História My Best Friend, Joshua. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen, UNIQ
Personagens Cho Seung Yeon, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Wang Yibo
Tags Jeongshua, Jeongsoo, Jihan, Seventeen, Svt
Visualizações 8
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


i love you too cool
eNtÃO SENTA NO PIR... oi essa é a terceira fanfic que eu escrevo, orem pra que dê certo e que eu não exclua essa que nem excluí as outras 2 fanfics rs

perdoe os erros <333 (e se o capítulo tiver ficado curto ou se tiver ficado uma bosta, meu notebook não tem um editor de texto e eu tô bem triste.com)
boa leitura é nóix

Capítulo 1 - .


JeongHan 

Estava em um mundo totalmente desligado da realidade, imaginando meus personagens dos animês que eu assisto se tornando realidade quando de repente, acordo e levanto a minha cabeça, um pouco confuso e com a cara talvez um pouco — muito — amassada e inchada por conta do sono. Escuto risadas vindo dos alunos da minha sala de aula e suspiro fraco coçando os meus olhos com os punhos e olhando para a cara do velho professor de geografia com a quela cara supimpa de que estava irritado por eu estar dormindo no meio daquela fucking aula chata que eu e os outros alunos estávamos praticamente tendo a duas aulas passadas.

— Yoon JeongHan? 

O velho falou sério enquanto eu olhava para a sua expressão enraivada sendo acompanhada de uma cruzada de braços e me ajusto na carteira, ficando em uma postura correta de um aluno e solto um simples "Sim?". Estava prevendo um sermão do professor e provavelmente uma advertência que iria enfurecer meus pais ao ver o papelzinho falando uma besteirinha que eu fiz na sala. 

— Você estava dormindo no meio da aula? — falou o professor com um tom calmo, me fazendo desconfiar de toda a sua expressão enraivada de antes —.

— Não... Eu só estava... — parei por um tempo para pensar em uma desculpa e abaixei a minha cabeça — Eu só estava com a cabeça deitada na carteira, peço perdão, não vou mais fazer isso. 

Levantei minha cabeça e olhei para o professor, soltando um suspiro leve quando ele soltou um simples "ok.", e logo depois voltando à dar a sua aula. Alguns momentos dessa aula parei para conversar com meu amigo da carteira ao lado — vulgo SeungYoun —  e levando algumas chamadas de atenção do professor.

Algumas horas depois...

Tocou para a última aula do dia e eu só faltei beijar o chão da escola e o meu amigo, eu só não fiz nenhuma dessas coisas porque primeiro: o SeungYoun tem namorado e o chão é sujo, cheio de bactériazinhas e é nojentinho, risos risos. É... Pois é... Tio JeongHan tem 17 anos na fudida da cara e nunca namorou e nem pretende namorar, hashtag felizmente solteiro sim sozinho também né meninas. Saí correndo atrás do SeungYoun e pulei nas suas costas, caindo em cima do mesmo com mochila e tudo.

— JEONGHAN SEU FUDIDO DO CARALHO!!!! — gritou SeungYoun, atraindo olhares dos outros alunos que estavam largando e me fazendo rir. 

— Oi amigo lindo do meu coração que eu amo bastante — falei, me levantando do chão e ajudando a levantar o meu amigo — Desculpa, não imaginei que fosse levar esse tombo.

— É claro que não né Yoon! Você só faz as coisas sem pensar, blé! — deu língua e se assustou ao escutar buzinas de carro — Jeong, tenho que ir, o Yibo chegou, até amanhã!

— VAI COM TEU NAMORADO MESMO, SEU NAJA DO CARALHO, TROCA OS AMIGOS PELO NAMORADO!! — ao ver o amigo sair correndo até o grande portão da escola, gritei, atraindo a atenção de mais alunos.

Assim que vi o SeungYoun entrar no carro, saí de dentro da escola, andando sozinho até em casa. Parei por um tempo e olhei a hora no meu relógio de pulso cor azul piscina que tinha o símbolo do EXO e o nome dos integrantes, mais exo-l que eu, só eu mesmo. Percebi que já tinha passado de 18:30 e saí correndo para casa, hoje era dia de culto e eu não poderia me atrasar em casa, por que senão meus pais iriam ficar com mimimi, nhenhenhen e iriam começar a falar um monte de besteira e dizer um monte de coisa sem sentido, e de sem sentido já basta os animês que eu assisto. 

Depois de um tempo correndo cheguei na porta de casa e me agachei para respirar um pouco. Correr da escola para casa é bem cansativo, sonho de princesa ter um motorista particular para me levar pra casa quando eu quisesse. Me levantei e depois abri a porta de casa lentamente, observando o movimento — nunca se sabe quando seu pai ou sua mãe vai estar te esperando na porta de casa com uma sandália havaianas pra te bater por que chegou tarde em casa ou algo do tipo — e logo depois correndo pro meu quarto e trancando a porta. Joguei a minha mochila em qualquer canto do quarto e me assustei com os gritos da minha mãe dizendo que eu tinha que me arrumar para ir a igreja. Fui até o banheiro do quarto, despi todas as minhas roupas e coloquei no cesto de roupas, logo depois entrei no box do banheiro, ficando lá por um bom tempo na calma e na paz.

Saí do banheiro com uma toalha amarrada na cintura e fui até meu guarda-roupa, procurando uma roupa qualquer — pra ir pra igreja nóix vai com qualquer roupa, pro rolê a gente vai parecendo a mulher do prefeito, né? — e fui correndo até a sala, me sentando no sofá e esperando meus pais me chamarem para sair. Depois de um tempo meu pai grita meu nome impacientemente e eu me levanto do sofá, indo até a garagem e entrando no carro. Coloco o cinto de segurança e travo a porta, encosto minha cabeça no vidro da janela do carro e fico cantando algumas musiquinhas infantis.

[...]

— A paz do Senhor! — o velhinho sorriu amarelo e apertou minha mão, me fazendo sorrir fraco e ficar calado. 

Entrei na igreja com os meus pais e procurei um lugar para sentar ao lado dos meus pais, acabei achando uma fila com apenas dois lugares. 

— Mãe e pai, eu vou sentar em outro lugar, vocês sentam aí, ok? — falei os olhando e esperando por uma resposta — Está bem. — assenti levemente quando eles disseram um simples "ok.". 

Procurei um lugar vazio para eu me sentar e acabei achando uma cadeira sobrando ao lado de um garoto de cabelo castanho arruivado e fiquei esperando por um tempo para o culto começar. Resolvi puxar conversa com o garoto sentado ao meu lado e amarrei meu cabelo castanho com um elástico que havia trazido em meu bolso, deixando apenas uma parte solta, como se fosse um "franjão". 

— Olá... Qual o seu nome? — falei sorrindo fraco enquanto olhava para o garoto.

— Você estava falando comigo moça? — olhou para mim e depois de um tempo veio perceber que eu era um homem — A-ah! Me desculpe, é que eu pensei que você fosse uma garota, eu olhei rápido demais. — sorriu envergonhado e sem graça — O meu nome é Hong Jisoo, mas me chame de Joshua. — sorriu gentilmente.

— Joshua? O que Joshua tem haver com Jisoo? — perguntei, não consegui segurar minha curiosidade — Ah e... meu nome é JeongHan. — retribuí com um sorriso da mesma forma. 

Terminamos nossa mini conversa ao escutar o pastor começando o culto e algumas vezes, eu parava para admirar o garoto — disfarçadamente, lógico — e para ficar fazendo trancinhas em alguns fios do meu cabelo. Depois de 2 horas, o culto terminou e eu pedi o número do Jisoo, ele parece ser uma pessoa legal e sempre é bom fazer amizades com outras pessoas.

 


Notas Finais


me digam se tiver ficado ruim please, eu precisava terminar por causa que tenho que estudar para as provas :c

e... xô vê o que eu tenho que falar... ah, já sei!!
1º eu tô em semana de provas e tenho que estudar então se eu demorar pra postar capítulo, não me culpem, culpem minha escola;
2º eu ainda vou ver quais são os dias que eu vou poder postar, então por enquanto eu vou postar só quando puder ^^;

só isso mesmo, até o próximo capítulo <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...