História My Best Mistake - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Aaron Carpenter, Anna Kendrick, Emma Roberts, Jack & Jack, Matthew Daddario, Shelley Hennig
Personagens Aaron Carpenter, Ashton Irwin, Calum Hood, Jack Johnson, Luke Hemmings, Michael Clifford
Tags 5 Seconds Of Summer, Anna Kendrick, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Luke Hemmings, Musica, Nerd
Exibições 30
Palavras 1.302
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá,
Espero que gostem do capítulo.

Até logo. 💕

Capítulo 4 - She Really Cares?


Fanfic / Fanfiction My Best Mistake - Capítulo 4 - She Really Cares?

Boston, Massachusetts, Estados Unidos da América. 

✸ 

Alexander Thompson’s Point Of View.
Present Day.

Os dias sem Faith estavam sendo muito mais difíceis do que eu poderia sequer ter imaginado há um tempo. Para ser franco, digo que nunca passara por minha cabeça que ela iria se mudar algum dia, estava fora de cogitação. Mas quando Lisa me contou que iriam mudar – o que eu nem imagino a razão – minha primeira reação foi de rir muito, qual é! Era possível que fosse apenas uma gozação comigo; Por quais motivos eles queriam nos separar? Será que nunca tiveram amigos como nós? Ou nunca se apaixonaram como eu? 
A dor diminui enquanto tomo um banho quente, mas não passa a ser imperceptível. Saio, visto meus pijamas e quero cair na cama de novo, só que, quando estou prestes a me deitar, noto uma bandeja com um sanduíche natural com suco de laranja: O típico lanche de hospital. Quero apenas fingir que comi, todavia não consigo repreender meu estômago de roncar de fome; Como metade do sanduíche e sou capaz de ver um bilhete ao lado do prato com uma escrita em letra cursiva: “Converse com ela”, junto de meu telefone. Bufo e penso um pouco, acabo me decidindo e pego o aparelho com pressa, ligo-o e, automaticamente, milhares de notificações aparecem; A maioria delas é de Sarah, abro a caixa postal e coloco a última para tocar. Respiro fundo e aperto para tocar, sua voz preenche meus ouvidos, mas não me tranquiliza como antes. Seu tom é triste e preocupado, só aumenta o vazio no meu estômago. 

— Alex, o que está havendo? Eu sinto tanto a sua falta. — ela funga — Sei que Faith se foi, mas eu ainda estou aqui, não posso perde-lo também! Por favor, me ligue de volta. Eu te amo, Alex, você não está sozinho e eu não quero ficar. — a mensagem acaba e quando percebo, estou discando o número de Faith. 

— Me atenda, Faith. — eu suplico, como se ela pudesse me ouvir. 

— Alex? — escuto sua voz e meu coração se tranquiliza — Ah meu Deus! É você? Estou com tantas saudades, te liguei várias vezes e você não me atendeu. Tá tudo bem? — eu sorrio sem perceber. 
Ela se preocupa comigo.

— Oi. Faith... — suspiro ainda sem acreditar — Me desculpe, meu celular tinha desaparecido em algum lugar. Eu estou melhor, e você? Está gostando da Austrália? 

— Ah, Alex. — ela bufa — Você sabe que não. É uma merda sem vocês aqui. — sua voz treme e fico nervoso ao imagina-la chorar. 

— Faith, eu te amo. — mais do que você imagina — Sarah te ama. Boston nunca vai ser a mesma sem você, mas ainda mora nos nossos corações. 

— Eu não vou conseguir viver aqui, Alexander. Não sem vocês. — escuto seu choro baixo e as lágrimas tomam conta de meus olhos — Quero voltar para Boston. Odeio esse lugar. 

— Você consegue, eu tenho certeza que sim. — engulo em seco — Você é uma das pessoas mais fortes que conheço, Faith, vai ficar tudo bem. 

— Obrigada, Alex. Era tudo que eu precisava ouvir... — sorrio — Tenho que desligar agora, até logo. 

— Eu amo você, não se esqueça, ok? 

— Também te amo, Alex. — e então ela desliga.
Eu sei que me ama, não tanto quanto queria que me amasse, mas apenas isso me faz feliz. Ela pelo menos se importa... Será que realmente se importa? 

Faith Smith’s Point Of View.
Present Day.

Finalizo a ligação e enxugo minhas lágrimas, no mesmo segundo, recebo uma mensagem. É de Ashton, trocamos nossos números hoje.
Hey, Joshua (capitão do time de Lacrosse) vai dar uma festa hoje e quero que vá comigo. Calum vai levar Eve e Mikey tentará convencer Luke. Topa? Xx Ash

Meu coração bate rapidamente e sorrio. Ele quer que eu vá com ele. Sinto vontade de gritar alto e gargalhar, o que está acontecendo comigo? Estava chorando e odiando Sydney agora, e quem é Joshua? Meu Deus!
Olá, Ashton. Quem é Joshua? Que horas é a festa? Só topo se vier me buscar ;) Xx Faith

Logo após recebo sua resposta.
Te mostro quem é depois, não se preocupe, é um babaca, mas faz as melhores festas. Começa às oito, te pego quando quiser. Tá dentro?  Xx Ash (p.s. Preciso encontrar um apelido para você, SOS!) 

Sorrio fraco levando o “te pego quando quiser” por outro lado. Reviro os olhos e o respondo. 
Tudo bem, Ashton, tô dentro. Xx Faith (p.s. Não faço a menor ideia)

Não recebo mais respostas, então apenas me joguei na cama e cochilei por um tempo até acordar morrendo de fome. Fiz um lanche que me sustentava e quando percebi já estava na hora de começar a me arrumar para a festa. Com certeza estava animada, só não poderia beber muito, tenho aula amanhã; Subo para meu quarto e tomo um banho demorado, lavo meus cabelos e demoro um pouco para escolher uma roupa que demonstre que apenas estou lá para me divertir. 

Me visto rapidamente e começo a arrumar minhas mechas castanhas e roxas. Adoro essa cor, mas já estou enjoando, quero mudar logo. Passo uma maquiagem, perfume e estou pronta. Confiro minha vestimenta no espelho depois de enviar meu endereço para Ashton: Vestido vinho, jaqueta e saltos pretos, batom da cor do vestido e maquiagem esfumaçada. Ajeito meus brincos prateados e desço as escadas até a sala, onde me sento no sofá enquanto espero pelo primeiro colega feito em Austrália.

— Aonde vai? — minha mãe pergunta.

— Em uma festa. — dou de ombros e ela não diz mais nada.
Mexo no celular por um tempo e recebo uma mensagem de Ashton dizendo que já chegou, ando até a porta e desejo boa noite para meus pais antes de sair.

Fora de casa tenho uma visão maravilhosa. Ashton está descendo do carro, ele fecha a porta e tudo ocorre em câmera lenta. Se aproxima e reparo em seu traje: Calças skinny pretas, coturnos pretos, blusa de Avenged Sevenfold e jaqueta preta. Seus cabelos brilham e ele sorri ao me encontrar, mostrando suas covinhas. Bendito seja Deus! Que homem é esse? 

— Boa noite. — digo, ele beija minha bochecha e segura em minha mão, me levando até seu carro.

— Ótima noite, Faith. — quase morro quando recebo uma piscadela.
Ainda estou em choque e ele ri de minha feição admirada. 

— O que foi? — pergunta.

— Não, nada... — rio, sem-graça — Só é perfeito demais. — sussurro, tendo certeza que ele não me escuta quando abre a porta do passageiro para mim e dá a volta.
Se senta ao meu lado, liga o carro e a rádio, onde toca Rihanna. Batuco meus dedos na perna e ele quebra o gelo: 

— Quantos anos você tem? — o olho com uma cara de “fala sério?!” e ele ri.

— Faço dezoito em Dezembro. E você?

— Fiz dezenove. 

— Sério? Foi reprovado? — ele assentiu. 

— Uma vez apenas. — deu de ombros — Não faz mal. Acho que não estou preparado para sair do colégio. 

— Eu estou. Mal posso esperar. — bufo.
O assunto acaba aí, onde consigo sentir a vibração da música de longe e me arrepio sentindo falta das festas de BHS. 

Meu acompanhante estaciona o carro uma rua antes da festa, descemos do mesmo e andamos lado a lado até a mansão que aconteceria a diversão. No caminho ele segura firme em minha cintura e eu gargalho.

— Não vou cair, pode relaxar. — ele não ri, apenas me vira para ele ainda segurando em minha cintura.

— Mas vai fugir? — pergunta sorrindo, como se estivesse fazendo piada. 

— Claro que não.


Notas Finais


1 - http://www.polyvore.com/nameless_138/set?id=193003100
---
Comentem um apelido pra Faith além de F, e ajudem o Ash! 💬
Até o próximo capítulo. 🙆









💥 Tumblr: https://you-are-my-bm.tumblr.com
💥 Twitter: @trouxapositivo
💥 Playlist: https://play.spotify.com/user/22mdglpgjrgeejaiqo2vrotca/playlist/06IeoKc3xPMFx0eO2Ftz2s


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...