História My Best Mistake - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Aaron Carpenter, Anna Kendrick, Emma Roberts, Jack & Jack, Josh Devine, Kendall Jenner, Matthew Daddario, Shelley Hennig
Personagens Aaron Carpenter, Ashton Irwin, Calum Hood, Jack Johnson, Luke Hemmings, Michael Clifford
Tags 5 Seconds Of Summer, Anna Kendrick, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Luke Hemmings, Musica, Nerd
Visualizações 128
Palavras 1.872
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!
Acho que estou me livrando do bloqueio, então trouxe esse capítulo pra vocês no dia certinho :)

Até logo.

Capítulo 32 - True Colors.


Fanfic / Fanfiction My Best Mistake - Capítulo 32 - True Colors.

Costa do Ouro, Queensland, Austrália.

Faith Smith's Point Of View.
Present Day.

Acordo perto das quatro da tarde ouvindo o barulho do violão e as conversas no andar de baixo. Me levanto e vou ao banheiro escovar os dentes, logo voltando para perto do pessoal.

— Princesa Aurora acordou! — Michael abre os braços quase cantando Hallelujah para mim, eu sorrio para ele e me sento no lugar ao lado dele e Mali-Koa.
Evelyn e Calum aparentemente se acertaram, já que não param de se beijar. Achei a coisa mais linda a tatuagem que ele fez para ela, era simples e com um grande significado.

O dedilhar do violão chama minha atenção e eu procuro por ele, o encontrando no colo de Luke, que observa o nada sem parar de tocar qualquer coisa que esteja tocando. Depois dessa madrugada na balada, nenhum de nós comentou nada sobre o que aconteceu, eu queria, mas antes que eu pudesse falar alguma coisa, Luke se afastava. Ele sempre se afastava de tudo.

— Podemos, por favor, fazer alguma coisa? — eu reviro os olhos — Estou cansando de ficar olhando para cara feia de vocês.

— Já sei! — Sarah levanta o indicador e sobe as escadas correndo.

— Quê? — Mike murmura com a sobrancelha levantada e eu rio.

— Ela é maluca. — alguns segundos depois da minha fala, Sarah desce com um caderno e uma caneta nas mãos.

— Nós vamos cantar! — ela cantarola — Em duplas, que demais!

— Credo, quanta animação... Isso é contagioso? — eu resmungo e a loira me manda um dedo do meio.
Ela explica o nosso passatempo, que consistia em cinco de nós sortearem uma dupla e uma música para cantarmos. Os cinco escolhidos foram Luke, Mike, Evelyn, Alex e Jack. Cada um deles pegou um papel na mão de Sarah e no fim leram em voz alta para todos nós.

— Ashton. — Michael comemora com o amigo.

— Mali-Koa. — Alexander sorri para a morena.

— Eu sou péssima, me desculpa. — ela faz graça quando eles se sentam lado a lado.

— Sarah. — Jack pisca para a irmã, e após uma onda de protestos, aceitamos que eles cantariam juntos.

— Calum. — Evie beija o ficante comemorando e Luke me encara.
Depois de algum tempo eu percebo que a pessoa que sobrou sou eu. Eu não consigo acreditar até que ele abra o papel e suspire, lendo-o em voz alta:

— Faith.

Luke Hemmings' Point Of View.
Present Day.

Minha voz sai alta, mas falha. Eu sou tão azarado! Tudo o que faço leva à Faith, quando o que mais quero é me afastar do que eu sinto por ela, porém toda vez que a vejo eu sinto tudo de novo. E ainda pior. Que droga!

— Então... — Sarah pigarreia — Agora as duplas sorteadas sorteiam a música para cantarem. — ela sorri amarelo e caminha até o centro onde todos estão de pé.
Mali, Ash, Cal e Faith retiram um papel, sobrando um para a própria Sarah.

Não presto muita atenção no resto do pessoal falando as músicas e comemorando, estou ocupado pensando no que aconteceu ontem. Nós dois estávamos fora de si, nunca a quis tanto quanto aquele momento. Talvez tenha sido aquele decote que deixava seus seios ainda maiores, ou a saia rodada que realçava sua bunda, ou aquele batom vermelho que parecia me chamar toda vez que eu a olhava. Ou talvez fosse a saudade.
Eu estava completamente louco por Faith. Cada dia mais preso em seus encantos, só eu não havia percebido, no entanto, toda aquela luta para me afastar dela apenas me puxou para mais perto. O que nos atrapalhava era o meu medo. A minha insegurança. Tinha medo de a arrastar para os meus problemas, para a minha vida mais confusa que a América Central, e para minha pequena bipolaridade. Eu sabia que ela também estava tentando ficar comigo, e eu sempre atrapalhava. Mesmo depois do dia da fogueira, eu ainda me sentia mal com tudo isso acontecendo entre nós dois. Odiava a minha indecisão.

Acho que eu realmente sou um seis quando ela é um dez. Não sou o suficiente para ela.

— E aí, o que vamos fazer? — eu ouço uma voz ao meu lado e percebo que estamos sozinhos na sala.

— O quê? — franzo o cenho, um tanto perdido.

— Você brisou mesmo... — ela ri fraco e eu sorrio de lado com a referência que ela faz — Eu tirei True Colors, então temos que cantá-la. E temos dez minutos para "ensaiar". — Faith faz aspas com as mãos e pego o violão que estava ao meu lado.
A explico o que estava pensando e ela concorda em fazer algo mais lento, acho que nunca conversamos tanto quanto agora. Quando nossos minutos acabam, o pessoal volta rapidamente e as duplas começam a cantar.

Ashton e Michael haviam cantado Give Me Love, Mali e Alexander sortearam Don't Wanna Know, Sarah e Jack cantaram Starboy, Calum e Evelyn nos agitaram com Rockabye. No final, as duplas estavam muito bem divididas. A nossa vez chega e resolvemos ficar sentados ali mesmo, coloco o violão no colo e começo a tocar a melodia da música seguida da minha voz.

You with the sad eyes
Don't be discouraged
Oh, I realize
It's hard to take courage
In a world full of people
You can lose sight of it all
And the darkness inside you
Can make you feel so small

(Você com os olhos tristes 
Não seja desencorajada 
Oh, eu percebo 
É difícil ter coragem 
Num mundo cheio de pessoas 
Você pode perder a visão de tudo 
E a escuridão dentro de você 
Pode te fazer sentir tão pequena)

Meus olhos estavam mirando exclusivamente Faith, que sorria fechado para mim.

— Show me a smile then, don't be unhappy, can't remember when... (Mostre-me um sorriso então, não seja infeliz, não posso me lembrar quando...) — ela me acompanha em seguida — I last saw you laughing... (Te vi rir pela última vez...)

— This world makes you crazy and you've taken all you can bear, just call me up 'cause I will always be there... (Esse mundo te deixa louco e você pegou tudo que pode aguentar, apenas me chame porque sempre estarei lá...) — ela se junta a mim e o mundo ao nosso redor parece desaparecer. 

And I see your true colors 
Shining through 
I see your true colors 
And that's why I love you 
So don't be afraid to let them show 
Your true colors 
True colors are beautiful

(E eu vejo suas verdadeiras cores 
Brilhando por dentro 
Vejo suas verdadeiras cores 
E é o porquê de te amar 
Então não tenha medo de deixá-las aparecerem 
Suas verdadeiras cores 
Verdadeiras cores são lindas)

Sua voz serena entra em meus ouvidos e quase me faz parar de tocar o instrumento. Seus olhos estão ainda mais azuis, e ela os fecha de vez em quando, impossibilitando minha visão desse pequeno oceano em seu rosto.

I can't remember
When I last saw you laughing
This world makes you crazy
And you've taken all you can bear
Just call me up
Cause I will always be there

(Não posso me lembrar quando
Te vi rir pela última vez
Esse mundo te deixa louco
E você pegou tudo que pode aguentar
Apenas me chame
Porque sempre estarei lá)

I see your true colors 
Shining through 
I see your true colors 
And that's why I love you 
So don't be afraid to let them show 
Your true colors 
True colors are beautiful 
Like a rainbow 
Oh, like a rainbow

(Eu vejo suas verdadeiras cores 
Brilhando por dentro 
Eu vejo suas verdadeiras cores 
E é o porquê de te amar 
Então não tenha medo de deixá-las aparecerem 
Suas verdadeiras cores 
Verdadeiras cores são lindas 
Como um arco-íris 
Oh, como um arco-íris) 

A última estrofe termina e a sala parece estar em silêncio, quando, na verdade, oito pessoas estão batendo palmas histericamente. Esse é o poder que apenas um olhar de Faith tem sobre mim. Merda. Estou tão apaixonado por ela.

 

Faith Smith's Point Of View.
Present Day.

Luke não tira os olhos de mim por um segundo durante a nossa pequena performance e isso me deixa sem graça. Tento desviar meu olhar do seu, mas é impossível, ele me puxa cada vez mais para seus encantos.

— Isso que é uma apresentação, seus merdas. — Michael se levanta, fazendo com que a conexão entre Hemmings e eu terminasse. 
Clifford bate palmas altas quando enxuga lágrimas imaginárias.

— Não exagera, Mike. — eu sorrio um pouco sem-graça e me levanto do sofá, já sentindo falta da presença de Luke ao meu lado. 
Assim que me sento ao lado de Evelyn, ela começa a chacoalhar meu braço e me parabenizar, mas tudo que eu faço é voltar a olhar para Luke.

O loiro não observa meus olhos nele, então continuo o observando calada. O olhar vago em alguma coisa boba no chão, as pernas esticadas e os pés na mesa de centro, os dedos nas cordas do violão, enquanto sua cabeça balança fingindo que escuta alguma coisa que Ashton está falando. Ele levanta seu olhar em minha direção, e, mesmo vendo que estou o observando, olha em meus olhos.
Nossa troca de olhares é tão intensa, que eu sinto como se, se alguém passasse entre ela, virasse cinzas. Não sei como ainda me surpreendo com essas coisas, tudo nele é intenso, e eu sei disso. Por isso tenho medo, eu também sou assim, e muita gasolina com muita faísca causa incêndio. Mas às vezes um pouco de fogo é bom.

Meus pensamentos param quando sinto meu corpo ser levantado e jogado contra as costas de Michael. E ele corre em direção à piscina.

— Michael caralho Clifford! — eu grito socando suas costas, mas ele não para — Me solta, porra!

— Vou esfriar sua cabeça, meu amor. — ele gargalha quando me larga e tudo que eu sinto é o choque da água gelada em meu corpo. 
Eu sabia que Mike iria aprontar comigo naquela piscina, eu só não esperava agora.

— Eu vou te matar, você sabe disso, não é? — minha voz sai arranhando a garganta de tanta raiva que eu sentia.
Saio da piscina com as roupas pesadas, meu short jeans estava colado assim como minha blusa – infelizmente – clara que deixava meu sutiã preto à mostra.

A única coisa que Michael faz é rir e antes que eu pudesse correr atrás dele, uma mão me puxa, me fazendo escorregar no chão molhado. Não caio no chão como uma tola apenas porque dois braços me seguram forte contra seu corpo. Abro meus olhos e enxergo o profundo azul dos seus. Meus pelos se arrepiam. Luke. Droga.

— Não vale a pena.

— Você não decide o que vale a pena ou não para mim. — eu suspiro, me endireitando.
Embora eu lute para estar completamente solta dele, parte de mim ainda deseja seu toque quente em minha pele fria.

— Faith...

— Me deixa, Luke. — solto-me de seu aperto e volto a correr atrás de Clifford.

Ele sabe muito bem do que eu estava falando, não era sobre chutar as bolas do meu amigo, e sim sobre ele querer fazer escolhas para mim. E uma delas era nos afastar. Eu não queria ficar longe, mas, mesmo depois de tudo, ele insistia em pensar que era o melhor para mim. O melhor para mim é ele, e só falta ele mesmo perceber.


Notas Finais


True Colors (Versão Acústica/Legenda) - https://www.youtube.com/watch?v=6h9rDXkwrHU
---
Espero que tenham curtido esse capítulo. Até semana que vem. Beijos ♥









💥 Tumblr: http://you-are-my-bm.tumblr.com/
💥 Twitter: @trouxapositivo
💥 Playlist: https://play.spotify.com/user/22mdglpgjrgeejaiqo2vrotca/playlist/06IeoKc3xPMFx0eO2Ftz2s
💥 A Escolhida (por @Kaahh_Santos ): http://socialspir.it/9261299
💥 Trailer: https://youtu.be/yCAyUCTts3g


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...