História My Biggest Problem is You II - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Desavenças, Descobertas, Fama, Justin Bieber, Luanna Perez, Romance
Exibições 86
Palavras 3.487
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


− ALERTA DE ÚLTIMO CAPÍTULO!!!
Agradecimentos nas notas finais, leiam por favor, é nossa despedida.

Capítulo 20 - Epilogue.


Fanfic / Fanfiction My Biggest Problem is You II - Capítulo 20 - Epilogue.

 

Três meses depois

07 de Junho de 2016, Venice Beach

 

Respiro fundo e avalio-me novamente no espelho, meus olhos vão do jeans alto até o maiô de choche preto. Uso um par de argolas enormes nas orelhas, elas combinam com o prateado das duas fivelas do cinto. Prendo os meus fios – agora mais claros – em um rabo de cavalo alto para destacar o brinco e os recentes furos de piercing. São quase cinco da tarde e continuo em casa, já deveria estar a caminho da praia. Calço meus chinelos preto de haste fina e pego a chave do carro, eu preciso correr.

Olho para minha mão e sinto falta do anel de compromisso que Justin me deu, mas infelizmente ele não combina com o look, então optei por um diamante pequeno no indicador. Justin me liga pela quinta vez para saber se já estou chegando, aviso que na próxima não atenderei.

Eu estou ansiosa e nervosa para ver a reação das pessoas, passei a manhã toda e a metade da tarde no salão para conseguir atingir a cor desejada; é certo de que todos irão surtar. O lugar está cheio e eu fico feliz por isso, todos nos empenhamos na divulgação da loja. Tenho certeza que a parceria do Dennis com a Katie será um sucesso, a marca DK irá bombar.

A marca surgiu rápido e com muita correria, Dennis estava realmente empenhado em ter o seu próprio negócio e achou a parceira ideal. Eu participei de todo o processo de construção, tanto do estabelecimento quanto das roupas e ver esse lugar lotado de pessoas – inclusive importantes – é extremamente realizador. Saio do carro e entrego a chave ao manobrista, os fotógrafos direcionam os flashes para mim e ficam histéricos por conta da minha mudança de visual.  

O coquetel acontece na loja e na praia bem em frente, e eu encho o peito para dizer que a decoração está incrível. Procuro por Justin entre as pessoas na areia, Katie deve estar lá dentro, mas Justin me mataria se eu chegasse e não o procurasse primeiro. Paro na areia e poso para as câmeras, é bom ouvir os elogios; sinto uma mão em minha cintura.

– Você pintou o cabelo? – Justin franze o cenho, eu rio.

– Você ainda pergunta? – faço bico em sua direção apenas como pose para foto, ele deposita um selinho em meus lábios.

– Por isso demorou tanto. – conclui. – Você está linda!

Encaro-o, o seu olhar é fofo.

– Obrigada. – sorrio largo. – Você gostou mesmo?

Ele assente.

– Você ficaria linda até careta. – puxa-me, deixo-o me guiar. – mas o que deu em você para fazer essa mudança radical? Ir do vermelho ao loiro não deve ter sido fácil.

– Como se você soubesse algo sobre coloração. – balanço a cabeça rindo.

– Foram anos vendo você tacar aquele treco vermelho na cabeça, alguma coisa aprendi.

– Aquele treco se chama tonalizante, Justin. – olho-o, hoje ele está um amorzinho ou o meu humor que está bom. – Mas respondendo a sua pergunta... Eu sempre amei o vermelho, mas eu acho que já estava na hora de mudar. Eu estou em outra fase da minha vida, um recomeço, e o vermelho sempre simbolizou intensidade para mim, agora eu quero um pouco de tranquilidade.

– Vai ser meio difícil eu me acostumar, eu gostava do vermelho. – envolve minha cintura com o braço. – Mas devo enfatizar que você tem o dom de ficar sexy com qualquer cor, quando te vi já te imaginei em uma ling...

Interrompo-o.

– Justin! – arregalo os olhos. – Cala a boca!

Olho para os lados para ter certeza que ninguém ouviu, Bieber se diverte.

– Estou brincando, princesa. – beija minha bochecha. – É só a minha forma de dizer que você realmente está linda.

Eu sorrio tímida, não lido bem com elogios demais.

– Obrigada. – murmuro.

Cerro os olhos para ter certeza do que estou vendo, Jazzy e Jaxon vêm correndo em minha direção. Abraço os dois monstrinhos e agacho-me para ficar na altura deles.

– Não acredito que vocês vieram! – deposito inúmeros beijos nas crianças. – Que saudade que eu estava de vocês, pequenos!

– Queríamos fazer uma surpresa. – Jaxon envolve o meu rosto com as duas mãozinhas e deposita um beijo na ponta do meu nariz, eu rio.

– Para de dar em cima da minha mulher, zé ruela.

Justin pega sua miniatura e o coloca no ombro, ele roda o corpo do irmão.

– Erin e Jeremy vieram? – Jazzy balança a cabeça em negativa. – Certo... Justin para de chacoalhar o garoto!

Justin para de judiar do irmão e quando eu noto Jaxon está rindo e pedindo por mais, eu gargalho, como pude sentir pena de um pestinha desse?

– Eles vão ficar lá em casa, tem problema? – Justin coloca o irmão no chão, as crianças correm. Fico tranquila quando vejo uma mulher acompanhando-os, Bieber deve ter a contratado.

– Claro que não, eu vou adorar cuidar dessas fofuras.

– Isso, já treina para os nossos filhos.

Olho-o feio, Justin ri. Há dois meses nos mudamos para um apartamento mais próximo da praia, Lil e Za continuaram no apê antigo do Justin e ele não fez questão de cobrar aluguel. Atifa continua no nosso apartamento, mas agora divide-o com uma colega da faculdade.

Encontro Katie conversando com Sharon, franzo o cenho.

– Meu Deus! – Katie se aproxima e me abraça. – Você é louca!

Eu gargalho.

– Gostou? – balanço o rabo de cavalo, ela sorri.

– Eu amei! – pega em meus fios loiros. – Que arraso, Sra. Bieber!

– Gostei desse senhora ai. – Justin diz, reviro os olhos e rio.

– O que a Sharon está fazendo aqui? – aceno para a mesma, ela retribui.

– Quem é Sharon? – Bieber franze o cenho.

– Uma garota que implicava com a Marie no colegial. – Kat dá de ombros. – Mas ela está melhorzinha, eu a chamei, soube que está estagiando em uma revista de moda.

Abro a boca demonstrando surpresa.

– Interesseira!  

– A vida é dos mais espertos, baby. – beija o próprio ombro.

Avisto Scooter e a esposa, cumprimento os dois de longe. Dennis e Atifa me atacam por trás e histerizam por conta do meu cabelo, peço para se acalmarem.

– O que está achando de tudo? – Dennis olhar ao redor, eu sorrio.

– Está tudo incrível, meu amigo, relaxe.

Quando noto Justin já me largou para conversar com os meninos, mas não é como se eu já não tivesse feito isso com ele. Atifa vai para o lado do noivo e eu abraço as costas do Bieber, ele me puxa para inverter as posições. Dennis disponibiliza algumas cadeiras de praia para nos acomodarmos, Ryan e a namorada chegam, mas ela insiste em ver primeiro a loja antes de nos cumprimentar. Lil e Chris vagam pela praia a procura de mulheres, e eu vergonhosamente dou um ataque de felicidade ao ver Charles e Nolan se aproximarem.

– Vocês disseram que não viriam! – digo inconformada, eu estou sufocando o Nolan.

– Opa, surpresa! – dou um tapa em Chaz. – Ai! Você também não disse que iria pintar o cabelo.

– Você quer comparar? – dou-lhe mais um tapa e em seguida abraço-o forte.

– Eu gostei da cor. – Nolan elogia, agradeço.

A música cessa e uma voz soa nas caixas de som postas em um pequeno palco na calçada, Dennis quem fala no microfone.

– Boa tarde, pessoal! – ele sorri. – Obrigada pela presença e prometo que não vou enrolar muito, logo a música irá voltar.

– Ah, ele vai enrolar sim! – Katie nega com a cabeça, todos riem. – Então, falta menos de uma hora para o pôr do sol se juntar a nós, e como música de fundo teremos o novo CD do Justin Bieber exclusivo para vocês, o resto do mundo só irá ouvi-lo no lançamento oficial na segunda-feira.

Justin deposita um beijo na minha bochecha e sai correndo. 

– Faz parte do projeto Journals 2.0 e o resto deixaremos que ele conte a vocês. – Dennis completa.

Os anfitriões saem do palco deixando o cantor sozinho, Justin pega o microfone e ajusta o suporte. As pessoas gritam e aplaudem, até ouço alguns “lindo” e “casa comigo”.

– Obrigada. – sorri. – Antes de cantar duas das minhas músicas preferidas do disco eu vou falar algumas coisinhas. – lambe os lábios. – Primeiro quero agradecer a todos que estão envolvidos no processo e ao apoio dos fãs que sempre tiveram paciência comigo e com a demora desse disco. – ri, todos fazem o mesmo. – E segundo agradecer a inspiração desse disco. – sinto meu estômago remexer, as pessoas gritam e assoviam. – Houve um tempo em que eu pensei ter conhecido o amor, e ele não foi nada receptivo. Eu custei a entender que não havia dado certo dessa vez, porque o amor verdadeiro ainda estava chegando e eu precisava estar livre para deixá-lo entrar em meu coração. Eu nunca pensei que fosse sentir algo como isso, que fosse conhecer alguém como ela; mas aconteceu e foi a melhor tragédia da minha vida. Vocês sabem que o amor consegue ser trágico, não é? Mas o amor lhe dá forças para enfrentar o que for, com ela eu aprendi que por amor nós conseguimos fazer o impossível. Obrigada, Marie, minha maior inspiração! – cubro o rosto com as mãos e sorrio, sinto todos os olhares em mim. – Eu quero que entendam que quando o amor é puro, tudo dá certo. Por isso amem mais, não só suas paixões, mas também seus amigos e familiares. Essa música se chama “Memphis”.

Todos batem palma, principalmente eu. Eu tenho um sorriso bobo e orgulhoso nos lábios, o álbum do Justin está incrível e a abertura da loja está sendo um sucesso. Já passamos por tantas coisas, não me refiro apenas ao Justin, mas aos nossos amigos também; a vida nos impôs barreiras difíceis, mas apesar das dificuldades continuamos aqui, unidos e felizes. Acho que as coisas ruins vêm para nos fazer amar mais, nos mostrar quem realmente está ao nosso lado e nos fazer enxergar que isso vale a pena, viver vale a pena.

Amanhã é aniversário da Katie, então esse luau é muito mais que negócios, vamos festejar o sucesso da marca e o dia da nossa querida loirinha. Viro-me quando tocam em meu ombro, fico surpresa quando vejo Austin.

– Que saudade! – aperto-o forte.

– Eu também, minha marrenta. – sinto vontade de chorar. – Gostei do cabelo.

Encaro-o, quero ter certeza que sua aparência está saudável.

– Como você está?

– Estou bem, de verdade.

Volto a abraçá-lo, eu oficialmente estou chorando. Fecho os olhos ouvindo a voz maravilhosa de Justin reverberar pela praia, Austin me mantem em seus braços. Foi a pedido dele e de Kaleb que fizemos um enterro para Camille, nunca vi o meu amigo tão arrasado como naquele dia e eu pedi perdão por tê-la deixado ir, mesmo com toda a tragédia que sofri eu não queria que ela se fosse deixando para ele toda a dor e decepção existentes. Enterramos o corpo gélido da brasileira ao lado do túmulo de Twist, “conversei” com ele pedindo para que perdoasse a irmã. Depois desse dia Austin anunciou que daria uma pausa na carreira, sem holofotes e saídas, apenas após um mês ele voltou a me contatar por celular, isso foi há três meses e agora ele está aqui comigo.

Abro os olhos apenas para ver Katie, Atifa e Paloma nos envolverem; damos um abraço em grupo e eu agradeço um milhão de vezes por tê-los na minha vida.

Quando a noite chegou eu dei um pequeno discurso no palco e em seguida a banda passou a controlar todos os corpos presentes. Foi engraçado ver minha mãe, Thales e meu pai chegando juntos, Miley e Logan apareceram em seguida. Caitlin me apresenta o namorado, e eu nem sabia que ela namorava.

– Soube que seu pai vai montar uma loja de armas? – Caitlin pergunta.

Balanço a cabeça.

– Sério? – rio. – Será um bom negócio.

– Sim, ele entende muito de armas.

Logan e Joshua saíram do tráfico, Logan se dedicará apenas a carreira de ator e meu pai não havia decidido, até agora. Eu fico aliviada em saber que minha família está se afastando do perigo, claro que eles ainda precisam tomar cuidado, inimigos não costumam ter amnésia. Quem comanda tudo agora são os irmãos Beadles. Peço licença para Caitlin e o namorado, aproximo-me de Drew e Amy, falei pouco com eles hoje.

– Estão gostando?

– Está tudo incrível, Marie. – Amy sorri maravilhada. – Katie caprichou.

– Dennis também não deu descanso, – rio. – queria tudo perfeito.

– Espero que você não se esqueça da nossa reunião com a Louis Vuitton segunda.

– Trabalho agora não. – reviro os olhos. – Hoje eu quero só o meu irmão.

Um fotografo se aproxima e tira uma foto de nós três, peço-o para esperar e junto toda a família. Eu e Justin ficamos entre os meus irmãos e suas respectivas namoradas, Joshua, Selena e Pattie se posicionam no canto esquerdo, enquanto mamãe e Thales ao lado contrário. Mas não foi o suficiente, ao nos ver posicionados Katie correu e fez Atifa chamar por todos os nossos amigos no microfone. Entre risadas e uma certa vergonha esperamos todo o grupo vir ao nosso encontro e tiramos a melhor foto da noite.

– Estamos orgulhosas de você, Katie. – Atifa sorri, Katie está radiante.

– Ai meninas, muito obrigada, por tudo!

– Podem parar com essa melação. – Paloma nega com a cabeça, nós rimos.

– Eu estou muito feliz, gente, mesmo. – encaro-as. – Vocês são as melhores amigas que alguém poderia ter.

– Passamos por maus bocados, mas deu tudo certo. – Katie me esmaga incentivando as outras duas a fazerem o mesmo.

– Eu acho que a Pattie poderia ficar com o Tio Joshua. – Selena se aproxima, noto que meu pai conversa com a minha sogra.

– Eu acho válido, – sorrio. – os dois estão solteiros.

– Justin quem não vai gostar nada, nunca vi filho mais ciumento. – Paloma pega uma taça da bandeja do garçom. – Acabei de ver uma vadia se aproximar do meu alvo, eu vou lá.

Paloma se aproxima do homem tatuado e puxa-o para dançar, a morena com quem ele conversava fica deslocada e meu queixo cai.

– O alvo dela é o Adam? – pergunto rindo.

– Ah, ele é gostoso. – Katie analisa.

– Mas não é para namorar – Selena observa, eu concordo.

– Nem a Paloma é. – Atifa ri e pega o celular. – Meninas, o Za está me procurando. Quem vai comigo?

−  Eu vou. – Kat diz. – Voltamos já.

As duas se afastam, dou atenção a Selena.

– Como vai a pequena Luna?

– Deixei-a com a babá, foi difícil, mas consegui. – Sel sorri. – Ela está cada vez mais esperta, prima. Você precisa ver.

Imagino Selena cuidando da menininha de dois anos, ela sempre teve o lado maternal bem apurado. Luna tem a pele mulata como da mãe verdadeira, os olhos claros do pai e os cabelos bem cacheados, ela é linda. Desde que Camille se foi Selena fez um acordo com Kaleb e assumiu a guarda da menina; os dois não estão mais juntos, Kaleb sumiu pelo mundo, mas mantém contato com a sobrinha. E é tão bom ver a minha prima exalar felicidade, essa criança fez mais do que bem a ela.

Meu pai conversa um pouco conosco e quando ouve o clássico “can’t take my eyes off you” nos puxa para dançar, mas Justin me rouba dele deixando-o apenas com a minha prima.

– Com tantas pessoas ao redor é difícil tê-la só para mim. – me aperta contra o seu corpo.

– É bom para não enjoar, você vê a minha cara todo dia antes de dormir e ao acordar.

– Você não entende que eu sempre precisarei de um pouco mais de você? – me encara. – “Eu te amo, querida. Confie em mim quando eu digo...”

 Cantarola junto com a música, eu sorrio.

“Oh, pretty baby. Não me deixe triste, eu imploro”. – acompanho-o, Justin cola nossas testas.

“Oh, pretty baby. Agora que te encontrei, fique”.

– Você nem precisa pedir. – beijo-o, Justin mantém uma mão em meu quadril e outra em minha nuca. Eu me sinto tão bem com ele, mesmo sabendo que não somos perfeitos, que ainda vamos brigar muito, amá-lo me faz bem. Os desentendimentos tornam-se pequenos quando eu noto que não consigo medir o tamanho do meu amor por ele, ao mesmo tempo em que olhá-lo me enfraquece, também me fortifica e amar não é algo que precise fazer sentido.

– Enquanto você me amar eu estarei no topo do mundo e farei tudo por você.

– Nós estaremos. – lambo os lábios. – Eu amo você, Justin.

– Minha princesinha... – sorri e me dá um selinho. – Relutou tanto para assumir que me queria e hoje está ai, gritando para o mundo que é caidinha por mim.

Dou um tapa em seu ombro, as lembranças do nosso passado como melhores amigos parecem tão distantes agora.

– Cala a boca, seu imbecil! – rio, porque ele ri também.

– Eu também te amo, loirinha. – beija a minha bochecha, aperto os olhos ainda sorrindo.

– Vamos bater os parabéns agora. – Alfredo diz. – Faltam três minutos para dar meia-noite.

A banda para de tocar, Dennis assume o microfone.

– Além de estar contente com a abertura da minha loja devo informa a vocês que minha sócia completará anos daqui a poucos minutos, então vou pedir a ajuda de vocês para puxar o coro de parabéns.

Katie está de boca aberta e completamente surpresa, o coro de “happy birthday” começa fazendo-a rir e chorar. O garçom traz com cuidado o bolo cheio de velas, minha amiga assopra-as e todos gritam e batem palmas. Fogos de artifícios iluminam o céu, a música volta a rolar e eu abraço a minha amiga desejando toda a felicidade do mundo. Dou espaço para outras pessoas a cumprimentarem, vejo como os seus pais estão orgulhosos. Olho ao redor e encontro todos que amo rindo e celebrando, até parece ano novo.

Deixo a água salgada molhar os meus pés e respiro fundo apreciando a beleza do mar e do céu iluminado, os fogos não param de surgir. Solto o meu cabelo e deixo-os cair sobre as minhas costas, eu nem acredito que cheguei até aqui. Entre tropeços, lágrimas e risos, acertos e erros, minha vida finalmente se estabilizou. Eu aprendi a amar mais e conheci a paz que surge em nós quando perdoamos, amadureci e cresci. Eu sei que esse não é o fim, ainda terei que enfrentar muitos problemas pela frente, mas eles não serão nada comparados a fonte da minha força. Enquanto eu tiver quem eu amo ao meu lado sei que ficarei bem.

Justin assusta-me quando me abraça por trás, ele deposita um beijo em meu pescoço e sussurra:

– Eu poderia apenas olhar para você a noite toda.

Viro-me e beijo-o. Eu poderia apenas olhar para você a vida toda.

 

“Então, eu sei, temos problemas, baby, é verdade

Mas eu prefiro trabalhar nisso com você

A seguir em frente e começar com alguém novo”

– As Long as You Love Me.

 

 

NARRADOR

É bom reencontrá-lo, meu querido leitor. Durante a trajetória da estória ouvi pessoas dizerem que falar sobre amor é mais fácil do que senti-lo, e é verdade. O amor é perfeito, nós que não somos e isso nos traz alguns machucados; é preciso aceitar o outro do jeito que é, aprender a lidar com as diferenças e admitir que somos todos humanos, e os humanos falham.

O amor não foi feito para prender, sim para libertar. Não existe um jeito certo para amar, mas existe o jeito errado. Amar é bom, se se tornou ruim deixou de ser amor, amor doentio não é amor de verdade. Amor bonito, é amor recíproco. É preciso tomar cuidado com os falsos amores, as pessoas podem lhe transformar em objeto e fazer de você o escape da realidade. É imprescindível aceitar que você não é amado, não se pode cobrar amor, essa cobrança faz mal tanto a si quanto ao outro. Se você não é amado hoje, será amanhã, por outro alguém.

Não se engane, amigos também partem corações. Errar não é ruim, mas sim manter o erro. Quem se arrepende merece perdão, quem não se importa, também, porque a maior dificuldade do ser humano é entender que perdoar é dar paz a si mesmo. Perdoar não significa que as coisas voltarão a ser como antes, perdoar significa seguir em frente sem qualquer peso que te impeça de viver.

Alguns amores só duram no coração, mas está tudo bem se foi real enquanto durou. Nunca restrinja o amor, você pode amar tudo o que quiser e não precisa ser algo visível ou material. Amor é energia e todos nós a temos. Talvez você não tenha notado, mas eu descrevi todos os tipos de amor que a estória nos mostrou. Só notamos a força do amor quando o sentimos na pele; quando se ama infinito, se faz o impossível.

Então... Até onde conseguimos ir em nome do amor? Isso só você dirá.

 

 

JOURNALS 2.0

1. Life is worth living |  2. Bad day |  3. Recovery |  4. Roller coaster  | 5. Flatine |  6. Memphis |  7. Heartbreaker  |  8. One life  |  9. What do you mean? |  10. No pressure (ft. Big Sean) |  11. No sense (ft. Travi$ Scott) |  12. Purpose |  13. We are |  14. Get used to it | 15. Trust


Notas Finais


1,2,3 e respira fundo...
Eu só quero que saibam que eu sou extremamente grata a todas as leitoras, das fantasmas as sempre presentes. Cada comentário ficou guardado no meu coração e a sensação que tive ao lê-los não teve preço. A primeira temporada de MBPIY me deixou muito a desejar já que foi minha primeira fanfic (quem sabe um dia faço uma releitura), mas eu termino essa segunda e última temporada muito mais satisfeita e extremamente realizada. Espero que MBPIY tenha deixado uma marca em vocês, espero que minha estória tenha sido útil para vocês de alguma forma positiva.
Demorou, mas finalmente pude selecionar a opção "Sim, essa história está concluída" e eu não estou triste, pelo contrário, estou animada para escrever outras estórias e poder compartilhar com vocês. Ano que vem entrarei no 3º ano do ensino médio, meu tempo irá diminuir, mas se tudo der certo eu pretendo voltar em breve com novas fanfics e eu espero que vocês ainda estejam aqui.
Eu espero que MBPIY tenha conquistado um espaço no coração de vocês assim como conquistou no meu.

Estarei aqui: https://spiritfanfics.com/historia/dark-cold-and-hazy-3239887
Fanfic sobre Luke e Selena e eu a amo extremamente, vale a pena ler e descobrir o que se passava entre o casal, há tanta coisa que não foi contada em MBPIY que eu estou adorando poder compartilhar com vocês. Eu vou amar tê-las lá também.

Todo o amor do mundo,
Dani.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...