, então não somos. 

Ele - Isso foi uma indireta ?

 Eu - Se a carapuça serviu ! 

 Ele - Talvez eu só esteja esperando pela hora certa ... - Silêncio, foi isso mesmo que eu ouvi ? - Você não vai dizer nada ? - Silêncio novamente - Certo, só espere mais um pouco - Ele suspira - De qualquer forma, eu só quero que saiba que estou extremamente nervoso.

 Eu - Hum, não sei porque - Tento voltar no assunto de antes sem mostrar que estou abalada pelas palavras a pouco ditas. 

 Ele - Talvez porque eu vou conhecer seu pai, meu futuro sogro !

 Eu - Chanyeol, relaxa, ele não vai arrancar sua cabeça ou coisa do tipo... O máximo que ele vai fazer é algumas perguntinhas e nada mais.

 Ele - Aish, por que eu não consigo acreditar nisso ? É sério, eu to tremendo. 

 Eu - Só, seja você mesmo tudo bem ? 

 Ele - Tudo bem - Suspira - Ouvi dizer que ele gosta do Rap Monster, é verdade ?

 Eu - É sim, ele é um fãboy ! - Rio me lembrando das vezes que meu pai encorporou um fãboy ao ouvir e ver algo relacionado ao Rap Monster. Não acredito que ele tem o mesmo bias que eu . 

 Ele - Droga ! Me sinto em desvantagem aqui, ele sabe que eu também faço rap e componho né? 

 Eu - Channie, só se acalme ta bom ? 

 Ele - Ta bom, eu vou tentar - Suspira - te vejo mais tarde ! 

 Ele desliga o celular e eu continuo meu caminho até em casa. Assim que chego vou direto para a cozinha onde encontro minha mãe cozinhando algo que não posso identificar. 

 Eu - Eu não acredito que fez isso - Cruzo os braços enraivecida e minha mãe se vira pra mim com um sorriso nos lábios.

 Ela - Eu não sei do que está falando. 

 Eu - Você, pare ! Sabe do que eu estou falando sim, não se faça de sínica. Não acredito que chamou o Chanyeol pra jantar, não acredito que bolou esse jantar só pra que ele conhecesse o apah.

 Ela - Há, você está com raiva disso? Pensei que ficaria feliz. Agora vão poder passar desse rolo bobo para algo sério. 

 Eu - Omma, sabe que eu não quero ter algo sério com ele, então por favor não força a barra. 

 Ela - Não entendo o porque ! 

 Eu - Porque é complicado omma, não é assim que a banda toca ta bom ? Eu não sei o quanto isso vai durar. Eu só sei que não posso competir com tudo isso que rodeia ele. Eu não quero ter algo sério agora, porque talvez isso vá acabar com toda a magia. 

 Ela - Eu realmente não entendo o porque de você pensar dessa forma, você não confia no seu taco ?

 Eu - Sinceramente não ! Mas, não vamos discutir sobre isso... Só, vamos deixar esse jantar rolar como se fosse normal. 

 Ela - Me desculpe. 

 Eu - Tudo bem ! - Suspiro - Eu vou me arrumar - Dou meia volta e subo para o meu quarto.                                                    

                                               

 

Me olho no espelho mais uma vez confirmando se a roupa que uso está boa para a ocasião, eu não quero parecer desesperada e chique de mais, principalmente porque o Chanyeol não gosta muito. 

 Meu celular apita avisando que tem mensagem e quando o pego vejo que se trata do próprio avisando que já está lá fora. Respondo um ok e desço para a sala. 

 Eu - Ele chegou - Digo aos 2 presentes ali na sala que se levantam do sofá e começam a se ajeitar. Abro a porta e sou recebida por um lindo Chanyeol de terno e gravata borboleta com um lindo sorriso nos lábios e um buquê de petúnias e garrafa de vinho nas mãos. 

 Ele - Oi - Seu sorriso aumenta.

Eu - Oi, estava com saudades ! - Me aproximo dele e ele me puxa para  um beijo caloroso que logo interrompo com uma tosse falsa - Os meus pais estão logo ali - Aponto com a cabeça e ele instantaneamente cora ao ver meus pais nos olhando.

 Ele - Acho que começamos errado - Sussurra. 

Eu - Só vai muleque ! - Ele ri. 

Pego em seu braço e o puxo para dentro da minha casa, Chanyeol encara meu pai e engole a seco  - Só se acalme ta bom ? - Sussurro e ele assente.

 Apah - Então esse é o meu futuro genro ? - Meu Apah diz com uma cara de mal me fazendo rir. Sei que ele está só brincando. 

 Eu - Sim apah, é ele mesmo ! 

Chanyeol se solta de mim e se curva para o meu pai sendo correspondido pelo mesmo - Muito prazer em conhece-lo senhor - Chanyeol diz nervoso. Háááááá, tão fofo ! 

 Apah - Ei, pra que tanta formalidade me chama apenas de Young Jae ou quem sabe Hyung. O quê preferir ! - Chanyeol assente. 

Omma - Olá Chanyeol - Minha mãe sorri e logo vem em nossa direção dando um abraço no meu oppa que apenas retribui e relaxa os músculos com essa recepção calorosa. 

 Ele - Sr. Young, isto é pra você - Ele lhe estende o buquê e minha mãe sorri . 

 Ela - Jura ? - Ele assente - Ó muito obrigada Chanyeol, elas são realmente lindas - Minha mãe pega o buquê e sai toda contente em busca de um vaso. 

 Ele - E isso é para o Senhor - Estende a garrafa de vinho para o meu apah que a pega e começa a analisa -lá - Uma vez a Andy me contou que o Senhor é um grande apreciador de vinhos então comprei esse para o senhor.

Apah - Ora, ora temos um conhecedor de vinhos aqui. Italian Chianti é realmente um belo vinho - Certo, da pra ver que ele está encantado. 

 Chanyeol - Há não , eu não conheço nada de vinhos. Eu só fui até uma vinícola e perguntei ao vinicultor qual era o melhor vinho de lá e assim que ele me disse eu tirei o dinheiro do bolso e comprei - Gesticula com as mãos. 

 Apah - Boa ! Gostei desse garoto  - ele ri - Vem vamos comer, depois conversamos.

Eu - Você foi até uma vinícola só pra comprar o vinho ? - Sussurro enquanto andamos para a cozinha.

Ele - Me deixa, eu tava nervoso ta bom ?                                                    

                                                      X

  

O Jantar foi simplesmente agradável, meu pai com aquele jeito engraçado dele fez Chanyeol ficar mais confortável porém não deixou de ser sério quando perguntou aquelas coisas clichês que o pai sempre pergunta quando vai conhecer o namorado do filha. Minha mãe estava tão radiante que cheguei a pensar que o brilho dela ia ofuscar a lâmpada que nos iluminava e eu não podia estar mais feliz. 

 Agora eu estou deitada na minha cama esperando o Chanyeol. Ele foi embora mais me disse que era pra eu deixar a janela aberta - E as pernas também - que ele iria voltar, ou seja, ele só está esperando meus pais dormirem mesmo.

 Meu pai apesar de ser um cara super gente boa - E de eu já ser maior de idade diga-se de passagem - não deixava o Derek passar a noite aqui e isso não seria diferente com o Chanyeol. Por isso esse vai ser nosso segredinho. 

Qual é ? Uma noite não vai matar ninguém não é ? 

 Tomo um susto ao ouvir minha janela sendo aberta, e só não gritei porque sei que é a girafa. Ele pula pra dentro do quarto e a fecha cuidadosamente. 

 Eu - Finalmente, pensei que tivesse morrido lá fora - Me levanto e vou até ele rodeando meus braços em seu pescoço e ele faz o mesmo com minha cintura. 

 Ele - Desculpa, mas é que a alguns minutos atrás as luzes da cozinha ainda estavam acesas - ele me beija desesperado - Porém, agora nós podemos brincar de papai e mamãe até o sol raiar - Diz com uma voz extremamente sexy. Há, eu estava com tanta saudade.

 Eu - Mesmo ? - ele assente e então me joga na cama. Sua boca febril me beija enquanto suas mãos afoitas me tocam e eu sinto que posso desmaiar a qualquer momento. 

Isso que nos rodeia é intenso de mais. Tão intenso que não sei como vive sem isso ou sem ele por todo esse tempo. 

 Batidas na porta cessão o nosso ato caloroso - Filha ? Você está acordado ? - A voz do meu pai do outro lado da porta cortam as extremidades do quarto e eu arregalo os olhos. Chanyeol me olha com pavor enquanto continua em cima de mim totalmente imóvel - Filha ?

 Eu - Oi Apah ! - Respondo quando enfim recupero consciência. 

 Ele - Posso entrar - Força a maçaneta que felizmente eu fiz questão de trancar. 

 Eu - Só, um minuto, estou trocando de roupa - Esériao Chanyeol de cima de mim - Vai para o armário - Sussurro. 

 Ele - Jura ? Esse é o lugar mais clichê do mundo inteiro - Revira os olhos. 

 Eu - Você tem alguma outra ideia gênio? - Ele bufa e vai para o meu armário.

 Dou uma arrumada no meu cabelo e abro a porta com um sorriso falso. 

 Apah - Cadê ele ? - Entra dentro do quarto procurando por todos os lados, arregalo meus olhos .

 Eu - Ele quem apah ? - Dou uma risadinha falsa. 

 Ele - O Chanyeol ! - Cruza os braços com uma expressão séria. Há merda, é hoje que eu morro e o Chanyeol vai junto. 

Exo-Ls se preparem para um desfalque na banda !

 Eu - Não sei do que ta falando apah - Esfrego minha nuca nervosamente. 

 A cara séria do meu pai se desfaz dando lugar a um sorriso - Eu estava só brincando ! - Ele ri e eu sinto como se tivesse sido puxada novamente para a terra. 

 Eu - Apah, não faça isso, meu coração é fraco ! - Ele ri mais ainda. E

le - Há, vamos, foi só uma brincadeirinha - Ele vem até mim e me puxa para sentarmos na cama - Eu vim dizer que gostei muito do jantar de hoje e que caso você queira namorar o Chanyeol, eu aprovo totalmente. Ele parece saber o que faz, e sei que vai cuidar muito bem de você - Sorrio.

 Eu - Obrigada apah ! 

Ele - Não se preocupe, sabe que pode contar comigo pra tudo não é ? - Faço que sim e ele me abraça - Agora, eu vou dormir - Se levanta - Chanyeol pode sair de debaixo da cama - Grita. 

Eu - Apah ! - O repreendo e ele ri novamente. 

 Ele - Ok, eu só estava confirmando. Boa noite anjinho - Ele da um beijo na minha testa e vai embora.

 Assim que ele sai tranco a porta e o Chanyeol pula pra fora do armário. 

Eu - Chanyeol você ta branco igual a um fantasma, calma ! - Coloco a mão em seu rosto e le dou um beijinho.

 Ele - Quando seu pai entrou perguntando onde eu tava meu coração quase saiu pela boca. Olha isso - Ele pega minha mãe e coloca no seu coração que está a mil por hora, eu apenas rio. 

 Eu - Calma já passou, vem aqui que eu vou te acalmar - O puxo pra cama. 

 Ele - Acha que consegue? - Ele sorri malicioso. 

 Eu - Tenho certeza ! - Subo em cima dele e o beijo afoitemente mas depois de alguns minutos ele para - O que foi ? 

Ele - Agora que caiu a ficha !

 Eu - Que ficha garoto ? 

 Ele - A ficha de que sua mãe já me aceitou seu irmão me aceitou e até seu pai me aceitou. Agora só falta você me aceitar como seu namorado. 

Eu - Isso foi uma indireta ?

 Ele - Talvez !


Notas Finais


E foi isso ! Espero que tenham gostado 💘
Quero dizer que essa atualização tá uma bosta então me desculpem por qualquer erro !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...